6/30/2012

LUIZ SOLANO – O Repórter do Planalto








 Agosto
Mês do Mensalão






O julgamento do mensalão tem atrapalhado a rotina normal do Supremo Tribunal Federal. Trabalhando no mesmo prédio e se encontrando diariamente, frente a frente, o presidente do STF Ayres de Brito, dirigiu um ofício ao Ministro revisor do processo para que não atrasasse o seu parecer ou correção e devolvesse logo o processo. Isto facilitaria o julgamento, com pauta prevista para início de agosto próximo. Mas com essa advertência, escrita, que poderia muito bem ser verbal, foi criado certo impasse ou crise entre os dois magistrados.
Como é notória, a sociedade confia na Corte Suprema e um pequeno impasse dessa ordem não suspenderá nem prejudicará o julgamento desse processo. Se os réus forem absorvidos ou condenados, assim ocorrerá porque o que valem são os fatos provados ou não.


TAXAS E CONSUMO


Não adianta o governo diminuir impostos, pois os benefícios não chegam aos consumidores. No caso da linha branca não diminuiu o preço ao consumidor, pois o varejo de eletrodoméstico é dominado por um oligopólio e cartel.
No caso dos veículos o benefício é apenas para as montadoras e suas concessionárias, que operam como um cartel. Os preços elevados, chegam a custar até 1.000%, superior ao do mercado de mão de obra - peças e serviços são uniformes e tabelados pelas montadoras.


LEITURA DE PRESIDIÁRIOS


Portaria do Ministério da Justiça regulamenta leitura de presidiários como instrumento de redução de pena. Ótima ideia, na medida em que não for contaminada por subliminar intenção de lavagem cerebral dos leitores, dependendo dos livros colocados a sua disposição.
Caberia ao Ministério da Educação nomear uma comissão de técnicos em Educação para seleciona-los transformando a cadeia numa escola de formação da cidadania.


TRÂNSITO CAÓTICO


Inegavelmente o trânsito de Brasília é o pior e mais caótico do Brasil: por falta de um bom gerenciamento e policiamento de trânsito que evite transtorno na hora de engarrafamentos.
Falar com o diretor do órgão, José Bezerra, é muito difícil; e se for com a Assessoria de Imprensa, pior ainda, uma vez que, o jornalista, tem que dizer à secretária que atende - certamente por ordem da Assessora Chefe -, o nome do veículo de comunicação e o assunto.
Eu passei por essa situação. Fazendo parte da Comissão que organizava o Jubileu de Ouro do Cursilho da Cristandade eu tive dificuldades para solicitar policiamento para o local, pois a burocracia era muito grande e encontrei má vontade para resolver o problema. Apenas o Diretor-Adjunto do órgão é que conversou comigo... porém, já era tarde, apesar da sua boa vontade.
São capazes até de perguntar o tipo de sangue, e o DNA do solicitante da audiência ou entrevista. Esquecem que os cargos são passageiros, e faltam dois anos e meio, para esse governo do PT acabar... e quem sabe um outro governador, com pulso e coragem, coloque Brasília no lugar que merece com um trânsito de primeira, já que aqui é a Capital da República.
Os agentes de trânsito, pagos e muito bem pagos, não gostam de ir para as ruas orientar em dia ensolarado, ou mesmo, com chuva. Gostam de gabinetes com ar refrigerado; e quando saem as ruas é para multar.
Aliás, em 2011e até a data de hoje já foram recolhidos aos cofres públicos cerca de 130 milhões de reais em multas. Esse fato suscita uma pergunta que a sociedade de Brasília faz: para onde vai esse dinheiro? Pois não existe uma campanha educativa de trânsito e as sinalizações são péssimas.
Tem, sim, dinheiro para comprar mais pardais e mandar brasa em multas. E não adianta recorrer, pois o departamento que analisa essa situação, - uma tal de Jari - é um cabide de empregos de apadrinhados do governador ou de algum politico do PT.


BANDIDAGEM PROTEGIDA


A lei brasileira parece dar aos cidadãos de bem um único direito: o de ser assaltado, roubado e assassinado por bandidos. Qualquer reação é punir como a da velhinha que matou um bandido dentro de casa no Rio Grande do Sul e a do comerciante de Cidade Dutra em São Paulo; e ambos foram pressionados a se explicar como se fossem eles os responsáveis pela violência.
O fato de que a palavra de ordem das autoridades é "não reaja". Dá a impressão de que as verdadeiras autoridades - quem manda de fato -, são os bandidos.
Nós existimos para garantir o sustento dos bandidos.


Acho que está na hora de mudar a lei. Ou a interpretação da lei.


BARBAS DE MOLHO


A presidente Dilma pretende liderar países sul-americanos para decidirem pelo reconhecimento ou não do novo governo paraguaio. Onde fica a não intervenção em assuntos internos de outro pais tão proclamada pelo Itamaraty?
O Brasil está estranhando que, enquanto por aqui durante oito anos de governo do PT nenhum corrupto foi cassado, lá em poucas horas demitiram um presidente por "mau desempenho"!...
É melhor por a barba de molho, quem a tem, e deixar que por lá, bem ou mal, nossos vizinhos resolvam seus problemas.


RASCUNHO ZERO


Patrioticamente a presidente Dilma, pela boca do ministro Patriota, sai cantando vitória pela aprovação do documento-base da Conferência Rio+20 intitulado “Rascunho Zero”.
Pela falta de conteúdo, como rascunho, seu destino será o cesto de lixo e, como zero, ainda que cantasse pela galinha, será ovo gorado que não vai produzir pinto algum.


CONIVENTE


O jornalista Luiz Carlos Bordoni, que prestou esclarecimentos na CPI do Cachoeira, disse que recebeu dinheiro sujo do Governador Marconi Perillo.
Ora, se era sujo deveria ter denunciado à Policia Federal e ao Ministério Público.
Pegou a grana, gastou e agora vem com essa, para se defender de algo que fez de errado.
Começo até acreditar que o Luiz Carlos Bordini, está a serviço do PT, orientado pelo Lula e pelo Palácio do Planalto, para prejudicar o governador goiano, pois ele sempre foi um candidato em potencial à Presidência da República, e o "mulallá”, até hoje não engole Perillo que denunciou tudo sobre o mensalão.


É esperar para ver.






Parabéns, ADELMO










É-me grato registrar neste domingo: 1º de julho, o aniversário natalício de um grande amigo, enteado, irmão... não importa... mas um menino que eu vi crescer e transformar-se num belo rapaz.


Trata-se de ADELMO MENEZES DA SILVA – o moço da foto junto com a sua filhinha Ágatha Yohana, uma gatinha de cinco anos – Técnico em Informática e que se prepara para tornar-se “doutor” na matéria.


Moço responsável, honesto, inteligente -  orgulho da minha Telma - , o grande aniversariante do dia, certamente, irá receber as homenagens de todos os que o amam, da família e do seu vasto circulo de amizades.


Parabéns Adelmo.


Muitas Felicidades.


Tudo de bom para você e um grande abraço.


ELEIÇÕES 2012


Respeito à cota de gêneros para candidaturas é prioridade para o MP do Pará. Percentuais têm que ser calculados sobre total de candidaturas lançadas, e não das solicitadas. A Procuradoria Regional Eleitoral no Pará encaminhou recomendação aos promotores eleitorais de todo o Estado para que, ao examinarem os registros de candidaturas de partidos e coligações, seja dada atenção especial à regra que obriga o preenchimento dos percentuais mínimo e máximo de 30% e 70% com candidatos ou do sexo feminino ou masculino.
A escolha dos candidatos está sendo feita por meio das convenções partidárias, que serão encerradas neste sábado (30.06).


