8/17/2015

RAY CUNHA



Hora de varrer Lula Rousseff e o PT do mapa

   Foto: Ueslei Marcelino/Reuters

Lula Rousseff na Marcha das Margaridas, manifestação pró-Dilma financiada com dinheiro público, ocorrida quarta-feira 12 em Brasília 


BRASÍLIA, 15 DE AGOSTO DE 2015 – Lula Rousseff assumiu a presidência da República em 1 de janeiro de 2003 e desde então, agora como ditador nas sombras, manipulando sua marionete, Dilma, vem aparelhando o Estado, inclusive o Supremo Tribunal Federal (STF); elevando o patrimonialismo a um nível que ultrapassou Jeca Sarney, que se apossou do Maranhão, ao qual anexou o Amapá; comandando a maior pilhagem jamais observada em qualquer país do planeta, usando para isso principalmente o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a Petrobras; e instalando a era da mediocridade, nivelando tudo por baixo, depravando tudo em que toca.

Desde então, e lá se vão 12 anos, o país vem sendo pilhado, sucateado e entregue ao sindicato dos ladrões bolivarianos. As Forças Armadas estão quietas, cumprindo seu papel constitucional, numa prova de que a democracia triunfa. Mas o estelionato eleitoral-eletrônico que confirmou a marionete no Planalto e Lula Rousseff ditador nas sombras, foi muito bom que tivesse ocorrido, por uma razão simples: agora, a classe média, e até o povão da periferia, já perceberam em que pântano o PT está metendo o Brasil.

Em 2003, o Brasil estava crescendo, não havia inflação e o desemprego era pequeno. Se nesses 12 anos houvesse investimento pesado e constante na infraestrutura, na educação, na tecnologia e na pesquisa, estaríamos, hoje, ombreando a China. Mas não há mentira que engane todo mundo e o tempo todo. Chegou a hora de acabar com esse sofrimento, de ver, sem poder fazer nada, o país ser assaltado, de ver os cidadãos serem assaltados e assassinados, chefes de família perderem o emprego e mergulharem no desespero e na tragédia, de assistir o dia a dia dos matadouros públicos, os hospitais, de ver bandidos promovendo bacanais nos três Poderes. Basta!

Lula Rousseff criou um negócio engenhoso para receber propina: uma empresa para gerenciar suas “palestras”, a lavanderia LILS (Luiz Inácio Lula da Silva), que, segundo a revista Veja, arrecadou R$ 27 milhões em quatro anos, R$ 10 milhões dos quais pagos por empresas que estão sendo investigadas por corrupção, roubalheira grossa, na Operação Lava-Jato.

Segundo Veja, “de abril de 2011 até maio deste ano, a empresa de palestras de Lula, entre créditos e débitos, teve uma movimentação de R$ 52 milhões. Na conta-corrente que começa com o número 13 (referência ao número do PT), a empresa recebeu R$ 27 milhões, provenientes de companhias de diferentes ramos de atividade. Encabeçam a lista a Odebrecht, a Andrade Gutierrez, a OAS e a Camargo Corrêa, todas elas empreiteiras investigadas por participação no esquema de corrupção da Petrobras. Essas transações foram compiladas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), do Ministério da Fazenda. O Coaf trabalha com informações do sistema financeiro e seus técnicos conseguem identificar movimentações bancárias atípicas, entre elas saques e depósitos vultosos que podem vir a ser do interesse dos órgãos de investigação. Neste ano, os analistas do Coaf fizeram cerca de 2300 relatórios que foram encaminhados à Polícia Federal, à Receita Federal e ao Ministério Público. O relatório sobre a LILS classifica a movimentação financeira da empresa de Lula como incompatível com o faturamento. Os analistas afirmam no documento que aproximadamente 30% dos valores recebidos pela empresa de palestras do ex-presidente foram provenientes das empreiteiras envolvidas no escândalo do petrolão”.

A Polícia Federal fez um grampo em 15 de junho passado entre Lula Rousseff e o executivo Alexandrino Alencar, da Odebrecht, a maior empreiteira do país. Alexandrino está preso em Curitiba. Na escuta, Lula Rousseff menciona o BNDES, financiador das negociatas da Odebrecht.

