9/29/2012

LUIZ SOLANO – O Repórter do Planalto



A SAÍDA DO PERTENCE
A insatisfação com a presidente Dilma Rouseff levou o presidente da Comissão de Ética Pública, Sepúlveda Pertece. a pedir demissão do cargo. O ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal tinha mandato até o fim de 2013, mas saiu em protesto contra a interferência da presidente Dilma nos trabalhos destinados a apurar a conduta ética dos servidores de primeiro escalão.
Falando com a reportagem do JORNAL DO FEIO, ele disse que não há um motivo determinante, apenas houve uma mudança radical na composição da comissão. Dilma decidiu não renovar o mandato de Fábio Coutinho e Marília Muricy.
Os dois conselheiros foram responsáveis pelos processos administrativos contra o ex-ministro Antonio Palocci, por suposto enriquecimento ilícito em trabalho de consultoria; Carlos Lupi acusado de desvio público, inclusive pedindo a demissão dele do cargo e do ministro Fernando Pimentel, que teria pegado carona num avião de empresário para viagens ao exterior, caso ainda não julgado.
A abertura de investigação causou mal estar no Palácio do Planalto, o que mostra claramente que a presidente governa com mão de ferro, tendo com auxiliar o ex-presidente Lula, numa atitude que lembra governo ditatoriais, a exemplo de Cuba e Venezuela.

TELEFÔNICAS

Venho observando crescente dificuldade em realizar e manter ligações de qualidade na telefonia celular. Amigos clientes de todas as operadoras com o mesmo problema.As contas pontuais e caras. ANATEL parece mais carneirinho em terra de lobos. Nós, mais idosos e que diga o Aldemyr Feio, que morou algum tempo no Rio de Janeiro, já vimos este filme com enredo pavoroso. Chamava-se TELERJ do finado Grupo Telebrás. Estaremos novamente no limiar do caos nas Telecomunicações.
Ainda tem tempo para corrigir as falhas.

FARRA COM CARTÕES

Estelionato no Brasil não dá prisão. Numa hora dessas, ele já está solto e bem longe daqui. Como são empresas internacionais, a farra vai terminar quando autoridades de outros países o pegarem. Aí é cadeia mesmo e fiança milionária, não essa frouxura como é no Brasil. Se eu fosse ele, dava o golpe só em países como o Brasil, pois nunca ficaria preso por esse tipo de crime.
Estou falando de um brasileiro de Goiânia, que usou vários cartões coorporativos de empresas internacionais e deu um grande golpe em Brasília, já está solto e pronto para outra.
Se fosse lá fora a situação seria bem diferente.

ELEIÇÃO FINALMENTE

No próximo domingo teremos eleições municipais em todo o Brasil. Cerca de 5.670 municípios vão eleger ou reeleger os novos prefeitos encarregados da administrar os municípios muitos pobres e outros ricos.
No Pará, em especial Belém, poderemos ter surpresas no resultado; enquanto que no interior paraense, novas lideranças vão surgir, com expectativa para 1014, ano que teremos eleições para Presidente, Governador, Deputado Federal, Senador e Deputado Estadual.
O novo prefeito de Belém, vai precisar ter muita garra e determinação, para atrair novos investimentos, principalmente na área de turismo, - um polo pouco explorado e muito caro para o turismo brasileiro que procura outras localidades, já que Belém tem as taxas de hospedagem mais caras do Brasil.
Que vença o melhor em Belém; e faça com que a cidade tenha novamente a sua marca, que no passado foi referência internacional, ou seja, a Porta de Entrada para o Brasil e conhecida mundialmente como a Cidade das Mangueiras.

CONCURSO DO DNIT

O DNIT está anunciando novo concurso público. No entanto, os candidatos que se inscreveram para o certame de abril de 2010, - isto é, há mais de dois anos, e que foi suspenso por suspeita de fraude, - estão sem o concurso e sem taxa de inscrição que foi paga.
É um assalto não devolver essa taxa.
Esse concurso suspenso não tem sentido; e é direito dos inscritos não quererem mais fazê-lo, até mesmo diante da fama do órgão e das suspeitas sobre aquele concurso... e o CESP-Universidade de Brasília e o " famoso" DNIT não querem devolver a taxa.
Será que o Ministério Público não enxerga isso? Será que vamos ser assaltados e vão ficar com as taxas de inscrição pagas de um concurso que não houve e nunca haverá?
É preciso que sejam tomadas providências sobre o assunto.

DESCULPAS E CAIXA DOIS

Não aceitamos as desculpas dos políticos, que tentam justificar como Caixa 2 que desviam dos abusivos impostos pagos pelos contribuintes para uso próprio, seja em campanhas para se eleger, seja para engordar seu caixa particular.
Isso tem outro nome.
Também não se justifica que um magistrado do STF use o mesmo argumento para agir como advogado de defesa inocentando políticos e seus serviçais das penalidades que lhe cabem.
Esses recursos devem ser usados única e exclusivamente em benefício dos contribuintes, finalidade para a qual foram arrecadados.

BULLYING

O novo Código Penal precisa criminalizar o bullyng, visto que, gera transtornos graves na estrutura psicológica de qualquer pessoa, comprometendo sua vida adulta, profissional e afetiva com seqüelas até na velhice.
Os pais, professores e alunos devem ter pleno conhecimento das motivações, consequências e impactos que o bullyng acarreta na vida daqueles que praticam ou sofrem com sua prática.
Importante ressaltar que o bullyng é praticado contra idosos, deficientes, homossexuais e até por questões ideológicas, configurando-se uma situação grave que só fomenta a violência e gera prejuízo social.

ELEIÇÕES ESTÃO AÍ

Uma prática malsinada comum em época de eleições, que se realizam dia 7 de outubro. Os mal intencionados candidatos, principalmente em eleições municipais, aproveitam-se da miséria humana e já dão um prévio aviso de como será a sua atuação de posse do mandato, caso seja eleito.
O interior dos estados brasileiros, principalmente no Nordeste e na Amazônia, onde a miséria, o desconforto e o desrespeito ao ser humano é uma prática comum, os candidatos, além das tradicionais mentiras em panfletos e oralmente, acumulam bugigangas para trocar por votos, como telha, tijolos, cimento, panelas e até escovas de dentes.

ABORTO É ASSASSINATO

A maioria do povo brasileiro é contra o aborto. Um pequeno grupo de políticos e juristas associados a organismos internacionais querem impor a legalização do ato que por si não é legal.
Como a atenção do povo é desviada para questões que nada tem a ver com a educação e saúde do povo, a mídia é parcial na maioria dos casos; e veicula meias verdades em relação ao aborto.
As clínicas clandestinas existem aos milhares mas o aborto não é seguro para as mães de forma alguma. Um erro não conserta o outro. A legalização do aborto não vai tornar menos doloroso para a mãe e muito menos para o filho. A educação é a saída.
A medicina deve ser fiel a seus juramentos e não matar de forma alguma. “A cabeça” das mães deve ser preservada de uma culpa que os psicólogos não podem amenizar facilmente. As diversas religiões não devem ser sensacionalistas ao projetar filmes de fetos abortados, em suas igrejas. É hora de ser coerente com os ensinamentos de Jesus que sempre falou na vida eterna para a mãe e para o filho.
Tenho uma posição formada com relação ao aborto; é uma covardia, pois está sendo assassinado alguém, uma vida que não tem como se defender. O aborto é cruel e, repito, é covarde e anticristão.