ELEIÇÕES 2012 II


O Procurador Regional Eleitoral em exercício, Alan Rogério Mansur Silva, ressalta no documento que o cálculo do percentual deve ser feito sobre o número total de candidatos lançados, e não do número de pedidos de candidaturas. A necessidade de que o cálculo seja feito sobre o total de candidaturas realmente lançadas foi confirmada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em 2010 em um processo iniciado pelo Ministério Público Federal no Pará.
"A postura ativa das autoridades eleitorais locais é vital para o sucesso das eleições, pois, além de prevenir a burla às normas de regência, garantirá que o voto reflita fielmente a legítima vontade do povo", destacou Mansur Silva.
Nas últimas eleições, a Procuradoria Regional Eleitoral teve que ajuizar representações contra cerca de 20 partidos. De forma individual ou por coligações, os partidos não tinham cumprido os percentuais exigidos pela legislação.

GANSO


Head&Shoulders, a marca de shampoos mais vendida do mundo que pertence à P&G, acaba de contratar um embaixador de peso do universo do esporte. O eleito é o jogador paraense Paulo Henrique Ganso, que também já defende a marca Gillette. A estréia não poderia ser mais vencedora. Com o mote “um grande começo depende de você”, a campanha traz as duas marcas campeãs juntas pela primeira vez em uma grande iniciativa global: as olimpíadas de Londres. Como parte da iniciativa, além da campanha, estão previstas a comercialização de produtos comemorativos em alusão aos jogos olímpicos e edições especiais contemplando a comercialização das duas marcas juntas. O último paraense a participar da seleção brasileira de futebol foi Giovanni.


BOLSA FAMÍLIA


Na Região Norte, prefeituras têm até esta sexta-feira (29.06) para registrar freqüência escolar de crianças e adolescentes. O registro bimestral da freqüência escolar de beneficiários do Bolsa Família precisa ser feito. Na Região Norte, são mais de 2,4 milhões de alunos entre 6 e 17 anos que devem comprovar a presença mínima em sala de aula em abril e maio. Os alunos de até 15 anos precisam comparecer a pelo menos 85% das aulas. Já para os de 16 e 17 anos a exigência mínima é de 75%. Manter os filhos na escola é um dos compromissos assumidos pelas famílias que recebem o benefício mensal do governo federal. Quem não tiver os dados informados vai ter o benefício bloqueado a partir de julho.


COVARDIA


Maus-tratos a pessoas com mais de 60 anos crescem à medida que a população brasileira envelhece. Junho poderia ser um mês de comemorações para quem tem mais de 60 anos. O Conselho Nacional do Direito do Idoso (CNDI), órgão ligado à Secretaria de Direitos Humanos, completou uma década de existência e trabalhos em prol dessa faixa etária. E, no último dia 15, celebrou-se o Dia Mundial de Combate à Violência Contra o Idoso. Mas, a despeito de debates entre políticos, lembretes e propagandas de associações ligadas ao tema, realidade e dados provam que ainda há muito a ser feito pelos brasileiros com 60 anos ou mais. O problema começa pelos direitos mais básicos, assegurados pelo Estatuto do Idoso. Quem sabe que, como diz a Lei 10.741, de 2003, é "dever de todos prevenir a ameaça ou violação aos direitos do idoso?” Não ajudar um senhor ou uma senhora, por exemplo, "quando possível fazê-lo sem risco pessoal, em situação de iminente perigo", pode dar cadeia de 6 meses a 1 ano.


COVARDIA II


A mesma pena serve para qualquer indivíduo que decidir, não importa o motivo ou a circunstância, "desdenhar, humilhar, menosprezar ou discriminar pessoa idosa". Agressões verbais com a intenção de aterrorizar os idosos são atos comuns de pessoas covardes, que fazem questão de humilhar as pessoas com mais de 60 anos, limitando a liberdade e isolando os idosos da convivência social. Esse tipo de violência é bem comum nas relações interpessoais com membros da própria família ou com cuidadores despreparados. Idosos são alvos constantes de pessoas que fazem uso da força física para obrigá-los a tomar atitudes que não desejam. Muitas vezes essas agressões podem deixar os idosos incapazes de realizar determinadas tarefas, por limitar seus movimentos de alguma maneira e, nos casos mais graves, podem levar a morte.


COVARDIA III


Em geral esse tipo de agressão é cometido por familiares, mas o medo de perder o laço afetivo faz com que o idoso evite denunciar o criminoso. Quem não lembra de uma reportagem feita através do Programa Rota (SBT), apresentado por Antonio Junior em que a sogra agredia covardemente a nora que veio a falecer em seguida. A matéria foi veiculada em vários programas nacionais. Até o presente momento não sabemos o que aconteceu com a agressora. O crescimento do número de idosos no Brasil avança a galope. De acordo com informações estatísticas do IBGE, em 1960, o País tinha 3,3 milhões de pessoas com 60 anos, o que representava 4,7% da população. Em 2010, o número de idosos saltou para mais de 10% do povo brasileiro, com 20,5 milhões de representantes. Em Santarém, o presidente da Associação dos Idosos é o meu amigo Advogado Dulfe Marinho. Se você souber de maus tratos contra idosos, denuncie ao 190.

MOTINHAS
_____________________________________________

O PSC faz sua convenção neste sábado/30. às 17H00 no Atlético Cearense. Sairá com candidato a prefeito e vai preencher todas as vagas à vereança. Rubson Santana è o pré-candidato majoritário ♦♦♦ A Justiça Federal no Pará determinou a suspensão dos cursos de graduação e pós-graduação, que o Instituto Brasileiro de Educação e Saúde (Ibes) oferece no Estado, sem autorização do Ministério da Educação (MEC). O instituto, que tem sede em Brasília (DF), também foi proibido de continuar a fazer no Pará qualquer tipo de propaganda sobre os cursos e de dizer que eles são regularizados. É a quinta faculdade suspensa no Estado desde 2011 pela prática desse tipo de ilegalidade. ♦♦♦ A competente colega Albanira Coelho, assessora de comunicação da Celpa, em nota a imprensa, bem que tentou esclarecer à população o apagão da última terça-feira/26 em Santarém. O que me entristece é saber que alguns idiotas pseudos defensores da natureza sejam contra a construção da Usina de Belo Monte. Porra meu, pára de demagogia. Sem energia não vamos a lugar nenhum. ♦♦♦ Obrigatória desde 2010, a cadeirinha para crianças nos carros de passeio têm ajudado a salvar milhares de vidas em acidentes de trânsito. A cadeirinha é obrigatória até sete anos e meio de idade. Segundo o Denatran, duas mil crianças e adolescentes morrem anualmente em acidentes de carro. Não estou vendo crianças em cadeirinhas no trânsito em Santarém. Fica aqui o alerta. ♦♦♦ Parabéns a prefeita Maria do Carmo pelo show realizado por artistas santarenos na sexta-feira, 22 de junho, dia em que Santarém completou 351 anos de fundação. Diane Freire, Maria Lídia, Jana Figarella, Nato Aguiar, Ray Brito, Eduardo Dias, Everaldo Martins Filho e João Otaviano foram os responsáveis por mais uma edição do “Canta Santarém”. Valorizou a prata da casa. ♦♦♦ Ainda sobre o aniversário da cidade, ficou evidente que a grande procura do público foi pelos serviços na área de saúde. Os mais solicitados foram: emissão de Cartão SUS, atendimento em Saúde Bucal com limpeza, restauração e extração de dentes, além de consulta médica e de enfermagem. Também foram realizadas verificação de Pressão Arterial e teste de Glicemia. Considerando o elevado número de interessados pelos atendimentos, usuários da Melhor Idade, gestantes e crianças entre zero e 10 anos tiveram atendimento prioritário. Parabéns ao Secretário Municipal de Saúde Emannuel Silva. ♦♦♦ O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski liberou seu relatório revisor da Ação Penal 470, o processo do mensalão do PT. Com a entrega do relatório, fica confirmado para o dia 2 de agosto o início do julgamento do caso, que envolve 38 pessoas e deve durar o mês inteiro. Quem for podre que se quebre, agora a jurupoca vai chiar. Porrada neles! ♦♦♦ Neste sábado/30 termina o prazo para que os partidos políticos indiquem seus candidatos a prefeito, vice e vereadores. Com isso o suspense termina. Vamos saber quem é quem nestas eleições. Que vença o melhor para Santarém. ♦♦♦ Três altos funcionário do Basa, dentre eles uma mulher, além de um professor da Fit estariam, possivelmente, envolvidos com o esquema dos 2% nos empréstimos do FNO. Eu disse possivelmente. Na próxima semana, provavelmente, estaremos dando nome aos bois. ♦♦♦ Um diretor do Basa me disse que um projeto de 24 mil reais para compra de equipamentos não precisa ser feito por contador, o próprio interessado pode fazê-lo. ♦♦♦ Neste sábado estaremos na Garapeira Ypiranga do amigo Cacheado, acompanhado da Loira Gelada, Ruiva Destilada, Morena Quente, Negra Gostosa e bela Dalila. Fui.

