4/28/2011




Esmelinda Aragão Pontes (Estrada do Outeiro)
Realmente, o engenheiro rodoviário Evandro Simões Bonna, ex “subprefeito” de Icoaraci – falecido em setembro do ano passado - e a quem Icoaraci muito deve, foi homenageado com nome de rua, ainda em vida.. É a Rua Evandro Bonna em Itaiteua, Outeiro em 1971. Aliás, aquela comunidade foi praticamente descoberta por ele nos idos de 68. Lá Evandro construiu a capela a Escola Monsenhor Azevedo.

●●●

Pedro Paulo Bestene Santos (Cotijuba)
Já que o assunto é economia e desenvolvimento, tem razão. Diante do resultado das eleições do ano passado, discretamente, vários grupos locais ensaiam os primeiros contatos com vistas à emancipação política de Icoaraci. Tudo em bases sólidas; haja vista, que nos dois últimos plebiscitos, - realizados durante a gestão do saudoso Hélio Gueiros - , o primeiro não teve quorum suficiente; e no segundo, o não prevaleceu. Agora a situação é outra, afirmam os interessados.

●●●

José Sérgio Castanha Pinheiro (Santa Isabel do Pará)
Amigo não é só você que adora o padre Claudio Barradas. Você leu o destaque que o Sobral deu para ele na quarta-feira/27? Esse padre é completo.
Concordo em gênero, número e grau. Até o nosso mineiro – e mais novo conterrâneo D. Alberto Taveira Corrêa acredita nele e aposta na sua arte, Seria bom que a Igreja do Pará tivesse pelo menos 20 padres com o Barradas. (AF)

●●●


O site www.icoaracionline.com.br completa oito anos em novembro. Por quanto está fora do ar, prometendo voltar em 30 dias totalmente reformado com novo provedor e cheio de novidades sob o comando de Karina Eremita.
Aguardem!


●●●





Audiência pública no Curió define ações pela manutenção do atendimento 24 horas



Nesta quinta-feira, 27, às 18 horas, o vice-presidente da Câmara Municipal, vereador Adalberto Aguiar (PT), vai participar de audiência pública contra a extinção do atendimento 24 horas na Unidade de Saúde do Curió. A discussão será no Centro Comunitário do Curió-Utinga e tem o objetivo de definir ações populares contra a decisão da Sesma (Secretaria de Saúde e Meio Ambiente) de manter suspenso o atendimento no horário entre 23 e 6 horas na Unidade do Curió.
A decisão pela realização dessa audiência pública se deu em virtude da declaração do secretário interino, Marcos Alvarez, ontem (26), na CMB (Câmara Municipal de Belém) de que manteria extinto o atendimento 24 horas no Curió. Alvarez se comprometeu em comparecer à audiência no Curió.
A CMB havia convocado o titular da Sesma, Sérgio Pimentel, para se explicar quanto à suspensão do atendimento 24 horas para o dia 18 de abril. Pimentel alegando férias deixou de comparecer à convocação. Por isso, o adjunto foi à Câmara ontem dar as explicações. Diante da pressão dos vereadores e da população, Alvarez informou que a Sesma iria retomar o atendimento 24 horas somente nas unidades do Telégrafo e de Icoaraci.
Com essa declaração, o vereador Adalberto Aguiar reagiu dizendo que vai continuar apoiando a luta dos moradores do Curió pela manutenção do atendimento. “Na Marambaia, para onde a Sesma quer mandar os pacientes do Curió, o atendimento já está estrangulado”, denunciou o vereador.
Adalberto Aguiar vai propor que sejam feitos protestos e manifestações populares contra a decisão da Prefeitura. “Nossa gente não tem como se deslocar para buscar assistência em outros bairros. É um absurdo a Sesma suspender esse atendimento, ainda mais sob alegação de que não há demanda! Enquanto isso, os hospitais estão lotados. O poder público precisa melhorar o atendimento e não suspender!”, criticou o parlamentar.

Ray Cunha




Brasília, te amo

Brasília foi inaugurada em 21 de abril de 1960 sob o equívoco de cidade mais moderna do mundo. Não é. E está longe de ser. Para ficar em dois exemplos de cidades modernas, cito Paris e Tóquio. No coração da capital japonesa não entra carro. É cortado por 12 linhas de metrô. Nos arredores da cidade há megaestacionamentos. Estaciona-se o automóvel neles e toma-se o metrô, que deixa o passageiro em qualquer ponto da cidade. Isso entra em harmonia com um povo reverente, disciplinado e educado.
Em Paris também o transporte público é tão bom que grande parte da população prefere deixar o automóvel em casa. Como em Tóquio, é uma cidade onde se pode caminhar de madrugada sem ser assaltado ou esfaqueado, como no Brasil. No caso dos franceses, eles sabem o que querem, e, principalmente, o que não querem. Já degolaram um rei, Luís XVI de Bourbon.
O fato é que cidades modernas são seguras e contam com sistema de transporte público de primeira linha. Em Brasília, essa história de cidade mais moderna do mundo surgiu devido à arquitetura de Oscar Niemeyer, puxa-sacos de Juscelino Kubitschek e do próprio arquiteto e gente deslumbrada. Ao completar, em 21 de abril, 51 anos, Brasília é mais do que nunca um três-por-quatro do Brasil: é uma cidade sucateada, esgotada, inchada, esburacada, violenta, seu sistema de saúde pública é um matadouro e a rede pública de educação uma pilhéria. Capítulo à parte são alguns representantes de sua classe política. Aqui, a corrupção deixa o mensalão do PT comendo poeira.
Mas, hoje, a capital da República é uma grande cidade, capaz, inclusive, de resistir a novo governo petista. Como toda grande cidade, tem seu lado cintilante: um mundo de possibilidades, de dia ou de noite. Um homem, ou uma mulher, endinheirado não sentirá ócio. E fica cada vez melhor.
Pessoalmente, abro um Dom Pérignon, safra de 1954, em homenagem a Brasília. Cheguei aqui em 1987, com destino ao Rio de Janeiro, cidade pela qual sou apaixonado (e quem não é?). Fiz uma escala para trabalhar com Walmir Botelho, então diretor de redação do jornal Correio do Brasil, e fiquei. Nunca me faltou trabalho, inclusive quando retornei de Belém do Pará, onde voltara a morar (1996-1997). Aqui conheci minha amada, Josiane Souza Moreira Cunha, que é conterrânea minha, de Macapá, e aqui nasceu minha princesinha, Iasmim Moreira Cunha. Aqui, pois, também pulsa o meu coração.