Nestor Cerveró, ex-diretor da área internacional da Petrobras, confessou à Justiça que em 2006 o PT contraíra uma dívida de campanha de R$ 60 milhões de reais com o Banco Schahin, do mesmo grupo que administrava a construtora Schahin. Pois bem, o PT usou os contratos da diretoria internacional da Petrobras para pagar a dívida da campanha. “O presidente da estatal, José Sérgio Gabrielli, incumbiu pessoalmente Cerveró do caso. O ex-diretor recebeu ordens claras para direcionar o contrato bilionário da sonda à Schahin. Uma vez contratada pela Petrobras, a empreiteira descontou a dívida do PT da propina devida aos corruptos do petrolão. Para garantir o silêncio sobre o arranjo, a Schahin também pagou propina aos dirigentes da Petrobras envolvidos na transação. Os repasses foram acertados pelo executivo Fernando Schahin, filho do fundador do grupo, Milton Schahin, e um dos dirigentes da Schahin Petróleo e Gás. Fernando usou uma conta no banco suíço Julius Baer para transferir a propina destinada aos dirigentes da estatal para o banco Cramer, também na Suíça. O dinheiro chegou a Cerveró e aos gerentes da área Internacional Eduardo Musa e Carlos Roberto Martins, igualmente citados como beneficiários dos subornos” – relata Veja.

Veja: “Além de amortizar as dívidas da campanha de 2006, o contrato da sonda Vitória 10000 serviu para encerrar outro assunto nebuloso envolvendo empréstimos do Banco Schahin e o PT. A história remonta ao assassinato do prefeito petista Celso Daniel, em Santo André, em 2002. Durante o julgamento do mensalão, ao pressentir que seria condenado à prisão pelo Supremo Tribunal Federal, Marcos Valério, o operador do esquema, tentou fechar um acordo de delação premiada com o Ministério Público. Em depoimento na Procuradoria-Geral da República, ele narrou a história que agora pode se confirmar no petrolão. Segundo Valério, o PT usou a Petrobras para pagar suborno a um empresário que ameaçava envolver Lula, Gilberto Carvalho e o mensaleiro preso José Dirceu na trama que resultou no assassinato de Celso Daniel.
“Valério contou aos procuradores que se recusou a fazer a operação e que coube ao pecuarista José Carlos Bumlai, amigo pessoal de Lula, socorrer a cúpula petista. Segundo ele, Bumlai contraiu um empréstimo de R$ 6 milhões no Banco Schahin para comprar o silêncio do chantagista. Depois, usou sua influência na Petrobras para conseguir os contratos da sonda para a construtora. O próprio Milton Schahin admitiu ter emprestado 12 milhões de reais ao amigo de Lula.

“Não fosse pela Lava-Jato, a trama que envolve a campanha de Lula e os contratos na Petrobras permaneceria oculta nos orçamentos cifrados da estatal. A Schahin, que vira seu faturamento saltar de US$ 133 milhões para US$ 395 milhões durante os oito anos de governo Lula, seguiria faturando sem ser importunada”.

Por uma Elba, Fernandinho Afonsinho, o que diz que tem aquilo roxo (estaria estragado?), perdeu a teta do Palácio do Planalto.

Amanhã, os brasileiros irão às ruas para pedir o impeachment de Dilma Lula Rousseff e a desarticulação da quadrilha do PT. A prisão da cúpula da máfia e a repatriação do que avalio em R$ 1 trilhão que furtaram será um segundo passo. Sem isso, estaremos fadados a retroceder a uma republiqueta de banana. Urge resgatarmos nossa cidadania! A pátria precisa de nós!

Seguem-se, em ordem alfabética, os locais e horários da manifestação pelo Brasil, neste domingo 16:

ACRE

Mâncio Lima – 9h30 – Praça São Sebastião (Centro)
Rio Branco – 14h – Em frente do Palácio do Governo