RAY CUNHA




1822, a desmitificação do Brasil

BRASÍLIA, 29 de junho de 2012 – Só vim a compreender a história do Brasil agora, aos 57 anos de idade. Fiz o antigo curso primário no Barão do Rio Branco e o ginasial no Colégio Amapaense, duas das melhores escolas públicas de Macapá, minha cidade natal, quando o Amapá era território federal, durante a Ditadura dos Generais (1964-1985), e seus governantes eram oficiais graduados das Forças Armadas. Os professores que eu conheci, em Macapá, simpatizavam com a botina. A história do Brasil era lecionada burocraticamente. Também os historiadores, até os anos 1990, atinham-se à história oficial, ao ponto de vista dos portugueses, sem analise, muito menos investigação. A frase “Pedro Álvares Cabral descobriu o Brasil em 22 de abril de 1500” é de uma falta de senso crítico impressionante. Os ibéricos já conheciam o Brasil antes de Cabral.
Nos anos 1990, logo depois da Ditadura dos Generais – que esfacelou a educação pública brasileira, esfacelamento levado ao paroxismo em 10 anos de aparelhamento do Estado pelo PTMDB, ao ponto de o Ministério da Educação publicar livro afirmando que a grafia “Nós vai pescar” é correta -, uma nova leva de historiadores e de editores começou a chegar às livrarias, desmitificando a história do Brasil, por meio da publicação e análise de documentos que procuram, com honestidade, se aproximar da verdade, essa dama fluida, pantanosa, ilusória. Neste século, Laurentino Gomes veio coroar esses historiadores com 1808 e 1822, livros que já venderam mais de 1 milhão de exemplares, não somente no Brasil, mas também em Portugal, o que é sintomático.
Laurentino Gomes é jornalista; foi diretor de redação da maior revista semanal brasileira e uma das maiores do planeta, a prestigiosa Veja, que, aliás, tem sido fundamental para a consolidação da democracia brasileira. Em jornalismo que se aproxima do texto literário e baseado em pesquisa e investigação seriíssimas, Laurentino esmiúça, em 1808, a fuga das garras de Napoleão Bonaparte e chegada ao Rio de Janeiro de Dom João VI, resgatando como as coisas eram.
Quem quiser saber como foi feita a independência do Brasil da bocarra absolutista de Portugal terá que ler 1822 (Editora Nova Fronteira, 2010, 343 páginas), o livro em questão neste artigo, todo ele embasado, como já disse, em rigorosa pesquisa e investigação, e que até agora não sofreu, como 1808, nenhum desmentido de Portugal. Vemos, em 1822, que a independência do Brasil não foi pacífica, como é dado a entender. Foi uma carnificina, numa demonstração de que os brasileiros não suportavam mais os gafanhotos que colonizaram o Brasil.
Os portugueses já foram uma espécie de Estados Unidos, no século 15. Sua Escola de Sagres lembra a Nasa. Era um povo tecnologicamente avançado, que dominou parte da África, da Índia e da América do Sul, como gafanhotos, saqueando tudo, butim com que pagavam proteção à Inglaterra. Ironia: foi a Inglaterra que garantiu a independência do Brasil da bocarra de jacaré lusitano.
Até hoje, portugueses, olham para os brasileiros de cima para baixo, como devem olhar também para os angolanos e moçambicanos. E os brasileiros, colonizados durante 3 séculos, ainda conduzem esse DNA. Os amazônidas, por exemplo, são vistos pelos portugueses como índios, no que essa palavra tem de pejorativo. Com efeito, a Amazônia continua sendo saqueada, como sempre foi, primeiramente pelos gafanhotos lusitanos e depois deles pelo Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília.
Senão vejamos: Brasília (e o eixo Rio-São Paulo) recebe os dividendos da alumina produzida com a energia de Tucuruí, enviada para o Japão; ganha com o ferro que vai para a China; na época do Rio, ganhou com o manganês do Amapá, o melhor do mundo, agora estocado nos Estados Unidos; com as milhares de carretas cheias de toras de madeira de lei griladas; com o Eldorado, a montanha de ouro que há na Hileia, maior do que o lastro norte-americano.
Pior, fecha os olhos aos piratas que assaltam as águas mais piscosas do planeta, as costas do Amapá; aos aventureiros internacionais que incursionam nas gigantescas reservas indígenas; e à mais nefanda prática dos gafanhotos lusitanos, a qual brasileiros aprenderam rapidamente: a escravidão. Brasília está de costas para a Amazônia. Sempre esteve. De costas, da mesma forma que tapou os ouvidos para os gritos das crianças que moram nas zonas metropolitanas, berros de dor, que não chegam às mansões e às camas macias dos ladrões de colarinho branco. Melhor que a eles chegue chumbo quente.


♦♦♦♦♦♦♦♦

RAY CUNHA – Escritor e Jornalista baseado em Brasília-DF, Brasil

6/28/2012


É isso aí Abílio!


O jornalista e publicitário Abílio Couceiro vê a partir de agora a sua vida imortalizada em livro. Uma publicação – Tempo de Lembrar - de 320 páginas compiladas, escritas e organizadas pelo também Jornalista José Carneiro – meu velho companheiro de redação da tão lembrada e importante Folha do Norte - vai contar tudo a respeito desse profissional, em lançamento programado para a noite dessa quinta-feira/28, na Fiepa. (Federação das Indústrias do Estado do Pará).
Abílio Couceiro iniciou-se no mercado com a Mercúrio Publicidade Ltda. que após mais de quarenta anos, em pleno vigor, cerrou as portas por decisão do próprio, há poucos anos.
Abílio Diogo Couceiro sempre foi um profissional de escol. Sério, ético, criartivo, honesto e responsável, não apenas como Publicitário, como também “ponta de gol” – nas inesquecíveis narrações esportivas de Luiz Bandão, na ZYE-20 –Rádio Marajoara, e Mestre-de-Cerimonias do programa “Qual é o assunto”, na TV Marajoara, Canal 2, nos anos 60.
Prova disso foram seus clientes, alguns dos quais, praticamente começaram e terminaram com ele a sua agência. Como é o caso da Estacon Engenharia, de Lutfala Bitar. Abílio atendeu a empresa desde quando Lutfala, ainda acadêmico de Engenharia da UFPa, juntamente com outros colegas resolveu montá-la.
Outro cliente que veio desde os primórdios da Mercúrio foram as Perfumarias Phebo, até quando foi adquirida pelo Grupo Granado (Casa Granado) do Rio de Janeiro.
Não sei se o Carneiro colocou esse fato no livro.
Posso falar de cátedra de Abílio Couceiro, pois trabalhei com ele. Por pouco tempo, mas que valeu muito para minha vida profissional.
Aliás, devo muito ao Abílio. Inclusive o meu Registro Profissional.
Após 10 anos de trabalho na Artplan Publicidade – onde aprendi a ser publicitário – deixei a agência.
Meses após Deus permitiu que eu encontrasse o Abílio lá no Rio de Janeiro (Praia de Copacabana). Desse encontro partiu a decisão de retornar à terrinha. Abílio Couceiro me trouxe diretamente para a sua Mercúrio Publicidade. Lá reencontrei o Walter Rocha, meu velho conhecido da TV Marajoara, conheci o Waltinho, o Hiram Lima, cunhado do Abílio e revi o Fernando Jares Martins, meu antigo contemporâneo dos tempos da União dos Estudantes dos Cursos Secundários do Pará (UECSP).

Como disse, foi Abílio Couceiro o responsável pelo meu registro na DRT/Pa.

Na época, graças ao dispositivo de uma Lei atribuída ao Coronel Jarbas Passarinho, nos tempos em que era Ministro do Trabalho, que permitia o registro de “Publicitário”, a quem comprovasse ter exercido a profissão de “Publicitário” por mais de 10 anos, e tivesse o 2º grau ou algum título universitário,muitos profissionais se registraram.
Da minha parte e com o apoio do Fernando Jares, reuni todos os documentos, a minha escolar em Belém e no Rio de Janeiro, e me mandei para a Delegacia do Trabalho.
Dez dias depois fui chamado a DRT/Pa. Fui informado que após as demarches, informações e sindicâncias – pelo menos foi o que disseram – o meu pedido de registro tinha sido deferido e eu teria de assinar o “Livrão”.
Ao ser devolvida a Carteira Profissional, qual foi a minha surpresa - estava escrito: Registro de “Publicitário” Nº 001, Fls. 1 Livro 001; ou seja, sou o Publicitário Nº 001 de Belém, há 30 anos, com muito orgulho.
Tudo isso graças ao apoio do meu amigo Abílio Diogo Couceiro que integra a memória viva da propaganda paraense e que a partir de agora tem a sua bela vida transformada em livro.
Com justiça, por sinal.

Um exemplo para a atual e as futuras gerações de profissionais.


Valeu Abílio.

6/24/2012

LUIZ SOLANO - Reporter do Planalto




A Santinha


Não sei porque de uma hora para outra começou aparecer nos jornais, principalmente aqui de Brasília, sobre as torturas que a presidente Dilma, passou quando fez oposição aos governos militares. Dizem que Dilma foi presa porque estava visitando um asilo de velhos e levando esperanças para os internos; outros dizem que ela estava em uma Missa em Belo Horizonte e ainda se comenta que fazia uma pregação em um culto evengélico na capital mineira.
Como podem ver, Dilma, não fazia agitação, não jogava bombas em quarteis. Estava quieta quando foi recolhida ao xadrez.
Que pena e que maldade fizeram com essa "santinha" no passado e que hoje governa o Brasil!
Vamos começar a trabalhar pela sua beatificação assim que deixar este mundo. Será a primeira "santa" a ser canonizada ainda em vida.


POLÍTICA BRASILEIRA

O povo brasileiro lamenta o nível da política partidária. A corrupção tomou conta dos noticiários e o povo está indignado. Jesus foi trocado por Barrabás. Pilatos lavou as mãos e foi omisso diante da possibilidade de salvar o Salvador da humanidade.
Nós não seremos omissos.
Iremos responder aos verdadeiros culpados evitando votar em corruptos. Ou fazemos assim, ou seremos a herança impura para as futuras gerações.
Quem vota em corrupto está sendo corrupto. Está elegendo um representante à altura de quem votou nele. Não faremos como Pilatos. Seremos justos e buscaremos a verdade mesmo que o preço seja alto.
O Brasil necessita de mudanças. A mentalidade de tomar vantagem em tudo não pode prevalecer. Com a consciência tranquila de um bom voto, vamos fiscalizar as contas públicas e saber direitinho para onde vai o dinheiro dos nossos impostos.
O preço da liberdade é a eterna vigilância.

AS COLIGAÇÕES DO PT

Que o PT faz e fará tudo pelo poder, ter São Paulo e manter o Brasil sob sua tutela já sabemos. Mas como dona Luiza Erundina (PSB) é capaz de tal associação? O que ela acha que seus eleitores pensam disto? Ela não pode ignorar a condição do Paulo Maluf, acusado de desvio público,com a Interpol nos seus calcanhares. E quem sai aos seus não se degenera, e seu DNA é PT.
Mesmo sendo expulsa e agora sendo usada de tampão na candidatura a vice de Fernando Haddad, está como todo petista sedenta de fazer parte do poder, não se interessando por quem está ao seu lado, mesmo que ela tenha tremendamente rejeitado Maluf em outras eleições.
Entenderam a história? Pois bem isto aconteceu ontem e hoje.
Erundina deixou o barco, pois seria muito arriscado disputando a vice na chapa de Fernando Hardadd.
Saiu na hora certa,pois Maluf e Lula nunca se entenderam e um acusava o outro de bandalheiras e corrupção e derrepente estão juntos pelo poder em São Paulo.
Erundina saiu na hora certa.

CACHOEIRA À ESQUERDA

O Congresso Nacional está "tocando" com a esquerda a CPMI do bicheiro Carlinhos Cachoeira, quando deveria tocar com a direita a CPMI da Delta e outras construtoras.
Ninguém é obrigado a jogar no bicho, mas todos são obrigados a pagar os impostos que os políticos desviam, via obras superfaturadas com a concordância e o interesse deste desgoverno petista e partidos da "base", como visto na transmissão da CPMI pela TV e alguns estão apoiando essa safadeza.
Felizmente temos os jornais, sites e blogs isentos e éticos como este onde estou escrevendo esta coluna.

DIABO VERSUS DIABO


Ao ver nos jornais a foto de Lula de mãos dadas com Maluf comemorando a aliança entre os partidos PT e PP, pensei logo: ou o câncer afetou a cabeça de Lula ou Maluf resolver assumir abertamente a condição de corrupto, se aliando ao partido mais corrupto da história deste país.
O fiel dessa balança estará oscilando entre bandalheira, corrupção, covardia, desfaçatez, desvergonha, imoralidade, malandragem, mentiras, patifaria,pilantragem, e outras qualidades próprias dos nossos políticos, que não me lembro agora.
Fico até pensando se os dois não aprenderam isso na cadeia. Na cadeia se aprende tudo que não presta e parece que um dos já passou por lá. Certo?.


CRISE MUNDIAL

A crise mundial tem um vilão:banco privado. Se não forem nacionalizados a economia capitalista avança numa contagem regressiva.
O que virá ninguém sabe.
Sem dúvida, revolta e violência como já está acontecendo pelo mundo afora e no Brasil não vai demorar. Pagamos hoje os juros mais altos do planeta e nenhum governo toma providência para que essa agiotagem oficial acabe de vez.

NOSSOS MILITARES

Reivindicar com simplicidade e clareza, facilita a análise e compreensão do pedido. Respeitando esse princípio, relato o seguinte:"os militares das Forças Armadas e familiares também se alimentam; necessitam de roupa, calçado, remédio, moradia, educação e muitos outros itens necessários à sobrevivência do ser humano. Há muito tempo sem reajuste, o que ocorre também com outras classes de servidores públicos, não é fácil levar a vida."

HOMOFOBIA

A questão do preconceito contra homossexuais é entendida como tratar todas as pessoas de forma igual. Isto quer dizer que toda a sociedade tem que apoiar as bandeiras do movimento dos homossexuais. Nem que os que discordam devam apoiar propaganda de homossexualismo para crianças em nossas escolas. Uma coisa é não ter preconceito,outra coisa é apoiar o movimento.
Para evitar confusões que já chegaram a nível do Congresso Nacional, vamos aceitar e não apoiar as idéias homossexuais.
Assim o respeito a todos será importante no diálogo na sociedade.
Eu não apoio, mas respeito a causa.

REPARTINDO O BOLO

Na política e na vida, na hora de fazer o bolo, poucos querem trabalhar. Mas na hora de repartir todos querem ganhar seu maior pedaço. Em época de seca e de eleições: os urubus voam mais baixo. É que a sujeira é maior. Muitos politiqueiros contam com a necessidade do povo e esperam os votos a comprar.
Enquanto isto os compromissos com a Copa do Mundo de Futebol e as Olimpíadas Mundiais, ficam atrasados. A FIFA vai cobrar quanto aos prazos combinados e os politiqueiros só pensam em reeleição e eleição de seus candidatos.
O Brasil necessita de homens de bem que pensam no povo e veem o trabalho, a saúde pública e a educação como prioridades além das brigas e confusões políticas.

6/23/2012

RAY CUNHA






A Tarde




O tempo adormecia, morno, em Adrianópolis. Um vulto branco, desfocado, tornou-se o vestido de uma criada no labirinto de sebes erguendo-se do lençol de grama, aparado como cabelo recém cortado. Surgiu uma mulher, que foi se sentar à mesa em que a criada servira o chá. Seus olhos eram ligeiramente estrábicos; os lábios, quase indecentes, e tinha nariz arrebitado. Esperava alguém, e supunha ouvir rumores. Movia vivamente a cabeça e, no balé, os cabelos descobriam uma joia cintilando, a tremer junto ao pescoço. Uma folha desgarrou-se, o vento levou-a, caiu na mesa, Tharcilla apanhou-a e brincou com ela. A tarde era silenciosa naquele bairro de Manaus. A criada foi avisá-la de que Al a esperava. Correu. No quarto, flutuava tênue perfume. Al tocou-a. Ela respirou ofegante. Beijaram-se e o rapaz ficou muito excitado. Era uma mulher bonita demais para ele. Desprendeu-se de Al e se despiu. Depois deitou-se na cama. O púbis, negro, contrastava com o regaço de Tharcilla, que chupava, absorta, um dedo. Fez um leve movimento com as coxas e colocou mais um dedo na boca, agarrando com a outra mão os cabelos de Al, que bebia sua calidez, as mãos imobilizando-a nos quadris, explorando-a até deter-se nos seios palpitantes, ela arfando a se lamentar de prazer. Ingressara num mundo onde as cores se confundem e as palavras se perdem nos murmúrios da tarde.


♦♦♦♦♦♦

A tarde foi publicado no livro A grande farra, edição do autor (Ray Cunha), Brasília, 1992, 153 páginas, esgotado.



VACINAÇÃO



Em Santarém, aproximadamente 15 mil crianças menores de cinco anos de idade foram imunizadas contra poliomielite no primeiro dia. A Campanha Nacional de Vacinação Contra a Poliomielite iniciou no sábado (16) e deve seguir até o dia 6 de julho. A meta estabelecida para Santarém é imunizar 31.795 crianças. De acordo com o coordenador Paulo Sérgio da Divisão de Vigilância em Saúde (Divisa) apesar de não haver registros da doença há 23 anos em todo o Brasil, é necessário continuar a prevenção.


VACINAÇÃO II


“Todo ano nascem crianças e precisam ser vacinadas e se estende até os quatro, cinco anos, porque a população que está mais suscetível quando entra em contato com o vírus”, afirma o coordenador. Pára o Secretário de Saúde de Santarém. Emannuel Silva, essa vacinação é um complemento à vacinação rotineira contra a Poliomielite que está sendo feita nos postos de saúde de nosso município todos os dias da semana na época certa. Você papai e mamãe que ainda não levou seu filho menor de cinco anos para se vacinar contra a poliomielite ainda tem tempo.


VIOLÊNCIA


Brigas de torcedores são cada vez mais trágicas. Estudo diz que só em 2011 houve 18 mortes. No último Palmeiras e Corinthians, dois palmeirenses foram vítimas antes do jogo, para vingar a morte de um corintiano. Nova tragédia anunciada? Corinthians e Palmeiras voltam a se enfrentar neste domingo, dia 24, pelo Campeonato Brasileiro. Na última vez que se encontraram, dois palmeirenses foram mortos a tiros, numa briga de torcidas seis horas antes da partida. Foi a vingança pela morte de um corintiano em 2011.


VIOLÊNCIA II


Esse mata-mata fora de campo está cada vez mais banalizado. Às vezes é preciso um aviso ou uma medida para nos lembrar da questão. O jornalista André Luís Nery fez a sua parte ao lançar o livro "Violência no Futebol: Mortes de Torcedores na Argentina e no Brasil" A obra, resultado de uma tese de doutorado, apresenta números impressionantes, como o de 18 mortes só em 2011, o triplo registrado 3 anos antes, e um total de 130, de 1992 a março de 2012. Fato lamentável é a impunidade no Brasil que continua muito grande. Só punições exemplares resolvem.


OPORTUNIDADE


Concurseiros de todo o País se preparem: mais de 70 concursos estão com inscrições abertas. São mais de 17 mil vagas para cargos de nível superior, médio e fundamental. A Polícia Federal lançou edital para 600 vagas com salários que chegam a 13 mil reais. Já o Conselho Federal de Economia disponibiliza mil e oitocentas vagas, para todos os níveis com salário inicial de três mil e seiscentos reais. O TST, Tribunal Superior do Trabalho, abriu 37 vagas para nível médio e superior, com salário de seis mil e seiscentos reais. O Tribunal Regional do Trabalho do Mato Grosso e do Rio Grande do Sul oferecem vagas para nível superior em Direito com salário de 21 mil reais. A dica para quem continua estudando é não desanimar.


DIABETES


Atividade física e boa alimentação diminuem a chance de desenvolver a doença, diz estudo. Emagrecer e fazer exercícios físicos diminuem a incidência de diabetes tipo 2, o que a pessoa adquire ao longo da vida. A informação é do Grupo de Pesquisa para Prevenção do Diabetes no Brasil. Os autores da pesquisa acompanharam duas mil pessoas com pré-diabetes durante seis anos e descobriram que o grupo que fez dieta e exercícios conseguiu reduzir os níveis de açúcar no sangue, o maior problema do diabetes. Com isso, esse grupo teve 56% menos chances de desenvolver a doença. A estudante Ângela Jamile Andrade descobriu que estava pré-diabética fazendo um exame de rotina há dois anos e teve que mudar os hábitos para não desenvolver a doença.