118º aniversário da ilha de Caratateua


No último dia 14 de abril, no estacionamento da Praia Grande de Outeiro ocorreu o 118º aniversário da ilha de Caratateua com várias atrações, fogos e em especial, abanda Sayonara.
O aludido evento ocorre a sete anos, sempre realizado pela Administração Regional do Outeiro e é uma proposição deste simpático historiador e jornalista que vos escreve estas linhas.
A data remete há 14 de abril de 1893, quando o governo do estado do Pará na época, utilizou as instalações do antigo CEFAP transformando-o em uma hospedaria para receber 12 famílias de italianos, o que marcou a colonização definitiva desta ilha, onde até então, várias pessoas tinham “lotes de terra e fazendas”, mas aqui não residiam. Este levantamento histórico foi realizado na época em que eu servia a comunidade como assessor de relações com a comunidade na Administração de Outeiro e contou com a participação inclusive, de universitários da UFRJ. O resultado publiquei nas páginas do então jornal “A Voz de Caratateua”, precursor do Jornal do Outeiro, edição de março de 2003.
Vale ressaltar e é sempre bom lembrar que nossa equipe que colaborou com o hoje Deputado Edmilson Rodrigues (então prefeito da capital da Amazônia), sob o comando dos ex-administradores Manfredo Ximenes e Melquesedeque Filho, descobriu as particularidades da ilha como o levantamento em geomática que revelou a quantidade de ruas e suas metragens, realizou as grandes (e as hoje ausentes) campanha de educação ambientais e configurou as atividades culturais, sociais e esportivas como as temos hoje.
Iniciamos a campanha “cararateua”, melhor definida por Apolo Barros, liderança cultural do bairro de Itaiteua, como “Mostra a Tua Caratateua”, movimento que visou resgatar o verdadeiro nome da ilha, que significa na língua Tupi “Lugar das grandes batatas”, uma vez que a vegetação da ilha até hoje é rica desta hortaliça.
Mas algo tenho que protestar e o faço, como Nobel, que não ficou gostando quando sua obra prima a Dinamite, que foi criada para facilitar a extração de minério, foi usada para matança de pessoas nas guerras ou Santos Dumont, que rola em seu túmulo quando o seu avião, que inventou para facilitar o transporte de pessoas é fora utilizado igualmente nas guerras (perdoem a inconveniência), para mim, o objetivo deste aniversário era de que a PMB desse um presente a ilha, que fosse ao menos o asfaltamento de uma Rua ou uma obra que ajudasse o seu desenvolvimento, o que nunca teve por parte de D. Costa. Mas aniversário de pobre, filho de pai que não liga para nada é assim mesmo né não!. Um dia creio, que nossa sorte mudará, e Deus queira que o prefeito que tem sangue cabano nas veias, que ama Belém como um todo, e realizou 26 obras e serviços neste distrito, possa voltar a olhar melhor por este pedaço de chão. Por falar nisso, o slogam principal desta atual prefeitura é “AMA BELÉM”, o que diz aminha amiga Valderêz Carreira, liderança cultural do bairro da Brasília (e eu repito): “imagina se odiasse”.
______________________

Luiz Carlos Freire
Pinçado do Blog do Luiz

4/24/2011

Parabéns, Jéssica Mylla Raad da Silva



Parabéns, pelos seus 20 anos completados neste final de semana,

Que sua vida seja muito feliz, de todo o coraçã;, que tudo dê certo para você; todas as felicidades do universo para você, para sempre e que seus sonhos se realizem.

De seu amado

Victor Pitts


Informe SISBel

Boletim Informativo do Sindicato dos Servidores Públicos de Belém - SISBEL Abril de 2011 Nº 01

_______________________________________________________________________________________


UM ANO DE MUITO TRABALHO E VITORIAS!

Iniciamos o ano de 2010, dando trabalho ao governo municipal engessando a votação do orçamento na Câmara Municipal com apoio de alguns vereadores, em especial, o Vereador Fernando Dourado que realizou uma sessão especial para debater as perdas salariais após propor um reajuste de 6% parcelado, uma verdadeira merreca - essa mecida foi incluída no orçamento que em seguida foi votado e aprovado.

E continuando o nosso trabalho de lutas, em Julho o Juiz Dr. Elder Lisboa da 1ª Vara da Fazenda da Capital, em audiência com a presença do Ministério Público, Procuradoria do Município de Belém e Assessoria Jurídica do SISBEL, anunciou a sua sentença a qual reconhecia com beneficiados da Ação das Perdas Salariais somente os servidores associados.

Em setembro mais uma vitoria. Em Brasília no Superior Tribunal de Juistiça (STJ) a ação do SISBEL que lutava pela reintegração de 65 servidores da Câmara Municipal demitidos em 2001 obteve provimento. Eles ganhavam o direito de retornar ao trabalho com todas as vantagens retroagidas aos nove anos que ficaram sem receber, ou seja, salários, férias,13º. Salário, etc.

Em outubro numa sessão tensa no plenário do Tribunal de Justiça do Estado (TJE-Pá), com uma votação de 7x5 os Desembargadores derrubaram a Ação Rescisória do Município de Belém que reconhece a legitimidade do SISBEL, e mantém os precatórios dos servidores da Câmara Municipal.

Em Dezembro a Prefeitura fez o deposito na conta da Justiça o montante de R$ 3.576.420,38, referente a 1ª parcela. Esse depósito vai beneficiar, primeiramente, os portadores de doenças crônicas, idosos, aposentados e pensionistas e os associados do SISBEL.

Estamos atentos.


Emílio Conceição Silva

Presidente do SISBEL


PERDAS SALARIAIS. O que está acontecendo

Na verdade o processo está tramitando na 1ª Vara de Fazenda Pública da Capital. O juiz Dr. Elder Lisboa, titular da Vara em audiência no dia 10 de julho de 2010, proferiu sentença excluindo os advogados que não pertenciam à causa e aqueles contratados por servidores não sócios. Solicitou a listagem dos associados e determinou que o Contador do Juízo verificasse se houve reajuste ou ganho real concedido pelo governo municipal nos últimos anos tendo em vista que aquele poder alega que já pagou 14% e deve somente 6,84%.

De todas estas diligencias, está faltando somente o contador enviar o laudo contábil das planilhas de reajuste salarial dos últimos anos concedidos pela PMB. A listagem atualizada dos associados já foi remetida à justiça e os advogados que foram contratados ou receberam procurações de servidores para atuar junto ao processo também já foram excluídos.

Ora o autor do processo é o SISBEL os servidores apenas são beneficiados na ação que o SISBEL move contra o município. É inadmissível que agora que o processo está em fase de execução apareçam alguns advogados oportunistas e servidores espertos que nem sócios do Sindicato são, e nunca contribuíram com nada, queiram tirar aproveito da situação. É por isso que os sócios do SISBEL serão beneficiados primeiro; ficando em segundo plano os não associados. A sentença judicial beneficia os sócios. Afinal quem paga à custa judicial são os sócios com as suas contribuições mensais.

Em breve, muito breve, estaremos divulgando os resultados.

Reajuste da alíquota do PABSS do IPAMB. Será que vale a pena?

Parece que o nosso IPAMB está mal de saúde, física e financeira. O reajuste da alíquota da mensalidade do PABSS não convenceu os segurados do plano; ou seja, os servidores. Está faltando à direção do IPAMB mais transparência na divulgação dessa proposta e uma discussão mais aprofundada sobre o assunto.

Realmente não dá pro servidor descontar 4% do salário-base e ter alem do titular quatro dependentes. Não somos contra o reajuste, mais do jeito que está sendo conduzido o processo.. não convence.

Foi distribuída uma carta-consulta ao servidor; uma cartilha muito simples com informações sem consistência. Muitos dos que concordaram com o aumento são servidores temporários; a informação não mostra detalhes da situação financeira do plano. Apenas fala em déficit, apresenta o percentual de reajuste, apresenta um quadro de difícil compreensão... enfim um emaranhando de problemas.

O que queremos saber é: quais são as melhorias que serão concedidas aos servidores.

A direção só fala em reajustar as mensalidades, não tem coragem de fazer um encontro de servidores, assembléias distritais, sessão especial na câmara de vereadores ou seminários.

Hoje o atendimento está de mal a pior, tudo está suspenso: financiamentos, cirurgias eletivas, inscrição de dependentes, os postos de Icoaraci e Mosqueiro reduziram o expediente, além da redução do desconto das farmácias. O servidor quer saber quanto é a folha de pagamento de funcionários, quanto o órgão gasta com os hospitais, laboratórios; por que o Conselho de Saúde e o Conselho Fiscal foram desativados pelo presidente; por que não foi feito o propalado concurso publico; por que tarefa certa só para proteger os apadrinhados e o inchaço de funcionários contratados.

A conclusão que se tira é que algo errado esta acontecendo!

E a nossa previdência? Quem nos representa? Por que foi aclamado um Conselho Deliberativo e não eleito através do voto do servidor como manda a legislação? Por que aclamação? Quem o aclamou? Isso tudo com o apoio da direção. E as gratificações irregulares concedidas aos servidores e conselheiros? Tem alguma explicação convincente? QUEREMOS TRANSPARENCIAS.

0CARTÃO SERVIDOR. O que é isso?

Diz o ditado popular: “Quando a esmola é muita o cego desconfia” Verdade. Chegou um bendito Cartão Servidor titulando-se “o salvador da pátria” emprestando dinheiro, credito para supermercado, lojas, postos de combustível, e outras benesses.

É bom fica de olhos bem abertos e verificar tudo antes de fazer qualquer operação. A diretoria do SISBEL já solicitou uma audiência com o secretario da SEMAD e à direção do Cartão Servidor para melhores informações e esclarecimentos,

SISBEL tenta suspender os descontos das financeiras e bancos

Após muitos estudos e dúvidas já esta preparada a Ação Cível para ingressar na Justiça a fim de suspender os descontos consignados em folha de pagamento dos servidores associados. A primeira dúvida era se a ação seria proposta em favor da categoria. Embora o SISBEL seja o legitimo representante dos servidores municipais, a diretoria do SISBEL não tinha a autorização da categoria para ingressar com esse intento. A Assessoria Jurídica orientou a diretoria a ingressar na primeira fase em favor dos associados. A Ação solicita que a justiça determine. de imediato, que a SEMAD faça a suspensão dos os descontos feitos através de consignação em folha de pagamentos dos salários dos servidores em favor dos Bancos, Financeiras e cartões de créditos.

Tal medida visa garantir a integridade dos salários dos servidores que estão sendo corroídos por descontos abusivos. Na verdade tudo indica que a SEMAD perdeu o controle da margem consignável. A diretoria do SISBEL pede na justiça que seja feita uma pericia nos juros, e que seja verificado todos os contratos assinados, todos os pagamentos dos valores mínimos dos cartões.

Afinal ninguém está induzindo o servidor dar o calote, mas queremos que seja pago aquilo que é devido. Estamos à disposição de todos os servidores que estiverem a fim de entrar nesta luta. Conte com a gente!

SISBEL ganhou nova sede

No final do ano passado a diretoria entregou à categoria a nova sede administrativa do SISBEL, um velho desejo dos associados.Instalada num belo sobrado com modernas e confortáveis instalações, a nova sede dispõe de recepção, sala de espera, sala de multiuso, sala de processamento de dados, e salas para as diretorias, gabinete da presidência e mini auditório. Todos esses espaços estão equipados com moveis novos, climatizadas, e informatizadas, alem de contar com uma equipe de funcionários qualificados para o atendimento dos associados, e do público em geral.