ALAGOAS

Arapiraca – 15h – Praça Marques
Maceió – 9h – Corredor Vera Arruda

AMAZONAS

Benjamim Constant – 16h – Praça Frei Ludovico
Manaus – 16h – R. Djalma x R. Para

AMAPÁ

Macapá – 15h – Praça da Bandeira

BAHIA

Barreiras – 16h – Praça das Corujas
Brumado – 17h – Praça Coronel Zeca Leite
Cachoeira – 15h – Praça 25
Camaçari – 9h30 – Praça Des. Montenegro
Conceição do Coité - 15h – Praça da Matriz
Feira de Santana – 15h – Em frente da Prefeitura
Ilhéus – 15h30 – Catedral São Sebastião / Ct. Dom Eduardo
Itabuna – 15h – Jardim do Ó
Itapetinga - 15h – Lagoa
Jequié - 15h – Praça do Viveiro
Salvador – 9h – Porto da Barra
Vitória da Conquista – 9h – Praça Guadalajara

CEARÁ

Adrianópolis – 9h – Praça Central
Barbalha – 16h – Praça da Estação
Fortaleza - 15h – Praça Portugal
Sobral – 9h – Praça da Coluna da Hora

DISTRITO FEDERAL

Brasília – 9h30 – Museu Nacional (Esplanada dos Ministérios)

ESPÍRITO SANTO

Cachoeiro de Itapemirim - 9h – Praça Jerônimo Monteiro
Colatina – 16h – Praça Municipal (Centro)
Guarapari – 11h – Praça do Radium Hotel
João Neiva – 9h – Praça do Gadioli (Centro)
Linhares – 14h – Praça 22 de Agosto
Marataízes – 9h – Praia da Barra (em frente da quadra de esportes)
Serra – 15h – Praça de Nova Aldeia (Centro)
Vitória – 15h – Praça do Papa

GOIÁS

Anápolis – 14h – Praça Dom Emanuel
Goiânia – 14h – Praça Tamandaré
Jataí - 9h – Praça da Bíblia
Santa Helena de Goiás – 10h – Praça da Igreja Matriz

MARANHÃO

Barra do Corda – 16h – Praça Melo Uchoa
Sao Luis - 16h – Av. Litoranea (Praia do Calhau)

MINAS GERAIS

Araguari – 10h – Praça Getúlio Vargas
Araxá – 10h – Praça da Matriz de São Domingos
Barbacena – 16h – Praça dos Andradas
Belo Horizonte - 10h – Praça da Liberdade
Betim – 9h – Praça Tiradentes
Carbonita - 15h – Praça das Padarias
Cataguases – 10h – Praça Santa Rita
Coronel Fabriciano - 9h – Em frente ao Barrilzinho
Curvelo – 10h – Praça Central do Brasil
Diamantina – 9h – Em frente ao Mercado Municipal
Divinópolis – 15h30 – Praça do Santuário
Extrema – 9h – Parque de Eventos
Governador Valadares - 10h – Praça dos Pioneiros
Ipatinga - 10h – Feira do Canaã / Prefeitura
Itajubá – 15h – Sambódromo de Itajubá
Ituiutaba – 15h30 – Praça Getúlio Vargas
Juiz de fora – 10h – Praça de São Mateus
Montes Claros – 9h30 – Praça Catedral
Muriaé – 14h – Praça João Pinheiro
Ouro Fino – 9h30 – Prefeitura Municipal
Passos – 14h – Av. Juca Stockler, 1130 UEMG (FESP)
Patos de Minas - 10h – Praça do Fórum
Pouso Alegre – 10h – Em frente a Catedral
Poços de Caldas – 10h – Praça Dr. Pedro Sanches
Santa Luzia – 11h – Av. Brasilia
São João Del Rei - 15h – Praça Estação Ferroviária
São João das Missões – 12h – Praça São João
São Lourenço - 15h – Praça João Lage
Sete Lagoas – 10h – Feirinha da Lagoa Paulino
Teófilo Otoni – 20h – Praça Tiradentes
Três Pontas – 15h – Praça da Matriz
Uberaba – 10h – Praça Rui Barbosa
Uberlândia – 10h – Praça Tubal Vilela
Varginha - 10h – Concha Acústica (Centro)
Viçosa - 10h – Quatro Pilastras (UFV)

MATO GROSSO DO SUL

Campo Grande – 14h – Praça do Rádio
Caracol – 15h – Praça 1º de Maio
Dourados – 15h – Praça Antônio João

MATO GROSSO

Cuiabá – 16h – Praça Alencastro

PARÁ

Paragominas – 16h – Praça Célio Miranda
Belém – 8h – Escadinha Estação das Docas
Marabá – 16h – Praça Duque de Caxias

PARAÍBA

Campina Grande – 15h30 – Praça da Bandeira
João Pessoa – 13h30 – Av. Epitácio Pessoa (em frente do Grupamento de Eng.)