O FUTURO

Lula fala de um PT de gente perigosa que, como José Dirceu conta: viveu nas matas para fugir, matar ou morrer. Este é o partido que governa o Brasil, responsável por afundar o pouco da moral que ainda restava no Judiciário brasileiro quando colocaram no STF, os perfis que estamos assistindo hoje.
Tem ministro que não poderia participar do mensalão, a exemplo do Dias Toffilis, que foi advogado do José Dirceu e, como então deve ser pronunciar quando o ex-chefe da Casa Civil da Presidência da República estiver sendo julgado pelos 11 membros do STF?

9/28/2012

ANDRÉ COSTA NUNES


 MÁFIA DO  LIXO



Como deu para perceber a questão do lixo é planetária, e não é de hoje, e movimenta, sem exageros, trilhões de dólares por ano.
A dedução é fácil. São mais de sete bilhões de pessoas a produzir mais de sete bilhões de quilos de lixo por dia. A chamada Grande Belém produz duas mil toneladas por dia.
O lixo é, de qualquer maneira, um subproduto da atividade humana, residencial e industrial, que ninguém quer ver por perto, muito menos conviver. Não dá para varrer pra baixo do tapete. Há que haver uma solução e aí mora o busílis. O xis da questão.
Historicamente sempre foi uma atividade secundária para o Poder Público. Como ainda hoje no Brasil é de responsabilidade exclusiva das prefeituras municipais. Quer São Paulo, Curitiba ou Bujaru e Cametá.
Basta um terreno baldio, ermo, de preferência afastado do centro urbano e o problema está resolvido.
Mesmo que a cidade cresça naquela direção, serão, pelo menos por um bom tempo, barracos de excluídos. A maioria a tirar seu sustento exatamente dali. Disputando com cachorros vadios, ratos e urubus.
No caso específico de Belém, o lixo, em grande parte, teve uma função mais “nobre”: aterrou muitas ruas das favelas localizadas nas baixadas antes de se concentrar no Aurá. http://tipoassimfolhetim.wordpress.com/2011/09/01/as-baixadas-de-belem/
Pois bem, na maioria esmagadora dos municípios brasileiros, a realidade ainda é a mesma. No Estado do Pará, seguramente, a totalidade.
Mais acima se falou que Belém era privilegiada (assim como toda cidade da Amazônia) por dispor de vastas áreas desflorestadas ou não, já que as instalações em si ocupam área relativamente pequena, e no restante seria até bom que houvesse bosque a servir de barreira de proteção e filtragem ao miasma que certamente se formará, das gentes circunvizinhas.
Mas também é privilegiada por ter a oportunidade de barrar para estudar e corrigir, no início, a história de um crime anunciado.
Este projeto, ou projetos, - não obstante ser altamente lucrativo o monopólio do lixo da Grande Belém-, trazem no seu bojo, de maneira oculta, qual um gigantesco Cavalo de Tróia, um perigo ainda maior. Muito maior. Verdadeiro negócio da China. Ao pé da letra:

A importação de lixo de outros países!

E é negócio lícito. Sujo, mas lícito. A legislação brasileira permite a importação de lixo do exterior. E já vem acontecendo amiúde principalmente no Sul do País, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Rio de Janeiro, inclusive, e principalmente, com contêineres de lixo tóxico.
É aí que entra a história da máfia. A Italiana. Ou as máfias, ou, ainda, a Ecomáfia.
Travestidas de empresas regulares, com organograma, administração profissional e tudo, açambarcaram o negócio do lixo em várias cidades da Itália. Uma das empresas holding, chama-se Ecoverde (http://super.abril.com.br/cultura/mafia-616475.shtml), quer singeleza maior?
Com projetos técnicos e rigor europeu devem ter construído aterros sanitários modelares fiscalizados pelas autoridades italianas e, talvez, até pelo Ministério Público de lá.
Os contratos eram os tais público-privados, ou, no popular, terceirizados.
Isso, em pouco mais de dez anos produziu o maior escândalo/catástrofe que a Itália já viu desde a Segunda Guerra.
O lixo industrial tóxico, local e importado de vários países da Europa, principalmente da Alemanha, misturado e camuflado com os tais resíduos sólidos urbanos, foram parar nos “seguros” aterros sanitários.
E os efeitos daquela bomba-relógio de que se falou no início, não demoraram muito se fazer sentir.
Segundo o escritor Roberto Saviano (que vive sob severa proteção policial, semelhante a outro escritor, Salman Rushdie), em seu livro Best Seller mundial – Gomorra – denuncia:

“Ecomáfia”

“O Triângulo da Morte está a poucos quilômetros de Nápoles. Lá, meninas menstruam aos 7 anos, ovelhas nascem com os olhos abaixo da boca e as taxas de câncer são as mais altas da Itália. Graças à indústria do lixo industrial dominada pela Camorra”.
A produção do queijo mussarela, verdadeiro patrimônio nacional italiano, caiu 40%, desde que as búfalas pastaram em antigos aterros, diz-que, recuperados e passaram a produzir leite tóxico.
Vários países europeus proibiram a entrada de mussarela da Itália, bem como o Japão e a Coréia do Sul.
Milhares de búfalos foram mortos e incinerados. O presidente Berlusconi, pessoalmente, supervisionou a operação.
Esta mesma máfia é acusada de afundar dezenas de navios carregados de lixo tóxico ao longo da costa italiana.
Embora muito mais se pudesse falar sobre o assunto, quero finalizar dizendo que a solução para o lixo urbano no Brasil, talvez passe pelos tais aterros sanitários.
Talvez, não, mas o que a mim me parece claro é que não passa pelo açodamento que está ocorrendo em Belém com a licitação do aterro do Aurá e a implantação do de Marituba, este, inclusive, sem sequer ser cogitada licitação por ser empreendimento dito particular.
Nem o tal prazo de lei para que as prefeituras “dêem ao lixo o destino adequado” é motivo para que se negligencie com as cautelas para evitar um desastre para a atual e as futuras gerações.
Esse prazo, verdadeira espada de Dâmocles parece até de caso pensado, já que pouquíssimas prefeituras têm condições técnicas e intelectuais, sequer para buscar recursos para tal empreitada.
Assim, são presas fáceis para o primeiro Salvador da Pátria que se apresentar e, sem qualquer insinuação malévola, máxime às vésperas de um pleito eleitoral municipal.



  ____________________________

André Costa Nunes
htpp://tipoassimfolhetim.wordpress.com

9/26/2012





 Parabéns,   meu filho



         



               Dudu,


Este ano resolvi não mais  pedir ajuda aos escritores e pensadores para mandar uma mensagem para você no dia seu aniversário.