A localização é privilegiada :Travessa do Chico, 1949 – Marco -, entre as avenidas Duque de Cazuas e Romulo Maiorana - antiga 25 de setembro . Horário de 08h00 às 12:00, e 14:00 as 17:00. Telefone: 322-0000 Email: sisbelbelem@bol.com.br

O presidente do SISBEL Emilio Conceição, falou da importância da nova instalação da entidade que era um desejo antigo dos associados e que virou realidade. “Agora o associado dispõe de um local aconchegante para contar as suas dificuldades, os seus problemas e ser ouvido sem problemas. Tudo o que foi feito, tudo o que fazemos é pensando no nosso associado, que confiou na gente e nos deu uma nova oportunidade”.

E com concluiu: “O problema da sede administrativa já está resolvido: agora vamos cuidar da sede campestre. Aliás, o nosso associado é convidado permenante conhecer (ou reconhecer) e visitar a sede campestre no Uriboca/Marituba nos finais de semana, almoçar e tomar umas cervejas geladas. Até o final do ano teremos uma nova piscina bonita e segura. Com tudo que o que ele tem direito”.

Um coquetel foi oferecido aos presentes associados,autoridades e convidados.

VALE ALIMENTAÇÃO!

A direção do SISBEL em audiência com o Dr. Alan Dionísio Souza Leão de Sales, novo secretário da SEMAD, solicitou que o mesmo viabilize um estudo sobre a possibilidade de conceder o Vale Alimentação aos servidores que estiverem de férias e servidores de licença medica pelo período de 90 dia.

A diretoria do sindicato apresentou ao secretario estudos que revelam em ambas as situações o Vale é suspenso... e em uma situação que o servidor mais precisa.

O secretario demonstrou interesse em resolver a situação alegando que somente no ano que vem poderá entra em vigor a solicitação.

Vamos aguardar.

A Prefeitura pode pagar as perdas

A diretoria do SISBEL, através da Assessoria Jurídica, informa aos servidores da PMB que está lutando junto ao governo municipal, em prol de um acordo para o pagamento das perdas salariais.

Um acordo jurídico pode ser homologado; depende exclusivamente do prefeito Duciomar Costa. Propostas de pagamentos por grupos e parcelamento dos valores, e outras simulações já foram apresentadas ao gestor municipal.

Estamos aguardamos a contra proposta.

Vem aí a CAMPANHA SALARIAL 2011

O SISBEL já está preparando A Campanha Salarial 2011. É a oportunidade de a categoria discutir e aprovar as reivindicações a serem encaminhadas ao governo municipal. Em breve estaremos divulgando o local do lançamento da Campanha Salarial 2011.

EM TEMPO: Nesse domingo 1º de Maio, grande Festa do Trabalhador Municipal de Belém na sede campestre na Estrada do Uriboca/Marituba, a partir das nove horas.

Vá e leve a sua da família!

●●●

Conheça a nova sede do SISBEL

SISBEL_ Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Belém

Travessa Chaco, 1949 - perímetro compreendido entre a Avenida Rômulo Maiorana, antiga 25 de setembro, e Duque de Caxias - Bairro: Marco

Fone: 3226-2988

E-mail: sisbelbelem@bol.com.br

Venha tomar um cafezinho com a gente.

A casa é sua!

O sermão de Cláudio Barradas


O sermão das Três Horas da Agonia deste ano foi pregado pelo padre, filósofo e ator Cláudio de Souza Barradas. Durante 190 minutos este jovem-idoso-sacerdote nos presenteou com uma lição de vida, filosofia, da Igreja Católica, de Cristo. Filho de Deus.

Na explicação das três últimas palavras, das sete que Cristo disse na Cruz, o nosso Cláudio, visivelmente emocionado, quase que se deixa vencer pela comoção.

Foram justos os aplausos de pé provindos da seleta platéia presente na Capela de Santo Antônio, no centro de Belém.

Cláudio de Souza Barradas, titular da Paróquia de Jesus Ressuscitado - Conjunto Médice I/Marambaia - completou no passado dia 25 de janeiro, dez anos de vida sacerdotal. Acho que vale a pena falar um pouco desse padre. Para tanto, peço – usando o pronome na primeira pessoa - a devida vênia aos leitores.

Desde muito jovem acompanho os passos de Cláudio Barradas. Esse ator consagrado – que empresta o seu nome a um teatro na cidade – com prêmios nacionais e internacionais é um dos principais elementos representativos da arte cênica do Pará – eu o vi pela primeira vez no palco do Teatro da Paz, interpretando o príncipe Omar, da peça Branca de Neves e os Sete Anões, adaptada por Maria Clara Machado, com música e arranjos da professora Maria Luísa Vella Alves – saudosa memória - há mais de 60 anos.

Quando repórter da Folha do Norte, estive várias vezes em casa de Barradas – ele morava na rua Tiradentes, próximo da travessa Piedade – em companhia do falecido poeta e ficcionista Eliston Altmann, que dirigia a página literária da Folha, publicada aos domingos na capa do 2º caderno.

Anos mais tarde, dirigindo a ATESC – Associação Teatro-Escola Santa Cruz, entidade ligada à Paróquia de Santa Cruz (Marco), que funcionava ao lado do prédio do antigo Hospital Juliano Moreira – onde funciona atualmentye a Faculdade de Medicina da Universidade do Estado do Pará/UEPa, - eis que me vejo diante do diretor Cláudio Barradas.

Minha entidade estava participando do planejamento, ensaios, montagem e realização da peça Cristo Total, da inesquecível irmã Benedita Idefelt (OSC), encenada em pleno regime de exceção, por duas vezes, no Estádio Navas Pereira, da Tuna Luso Brasileira, e que reuniu mais de cem mil pessoas – um sucesso total – sob os auspícios do Círculo Operário Belenense, e do inesquecível padre Thiago Way Cláudio, àquela época no Sesi, era o responsável pela direção geral.

Daí que a amizade com esse artista admirável frutificou. Me tornei guru do ator e diretor Cláudio Barradas.

Seminário - Muito antes disso, Cláudio Barradas já havia freqüentado seminário. Ele tinha 13 anos (atualmente tem 78) quando ingressou na antiga casa de formação da Arquidiocese de Belém – Seminário Nossa Senhora da Conceição – levado por D. Alberto Ramos, que à época era apenas um padre diocesano. Após oito anos, no finalzinho do curso de filosofia, Cláudio Barradas deixou o seminário para o desagrado, não apenas de D. Alberto Ramos, do então padre e atualmente Monsenhor Nelson Soares – que se tornou seu amigo e confessor – como de D. Mário de Miranda Villas Boas, que o tinha escolhido para os estudos complementares de Filosofia e Teologia em Roma, na Universidade Gregoriana.Cláudio Barradas pintou, bordou, virou, mexeu; fez Letras Clássicas – inaugurando a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras do Pará, sonho do professor Antônio Gomes Moreira Jr, falecido no início de 1980.

Foi o primeiro lugar da turma...também...pudera sabia Latim de trás pra frente e de frente pra trás! Em seguida abraçou de corpo e alma o teatro, sendo um dos primeiros alunos da Escola de Teatro da UFPa, posteriormente coordenador do curso e professor.

É meus amigos, mas nem Deus e nem D. Alberto esqueceram do brilhante e irrequieto e irreverente seminarista.

Nas horas vagas, Cláudio ajudava às paróquias. Colaborou em São José de Queluz, quando por lá passou o padre David Sá, atualmente afastado do ministério; São Francisco de Assis (Capuchinhos), participando do antigo Grêmio Bento XV – que revelou, entre outros, Assis Filho, advogado, poeta, escritor e ensaísta, falecido no ano passado; e Sant’Ana, do monsenhor Nelson Brandão Soares, onde aprendeu tudo sobre música, regência etc, além de integrar a Schola Cantorum e, de quebra, fazia teatro na Igreja duas vezes por ano, na Semana Santa e no Natal.

Quando Nelson foi para a catedral, Cláudio Barradas o acompanhou. Tinha tudo a ver. Naquela Igreja ele foi batizado; onde aprendeu o catecismo; recebeu a primeira eucaristia (ou Primeira Comunhão, como se dizia até a pouco tempo); foi “cruzado” e recebeu o sacramento da Crisma de D. Mário. Já aposentado da UFPa. e com o tempo livre, passou a exercer um monte de atividades no Curato da Sé.
Sacerdócio - Um belo domingo de Páscoa, D. Alberto logo após a celebração do Pontifical, ao desfazer-se dos paramentos sacros, com a ajuda de Cláudio, dirigiu um olhar firme e ao mesmo tempo sereno e paternal ao acólito, e perguntou: “Cláudio, você aceita ser ordenado? Já é tempo, não acha? Você começaria de baixo, leitor, diácono e depois viriam as demais funções do presbitério até à Ordem, propriamente dita. Não sou eu quero, é Deus que O chama. A pergunta soou para Cláudio Barradas, segundo as suas próprias palavras, como um “chute no saco” (textuais). Ele não titubeou, em lágrimas disse SIM.

A partir daquele momento tudo mudou na vida desse homem. Deixou de lado a vaidade e os seus muitos títulos mundanos e foi para o Seminário São Pio X, como qualquer um outro postulante ao sacerdócio. Como já tinha praticamente todos os créditos necessários, concluiu a parte que faltava de Filosofia e estudou Teologia.

Fez o tirocínio na Catedral auxiliando (ainda mais) o monsenhor Nelson Soares nas atividades paroquiais. No dia 25 de janeiro de 1992, dia da conversão de Paulo de Tarso no caminho de Damasco, foi dia escolhido por Cláudio Barradas, para a sua ordenação por D. Vicente Zico lá mesmo na Catedral, ou seja, há nove anos é sacerdote. Após algum tempo foi nomeado vigário auxiliar. No dia 2 de fevereiro de 1993, D. Zico o designou para a Paróquia de Santa Isabel de Portugal, onde realiza um trabalho pastoral, dos mais edificantes e maravilhosos.

Cláudio Barradas não perdeu tempo e logo no início montou uma equipe de teatro e de música. Suas missas são belíssimas e muito participativas. Tão contagiante é o seu trabalho que muitos crentes já se converteram à fé católica.

Eu estive lá e posso dar o meu testemunho.

Cláudio confessa que prefere estar junto ao povo humilde do interior, sentindo o cheiro de mato. “Essa gente é mais autêntica”. Todos os querem bem, não obstante o seu gênio explosivo...umas das suas características. Mas é inofensivo. É doce

Num artigo que escrevi na época – publicado pelo O Liberal, disse “Oxalá que as palavras de Melchisedeque o acompanhem para todo o sempre, e que ele possa, através das suas virtudes, com o seu valor com a sua inteligência, com o seu teatro e a humildade, trazer muitos servos para a Messe que tanto necessita.

Deu certo. Padre Cláudio Barradas cresceu no seu ministério sacerdotal. Tornou-se membro do Conselho Editorial do semanário Voz de Nazaré, onde nos brinda com um artigo escrito à sua a maneira em todas as edições; dirige com competência e acerto várias peças teatrais e de quebra ganhou um teatro com o seu nome.

\Inspiração de Deus - O arcebispo de Belém D. Alberto Taveira Correia, por inspiração do Alto o designou para pregar o Sermão das Três Horas da Agonia, ou Sermão das Sete Palavras, como dito atualmente, realizado há 138 anos e levado a todos pelo rádio, TV e satélite para a toda rede da Fundação Nazaré de Comunicação espalhada da pelo norte/nordeste do país.

No meu entendimento, desses últimos anos, a despeito da pregação dos sacerdotes George |enner Evangelista França e Raimundo Possidônio Carreira da Mata – atualmente Monsenhor, que inclusive mereceu citação de veículos de informação fora do Estado e aplausos da Câmara Municipal de Belém- o sermão de Cláudio Barradas foi o melhor e um dos mais lúcidos à luz da Fé Católica.

Como disse há nove anos , Deus e D. Alberto Ramos não o perderam de vista.