PERNAMBUCO

Olinda – 10h – Praça Do Quartel (Bairro Novo)
Orobó – 15h – Quadra Central
Petrolina - 15h30 – Praça da Catedral
Recife – 9h30 – Av Boa Viagem

PIAUÍ

São Luís do Piauí - 16h – Rua Francisco de Sousa Salles
Teresina - 16h – Av. Mar. Castelo Branco em frente à Alepi

PARANÁ

Apucarana – 15h – Praça Rui Barbosa
Arapongas – 15h – Praça Mauá
Cascavel – 15h – Catedral N.S. Aparecida
Castro – 15h – Praça Manoel Ribas
Curitiba – 14h – Praça Santos Andrade
Dois Vizinhos – 15h – Praça da Amizade (Praça do Pedágio)
Foz Iguaçu – 9h – Praça do Mitre
Francisco Beltrão – 15h – Calçadão da Igreja Matriz
Guarapuava – 16h – Praça Cleve
Irati - 15h30 – Praça da Bandeira
Jacarezinho - 16h – Faculdade de Filosofia
Laranjeiras do Sul - 14h – Praça José Nogueira Amaral
Londrina – 15h – Colégio Vicente Rijo
Maringá – 14h – Catedral
Palmeira – 14h – Praça da Rua Conceição
Paranaguá – 15h – Praça da Bíblia (ao lado do terminal urbano)
Paranavaí - 14h – Praça dos Pioneiros
Ponta Grossa – 15h – Praça de Novoa Aldeia (Centro)
Querência do Norte – 13h – Praça Central
Rio Negro – 15h30 – Praça Lauro Müler em Mafra
Toledo – 14h – Lago Municipal
Wenceslau Braz – 16h – Espaço Chico

RIO DE JANEIRO

Cabo Frio – 15h – Praça da Cidadania / Praça Porto Rocha
Niterói – 10h – Reitoria Universidade Federal Fluminense
Petrópolis – 14h – Praça Dom Pedro II (Centro)
Resende – 14h – Calçadão Campos Elíseos
Rio de Janeiro - 11h – Praia de Copacabana em frente à R. Sousa Lima, Posto 5
Volta Redonda – 9h30 – Praça Brasil

RIO GRANDE DO NORTE

Caico – 16h – Av. Renato Dantas (Rodoviária)
Mossoró – 16h – Rua João Marcelino (Praça do Diocesano)
Natal - 15h – Midway Mall

RONDÔNIA

Porto Velho – 14h – As 3 Caixas D’água
Presidente Medici – 15h – Av 30 de junho (Auto Posto Santa Maria)

RORAIMA

Boa Vista – 15h – Praça Caixa d’água / 16h – Praça do Centro Cívico

RIO GRANDE DO SUL

Alegrete – 15h – Praça Nova (Camelódromo)
Cachoeira do Sul - 13h30 – Paço Municipal (Cheateau d’Eau)
Campo Bom – 9h – Largo Irmãos Vetter
Canela – 13h30 – Catedral da Pedra
Canoas - 15h – Praça do Avião
Caxias do Sul - 15h30 – Praça Dante
Erechim – 14h – Praça da Bandeira
Espumoso – 15h – Praça Borges Medeiros
Ibirubá – 14h – Praça General Osório
Imbé – 14h – Prefeitura
Lajeado – 15h – Parque Theobaldoo Dick
Novo Hamburgo – 15h – Praça Punta Del Este
Pelotas – 15h – Praça Cel. Pedro Osório
Porto Alegre - 14h – Parcão
Santa Cruz do Sul - 15h – Praça do Palacinho
Santa Maria – 14h – Praça Saldanho Marinho
Santa Rosa – 16h – Parcão
Sapiranga – 15h – Parcão
São Gabriel - 14h – Trevo entrada da Cidade
Uruguaiana – 15h30 – Praça Braão do Rio Branco
Vacaria – 15h – Praça Daltro Filho