ALERTA


Os sapatos de salto alto são sinônimos de elegância da mulher, mas podem trazer problemas à coluna e às articulações. Quando usa um sapato de salto alto, a mulher força a coluna e muda a inclinação do corpo, diminuindo a base de apoio para os dedos dos pés. A servidora pública Maria da Fátima Dantas Cavalcante sempre usou salto alto e conta os problemas de saúde que têm por causa deles.
O ortopedista do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia, Vitor Miranda, diz que as mulheres devem usar saltos de no máximo quatro centímetros. O médico alerta que se a mulher que está com dificuldade de se equilibrar quando levanta e sente dores entre os dedos, deve procurar com urgência um médico para avaliar o caso.


ASTRONAUTA


O primeiro astronauta brasileiro, Marcos Pontes, embaixador das Organizações das Nações Unidas (ONU) para o Desenvolvimento Industrial, visitou durante a Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, o estande do Estado do Pará, localizado no Parque dos Atletas, no Rio de Janeiro. Pontes teve a oportunidade de conhecer as riquezas que o Pará possui. “É muito bom poder conhecer e saber um pouco mais sobre as riquezas do nosso país. O Brasil é um dos poucos países que possui tanta cultura, tantos recursos naturais e tantas coisas bonitas que se destacam no restante do mundo e o Pará é um exemplo dessa diversidade”, disse Pontes. Na ocasião, ele foi convidado pela chefa do Cerimonial do Governo do Pará, Lúcia Penedo, para conhecer a maior festa religiosa do Brasil, o Círio de Nazaré. “Fiquei honrado com o convite e irei com certeza para esse belíssimo evento que nós tanto ouvimos falar”, comentou.


ANIVERSÁRIO


A cantora Daniela Mercury está confirmada como atração nacional na programação dos 351 anos de Santarém. A presença da artista foi confirmada pela Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Santarém. Daniela sobe ao palco, montado na orla da cidade, próximo a Praça do Pescador a partir das 22 horas desta quinta-feira/21. O show é gratuito e faz parte das comemorações do aniversário da cidade.


MOTINHAS
_________________________________________

A cantora sertaneja Sheila Araújo, 22 anos, bastante conhecida na Região Oeste do Pará, agora vai tentar ir mais longe, foi selecionada para o teste de audição do programa Ídolos que é exibido pela emissora da Rede Record. Sheila esta bem ansiosa para a primeira Fase que será neste sábado (23) em Goiânia. Desejo sucesso. ♦♦♦ O ex-beatle Paul McCartney completou 70 anos. O astro britânico compôs mais de 50 hits de sucesso como "Yesterday", uma das canções mais gravadas de toda a história. Em agosto, sir Paul McCartney vai participar da cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Londres. Aos 70 anos, o ex-beatle tem cinco filhos e oito netos. ♦♦♦ O Ministério da Saúde está buscando doadores de sangue nas redes sociais. O banco virtual foi criando pelo ministério em 2011 e hoje já conta com sete mil doadores voluntários. Agora, o Ministério quer levar os doadores aos hemocentros de todo País. Dessa forma, se ganha tempo para se salvar mais vidas. ♦♦♦ A Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (SEMAB), Polícia Civil e Militar, Secretaria Municipal de Finanças (SEFIN) e a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Social (SEMDES) reuniram na sede da SEMAB para discutir a proibição da venda de bebidas alcoólicas em feiras e mercados da cidade. ♦♦♦ Quem acompanha CPIs sabe que além da "tropa de choque", sempre existe a "tropa do cheque"... Essa é excelente! (Blog do Colares) ♦♦♦ Jornalista e amigo Edson Matoso, que já foi deputado estadual por três mandatos, deixou a cúpula da FUNTELPA (Fundação Paraense de Radiodifusão), onde comandava as rádios Cultura FM e OT. Pediu exoneração. Matoso deve ser pré-candidato a vereador em Belém. De repente, quem sabe eu não encaro este desafio aqui em Santarém? ♦♦♦ O discurso é um, a prática é outra. Dos 81 senadores em exercício nesta legislatura (2011-2018), 69 dizem ser favoráveis ao fim do voto secreto em casos de cassação de mandato. Apenas seis declaram-se frontalmente contrários ao voto aberto nessa situação, três dos quais do PMDB. Dentre eles está o senador paraense Jader Barbalho. ♦♦♦ A Mineração Rio do Norte, empresa que atua no Oeste do Pará, abriu processo seletivo para Aprendizes. São 26 vagas abertas exclusivamente para pessoas com deficiência. Os candidatos às vagas podem deixar seus currículos, acompanhados de laudo médico, até sexta-feira, dia 22, nas instituições parceiras da MRN nos municípios de Santarém (SENAI), Oriximiná, Óbidos e Terra Santa. ♦♦♦ Ilustre amigo Válber Xavier, Procurador Jurídico do Detran, passou alguns dias em Belém. Já está na cidade. ♦♦♦ Na próxima semana vamos divulgar as mutretas existentes para se conseguir um empréstimo através do FNO no Banco da Amazônia em Santarém. Segundo fontes fidedignas existe, provavelmente, a turma dos 2%. É muita sacanagem. ♦♦♦ Depois dessa, só tomando todas neste sábado na Garapeira Ypiranga do amigo Cacheado em homenagem ao aniversário de 351 anos de Santarém. Isso na excelente companhia da Loira Gelada, Ruiva Destilada, Morena Quente, Negra Gostosa e Bela Dalila. Fui.

