8/05/2017

ICOARACI

Governo entrega unidades habitacionais para famílias do “Projeto Taboquinha”

O sonho da casa própria se tornou realidade para as famílias atendidas pelo projeto Taboquinha, em Icoaraci. O Governo do Estado entregou nessa quarta-feira/2, 28 apartamentos e uma casa térrea para os remanejados da área de ocupação do Cubatão, garantindo melhores condições de vida aos moradores. A cerimônia teve a participação do governador Simão Jatene, além de secretários de Estado e autoridades locais.
O projeto de urbanização, iniciado em 2008, faz parte das obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), com investimento em infraestrutura, serviços e habitação e recursos do Estado e do governo federal. A iniciativa contemplou a construção de moradias, pavimentação de vias, implantação de rede de esgoto, drenagem e de abastecimento de água, centro comunitário, áreas de lazer e regularização fundiária dos lotes.
Os apartamentos têm 39 metros quadrados, dois quartos, banheiro e cozinha, além de área externa. Todo o processo de seleção das famílias beneficiadas é validado pelo Ministério Público e pela Comissão de Acompanhamento de Obra, eleita pela própria comunidade para interlocução junto à Companhia de Habitação do Pará (COHAB).
“Toda vez que concluímos uma etapa, melhorando a urbanização, entregamos a obra à população. O Taboquinha é um projeto urbano muito grande, com grandes benefícios, principalmente em função da insfraestrutura que estamos fazendo em todo o entorno”, disse a presidente da COHAB, Lene Farinha. Os sete blocos de apartamentos e a casa estão localizados na Rua Santa Izabel, entre Passagem Santa Rosa e Travessa Pimenta Bueno.
O projeto contempla 731 famílias, mas outras deverão ser beneficiadas. “Este número cumpre o projeto da Caixa, mas acredito que conseguiremos aumentar mais. Quem não for contemplado com habitação normalmente, receberá Cheque Moradia para melhorar a habitação, dentro das características do benefício, numa complementação de projetos”, explicou Lene Farinha. Com os imóveis entregues nesta quarta, já são 600 famílias beneficiadas, com previsão de novas entregas ainda neste mês. Entre elas estão mais 38 casas térreas em Icoaraci.
O governador ressaltou outras obras que também estão mudando a vida e a paisagem de comunidades em Belém, como a do entorno do Parque Ambiental do Utinga. “Esta é mais uma obra que estamos fazendo em parceria com a população, pois é por meio dos impostos que conseguimos mudar a realidade delas. Aquela era uma área chamada de Pantanal. Certamente de Pantanal hoje ela não tem mais nada, em função desse esforço coletivo”, comentou Simão Jatene.
Dignidade – Entre os que comemoram a nova moradia no Taboquinha está a dona de casa Elisângela Paiva Rocha, 38 anos, que morou em uma palafita durante mais de sete anos. Ela foi beneficiada com o aluguel social por quase dois anos, enquanto aguardava o término das obras em Icoaraci. “Era uma vida muito penosa. Minha casa era de madeira, sem infraestrutura e saneamento básico. Quando o igarapé enchia, a água entrava e atingia os móveis. Quando minha filha era pequena, tinha que sair com ela no colo com água pelos joelhos. Tudo isso acabou. Hoje é um dos dias mais felizes da minha vida. É um sonho realizado”.
A mudança na qualidade de vida é festejada pela comunidade. “Recebemos com muita festa cada entrega aqui no projeto. As pessoas que moravam em área de palafita estão podendo realizar sonhos. Hoje as crianças têm onde brincar e as famílias estão resgatando a dignidade. Temos casas boas, drenagem e estação de tratamento de esgoto, que beneficiará toda a sociedade”, destacou a presidente da Associação dos Moradores do Taboquinha, Rosa Souza.
Após a entrega dos imóveis, ainda em Icoaraci, o governador visitou as obras de restauração do prédio histórico do Chalé Tavares Cardoso. Orçada em R$ 2,8 milhões, a obra é executada pela Prefeitura de Belém em parceria com o Governo do Estado, que repassou o recurso por meio de convênio. Logo depois, ele seguiu para o Hospital Abelardo Santos, que será o maior espaço de saúde público da Região Metropolitana de Belém, beneficiando cerca de 1,2 milhão de pessoas.
Com dez andares e a previsão de abrir 250 leitos, a unidade recebe recursos da ordem de R$ 196 milhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Entre os serviços que serão oferecidos estão clínica pediátrica e cirúrgica, traumatologia, terapia renal, unidade de transplante, maternidade, Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) infantil e adulto e centro cirúrgico com cinco salas.
________________
Lidiane Sousa 

  Jatene entrega unidades do "Projeto Taboquinha"
Projeto Taboquinha. Promessa cumprida

♦♦♦ Fotos: Antonio Silva 
Agência Pará

Nenhum comentário: