7/23/2016

FELICITAÇÕES



Parabéns, Comendador RAYMUNDO MÁRIO SOBRAL




O
 Jornal do Feio sente-se honrado em cumprimentar o Comendador e jornalista 
RAYMUNDO MÁRIO SOBRAL, pelo transcurso do seu aniversário natalício na última quarta-feira/ 20;
Antigo “Realizador” da extinta TV Marajoara - Canal 2, realizou e levou ao ar um monte de peças maravilhosas e inesquecíveis, como por exemplo Morro dos Morros Uivantes de Emile Bronté, tudo ao vivo,com poucos ensaios, cenários próprios e atores devidamente caracterizados, todos oriundos do Grande Teatro Marajoara, transmitido pela ZYE-20 – Rádio Marajoara.
Além disso, para marcar a sua presença escrevia e produzia os programas de humor da emissora.
Em mais de 50 anos de jornalismo, criou uma série de personagens que se tornaram populares, dentre elas as que eu acho mais destacadas Ranulpho Dias, Ocrides Candiru e Tatá Quero Mais, além de um núcleo de informações de tudo e de todos, a Pensão da Cotinha!
Foi também “realizador” por vários anos do Concurso de “Miss Pará”, que dividiu com Rubens Onetti - promotor de eventos – e não foram poucos! – candidato a vereador (observem a foto!) e editou por mais de 20 anos o PQP - Jornal pra quem pode, tabloide mensal (criado em 1979) que marcou época no jornalismo paraense, revelou e deu oportunidade a vários “focas” que até hoje militam nas redações.
Para não ficar longe das lides de imprensa, edita há 18 anos uma revistinha, mês sim, mês, muito simpática, séria e de graça Chá de Cadeira, de circulação dirigida e distribuída a órgãos públicos, autoridades, hotéis, agências de turismo, etc. Ela é encontrada nas melhores salas de espera da cidade.


Em 1987, foi tema da Escola de Samba Quem São Eles, - do bairro do Umarizal onde nasceu e reside (Travessa Almirante Wandenkolk) - com enredo  O Escambau Ilustrado do Comendador.
Duas vezes por semana – as quartas e sábados - escreve a gostosa coluna Jornaleco, no Dário
 do Pará, encontrada no Caderno Você.

Sobral também é escritor. Publicou O Candiru 

de Ocrides: Crônicas. Belém 

Ed.Grafisa, 1976OMotel de Ocrides: Crônicas

Belém, Ed. Grafisa, 1978; Repórter 69. Belém, 

Ed.Cejup, 1987; Santa Ignorância - 20 Anos de 

Papel Pintado. Belém, 

Ed.Santo Antônio, 1993;Melhor do PQP - O Livro 

dos 15 Anos. Belém, Ed. Santo 

Antônio, 1994Dicionário Papachibé - A Língua 

Paraense: 1996;  já na 6ª edição.

♦ ♦ ♦ ♦ ♦ ♦ ♦ ♦ ♦

Sobral é muito amigo de Icoaraci, por isso acrescento neste registro, as felicitações do povo da Vila Sorriso, onde a gente é feliz todo dia sem olhar no calendário, segundo Pires Cavalcante.

PARABÉNS COMENDADOR RAYMUNDO MÁRIO SOBRAL

QUE DEUS O ABENÇOE.

7/22/2016

CRÔNICA DE SAMPA


Velejar e Mergulhar

Nos anos 60, quando ainda estudava no ginásio conheci o José Spinelli, Zeca para os amigos, mas só no começo dos anos 70, quando comecei o namoro com a Fátima e ele com a Palma, que houve uma empatia e saíamos sempre em dois casais. Casamos e fomos padrinhos de casamento um do outro, e eles batizaram o Fábio, o nosso primeiro filho.
Fizemos engenharia na Faculdade de Engenharia Industrial (FEI), trabalhamos na mesma empresa por quase sete anos, e nunca perdemos o contato.
O Zeca, sempre foi muito ativo; é piloto de avião, inclusive chegamos a voar com ele de planador em São José dos Campos, mas ele acabou se dedicando mais ao seu veleiro e passou a dar aulas de mergulho, se tornando fera nessa área, inclusive recebeu recentemente um título internacional da maior Certificadora do Mundo a Membership Achievement Award, pelos seus 20 anos como profissional de mergulho.
Você pode encontrá-lo facilmente pelas praias de Ubatuba, velejando no Soneca, inclusive pode programar um passeio nos mares do litoral norte de São Paulo. 
Acompanhamos de perto o curso de mergulho que ele ministrou para o nosso filho Danilo; inclusive ficamos hospedado na sua casa, onde fomos regiamente tratados por ele e sua esposa Cecilia.                          
Quem quiser conhecer esse belo trabalho, passear no veleiro Soneca ou mesmo fazer um curso de mergulho, poderá encontrá-lo no 
celular 12 99729 2135; ou maiores informações no site www.tio-spinelli.com facebook https://www.facebook.com/jose.spinellineto?fref=ts                                          
Como o próprio Zeca diz: Você tem essas opções, ou se preferir, pode ficar quatro horas em um congestionamento na Av. 23 de maio; ou mesmo, na Marginal aqui da capital....
Hahahahaha.
Abaixo foto do veleiro Soneca, do professor Spinelli e o Danilo  voltando da aula de mergulho.

Saudações são-paulinas.
Semana que vem eu volto, se Deus e o frio de Sampa - melhorou pouco aqui pras bandas do Jardim Catarina -permitirem.



  
Ricardo Uchôa Rodrigues


7/21/2016

RAY CUNHA


O acupunturista velho


BRASÍLIA, JULHO DE 2016 – Sou aluno do Curso de Medicina Tradicional Chinesa da Escola Nacional de Acupuntura (ENAc). A maioria dos meus colegas são jovens, inclusive os professores; boa parte deles são pessoas de meia idade, e alguns são idosos. Talvez eu seja o mais velho, 62 anos. Outro dia um colega ficou preocupado comigo, pois, no seu entendimento, firmar-se como acupunturista pode levar 10 anos; então, eu estaria com 72 anos. Expliquei-lhe que não me preocupo nem com amanhã, quanto mais com 10 anos.
A eternidade é agora; a minha curtição é agora. Só as centenas de pacientes que já atendi voluntariamente, e o sorriso que ganhei de presente de muitos deles, valem mais do que 50 anos de mercado.
Para mim, o significado de juventude é único. Sinto-me, inequivocamente, espírito, e no mundo espiritual não existe a dimensão do tempo. O corpo se submete às leis da matéria: espaço – altura, largura e espessura –, tempo, força de gravidade e código genético. De modo que chega um momento em que até as pessoas mais saudáveis, mais fortes, mais cheias de vitalidade, vão esmorecendo, perdendo o viço, encolhendo, murchando, esfarelando-se, o rosto vai ficando como maracujá de gaveta, as juntas vão emperrando, o coração se esforça desesperadamente. Velhice é a aproximação da morte.
Às vezes, aparece uma rosa que incendeia o coração, e então o Qi da alegria transforma de novo a vida num jardim, e sentimos que a eternidade é agora, intensidade, poesia, vida. A vida jamais se extingue; o que se extingue é a matéria, a matéria sem a vida – átomos.
Os jovens não sabem disso. O que os jovens sentem é que são fisicamente imortais, talvez porque ainda não despertaram para o mundo espiritual. Os jovens são também imortais por causa da beleza inerente à juventude; a beleza é imortal por si mesma, contêm a eternidade das rosas.

Caro colega, já estou descendo a ladeira, sem freio, mas essa velocidade é nada perante o cheiro azul do mar, o perfume das virgens ruivas, as asas da luz.

♦♦♦


••• RAY CUNHA – Escritor e Jornalista baseado em Brasília-DF, Brasil, e o mais antigo colunista do Jornal do Feio

7/19/2016

HOMENAGEM


Livro de Jr. Guimarães terá 2ª edição



A família do escritor José Raymundo de Oliveira 
Guimarães (Júnior Guimarães), falecido 
prematuramente há oito anos, vai bancar a 2ª edição da sua obra Icoaraci - Monografia de um Megadistrito atualmente esgotada.
De acordo com um dos membros da família, tal atitude é uma forma de homenagear o irmão-caçula, falecido em pelo vigor da juventude aos 25 anos, assim como, contribuir para a memória e para cultura icoaraciense, uma vez que a obra é contentemente solicitada nas escolas, colégios, repartições públicas e na Biblioteca Pública Municipal Avertano Rocha e os poucos exemplares existentes são disputados pelos estudantes e pesquisadores da terra.


A nova edição de Icoaraci – Monografia de um Megadistrito está
sendo atualmente revista e ampliada, com o apoio de uma 
equipe - da qual faz parte, o repórter eu, Aldemyr Feio, redator 
deste blog – primo de Júnior Guimarães - que espera concluir o 
seu trabalho até o primeiro semestre deste ano do próximo 
ano. 