Num dia desses, ao amanhecer de um dia lindo de sol – às 05h45m -, você nasceu no Hospital Rocha Faria, no bairro de Campo Grande, Rio, onde a sua mãe trabalhava como enfermeira;

Foi o maior e o melhor presente que recebi da “Cidade Maravilhosa” que me hospedou por 15 anos e onde aprendi a ser um pouco melhor, mais presente, mais solidário, mais gente.

Repito o que disse os compositores “Braguinha” e José Maria de Abreu: “Rio de Janeiro, gosto de você; gosto de quem gosta desse céu, desse, mar dessa gente feliz.”

Você, um bebezão; branco com a neve, de belos azuis e careca, pesando quatro quilos e meio, e comprido: 73 centímetros e... a minha cara. Chorozão...só parava quando me via, o que fazia eu não me afastar de você.

Você é gente, esperto e inteligente de seu desde o seu nascimento, Dudu.

O seu nascimento, foi um dia especial e de grande alegria para mim. E... quase que você eu não me conhecia: no afã de avisar para todo mundo que eu era papai, vindo de Campo Grande, por descuido, caí da plataforma de Cascadura e por tris um trem que se deslocava da Central do Brasil não me pega.

Fui salvo - uma coincidência incrível - por uma moça que no passado tinha sido minha namorada: a Eliane que morava em Cavalcante. Uma bela jovem de 21 anos, ruiva e muito bonita... - eu sempre eu tive bom gosto!!!

Ela estava esperando uma composição para a cidade e quando me viu caído gritou... imediatamente três guardas ferroviários foram me acudir... como viram que eu não estava alcoolizado, e após tomarem conhecimento de quem eu era, deram-se uma senhora bronca!

No dia seguinte – dispensando do trabalho por oito dias da Artplan Publicidade – mesmo não fumando, comprei na Rua da Alfandega, duas caixas de charutos cubanos e dei para os colegas.

Foi uma festa no intervalo do almoço.

Recordo dos seus primeiros passos e balbuciando as suas primeiras palavras. Papai bem bintar comigo, dizia, e quando não o atendia abria o berreiro!!!

Comilão... traçava um monte de mamadeiras... por hora!

Você nasceu num dia paradoxal em que se comemoram o “Dia do Ancião” e dos gêmeos São Cosme e São Damião, originários da Arábia, de uma família nobre de pais cristãos, no século III. Seus nomes verdadeiros eram Acta e Passio. Um estudou Medicina e o outro Farmácia na Síria, e depois foram praticar em Egéia e na Ásia Menor, sem receber qualquer pagamento. Por isso, eram chamados de anárgiros, ou seja, inimigos do dinheiro.

Diziam "Nós curamos as doenças em nome de Jesus Cristo e pelo seu poder".

Cosme e Damião foram martirizados na Síria por de ordem de Diocleciano, porém é desconhecida a forma exata como morreram. Os fiéis transportaram seus corpos para Roma, e sepultados no maior templo dedicado a eles, construido pelo Papa Félix IV (526-30), na Basílica no Fórum de Roma com as iniciais SS, que na vulgata latina quer dizer - Cosme e Damião, segundo os biógrafos

Eles cuidavam mais das crianças da sua época, - os primeiros pediatras da história. Talvez seja por isso que neste dia as famílias distribuem bolas e bombons às crianças.

E eu a sua mãe, fazíamos isso todos os anos. Comprávamos os doces nas Casas Sendas – que não mais existem – para que nenhuma criança ficasse sem o brinde.

Dudu, - alegria invade o meu coração, por ter lhe dado à vida, por ter lhe dado um nome que você honra fielmente em todos os lugares e em todos os momentos.

E você continua lindo, apesar de carregar o nome Feio.

Dando uma de pai coruja, posso garantir que a beleza mora, está com você por dentro de por fora.

Apesar das paqueras, ainda continua invicto, solteiro.

Filho, o meu coração se enche de orgulho e jubilo por lhe ver saudável tão cheio de vida e se transformado num homem. O tempo tem-lhe proporcionado o crescimento que você precisou, e precisa, para encarar o mundo de frente, e crescer com ele.

Com muito esforço, boa vontade e aplicação aos estudos, conseguiu um grau superior: é biólogo.

Para orgulho da sua família.

Você, filho, está hoje distante fisicamente; mas em espírito mora aqui dentro do meu coração e todos os dias e todas as horas a sua lembrança ainda corre por todos os cômodos da casa aqui em Icoaraci que, eventualmente, você vem matar as saudades.

Hoje, 27 de setembro, dia do seu aniversário agradeço a Deus por tê-lo colocado em meu caminho, me dando motivos para acreditar na vida, nos sonhos, nas tristezas e nas alegrias.

Que hoje e em todos os dias possa haver alegria nesse seu coração que bate forte no contexto da vida e agradeça por tudo que ela tem lhe dado.

Nossa amizade será para sempre um cristal precioso, como disse o poeta, que brilhará a cada amanhecer de um novo dia.

Amo você, meu Luís Eduardo – que desde novinho foi rebatizado carinhosamente de Dudu. Desejamos a você tudo de melhor que a vida possa dar, além de parabéns e muitas felicidades. Nós: eu, Telma, Adelmo, Agatha, D. Terezinha, D. Conceição e todos os parentes de Belém, de Manaus, de Fortaleza, de Recife, de São Paulo e do Rio de Janeiro.

Que Deus esteja sempre em seu caminho.

Aliás, nem precisa dizer; mesmo neste mundo, você já pertence a Ele.

Perdoe a emoção que domina neste momento este velho sessentão ao tentar mostrar a todos que o seu único filho – assim como Jesus Cristo – é um cara muito bacana, adora o seu pai, se preocupa com ele e de vez quando lhe dá uns puxões de orelha.

Por sinal, merecidos.

Obrigado por você existir.


Feliz Aniversário Luís Eduardo, meu filho!