4/19/2011




OBESIDADE


Um estudo recente da Universidade de Newcastle, no Reino Unido, relevou que mulheres obesas no início da gravidez têm mais chances de perder o bebê durante a gestação e até um ano após o parto. Para a ginecologista e especialista em reprodução do Centro de Medicina Reprodutiva Huntington, Isabel Correa, se uma mulher está acima do peso e deseja engravidar é preciso que ela tome cuidados para não ter complicações durante a gestação. “O ideal é que ela atinja o IMC, Índice de Massa Corpóreo adequado e saia da obesidade. Uma avaliação com uma nutricionista ou endocrinologista pode corrigir isso. Aí a gravidez, o parto e a criança vão ser muito mais saudáveis”. Uma dieta equilibrada é importante para qualquer gestante e boa formação do bebê.
POSTURA. Mulheres francesas são magras. Isso é fato. Esbeltas, elegantes, charmosas, elas tem o corpo enxuto, livre de gorduras localizadas e celulite. Não é a toa que a técnica da Podoposturologia nasceu nesse país. Isso porque ela simplesmente corrige os maus hábitos corporais, não deixando que nenhuma gordura localizada se instale. Exibir um corpo bonito e em forma é sinônimo de saúde e não só de estética. Muita gente faz de tudo em busca da silhueta perfeita e, muitas vezes, acaba ingerindo fórmulas e componentes prejudiciais à saúde. O que as pessoas não sabem é que um dos fatores que as ajudam a ter o corpo desejado é fazer uma mudança corporal, a partir de alterações nas atividades do dia a dia. Isso pode ser difícil a princípio, mas logo se transforma em rotina. A boa forma depende do seu estilo de vida. Além disso, a boa postura corporal é mais do que algo para melhorar a aparência. Sem ela, a saúde pode ser seriamente comprometida.


EMPRESAS

É louvável a intenção que motivou a presidente Dilma Rousseff, cumprindo promessa de campanha, a enviar ao Congresso Nacional projeto de lei criando a Secretaria das Micro e Pequenas Empresas, com status de ministério. É preciso mesmo apoiar o segmento, a começar pela redução do índice de mortalidade dessas organizações nos primeiros cinco aniversários, que continua muito elevado, em torno de 58%. Todo ano, cerca de 85 mil fecham as portas. Portanto, é preciso remover os obstáculos à sua longevidade, considerando, ainda, que são responsáveis por 20% do PIB nacional e mais da metade dos empregos com carteira assinada no País, cuja multiplicação é comemorada com efusividade pelo governo.

PADILHA


O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, reforçou, durante seminário em Brasília, o compromisso do Governo Federal em formar, com excelência, novos médicos, enfermeiros e demais agentes de Saúde. Alexandre Padilha participou da abertura do evento, que discute a escassez, o provimento e a fixação desses profissionais em áreas remotas e nas mais carentes do País. Na ocasião, classificou como diretriz fundamental à qualidade na formação educacional para a consolidação do SUS nessas áreas. No Brasil, o Ministério da Saúde implementa ações para diminuir a carência de profissionais nessas regiões. Um exemplo é o programa de incentivo à especialização médica, o Pró-Residência, que deverá ser ampliado em duas mil vagas em 2011. Em Santarém o Secretário de Saúde José Antonio Rocha está encontrando dificuldades para contratar médicos. A maioria prefere ficam em capitais. Fato lamentável.


PROFESSORES


De todos os esforços que estão sendo feitos para melhorar a qualidade da Educação em nosso país, sem dúvida a valorização dos bons professores é o ponto de partida para a construção de um Brasil melhor e com mais oportunidades. Um bom cirurgião, um bom piloto de avião, um bom pedreiro, um bom músico, um bom artista, um bom jornalista, um bom motorista e, claro, um bom radialista, todos certamente tiveram na sua formação bons professores. Porque tudo começa com um bom professor. E essa é a nossa lição de casa doravante: apoiar os bons professores e lutar pela valorização dessa profissão que, sem dúvida, é a mais importante de todas, pois é à base de todas. Apóie essa causa.


CANCER


O câncer de mama é uma das doenças mais temidas pelas mulheres, devido à sua alta freqüência e pelos seus efeitos psicológicos, que afetam a sexualidade e a própria imagem pessoal. Raro antes dos 35 anos de idade, mas muito presente acima desta faixa etária, sua incidência cresce rápida e progressivamente. Segundo as estimativas do INCA, Instituto Nacional do Câncer, o câncer de mama é o segundo tipo de câncer mais frequente no mundo e o mais comum entre as mulheres, respondendo por 22% dos casos novos nesse grupo. Embora seja considerado um câncer de bom prognóstico, trata-se da maior causa de morte entre as mulheres brasileiras, principalmente na faixa entre 40 e 69 anos, com mais de 11 mil mortes/ano (2007). Isso porque na maioria dos casos a doença é diagnosticada em estágios avançados. Faça exame de mamografia, o diagnóstico precoce é importante para a cura.


AÇAI

Nos próximos meses, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) vai introduzir no cardápio da merenda escolar das cerca de 1.200 escolas da rede pública um dos frutos mais consumidos pelos paraenses, o açaí.
Um total de 30 pessoas esteve degustando amostra do suco. A degustação, segundo a Gerência de Alimentação Escolar da Secretaria, levará em conta a análise sensorial, paladar, sabor, aroma, textura e consistência do açaí. A Seduc publicou instrução normativa no Diário Oficial do Estado (DOE) sobre o teste de aceitabilidade do açaí. As empresas interessadas tiveram que apresentar registro no Ministério da Agricultura.