SANTA CATARINA

Araranguá – 16h – Calcadão Central
Balneário Camboriú – 15h – Praça Almirante Tamandaré
Blumenau - 14h – Em frente a Prefeitura
Brusque - 10h – Praça da Prefeitura
Campos Novos – 16h – Praça Lauro Muller
Caçador – 15h – Praça da Carroça-Beira Rio
Chapecó – 10h – Praça Coronel Bertado
Concórdia – 10h – Posto Lamonato
Criciúma – 16h – Parque das Nações
Florianópolis – 15h – Trapiche da Beira-Mar
Gaspar – 14h – Prefeitura
Itajaí – 15h – Beira Rio (Av. Min. Victor Konder)
Itapema – 15h – Praça da Paz (Centro)
Jaraguá do Sul - 15h – Praça Angelo Piazera
Joinville – 15h – Praça da Bandeira
Mafra – 15h30 – Praça do Alto de Mafra
Maravilha – 17h – Praça da Matriz
Morro da Fumaça – 14h – Ao lado da Prefeitura
Timbó – 9h – Prefeitura
Tubarão – 16h – Praça Sete em frente ao Museu Willy Zumblick

SERGIPE

Aracaju – 15h – Treze de Julho

SÃO PAULO

Adamantina – 16h – Praça Élio Micheloni
Americana – 16h – Praça do Trabalhador
Araraquara – 16h – Praça da Arena da Fonte
Araras – 15h – Praça Barão de Araras
Araçatuba – 9h30 – Av. Brasília x Pompeu
Assis - 16h – Praça Arlindo Luz
Atibaia – 10h – Praça da Matriz (Centro)
Batatais – 10h – Igreja da Matriz
Bauru – 8h30 – Av. Getulio Vargas
Bebedouro – 10h – Praça da Matriz (Concha Acústica)
Birigui - 10h – Praça Dr. Gama
Botucatu - 14h – Largo da Catedral
Campinas – 14h – Largo do Rosário
Capivari – 16h – Praça Central
Cerquilho – 15h – Praça do Convivio
Dracena - 14h – Praça Arthur Pagnozzi
Fernandópolis – 10h30 – Praça da Matriz (em frente a Pernambucanas)
Franca – 15h – Catedral
General Salgado – 10h – Calçadão
Guarujá – 17h – Praça das Bandeiras
Guarulhos – 11h – Bosque Maia
Indaiatuba – 9h30 – Parque Ecológico
Itanhaem – 14h30 – Praça da Igreja de Sant’Anna
Itapetininga - 14h30 – Praça dos Amores
Itapeva – 15h – Praça de Eventos Zico Campolim
Itu - 16h30 – Igreja Matriz
Jaboticabal - 16h – Praça 9 de Julho
Jacarei - 10h – Praça da Cidade
Jaú - 15h – Praça do Beko
Jundiai – 9h30 – Av. Nove de Julho
Lençóis Paulista – 14h – Praça do Ginásio de Esportes “Tonicão”
Limeira – 15h – Praça Toledo de Barros
Lins – 9h30 – Praça da Igreja Dom Bosco
Mogi Das Cruzes - 9h – Praça Oswaldo Cruz (Praça do Relógio)
Mogi-Guaçu – 14h – Campo da Brahma
Nova Odessa – 15h – Praça José Gazzetta (Centro)
Osasco – 14h – Estação de Trem
Ourinhos – 14h – Praça Mello Peixoto
Penápolis – 9h – Santa Leonor
Peruibe - 14h – Praça Lino Passos
Pindamonhangaba – 15h – Praça da Cascata
Piracicaba – 9h – Praça José Bonifácio
Piraju – 13h – Praça Matriz São Sebastião
Pirajuí – 15h – Praça na frente da Prefeitura
Pirassununga – 15h30 – Praça Central da Matriz
Pompeia – 9h – Via expressa em frente a rotatoria da Unipac
Praia Grande - 14h – Praça 19 de Janeiro
Presidente Epitácio – 15h – Praça do Cruzeiro
Presidente Prudente – 16h – Parque do Povo (Prox. Colégio Poliedro)
Presidente Venceslau – 9h – Praça Nicolino
Promissão – 10h – Praça Nove de Julho
Ribeirão Preto – 10h – Praça XV
Rincão - 14h – Prefeitura Municipal
Rio Claro – 9h – Praça dos Bancos
Salto – 16h – Praça XV
Santa Bárbara D’Oeste – 16h – Em frente a Prefeitura
Santa Fé do Sul - 15h – Praça Salles Filho (Centro)
Santo André – 10h – Paço Municipal
Santos - 14h – Praça da Independência
Sertãozinho – 16h – Praça 21 de Abril (Centro)
Sorocaba – 15h – Praça do Canhão
Sumaré - 10h – Praça das Bandeiras (Centro)
São Caetano do Sul – 14h – Av Goiás próximo Escola Digital
São Carlos – 10h – Av. Com. Alfredo Maffei (Praça do Mercado)
São José do Rio Preto – 10h – Em frente a Prefeitura
São José dos Campos – 14h – Praça Afonso Pena
São João da Boa Vista – 9h – Praça Cel. Joaquim José
São Paulo – 14h – Av. Paulista x R. Pamplona
Tatuí – 15h – Praça da Matriz
Taubaté - 15h – Praça do Batalhão
Tietê - 11h – Praça Dr. Elias Garcia
Ubatuba – 10h – Pista de Skate
Vinhedo – 14h – Portal
Votuporanga - 10h – Concha Acústica