Comandante CAMPELLO




FAZER DE CONTA
 
Em tempos de crise e de intranquilidade social por causas diversas, a CONFAMIL houve por bem convidar a Família Militar a fazer algumas divagações que o nosso imaginário possa exortar, como forma de construir uma base de apoio confiável, para tentar entender esse mar encapelado por tantas conturbações. Vamos exercitar a nossa memória criativa para ver se conseguimos chegar a um estímulo comparativo utilizando o recurso do FAZER DE CONTA sobre questões que afligem a todos nós e que, por razões desconhecidas, carecem de uma vontade politica capaz de solucioná-las, de modo a entender a realidade em que vivemos. Assim sendo, vamos FAZER DE CONTA que temos um governo que se interessa pelo povo como seres desejosos de viverem com dignidade e não como meros vassalos do Estado; vamos FAZER DE CONTA que não existe corrupção dos agentes públicos na apropriação de recursos públicos para fins pessoais em detrimento do povo para o atendimento de suas necessidades básicas; vamos FAZER DE CONTA que a probidade administrativa é uma constante nas administrações nos níveis municipal, estadual e federal; vamos FAZER DE CONTA que a infraestrutura do País está em tão perfeito estado de conservação que a produção circula livremente pelo País; vamos FAZER DE CONTA que o sistema educacional é perfeito, sendo o foco principal da atenção do executivo para erradicar o analfabetismo; vamos FAZER DE CONTA que o sistema de segurança pública é tão eficaz que qualquer cidadão pode circular livremente pelas ruas a qualquer hora do dia ou da noite sem risco de assaltos; vamos FAZER DE CONTA que o sistema de saúde pública funciona com eficiência e eficácia e que nenhum cidadão corre o risco de a ele recorrer e não ser atendido; vamos FAZER DE CONTA que a justiça social é de tal forma atendida que não existe qualquer movimento reivindicatório por melhores salários e adequadas condições de trabalho; vamos FAZER DE CONTA que existe uma politica salarial adequada para todas as categorias profissionais, inclusive para os servidores do Estado que os permita viver com dignidade; vamos FAZER DE CONTA que existe uma política de reaparelhamento das FFAA para que estas cumpram com eficiência e eficácia suas funções constitucionais; vamos FAZER DE CONTA que a Comissão da Verdade deixou de ter razão de existir por não haver sentido a sua vigência ante a impossibilidade de agir com isenção na apuração dos fatos passados que se dispôs a examinar; vamos FAZER DE CONTA que essa mesma Comissão se volte para tratar de assuntos realmente importantes em termos de direitos humanos, não servindo unicamente como fonte arrecadadora de recursos para remuneração de terceiros mais interessados em serem ressarcidos à custa da descoberta de eventuais restos humanos; vamos FAZER DE CONTA que a justiça decidiu reorientar sua linha original de conduta no sentido de defender os ricos contra os pobres para agir com isenção em seus julgamentos independentemente da posição social das partes envolvidas num processo; vamos FAZER DE CONTA que os chefes militares decidiram agir em defesa dos militares em atividade e inativos exigindo o respeito e a dignidade que lhes são devidos pelo exercício de sua profissão e integral dedicação ao serviço do País; vamos FAZER DE CONTA que existe uma politica econômica que prioriza o beneficio ao cidadão e não ao Estado; vamos FAZER DE CONTA que foi sepultado em definitivo o conceito de partido único para governar o Pais. E assim sucessivamente para tantas e intermináveis questões igualmente preocupantes.
Poderíamos divagar muito mais nessa nossa proposta de sonhar sem limites, pois as suposições feitas nos conduz a uma sedutora UTOPIA dificilmente realizável. Mas estaríamos incorrendo num erro grave de vir a sofrer muito mais quando voltássemos à realidade do que vivenciamos em nosso País. PESADELO seria a palavra que mais se coaduna com esse momento que, esperamos, seja o mais breve possível, uma vez que tudo na vida é cíclico e segue uma espiral ascendente em torno de um eixo evolutivo (Pietro Ubaldi), e nada pode impedir que essa evolução continue indefinidamente.
Da mesma maneira com que enfrentamos esse PESADELO que está encerrando o seu ciclo evolutivo, sublimado pelo exacerbado egoísmo dos dias de hoje, a nova espiral ascendente, evoluirá em um nível mais elevado, isso significando um novo avanço pautado na maneira de pensar das pessoas. É irremediável que todo esse processo danoso porque estamos passando se desmorone em razão de seus próprios erros. Contudo, é preciso não perdermos o foco sobre a necessidade de colaborar no sentido de abreviar o término desse PESADELO.

______________________________________
Waldemar da Mouta Campello Filho
Capitão-de-Mar-e-Guerra
Presidente da CONFAMIL
Coordenador do Sistema CONFAMIL

9/22/2012

LUIZ SOLANO – O Repórter do Planalto





Greves Brasileiras - I
 
O Brasil está mesmo se transformando no País das greves. Acho que é mesmo justo o trabalhador reivindicar reajuste salarial e melhores condições de trabalho. Só não acho justo que as categorias utilizem a população como massa de manobra.
Depois dos servidores públicos, agora é a vez dos bancários e dos funcionários dos Correios. O engraçado é que a gente não vai receber as contas e não vai ter onde pagar.
Que bom seria se as contas simplesmente deixassem de existir quando os bancos e os Correios estão em greve!...

GREVES BRASILEIRAS II

Anualmente é infalível a greve de bancários. Ao contrário de nações evoluídas, onde greves são decretadas por 24 horas, aqui é por tempo indeterminado. A reivindicação dos sindicatos todos nós queremos: reajuste ao dobro da inflação dos últimos 12 meses, 10%. Os banqueiros oferecem a inflação e algo mais, cerca de 6%, o que poucas categorias conseguem.
De nada adiantará a greve, que só prejudica o povo, pois jamais banqueiros e Governo Federal concederão algo além desses 6%, que já são a inflação e algo mais.

REPUBLIQUETA?

Infelizmente o Brasil continua sendo uma republiqueta do terceiro mundo, governada a quatro mãos e dezenove dedos. A presidente de direito não passa de um pau mandado de um "presidente" de fato.
Dona Dilma, governe ou renuncie para o bem de todos.
Assim, sem personalidade, a senhora entrará para a história como Pilatos entrou no Credo.

MENSALEIROS

O primeiro passo já foi dado pelo Supremo Tribunal Federal; condenações, embora muito brandas até agora.
Com as atuais leis o condenado só cumpre um terço da pena. Tantos de análise, muito dinheiro público gasto com a burocracia. Foram muitas pastas de arquivo, milhares de cópias de documentos, energia elétrica, água mineral, tempo dos ministros. Tudo isso para pôr na cadeia alguns, por pouquíssimo tempo.
Será que a Justiça obrigará esses canalhas a ressarcir aos cofres públicos os valores embolsados ou desviados, devidamente corrigidos?
Quase todos eles foram nomeados ou eleitos para algum cargo, de modo que continuassem a receber altos salários, talvez para pagar seus advogados e ainda fazer uma boa poupança.
Os homens de bem aguardam com desconfiança o julgamento do senhor José Dirceu, principalmente o voto de um ministro que já foi seu assessor jurídico, ou seja, seu ex-subordinado.

DROGAS

No Uruguai há um projeto do governo para estatizar a venda e produção da maconha. Será a solução para enfrentar o tráfico de drogas? Não. Primeiro porque o tráfico não é só de maconha.
Segundo, estatizar não afasta a concorrência do tráfico.
Só existe uma saída para eliminar o tráfico: liberar toda a droga para vender em farmácia. No início sem restrição, ou seja, até quebrar o tráfico; depois estabelecendo limites. A sociedade precisa se conscientizar que o inimigo maior, nesse momento, não é o consumo, mas o comércio.

EMPREITEIRAS

A única razão por que empreiteiras e construtoras sigam nos primeiros lugares em doações a políticos e partidos, é que esperam a contrapartida; é por que não há almoço grátis.
Parece que há muitas pretendendo substituir a Delta e outras, nos conchavos e licitações. Negócio muito suspeito e caro para os contribuintes.
Hora do Ministério Público e Polícia Federal, entrar nesse assunto, o quanto antes, pois depois das eleições deste ano, teremos as eleições de 2014.