MOTINHAS

____________________________________________________________


A presidenta Dilma Roussef declarou que pretende reduzir as taxas de juros no Brasil até o final do seu mandato. Segundo ela, será um desafio derrubar os juros mais altos do mundo. Ela pretende que as taxas brasileiras sejam compatíveis com as cobradas no mercado internacional. ●●● Presentear amigos e familiares com ovos de páscoa, esse ano, ficará mais pesado no bolso dos brasileiros. A revelação é do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor. Segundo a entidade, os preços dos ovos estão, em média, 25% mais caros que no ano passado. O responsável por esse aumento são os brindes escondidos nos chocolates. Para quem quiser economizar, os especialistas aconselham comprar barras de chocolate que custam, aproximadamente, 4 vezes menos que os ovos de páscoa. ●●● Deputado Antônio Rocha (PMDB) acompanhado da esposa e assessores prestigiou a passagem dos 38 anos do Iate Clube no Sábado (16). Destaque para a Banda Sayonara que deu um verdadeiro Show. Parabéns ao Paulinho Produções. ●●● O aumento no preço do álcool fez disparar o gasto com gasolina em Belém. Já tem posto de combustível vendendo o produto por até R$ 3 o litro, o que faz da cidade a detentora do triste recorde de possuir a gasolina mais cara do país. Isso é uma vergonha. ●●● Um total de 102 postos de combustíveis estão sendo fiscalizados no Pará, na operação conjunta realizada pela Secretaria de Fazenda (Sefa), Receita Federal (RF) e Agência Nacional de Petróleo (ANP), iniciada em abril. As multas por descumprimento de obrigações acessórias no segmento devem chegar a R$ 10 milhões, após a finalização dos trabalhos de auditoria fiscal. Será que os fiscais acertam chegar em Santarém? ●●● Uma equipe da Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA) esteve em Juruti e reuniu-se com o prefeito Henrique Costa, sobre a implantação do campus universitário no Município em 2012, para atender as demandas do Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (PARFOR), um Programa em parceria com os Governos Federal, Estadual e Prefeitura. ●●● O consumo de frutas, verduras, legumes e cereais não é mais referência quando o assunto é alimentação saudável por causa dos agrotóxicos. A campanha permanente contra o uso de agrotóxicos e pela vida é organizada por mais de 20 entidades e movimentos sociais e vai realizar atividades em todo o País. Os agrotóxicos podem ser a causa de uma série de doenças como câncer, problemas hormonais, problemas neurológicos, má formação do feto, depressão, doenças de pele, problemas de rim e diarréia. Pense nisso! ●●● O som que vem da vibração das cordas vocais, na laringe, é chamado de voz. Ela é diferente dependendo do sexo, idade e da personalidade. Por ser um meio de comunicação, a voz é indispensável para a maioria das pessoas, importante para várias profissões. Atenção, evitar ficar muito tempo com a garganta seca bebendo líquido toda hora. Quando a pessoa já está com a voz rouca tem que fazer um pouquinho do que a gente chama de repouso da voz que é evitar falar muito. E sempre evitar de gritar, falar muito alto em lugar que está muito ruidoso também. ●●● Desejo a todos uma excelente Páscoa. Aleluia! Neste sábado tem garapeira Ypiranga do amigo Cacheado. Marco presença com a Loira Gelada, Ruiva Destilada e Morena Quente. Fui.


Nas últimas cinco décadas a humanidade se transformou. O capitalismo tomou conta do mundo e transformou tudo ou quase tudo em fonte de capital, de lucro, de consumo. Assim as festas, grande parte de caráter religioso se tornou ocasião de um consumo maior. Entre elas temos o Natal, Páscoa, dia das mães, dia dos pais e até o dia das crianças.
Com a profanização, estes eventos perderam seus sentidos originais, humanos, familiares e religiosos. E hoje a riqueza simbólica das celebrações muitas vezes não passam de coisas engraçadas, incomuns e sem sentido.
Mas, como católicos abastraímos esses conceitos menores e celebramos a Páscoa, ou seja, a Ressurreição do Cristo Jesus.
Este mesmo Jesus, onisciente, onipresente e onipotente possui um significado determinante para nós porque ele ressuscitou dentre os mortos.
Aqui reside o núcleo central da nossa fé cristã.
A ressurreição de Jesus ilumina as sombras e as incertezas que o homem tem a respeito da morte e da vida terrena.
"Abriu-se para nós uma porta para o futuro absoluto e uma esperança inarraigável penetrou no coração humano.
"Jesus anunciou um sentido absoluto ao mundo como libertação total de todas as alienações que estigmatizam a existência humana: da dor, do ódio, do pecado e, por fim, também da morte". Sua revolução chamou-se Reino de Deus. Contudo, contrariamente àquilo que se esperava dele, morreu na cruz. Sua morte parecia enterrar todas as esperanças, como sugerem-no a fuga dos apóstolos (Marcos 15,50), a frustração dos discípulos de Emaús (Lucas 24,21) e o medo dos judeus (João 20,19). Será que a morte mais vez triunfava sobre a vida?
Mas eis que três dias após sua morte, Deus o ressuscitou. Jesus não foi abandonado pelo Pai. A realização do Reino se completava naquele fato inaudito e único na história da humanidade.
A ressurreição de Jesus não foi a revivificação de um cadáver ou a volta à vida biológica, como aconteceu com Lázaro e o jovem de Naim, mas a radical transformação e transfiguração da realidade terrestre de Jesus.
Deus não abandonou Aquele que, segundo a lei, era maldito (Gálatas 21,23; e 3,13; Hebreus 4,15). Deus não deixou que a grama crescesse sobre a sepultura de Jesus. A morte apenas ameaçou a vida, mas não a venceu.
A ressurreição de Jesus não é um fato histórico qualquer. É um fato só captável na fé. Essa vivência aconteceu desde os primeiros dias após o fato.
A Páscoa cristã celebra não só a ressurreição de Jesus, mas também a ressurreição antecipada daqueles que crêem, pois com a ressurreição de Jesus, o fim do mundo já começou, isto é a realização do Reino de Deus já começou e nós, crentes, católicos somos ativos partícipes dessa realidade.
A Páscoa, em hebraico chama-se "Pesah". E seu ritual tem origem judaica. Ela acontece no décimo quarto dia do mês de Nisan, o primeiro mês do calendário judaico, e corresponde a março e abril do nosso calendário.
Por essa festa, - a mais importante do calendário judaico -, o povo celebra o fato histórico de sua libertação da escravidão do Egito acontecido há 3275 anos cujo protagonista principal deste evento foi Moisés comando o povo pelo mar Vermelho e deserto do Sinai, onde recebeu de Deus as Tábuas da Lei.
A passagem do mar Vermelho foi lembrada como Páscoa e ficou como um marco na história do povo hebreu. Nos anos seguintes ela sempre foi comemorada com um rito todo particular.
Essa celebração ganhou também dimensão futura, com o tempo. E quando os hebreus foram novamente dominados por estrangeiros, celebravam a Páscoa lembrando o passado, mas pensando no futuro, com esperança de uma nova libertação, última e definitiva, quando toda escravidão seria vencida, e haveria o começo de um mundo novo há muito tempo prometido.
No Novo Testamento, – a nova era – Jesus, o Filho de Deus oferecendo seu corpo e sangue assume o duplo sentido da páscoa judaica: sentido de libertação e de aliança. E ao celebrar a páscoa (Mateus 26,1-2 e 17-20), Ele institui a NOVA PÁSCOA, a Páscoa da libertação total do mal, do pecado e da morte numa aliança de amor de Deus com a humanidade.
A nova Páscoa não era uma libertação política do poder dos romanos, como os judeus esperavam. Poucos entenderam que o Reino de Deus transcende o aspecto político, histórico e geográfico.
Hoje ao celebrarmos a Páscoa, não o fazemos com sacrifício do cordeiro e alimentando-nos com pães sem fermento, pois Cristo se deu em sacrifício uma vez por todas (João 1,29; Primeiro Coríntios 5,7; Efésios 5,2; Hebreus 5,9), como cordeiro pascal, como prova e para nos libertar de tudo aquilo que nos oprime.
Hoje, em cada Eucaristia, celebramos esse mistério pascal e na festa da Páscoa, propriamente dita, não só relembramos a presença constante de Deus nos fatos marcantes da história, mas e, sobretudo a concretização histórica da promessa divina de libertação plena e eterna de todo tipo de mal que aflige o ser humano. Cristo foi e é a vítima deste sacrifício e a realização dessas promessas. E assim como aconteceu com Cristo, também em nós irá se realizar, se crermos e optarmos por seu Reino.
Fazemos nossas as palavras de João Paulo II, “é imprescindível, é necessário que haja mais amor e compreensão; que todos demonstrem solidariedade fraternal para com seus semelhantes que sofrem em conflitos, quaisquer que sejam, em casa, no trabalho no Iraque, na Terra Santa e em outros lugares do mundo. É preciso que haja sempre as Páscoa seja vivido não apenas num dia, mas em todos os outros com fé, alegria e Paz".