TOCANTINS

Palmas – 16h – Praça dos Girassóis

NO EXTERIOR (HORÁRIO LOCAL)

ALEMANHA

Berlim – 16h – Embaixada Brasileira
Frankfurt - 16h – Consulado Brasileiro

ARGENTINA

Bariloche - 15h – Centro Cívico

AUSTRÁLIA

Sydney – 16h – Martin Place

BOLÍVIA

Cochabamba - 12h – Praça das Bandeiras

CANADÁ

Montreal - 15h – Consulado do Brasil
Toronto - 14h – Queen’s Park

ESTADOS UNIDOS

Miami – 15h – Bayside
Nova York – 14h – Times Square, 45/46
San Francisco – 13h – Justin Herman Plaza
Seattle - 14h – Seattle Mall
Washington – 10h – Embaixada Brasileira

FRANÇA

Paris - 16h – Embaixada Brasileira

INGLATERRA

Londres - 15h – Embaixada Brasileira

IRLANDA

Dublin – 16h – Embaixada Brasileira

ITÁLIA

Milão – 16h – Consulado Brasileiro
Roma- 16h – Embaixada Brasileira

PORTUGAL

Lisboa – 16h – Praça Luís de Camões/Consulado Brasileiro
Porto – 16h – Consulado Brasileiro