BARGANHA ELEITORAL



Com mensalão ou sem mensalão, o PT continua comprando apoio: ofereceu um ministério a Senadora Marta Suplicy, cuja cultura é "relaxa e goza" em troca de seu apoio à candidatura daquele ex-ministro do ENEM, e dos livros didáticos distribuídos à rede pública de ensino com graves erros de ortografia.
Detalhe: todas as mazelas são pagas com o dinheiro dos explorados contribuintes, ou seja, o nosso dinheiro.
Pergunto: a democracia reivindicada por mais de vinte anos é esta da compra de votos, da compra de apoio político, dos dólares na cueca, do dinheiro na mala, na bolsa, na meia; dos enriquecimentos de poucos, das distribuições de cargos aos derrotados em eleições, e de outras mazelas mais demonstradas nas CPIs e em outras investigações em andamento? Onde estão os caras pintadas ?
OK. Estão em greve.

VALE A PENA

Perguntas me deixam intrigado .Vale mais a pena ser torneiro mecânico e depois presidente da República e sair milionário ou bilionário como dizem? Vale a pena fazer curso de graduação por até oito anos e depois ganhar R$ 2.800 como médico, por exemplo? Eleger-se deputado, senador, vereador, prefeito e tirar proveito próprio e escancarado do cargo? Ser camelô, diante a falta de emprego e correr da polícia, diariamente? Adoecer e ficar nas portas de hospitais jogados à míngua porque os governos tiram dinheiro da saúde para outros fins? E o Ministério Público Federal, estadual e municipal não agem na sua plenitude contra os desmandos dos gestores públicos ? O dinheiro que será gasto com as obras de um evento que durarão 30 dias, não seria aplicado com ênfase, em educação, segurança, infraestrutura e saúde? Por que os governos em geral criam tantos programas sociais com fins eleitoreiros, com o dinheiro do povo ?
Com a palavra, aqueles nos quais a carapuça sirva.
O povo brasileiro, calmo, tolerante está tão inerte tanto quanto vulcões mundo afora, até explodir diante os que nos furtam.
Ainda bem que o Supremo Tribunal Federal está dando o exemplo de moralidade nessa que é total.

FAZER O QUÊ ?

A Secretaria de Segurança Pública dos Distrito Federal, insiste em dizer que a greve dos policiais civis não está atrapalhando o registro de ocorrências nas delegacias. O Sindicato dos Policiais Civis, garante que a categoria está cumprindo a decisão judicial e mantém 80% dos policiais trabalhando.
Errados estão os moradores do Distrito Federal que procuram as delegacias para registrar ocorrências de assalto, roubo e furto e não conseguem.
E o Secretário Sandro Avelar, ainda diz que basta acessar a internet para resolver o problema. E quem não tem internet, faz o quê? E quem precisa do BO (Boletim de Ocorrência) para dar entrada em algum tipo de seguro, faz o quê?
Este é o governo do PT na Capital Federal.

ESTOU TRISTE

Estou triste com a morte do meu amigo, jornalista Walter Guimarães, que sempre me deu apoio quando juntos trabalhamos no jornal O Liberal, dirigido por outro grande amigo, o Rômulo Maiorana.
Já se foram vários companheiros de luta, como Milton Trindade, Roberto Jares, José Travassos, Eloy Santos, Raimundo Sepeda, Horácio Siqueira, Odacyl Cattete, Guilherme Ledo dos Santos...
Égua! Muitos já se foram e parece que a árvore que deu bons e grandes frutos começa a deixar cair os sabores que tantas alegrias deram ao povo paraense e ao jornalismo da “terra das mangueiras”.
Walter Guimarães era meu amigo, e a sua foto estampada aqui no Jornal do Feio, fez com que eu tivesse uma noite de insônia e relembrar os bons momentos em que passamos juntos.

Adeus amigo Walter Guimarães, e que estejas ao lado dos amigos que citei acima e de outros que não me lembro agora.

Descanse em paz, meu amigo de sempre.