6/20/2012

RAY CUNHA








Os potentados da Rio+20 não querem o bem da Amazônia; querem seus bens






BRASÍLIA, junho de 2012 – Os países industrializados não renunciarão à sua escalada econômica e, portanto, ao consumo de combustíveis, até o esgotamento. Nem a população mundial deixará de parir e consumir em escala, incluindo o consumo de luxo. As potências, reunidas neste momento no Rio de Janeiro, não querem o bem da Amazônia; querem seus bens, pois a Hileia é o último reduto do planeta que conta com reservas florestais e de água tão imensos que se os brasileiros a tratarem como o fizeram com a Mata Atlântica, poderá começar uma era de tormentas para a Humanidade. Segundo pesquisa de ponta, o Trópico Úmido funciona como uma espécie de refrigerador da Terra. Sem ele, o efeito estufa tornará o planeta um inferno, porque se a temperatura média do globo aumentar alguns poucos graus acabará o equilíbrio climático e da cadeia alimentar. Daí é só pôr a imaginação para funcionar.
Acontece que todo mundo está torando a Hileia. O governo brasileiro desequilibra o ecossistema com a construção de hidroelétricas. Boa parte dessa energia é utilizada na exportação, a preço de banana, de commodities, como alumina e ferro; fica o buraco. A maior parte das toras roubadas vai para São Paulo. Ao caboclo não resta outro recurso senão torar a floresta também, para vendê-la. E agora?
Que não se espere nada do governo petista, que, desde 2003, só pensa em instalar uma ditadura no Brasil. A Amazônia, para eles, como de resto para 75 milhões de brasileiros, é apenas um matagal cheio de caboclos indolentes. O sistema educacional público brasileiro ensina as crianças a escrever: “Nós vai pescar.” Sintomático. O Brasil só conservará a Amazônia por meio do desenvolvimento sustentável do caboclo.
O governador do Pará, Simão Jatene, e o deputado federal Zenaldo Coutinho, também tucano paraense, levaram para a Rio+20 a solução: o Programa Municípios Verdes, com desmatamento zero, que começou em 23 de março de 2011 no município de Paragominas (PA) e hoje está presente em 94 municípios paraenses e em alguns de outros estados da Amazônia. A alma do programa foi o pacto social que o governo paraense firmou com o governo federal, administrações municipais, Ministério Público, empresários, produtores e outras instituições representativas de setores produtivos, visando promover o desenvolvimento econômico paraense ao mesmo tempo em que busca atingir desmatamento zero.
O programa se firma no tripé: Sistema Agroflorestal; agregação de tecnologia à agropecuária; e plantação de árvores nativas, numa escala de 10 milhões por ano. O Sistema Agroflorestal apresenta-se como o melhor modelo de agricultura para o desenvolvimento sustentável da Amazônia. Trata-se de agricultura com silvicultura. Além dos diversos vegetais conviverem harmonicamente entre si e com a floresta, geram safra de diferentes produtos o ano inteiro. “Constitui-se, assim, numa fábrica de florestas produtivas, repovoando áreas degradadas e gerando sustento o ano todo” – observa Zenaldo Coutinho.
Os países industrializados já ocuparam a Amazônia há muito tempo. Por exemplo: não levam mais bauxita, mas alumina, com energia de Tucuruí agregada, e sempre a troco de banana. Collor de Mello, o ex presidente daquilo roxo, criou a reserva Ianomâmi – etnia que seria forjada pelos ingleses -, do tamanho de Portugal e na tríplice fronteira, em litígio, Brasil, Venezuela e Guiana, na maior e mais rica província mineral do planeta. Pois bem, já há manifestação na Organização das Nações Unidas (ONU) para torná-la nação independente do Brasil. Agora, o ex-presidente Lula, aquele que tem ojeriza por leitura, criou outra reserva imensa em Roraima, a Raposa e Serra do Sol, onde só vivem índios aculturados, os quais, antes da reserva, comiam arroz plantado pelos arrozeiros. Nem isso têm agora.
É fácil ocupar o Brasil de fato (São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais). Basta bombardearem Itaipu, Tucuruí e mais duas ou três hidrelétricas, para invadir o país quase sem resistência. Não temos navios de guerra nem submarinos, nem caças, muito menos mísseis. Agora, invadir a Amazônia é outra história. Os Estados Unidos não enfrentariam a pedreira que seria ocupar a Amazônia numa guerra. Contamos com o maior exército de guerra na selva do planeta. A indiarada cairia sobre os grigos como pium.
Em fevereiro de 2005, entrevistei para o site ABC Politiko o mentor da Doutrina Brasileira de Guerra na Selva, o coronel do Exército Gelio Fregapani, que serviu à força durante quatro décadas, quase sempre ligado à Amazônia, tendo fundado e comandado o Centro de Instrução de Guerra na Selva. Há mais de três décadas, vem observando a atuação estrangeira na Amazônia, o que o levou a escrever Amazônia - A grande cobiça internacional (Thesaurus Editora, Brasília, 2000, 166 páginas). Ele me disse que a Amazônia será ocupada, “por nós, ou por uma ou mais potências estrangeiras”.
A observação de Fregapani reflete outro ponto de vista sobre a questão amazônica, o de que o problema crucial da Amazônia é que ela ainda não foi devidamente ocupada pelos brasileiros. Por isso, é ledo engano supor que a região pertence de fato ao Brasil. Será, sim, do Brasil, quando for desenvolvida por nós e devidamente guardada. Daí porque às potências estrangeiras não interessaria o desenvolvimento da Amazônia. Aos Estados Unidos, Inglaterra, Japão e China, principalmente, interessa manter os cartéis agrícola e de minerais e metais. Exemplos: a soja da fronteira agrícola ameaça a soja americana; e a exploração dos fabulosos veios auríferos da Amazônia poriam em cheque as reservas similares americanas e poderia mergulhar ainda mais o gigante em recessão. Assim, despovoada, subexplorada e subdesenvolvida, não há grandes problemas para a ocupação estrangeira da região. Estrangeira e de Brasília.
A ocupação estrangeira da Amazônia começou com os portugueses e espanhóis, com armas. Agora, é Brasília quem coloniza a Hileia, subtraindo dela energia elétrica e minerais, que vende a preços vis e ainda fica com o dinheiro, ou fecha os olhos para as quadrilhas que toram a floresta e a transportam para São Paulo e países ricos, e ignora as Vales da vida, que só deixam buraco, e os piratas que saqueiam a Amazônia Azul. O planeta inteiro está sedento por fazer da Amazônia o que a Europa fez da África.
O Fundo Amazônia conta com US$ 1 bilhão, principalmente ofertados pela Noruega. O gestor do Fundo é o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), que gastou apenas, até agora, menos de US$ 100 milhões, enquanto projetos como o Plano Amazônia Sustentável, do governo federal (diga-se, PTMDB), não saiu do gogó. Será que estão gastando o dinheiro do Fundo Amazônia com o pilantra do Hugo Chávez?
Aqui, uma sugestão: que os países que contribuem para com o Fundo Amazônia tirem a dinheirama das mãos do governo federal e o repassem diretamente para um conselho formado por todos os governadores da Amazônia e os presidentes do Ministério Público, da Ordem dos Advogados do Brasil, do Tribunal de Contas da União e da Federação Nacional dos Jornalistas, com metas claras. E se algum membro do conselho for flagrado roubando, que seja jogado aos jacarés.


_______________________________
Escritor e jornalista baseado em Brasília-DF, Brasil
  raycunha@gmail.com

FUNBOSQUE é referência em Educação Ambiental na Cúpula dos Povos



  Marcos Sorrentino da USP - segundo a direita - visitou estande da FUNBOSQUE na
  Cúpula dos Povos


Três mil visitantes por dia. Este é o número de pessoas que passam pelo estande do Ecomuseu da Amazônia e Redes de Educação Ambiental da Amazônia, montado na Cúpula dos Povos, no Aterro do Flamengo, Rio de Janeiro, desde o dia 13 de junho. O espaço apresenta as políticas da Fundação Escola Bosque Professor Eidorfe Moreira (FUNBOSQUE), como a formação socioambiental para crianças, capacitação de jovens na Casa Escola da Pesca e o Desenvolvimento Comunitário nas ilhas. Mostra também de que forma é feita a integração de milhares de pessoas que colocam em prática a discussão dos dilemas estratégicos para que se alcance uma economia sustentável.

O evento acontece ao mesmo tempo em que lideres do mundo inteiro traçam metas governamentais na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável – Rio+20.
Robert Machado é aluno do segundo ano do ensino médio técnico da FUNBOSQUE, e está no evento para socializar as experiências de educação ambiental aprendidas em sala de aula. Mais que isso, ele está aproveitando a oportunidade para fortalecer os alicerces de sua formação como técnico ambiental. “É importante aprender. Mas é mais importante ainda poder socializar esse conhecimento. Ainda mais quando o resultado dessa socialização é capaz de atingir um número tão expressivo de pessoas, muitas delas agentes públicos e tomadores de decisão”, avalia.
O Ecomuseu da Amazônia também está sendo apresentado ao público. O projeto, criado em 2007, pela Secretaria Municipal de Educação (Semec), tem suas bases assentadas na participação popular para a construção de um caminho humano sustentável, e que garanta o interesse de integração e memória coletiva, referencial básico para o entendimento e a transformação da realidade presente em comunidades de Icoaraci, Outeiro e Mosqueiro
O presidente da FUNBOSQUE, Elton Braga, explica que a Cúpula dos Povos é o espaço ideal para a apresentação das metas da agenda 21 e das ações administrativas que devem ser alinhadas a um contexto global. “Estávamos aqui representados há 20 anos na Eco-92, quando foi assumido o compromisso de participação da Escola Bosque no Tratado Ambiental Para Sociedades Sustentáveis e Responsabilidade Global. Agora, precisamos rever esses tópicos e fortalecer seus ideais”, ressalta.
Ainda segundo Elton Braga, essas metas devem ser alcançadas com a Jornada internacional de Educação Ambiental, que deve abrir espaço para debates regionalizados.
A etapa de Belém já tem a presença confirmada de Marcos Sorrentino, que é professor da Universidade de São Paulo, doutor em Educação de Política Ambiental, e referência no assunto em todo o mundo. Em visita ao estande, Sorrentino recebeu o convite do presidente da FUNBOSQUE para visitar a capital paraense e participar da Jornada de Educação Ambiental, que ainda não tem data para acontecer. “São iniciativas como esta de uma escola que trabalha educação ambiental que precisam ser difundidas. Lembro que há 15 anos, quando ainda se começava a falar em educação sustentável, Belém já se antecipava nesse caminho. Hoje, diversas cidades precisam correr para não ficarem estacionadas no tempo”, observa.
A FUNBOSQUE permanece com estande aberto para visitação até o próximo dia 23, no pavilhão 51 da Cúpula dos Povos, das 8h às 18h.