______________________________________


•• RAY CUNHA – Escritor e Jornalista baseado em Brasília

8/14/2015

EVOLUÇÃO




  TV Cultura do Pará firma parceria inédita com TV Cultura de São Paulo
 
 
A partir  desta segunda-feira/17, a TV Cultura do Pará começa a exibir a programação da TV Cultura de São Paulo, reconhecida como o segundo canal de maior qualidade do mundo. A parceria será celebrada por meio de um Termo de Cooperação Cultural, que permitirá, ainda, o intercâmbio entre os profissionais das duas emissoras e a digitalização do acervo da emissora paraense.
Para a presidente da Cultura Rede de Comunicação, Adelaide Oliveira, oficializar a parceria entre as duas emissoras de TV abre novas possibilidades. “Teremos maior integração entre os profissionais e vamos disponibilizar um conteúdo que é referência em qualidade para emissoras públicas do mundo todo. 
Pelo menos duas gerações de brasileiros conheceram o potencial das TVs públicas através do conteúdo da TV Cultura de SP. Agora, esse conteúdo se alinha com o que é produzido no Pará. Ou seja, mais informação, mais diversidade de opiniões e cultura disponível para os paraenses”, diz ela.  
Segundo Fábio Borba, coordenador de projetos da Fundação Padre Anchieta, responsável pela TV Cultura de São Paulo e ainda Univesp TV, canal Multicultura Educação e rádios Cultura Brasil e Cultura FM, firmar acordos com emissoras de outros Estados reforça o conceito de rede pública no Brasil. Para ele, a união da Fundação Padre Anchieta e da Cultura Rede de Comunicação, duas das principais instituições de comunicação pública do país, “é um grande marco para o fortalecimento da rede pública nacional”.
A cooperação entre os nossos veículos de comunicação e emissoras de todo o país é importante para levar um conteúdo educativo e tão necessário para nossa população, ainda muito carente no acesso à informação de qualidade e gratuita”, diz Fábio Borba, reforçando que essa missão tem como objetivo promover a formação crítica para o exercício da cidadania, por meio de educação, cultura, informação e entretenimento. “É isso que TV Cultura São Paulo e TV Cultura do Pará farão, com conteúdo nacional e local, no Estado do Pará e em todo o Brasil”.
Atualmente, a TV Cultura São Paulo chega a 1.820 municípios de 21 Estados brasileiros, alcançando mais de 120 milhões de pessoas. Com a parceria, serão mais 113 municípios com acesso à programação pela tevê aberta. Uma grade que inclui programas como os infantis “Quintal da Cultura”, “Que Monstro te Mordeu?” e “Vila Sésamo”, que voltará a ser produzido, além do jornalismo do “Roda Viva”, “Jornal da Cultura”, “Repórter Eco”, “Planeta Terra” e “Matéria de Capa”. Tem ainda o entretenimento de “Sr. Brasil”, “Viola Minha Viola”, “Metrópolis”, “Ensaio” e “Persona em Foco”. Para Fábio Borba, marcas fortes da TV Cultura que já ganharam o coração dos brasileiros e estão enraizadas na cultura televisiva nacional.
Qualidade
No ano passado, a TV Cultura de São Paulo foi apontada como o segundo canal de maior qualidade do mundo, de acordo com uma pesquisa britânica encomendada pela BBC e realizada em 14 países. A emissora brasileira só ficou atrás da BBC One. A Rede Globo ficou em 28º lugar.
Em 2015, a TV Cultura é finalista do Festival comKids – Prix Jeunesse Ibero-Americano, com três produções próprias: “Quintal da Cultura”, “Incluir Brincando” e “Que Monstro te Mordeu?”.
A Fundação Padre Anchieta também abre espaço em seus veículos para a produção das emissoras parceiras, como a exibição de documentários no canal Multicultura Educação. Além disso, está em pauta a aquisição de conteúdo da TV Cultura do Pará para ser exibido em breve pela TV Cultura de São Paulo.
Sobre o incentivo à produção audiovisual nacional, Fábio Borba explica que a fundação estabelece, junto aos parceiros, uma agenda de capacitação para que conheçam todas as etapas de formatação de projetos voltados à emissora pública, seja por meio da Lei Rouanet ou de audiovisual. “Existe uma abertura para a elaboração de projetos em conjunto, o que é um grande ganho para as duas fundações. A expectativa de trabalhar projetos do Pará, da Amazônia, é grande e animadora”, diz ele.
Nesse contexto, a conservação e a manutenção do acervo das emissoras públicas no Brasil merece uma atenção especial. “Infelizmente, por falta de uma política pública que trate do assunto, muito da história registrada em película está sumindo. Essa questão foi tratada quando a visitei a sede da TV Cultura do Pará, em Belém. A Fundação Padre Anchieta pretende criar um grande debate com as emissoras públicas para tratar exclusivamente desse assunto. Mas vamos atuar com a TV Cultura do Pará para a preservação do acervo, ação que também está sendo discutida com a TV Aldeia, emissora educativa do Estado do Acre”, assegura.
Programação
Com a parceria entre as duas emissoras, a TV Cultura do Pará passa a reproduzir a programação da emissora paulista no horário da manhã, até 14h30, quando entra no ar o “Sem Censura Pará”, seguido pelo “Sem Censura” nacional, da TV Brasil. Às 18h30, é a vez do “Jornal Cultura” e às 19h entram no ar os programas locais, como “Coxia”, “Arquivo Cultura” e “Circuito”, retomando a transmissão da TV Cultura de SP às 20h.
Para Tim Penner, diretor da TV Cultura do Pará, afirma que além dos produtos infantis, jornalísticos e de entretenimento, outro destaque da emissora paulista é a valorização do acervo, com programas que trazem de volta clássicos como Oscarito e Grande Otelo. “Com essa parceria passamos a disponibilizar também para os nossos telespectadores essa memória da televisão brasileira”, finaliza.
______________
Marcia Carvalho