RAY CUNHA


O ano de Portugal no paiz petelho


BRASÍLIA, 22 de setembro de 2012 – O Ano de Portugal no Brasil começou no dia 7 de setembro, com o objetivo de promover a pátria lusitana junto aos brasileiros e intensificar as relações entre os dois países. Os portugueses sempre estiveram grudados no Brasil, inicialmente com interesses coloniais e a partir de 15 de novembro de 1889, marco da verdadeira independência do Brasil, com interesses puramente financeiros, agora de mercado. Recentemente, uma patacada içou à tona a relação Brasil-Portugal: o novo Acordo Ortográfico, decretado com o objetivo de “unificar” os idiomas lusitano e brasileiro. O argumento para mudanças ortográficas na língua portuguesa é que a alegada unificação da escrita no Brasil e em Portugal tornaria o português língua oficial da Organização das Nações Unidas (ONU).
Em 29 de setembro de 2008, na Academia Brasileira de Letras (ABL), no Rio de Janeiro, durante homenagem ao escritor Machado de Assis, que completava cem anos de morto (1839-1908), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que sente azia ao tentar ler, assinou quatro decretos de promulgação do novo Acordo Ortográfico no âmbito da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), esta, outra inutilidade. “Com esses atos, Machado de Assis será duplamente exaltado: de um lado, a Academia lhe rende a mais expressiva homenagem neste ano em que celebramos o centenário de sua morte. E, de outro, a assinatura pelo presidente Lula dos decretos que promulgam o Acordo Ortográfico dos sete países lusófonos" – sambou o presidente da ABL, Cícero Sandroni.
Segundo Cícero Sandroni, a promulgação do Acordo Ortográfico concretizava uma antiga aspiração de Machado de Assis, manifestada num de seus discursos, em 1897. “A Academia buscará ser a guardiã de nosso idioma, fundado em suas legítimas fontes - o povo e os escritores, todos os falantes de língua portuguesa” - disse, na altura, o autor de Memórias Póstumas de Brás Cubas. Machado de Assis estava certo; profeticamente certo.
Por que a língua inglesa é a comercialmente mais falada no mundo? Porque a Grã-Bretanha e os Estados Unidos dão as cartas no planeta desde o século 18. Então, se a questão é inserir a língua portuguesa na ONU, é só levar em consideração apenas o Brasil. O português de Portugal se esgotou, não incorpora mais nada, enquanto o português do Brasil foi enriquecido pelo índio, pela África e pelo trópico, e é aberto. Além disso, o país é a sexta economia do planeta, e Portugal é do tamanho da ilha de Marajó, no Pará, e seu PIB é um terço do PIB do estado de São Paulo. Considerando-se o Brasil isoladamente, passamos à frente de Portugal da mesma forma que os Estados Unidos superaram a Grã-Bretanha.
Assim, a reforma ortográfica tudo muda para nada mudar, como diz uma personagem do romance O Leopardo, de Giuseppe Tomasi Di Lampedusa, referindo-se à monarquia italiana, então com as ventosas no erário, como ocorre hoje e sempre no Brasil chavista de Lula e patrimonialista de Zé Sarney. A célebre frase literária se ajusta à nomenklatura lulapetista, embora o destino do Brasil, a província aquífera, agrícola, florestal e mineral mais rica do planeta, seja o de se transformar numa potência mundial, o que só poderá conquistar por meio da democracia. E a democracia dorme no idioma. Só então, a língua brasileira será respeitada, procurada e aprendida. E depois, grandes escritores deste continente chamado Brasil são tradutores da nossa mestiçagem mulata, cafuza e mameluca, e das nossas cores, cheiros e alegria tropicais.
As nações mais desenvolvidas do planeta, como Estados Unidos, Reino Unido, França, Alemanha, Japão, não mexem na etimologia do seu idioma. No nosso caso, viemos de um dos idiomas mais sofisticados da história da humanidade, que é o latim, que, em Portugal, sofreu misturas do gótico e do árabe, desembocando na língua brasileira, oriunda do português de Portugal, tupi-guarani, línguas africanas, palavras estrangeiras incorporadas ao nosso idioma, verbetes pós-modernos, neologismos e nossa maravilhosa cultura mestiça e tropical.
O novo Acordo Ortográfico é o Mensalão cultural. Só beneficia editoras, principalmente as que integram a panelinha do Ministério da Educação. Alguém está enchendo mais ainda a burra, vendendo milhões de novos dicionários, gramáticas normativas e livros em geral ajustados às novas regras, uma das quais extinguiu a palavra “acreano” e criou “acriano”. Os acreanos ficaram furiosos. Mas o que se há de fazer num momento de tanta mediocridade política e intelectual? O PTMDB só foca no faturamento de bilhões. Gosta de sentir o peso do dinheiro na cueca. Quanto ao ensino público e à pesquisa no Brasil foram despejados no vaso sanitário.
Em vez desse estelionato não seria melhor investir maciçamente no ensino básico? E depois o Brasil tem mais com que se preocupar. Enquanto Lula levava seu palanque para a Academia Brasileira de Letras, o Correio Braziliense, maior jornal da capital do país, publicava uma série de reportagens sobre crianças – meninas e meninos – que embarcavam em carros de luxo, no coração de Brasília, para serem estupradas a troco de comida. A propósito, exploração sexual de crianças e escravidão sexual são comuns na província potencialmente mais rica do planeta, mas onde a miséria humana, a escravidão, o assassinato, campeiam: a Amazônia.
A grande tragédia brasileira é a escola pública. O senador Cristovam Buarque (PDT/DF) costuma comparar as escolas públicas brasileiras, regidas por orientação federal, com o Banco do Brasil. Se as agências do BB em Brasília contam com a mesma estrutura das agências nos grotões brasileiros, como, por exemplo, o sertão do Maranhão que Zé Sarney e família providenciaram para o povo maranhense, uma escola pública do Plano Piloto não é a mesma na hinterlândia da Amazônia. O Acordo Ortográfico é mais uma peça de marketing do governo lulapetista, em um país de esmagadora maioria de alfabetizados funcionais – que leem mas não entendem o que leem -, com pelo menos 20 milhões de pessoas que vivem na Idade da Pedra – não sabem escrever e, muitíssimos deles, não têm sequer certidão de nascimento; outros, são escravos mesmo, principalmente nos medievais estados da Amazônia.
No Brasil, não precisamos de reforma ortográfica. Precisamos de reforma política, de reforma fiscal, de reforma educacional, de reforma do Judiciário, de reforma administrativa, de reforma previdenciária, de reforma do estado brasileiro, de pacto federativo, e, sobretudo, de jogar os ladrões de colarinho branco, especialmente mensaleiros, na cadeia, e fazê-los pagar tudo o que roubaram, e também acabar com a indecência da imunidade parlamentar. Faz-se necessário passar a limpo este “paiz” corrupto.
O Brasil não precisa de mudanças na língua. Nenhum povo precisa. O que potencializa a utilização de um idioma é o avanço do seu país, ou países. Fala-se inglês no mundo todo por causa do Império Inglês e, depois, dos Estados Unidos. Aos 5 anos de idade, quando aprendi a ler, lia Walter Disney, Edgar Rice Burroughs, Al Capp, e, a partir de 14 anos, Ernest Hemingway, Franz Scott Fitzgerald, John Steinbeck, Somerset Maugham, via John Ford, Francis Ford Coppola, ouvia os Beatles e, atualmente, utilizo-me da informática. Tudo porque Tio Sam influía até na Macapá de 1959 – minha cidade natal, ribeirinha, perdida na boca do rio Amazonas.
O Brasil não precisa de mudanças ortográficas. Precisa investir maciça e continuamente, de forma nunca desestimulada, em educação, pesquisa e tecnologia. Precisa reduzir o fosso social: de um lado, as Delta da vida ganham bilhões de reais, enquanto indiozinhos e caboclinhos morrem de fome, ou comidos por vermes, giárdia, ameba, protozoário, bactéria e vírus. Muitos dirão: são apenas indiozinhos e caboquinhos. Pois o Brasil só é rico porque tem, também, riqueza étnica.
O Brasil não precisa gastar dinheiro com reforma ortográfica. Precisa tirar das ruas crianças que estão morrendo de fome, de estupro, de drogas, à faca e à bala, o tempo todo. Enquanto essas crianças vagarem nas ruas brasileiras, como pedrada na cara, falastrões como Lula serão apenas perigosíssimos palhaços stalinistas, como Fidel Castro e Hugo Chávez.
O espantoso é que neste “paiz” petelho o Ministério da Educação (MEC) fez apologia da burrice; chegou a distribuir nas escolas públicas um livro, Por uma vida feliz, de autoria da professora (?) Heloísa Campos, com erros propositais de gramática, como “nós vai pescar”. Febeapá petelho em estado bruto. Em tempo, febeapá significa: “festival de besteiras que assola o país”, expressão criada pelo cronista carioca Sérgio Porto, ou, como era conhecido, Stanislaw Ponte Preta. Cheguei a escrever matéria, neste blog, sobre a apologia da burrice e fui acusado de preconceito, e, pasmem, por jornalistas e pessoas que me enviaram até títulos acadêmicos.
Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. Qualquer pessoa com curso superior feito numa universidade federal supõe-se saber que há linguagem falada e linguagem escrita. Conforme a linguística, que estuda o homem do ponto de vista da comunicação, se alguém disser “nós vai lá na doviária e compra 5 real de pão de quejim” e o outro entender o recado, tudo bem, fez-se a comunicação. Mas a linguagem escrita é outra coisa. Trata-se da mais complexa invenção humana, uma série de códigos, amadurecidos durante milhares de anos, capaz de registrar permanentemente e transmitir uma ideia, ou todo um sistema, ou a cultura inteira. Transgredir esse sistema é regredir à Pré-História.
Toda a cultura humana está registrada nos livros, ou na escrita, incluindo os parcos conhecimentos que temos do mundo espiritual, conhecimentos que nos foram passados por mestres como Jesus Cristo e registrados por seguidores. Jesus Cristo, por exemplo, falava em aramaico. Por meio da engenharia da tradução, suas palavras foram grafadas, na Idade Clássica, em grego e em latim, e ganhou o Ocidente por meio da língua inglesa, chegando a nós, brasileiros, pela língua portuguesa.
Voltando ao livro Por uma vida melhor, há um claro contexto que o cerca. Desde quando Lula chegou ao poder, em 2003, foi instalada no Brasil o que o jornalista Augusto Nunes chama de “era da mediocridade”. Lula, que não é burro, mas é esperto e medíocre, nivela tudo por baixo, porque é o que ele conhece. Estimulou um mar de burrice perversa. Inclusive estimulou estudantes a não aspirarem graduação superior. Não se enganem, Lula continua no poder, manipulando sua títere. Por trás de Lula há aquele discurso bandido dos comunistas: Deus não existe, ou melhor, Deus é o politburo, e o politburo sabe o que é melhor para todo mundo, de modo que a vida de todos passa a ter regras comuns e todos serão monitorados. A massa terá que aprender a balir. Todo mundo, menos o politburo, vai virar ovelha. Isso ocorreu na União Soviética e ocorre na China, na Coreia do Norte, em Cuba, na Venezuela, e em todas as ditaduras carniceiras da Ásia e da África, todas elas cortejadas por Lula.
Sabemos que os países desenvolvidos investem maciçamente, de forma nunca desestimulada e nunca descontinuada, em educação, em leitura, no aprendizado cada vez mais sofisticado do maior número de palavras possíveis e de várias línguas, ou culturas. Isso leva para o campo prático todo o saber humano, tanto filosófico quanto tecnológico. No caso do Brasil, a politicalha está se lixando para a Educação, preocupada apenas em roubar.
Simples assim.