__________
Lauro Lima

6/17/2012

LUIZ SOLANO – O Repórter do Planalto




OS SOFRIDOS MILITARES


Por que o arrocho salarial sempre ronda os militares brasileiros? Seria revanchismo ? Eles são a classe que menos recebe em comparação à outras carreiras.
Só como exemplo: um general de quatro estrêlas ao longo de mais de 40 anos de serviços prestados, com muitos cursos no Brasil e no exterior, ganha menos do que um delegado de policia civil em início de carreira, ou do que um coronel da Policia Militar do Distrito Federal.
E tem mais: desafio alguém a apontar algum general que enriqueceu, estando ou não no poder.
Caso um presidente reverta esta situação salarial, contará com o apoio político dos integrantes das Forças Armadas e de toda a sociedade, haja vista, que esta repudia a maioria dos parlamentares, mas confia e nutre admiração pelos militares das três Forças, justamente porque seus integrantes têm aversão a roubalheiras e aos enriquecimentos ilícitos pela manipulação do dinheiro público.
Só o dinheiro desviado pelo "mensalão"e pelas cachoeiras que jorram do erário já daria para reajustar os vencimentros dos militares.


DEMÓSTENES TORRES


O povo brasileiro não está disposto a pagar salários para políticos que usam o mandato para defender interesses de pessoas nocivas à sociedade. O senador Demóstenes Torres, não deveria estar transitando pelo Parlamento arregimentando colegas para garantirem sua permanência no Congresso Nacional. Eu chego a pensar que essa notícia seja um mal-entendido por parte dos meus colegas da imprensa.
Depois de tanta podridão, chega a ser uma afronta a todos os brasileiros de bem, esse senhor se agarrar com unhas e dentes para não perder o mandato.
Se tudo isso estivesse acontecendo comigo, e eu tivesse que estar no trabalho aguardando por decisão e não pudesse renunciar ao cargo, que não é o caso do senador, eu pediria autorização para usar touca ninja e óculos. escuros.


SÓ PARA BOLSISTAS

A presidente Dilma, acaba de anunciar o "telefone social”, ou seja, com uma assinatura de R$ 14 em vez do valor vigente de R$ 40 (telefone fixo). Mas esse valor só vale para os dependentes de alguma das bolsas assistenciais do governo. Ou seja, não é para todo mundo.
A "carta social" criada pelo ex-presidente Itamar Franco e ainda em vigor, é para todo e qualquer brasileiro. A presidente Dilma,esqueceu que há um grande movimento nacional para a extinção do pagamento da assinaturas de telefones fixos.


POLÍTICA EXTERNA


Apesar dos inúmeros escândalos envolvendo o governo federal é preciso reconhecer o ótimo trabalho de cooperação e estreitamento de laços comerciais do Brasil com todos os outros paises.
É imprescidível o governo brasileiro aproveitar essa oportunidade para realizar as reformas fiscais, previdenciárias, entre outras, necessárias para aumentar a competividade e a qualidade dos produtos brasileiros para exportação.
Atualmente somos o país com melhores condições para se destacar na economia mundial,bastando que haja vontade política e honestidade.


A UNE DE HOJE

A UNE - União Nacional dos Estudantes, faz tempo, já não é mais aquela de antigamente. É chapa branca que, diante dos maiores descalabros, não se manifesta. O atual governo que tem a UNE sob controle e José Dirceu sabe disso; tanto é que em vias de ser condenado pelo Supremo Tribunal federal, exige apoio aos mensaleiros.
O sistema de corrupção se alastrou de tal forma que está fora de controle e o povo já não suporta mais tanta impunidade, exige punição aos malfeitores do Brasil.
Se em 2005 tivéssemos um legislativo atuante e a UNE não fosse subserviente no governo, haveria o impeachment e os mensaleiros já teriam sido punidos.A população clama por justiça,por um basta à corrupção.
Chega de impunidade.


JUBILEU DE OURO


O Movimento de Cursilhos de Cristandade do Brasil, vai promover nesta terça-feira/19, em Brasília, a Missa Solene do Jubileu de Ouro, em comemoração aos 50 anos de existência do grupo no Brasil. A celebração ocorrerá na Catedral Metropolitana de Brasília.
Antes da missa, presidida pelo arcebispo Dom Sérgio da Rocha, a banda de música da Policia Militar do Distrito Federal vai fazer uma apresentação e, no fim, haverá a queima de fogos na Esplanada dos Ministérios.
O coordenador do movimento na capital do país, João Antônio dos Santos, afirmou ao JORNAL DO FEIO que todos são convidados."Estamos convocando os cursilhistas de Brasília e de todo o Brasil,parentes e familiares.
O MCC é um grupo mundial de evangelização de adultos.
Aqueles que quiserem participar do movimento precisam, antes, passar por um retiro de três dias:" A pessoa se afasta do trabalho e da própria família para refletir sobre sua vida e sua vocação,explicou João Antonio.
Na celebração do Jubileu de Ouro do Cursilho, são esperadas mais de duas mil pessoas.


VOTAÇÕES EMPERRADAS


O presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia, adotou um novo rito de tramitação das medidas provisórias no qual elas não trancarão mais a pauta das votações no plenário da Casa enquanto estiveram em análise pela comissão mista especial.
Na prática, esse novo entendimento retira poder de pressão do Executivo sobre o Congresso Nacional, e deixa a Câmara e o Senado com mais tempo livre para votar projetos de interesse dos parlamentares.
As comissões mistas, com deputados e senadores, criadas a cada edição de MP, não têm prazo para votação.
Com essa decisão de Marco Maia, a MP 563 - da segunda etapa do Plano Brasil Maior, só deverá ser analisada pela Câmara no próximo mês. Desde o dia 4 de abril, quando foi publicada no Diário Oficial da União, ela está tramitando na comissão mista.


ADVOGADO DOS BONS


O ex-ministro petista da Justiça, Márcio Thomas Bastos, mostrou que atuou bem em defesa dos pobres trabalhadores ao defender nos tribunais superiores pessoas humildes como integrantes do "mensalão" e ex-dirigentes do Banco Rural; além de José Roberto Salgado, o banqueiro Daniel Dantas, o filho do homem mais rico do Brasil, Eike Batista e agora o coitado do bicheiro Carlinhos Cachoeira - que trabalhou muito junto aos governos para ter o atual patrimônio.
Ele como advogado renomado que já recebeu muito dinheiro dos cofres públicos, ou seja, dinheiro dos trabalhadores contribuintes, não defendeu aquela mulher podre de rica que furtou um pote de margarina num supermercado e deixou que ela amargasse um ano ou mais em um presídio feminino.