7/16/2016

CRÔNICA DE SAMPA



LIVRES PARA VOAR

N
o aniversário de 59 anos da minha esposa Fátima, nosso filho Danilo a deu de presente um salto de paraquedas. 
Em belo domingo do mês de março fomos até a cidade de Boituva, que fica a 123 Km da capital paulista, onde essa prática é comum por lá. Antes de entrarmos na cidade, ainda na Rodovia Castelo Branco, já avistamos no céu alguns paraquedas descendo, uma imagem inesquecível! 
A maior surpresa foi que, só no dia anterior fiquei sabendo que eu também iria soltar, meu filho também me incluiu no pacote. Ainda tentei argumentar, que não era bem esse o meu sonho de consumo, mas não houve acordo, já estava tudo acertado, se a mamãe tinha aceitado numa boa, não era eu que iria amarelar naquela hora.
Após um breve treinamento e algumas orientações em terra, colocamos os equipamentos e entramos em um avião de pequeno porte, alguns sozinhos com os paraquedas e outros com os seus respectivos instrutores. Todos sentados no chão, subimos a 12000 pés de altitude, quando foi aberta a porta do aviãozinho prefixo PT-OGY. 
Tudo estava indo muito bem até colocarmos os pés na porta aberta e olharmos para baixo, aí a adrenalina foi a mil, na minha vez fui arremessado como uma bala de canhão, o vento batia muito forte em meu rosto, mais após alguns segundos o paraquedas abriu aí foi só alegria, parecia que estava flutuando como um planador, aí sim deu pra apreciar a paisagem vista do alto, os carros, casas, arvores, pessoas, todas vistas lá do alto em um visual deslumbrante,até chegarmos ao chão sãos e salvos. 
Foi uma emoção indescritível, que irá ficar sempre na nossa memória.
É isso aí, gente.
Tá pesando quê? O velho ainda queima óleo 30!
Se fosse um pouquinho mais novo iria me candidatar para concorrer nas olimpíadas.
O paulistano aqui tem sangue paraense correndo nas veias.
É, como vocês dizem aí nas plagas papa chibés, sou madeira de dar em doido
Saudações são-paulinas.
Semana que vem eu volto, se Deus e clima de Sampa permitirem.

♦♦♦♦♦



Olha eu aí no espaço!



Fátima mostrou que é parceira em tudo: na terra e no ar 


Ricardo Uchôa Rodrigues

7/15/2016

TRABALHO PROFÍCUO



CAPITÃO SÉRGIO RAMOS deixa o Outeiro




O amigo de fé e irmão camarada Capitão Engenheiro PM Sérgio Roberto Ramos de Oliveira (Capitão Sérgio Ramos), está deixando a Diretoria do Núcleo de Planejamento, da Administração Regional de Outeiro/AROUT,  após quase um ano de atividades. Na importante função emprestou o melhor da sua competência técnica e profissional.
Sérgio tem motivos suficientes para sentir-se 
feliz. 
A menos de um mês a sua filha Ana Gabriela Santos Ramos de Oliveira, diplomou-se 
em Direito pela UNAMA.
No último final de semana, a jovem advogada voou para a Brasília onde fez palestra sobre o tema "A violência Obstétrica" num importante encontro promovido pela Universidade do Distrito Federal.
E em agosto Sérgio Roberto Ramos de Oliveira Júnior, outro filho de Sérgio, receberá o Grau, também em Direito, pela UNAMA.
Sérgio Ramos, na foto especial para este blog aparece junto da esposa Ana Amélia, ladeado pelo repórter e da contadora Telma Menezes.

VISITA ILUSTRE


Padre Hirlan Figueiredo veio visitar o seu povo



O novel padre Hirlan Figueiredo que logo a 
ordenação foi designado pela Mitra
Arquidiocesana para a Paróquia de Nossa 
Senhora da Conceição – Outeiro , esteve entre nós por ocasião da entrega  da Igreja de São Batista e Nossa Senhora das Graças, completamente recuperada,
Uma delegação da igreja do Outeiro, ondeHirlan
faz um excelente trabalho, o acompanhou.


IMPRENSA ICOARACIENSE


Já que se fala n´O ESTADO, está nas ruas a edição mais recente, com matérias interessantes e a impressão com qualidade O Liberal.

Confiram.




Assunto puxa assunto:
Jornal da Vila se prepara para voltar em grande estilo.  Quem garante é John Charles Torres, professor, filósofo e futuro jornalista – está se formando – criador e responsável pelo jornal.