● ● ● ● ●


RAY CUNHA – Escritor e Jornalista baseado em Brasília-DF, Brasil

“Caminhada pela Diversidade” abre jogos de educação especial em Icoaraci


A Unidade Técnica de Educação Especial de Icoaraci (utees) promove nesta segunda-feira/24, a partir das 08 h, uma caminhada pela diversidade e cidadania envolvendo os alunos da educação especial do distrito. A passeata abrirá os II Jogos Internos da Educação Especial, que este ano tem como tema “Uma Vivência para a Diversidade e Cidadania”.
Os jogos têm o objetivo de proporcionar a prática coletiva de atividades físicas e educativas dos alunos da educação especial da rede estadual de ensino. Segundo a coordenadora do evento, Ivone Saraiva, a história das pessoas com deficiência vem sendo marcada por diferentes modos de pensar, organizar, construir e transformar a sua vida social; de perceber e expressar a realidade, buscando superar os conflitos e tensões impostas por essa sociedade.
“Os jogos oportunizarão múltiplas vivências e possibilidades de repensar princípios como participação, cooperação e superação, assim conduzirão à valorização da pessoa com deficiência. O jogo se apresentará não como algo para passar o tempo, mas sim como um tempo para compartilhar, aprender e criar”, ressaltou a coordenadora
Além de outros objetivos, busca incentivar a participação de alunos com deficiências em jogos de caráter lúdico e aproximar as famílias e amigos das atividades desenvolvidas pelas pessoas com deficiência. O evento prossegue até o dia 28, no ginásio do SEST-SENAT.
A concentração será em frente da capela de São Sebastião, Rua Siqueira Mendes, esquina da Travessa Pimenta Bueno (Orla de Icoaraci).

9/21/2012



RÁDIO

O ministro do Supremo Tribunal Federal, STF, Dias Toffoli, manteve a obrigatoriedade do horário de transmissão do programa “A Voz do Brasil" pelas emissoras de rádio de todo o País. O ministro acolheu o recurso da União que contestou a decisão do Tribunal Regional da Quarta Região que permitiu uma rádio paulistana a transmitir a Voz do Brasil em um horário alternativo. Dias Toffoli considerou legal a determinação de que empresas de radiodifusão sejam obrigadas a retransmitir diariamente o programa no horário determinado. O ministro aplicou o entendimento da Corte de que a Lei que institui o Código Brasileiro de Telecomunicações sustenta a obrigatoriedade que já constava em uma decisão antiga do STF. A Voz do Brasil é transmitida de segunda a sexta-feira de sete às oito da noite, e já está no ar há mais de setenta anos, com notícias dos três poderes.

MENSALÃO

Por falar no Ministro do STF, Dias Toffoli, a revista Época acaba de disponibilizar no seu site uma corrosiva informação sobre o ministro Dias Toffoli, que abala ainda mais as suas condições de legal e eticamente prosseguir no julgamento do mensalão. Uma certidão da comissão executiva do PT se destaca entre os documentos apresentados ao Banco Rural para compor o cadastro que o partido fez para obter o empréstimo de R$ 3 milhões, sob análise do Supremo Tribunal Federal. Na ata, constam nomes de dirigentes do partido que se tornaram réus no mensalão: José Dirceu, José Genoíno e Delúbio Soares. Aparece também, na condição de delegado do PT, o então advogado da legenda, José Antônio Dias Toffoli.
Obs: quem indicou o Ministro Toffoli foi o presidente Lula.

SORRISO

Durante a próxima semana em Santarém, um mutirão da ONG Sorriso do Brasil promoverá a realização de 60 cirurgias corretivas em crianças e adultos portadores de fissura labiopalatal, conhecida popularmente como lábio leporino. A iniciativa tem apoio da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), por meio do 9º Centro Regional de Saúde sob o comando da Dra. Eliane Miranda, Secretaria Municipal de Saúde, sob o comando do Dr. Emannuel Silva, além de instituições e empresas nacionais e locais. A fissura labiopalatina é uma má formação no lábio ou palato, que ocorre em uma etapa inicial do desenvolvimento do embrião e cujas causas exatas ainda são desconhecidas. A triagem dos pacientes ocorre a partir das 8 horas, na Casa da Criança (Avenida Barão do Rio Branco, 860, Santa Clara, Santarém). As cirurgias serão feitas no Hospital Maternidade Sagrada Família (Avenida Presidente Vargas, 1.606, Santa Clara, Santarém). Informações: (93) 9184-0241. (Informações da Assessoria de Imprensa da Operação Sorriso do Brasil).

SAUDADE

Jornalista Esportivo e Radialista Édson Matoso fez um bonito comentário no Programa SBT Esporte sobre o jornalista Walter Guimarães que faleceu na última terça-feira/18). Foi ele que deu oportunidade ao Édson Matoso e Thompson Mota na década de 70 na Rádio e TV Liberal. José Walter Guimarães Rolim sentiu-se mal em seu apartamento e foi encaminhado logo em seguida para um hospital particular, no bairro da Batista Campos, apresentando um quadro de parada cardiorrespiratória e acabou falecendo já no início da madrugada. No início da década de 1960, Walter entrou para a atividade jornalística, trabalhando como repórter policial do Jornal do Dia. No exercício da função, cobriu fatos importantes da história do Pará, como a deposição do governador Aurélio do Carmo depois do golpe militar de 1964.

SAUDADE II

Naquele mesmo ano, foi trabalhar na Rádio Guajará como repórter de atualidades. Um ano depois, transferiu-se para A Província do Pará, onde assumiu a Chefia de Reportagem, em seguida foi para o Grupo Liberal. Além de ter sido protagonista nos principais veículos de comunicação paraense, o jornalista também foi correspondente do jornal O Globo (RJ) no Pará, da agência noticiosa UPI, vice-presidente da Associação Brasileira de Relações Públicas, Assessor de Imprensa da Assembléia Legislativa, Assessor Especial do Governo do Estado, diretor do Sindicato dos Jornalistas do Pará, membro fundador da Academia Paraense de Jornalismo e diretor-presidente da Imprensa Oficial do Estado. Édson Matoso e Thompson Mota perderam um grande amigo.
Que Deus o tenha em bom lugar.

NOTA FISCAL

Uma nova ferramenta que irá estimular a cidadania fiscal e, ao mesmo tempo, incentivar a participação popular no processo de gestão fiscal, a Nota Fiscal Cidadã foi lançada oficialmente na manhã dessa terça-feira/18, pelo governador Simão Jatene, no teatro Maria Sylvia Nunes, da Estação das Docas. O objetivo do programa é desenvolver ações de incentivo à cidadania fiscal e premiar, com sorteios em dinheiro, a emissão de notas e cupons fiscais. O programa criado pelo Governo do Estado funciona da seguinte forma: a nota fiscal cidadã é a mesma nota fiscal ou cupom fiscal que o consumidor recebe quando compra algum produto. A empresa deve encaminhar, por meio eletrônico, estas informações à Secretaria de Estado da Fazenda (SEFA) e, a partir daí, o cliente já estará concorrendo a prêmios que variam entre R$ 50 a R$ 20 mil.

BOTOS

Foi apertado o resultado das notas dos cincos jurados da disputa dos Botos Cor de Rosa e Tucuxi de 2012, divulgado na tarde de segunda-feira/17. A cada divulgação dos pontos, euforia e suspiros dos brincantes tomavam conta dos brincantes das agremiações que acompanhavam a tudo nas arquibancadas. Ao final da apuração dos 15 itens, a somatória apontou como vencedor da competição dos botos, o Cor de Rosa, somando 744, 55 pontos e Tucuxi, com 741,55 pontos. A diferença entre os dois foi de apenas 3 pontos.

VEREADOR

Jornalista e Radialista Thompson Mota chegou a Santarém no ano 2.000, seu primeiro emprego foi na Rádio Rural onde apresentou o Programa Rota durante 10 anos, de 21H00 as 23H00. Em 2001 começou a escrever no Jornal O Impacto onde permanece até hoje. Durante seis anos foi Assessor de Comunicação da Câmara Municipal. Está em Santarém há 12 anos e já declarou seu amor por esta cidade. Foi vereador atuante em Belém. Criou a Guarda Municipal que hoje emprega mais de três mil pessoas. Vai fazer o mesmo aqui em Santarém, gerando emprego e renda para a população. O nome de Thompson Mota está sendo bem aceito para ganhar uma das 21 vagas de vereador na Câmara Municipal. Thompson tem experiência e será um grande parlamentar que vai trabalhar para o desenvolvimento e criar melhores condições de vida pára a população. Acredite. Eu voto Thompson Mota número 20000.
Avise seus parentes e amigos.
Thompson Mota Vereador 20.000.

MOTINHAS
_____________________________________________

Uma nova onda de sequestros vem assustando os moradores da Região Metropolitana de Belém: bandidos entram nas casas para roubar animais de estimação e exigir dinheiro em troca da devolução. Todo cuidado é pouco. A onda pode chegar rapidamente à Santarém. ••• Considerado um dos dez melhores alimentos do mundo pelo Functional Foods Center (EUA), o coco é rico em fibras e minerais (como potássio, selênio, ferro e fósforo). Além disso, é boa fonte de gorduras de rápida absorção. Em vez de ficarem estocadas nos famosos pneuzinhos, a tendência é que elas gerem energia para o corpo, pois são rapidamente oxidadas. Água de coco é fonte de vitaminas, sendo uma ótima bebida para hidratar o corpo. “Recomenda-se o consumo diário de 1 copo (250ml)”. ••• Foi apertado o resultado das notas dos cincos jurados da disputa dos Botos Cor de Rosa e Tucuxi de 2012. Ao final da apuração dos 15 itens, a somatória apontou como vencedor da competição dos botos, Cor de Rosa, somando 744, 55 pontos e Tucuxi, com 741,55 pontos. A diferença entre os dois foi de apenas 3 pontos. ••• Mensalão: no momento em que o julgamento chega à sua fase mais importante, com o início da análise do núcleo político, os defensores dos principais réus começam a sentir que, no máximo, poderão conseguir penas mais brandas para seus clientes. ••• Baixou o nível. Candidatos se atacam em debate entre prefeituráveis em Manaus. Seis prefeituráveis participaram do encontro: Arthur Virgílio (PSDB), Vanessa Grazziotin (PCdoB), Pauderney Avelino (DEM), Serafim Corrêa (PSB), Sabino Castelo Branco (PTB) e Henrique Oliveira (PR). Ainda bem que em Santarém o clima está ameno. ••• Miriam Leitão, Sônia Bridi, Ricardo Abramovay, Sérgio Abranches e Sérgio Besserman. Estes são os convidados para um bate-papo que vai acontecer amanhã dia 22 dentro da XVI Feira Pan Amazônia do Livro em Belém. Desenvolvimento sustentável, economia verde e mudanças climáticas são alguns dos temas a serem tratados durante essa série de conversas. “Literatura & Sustentabilidade” tem patrocínio de Fundação Vale e apoio do Governo do Estado do Pará – SECULT e XVI Feira Pan Amazônica do Livro. Várias personalidades de Santarém estarão presentes ao evento. ••• Estamos vivendo a Semana Nacional de Transito, segundo dados estatísticos a imprudência e excesso de velocidade têm sido as causas de mortes, principalmente entre os jovens entre 18 e 25 anos. Aqui em Santarém o número de acidentes é crescente. Fato lamentável. Professor Clauriberto Levy é um profissional incansável que ministra aulas contra a violência no transito em nossa região. ••• Os trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) aprovaram a deflagração de uma greve por tempo indeterminado em pelo menos 18 estados e no Distrito Federal. Em Minas Gerais e no Pará, a categoria já havia iniciado a greve na semana passada. ••• Mais um final de semana. Encontro marcado neste sábado na Garapeira Ypiranga do amigo Cacheado. Presenças garantidas da Loira Gelada, Ruiva Destilada, Morena Quente, Negra Gostosa e Bela Dalila.
Fui.