Esta é a mensagem do Jornal do Feio a todos os colaboradores os e amigos de todos os lugares que nos acompanha, nesses oito anos – que trabalha com fé em Deus e com a proteção da Senhora das Gracas , Padroeira deste Distrito abençoado de Icoaraci – a todos os amigos, colaboradores e aquelas pessoas que gentilmente nos acessam.




Feliz Páscoa!

4/18/2011

LURDINHA BEZERRA recomenda


60 anos do EDGAR

Edgar Augusto, É O MAIS NOVO 60 (SESSENTINHA DO PEDAÇO) A música está em festa. Dia 17 de abril, vamos comemorar os 60 anos do Mestre Edgar Augusto,O MAIS NOVO SESSENTINHA DO PEDAÇO, O HOMEM QUE RESPIRA MÚSICA, e os festejos não poderia ser diferente a não ser regados no berço da Grená e Branco,onde o "homem da feira" tem suas raízes fincadas desde pequenino.

Feijoada,samba e Carnaval vai ser o menu do dia 17 de abril, domingo,na sede do Quenzão, a partir das 13h,e nós contamos com todos os amigos e amantes da cultura, em especial da boa música. Até lá aguardamos vocês. Espero todos os amigos e amigos do mais importante fa dos Beatles desta parte do Brasil EDGAR AUGUSTO CAMARAO PROENÇA.

●●●


Volto daqui a pouco neste espaco do Feio – até que o cara não e tão feio assim...


Inte.

PARABÉNS OUTEIRO PELOS 118 ANOS

aldemyr feio
A ilha de Caratateua, ou Outeiro, como é mais conhecido, estará completando 118 anos neste dia 14 de abril. A Administração Regional, tendo a frente o administrador Henrique Andrade preparou uma vasta programação que teve início na segunda-feira/11 com várias atividades, envolvendo a comunidade outeirense denominadas “Mutirão de Limpeza”, Mutirão da Dengue e Operação Tapa Buraco”, com a participação de vários órgãos da Prefeitura Municipal de Belém. Enquanto isso está acontecendo Oficinas de Ovos de Páscoa no Bairro da Brasília, o mais populoso do Outeiro, Na sexta-feira/18, dia do aniversário do primeiro distrito administrativo de Belém, a programação começa cedo: 6h00, com alvorada e queima de fogos no estacionamento da Praia Grande. Às 12h. mais queima de fogos. À tarde, a partir das 17h – Culto Ecumênico. Logo em seguida, às 18h00, apresentação do Coral da Igreja do Evangelho Quadrangular. Meia hora tarde -18H30 - a comunidade vai cantar os “Parabéns” com distribuição de fatias de um bolo gigante que está sendo preparado. Às 20h00 – Haverá a premiação dos Blocos Alternativos e Escola de Samba, vencedores do Carnaval de 2010. A partir da sete da noite - 19h00 – apresentação da banda Mega Trio. Para não perder o ritmo da festa, oito e meia em diante, 10h00, a Banda Show Sayonara fará uma soberba apresentação que certamente contagiará a todos. Dez da noite, 22h00 – que se espera seja de lua bela e reluzente, as comemorações dos 118 anos do Outeiro, serão encerradas com Show Pirotécnico. Todas essas atrações têm o apoio Fundação Cultural do Pará Tancredo Neves, a quem Henrique Andrade e a sua equipe agradecem.

Você conhece o Outeiro?

Outeiro teve seu início na história quando vários locais de suas áreas serviam de cemitério para os índios e seus animais, tempos antes da Fundação de Belém - especialmente no bairro que hoje se chama Itaiteua -, na Ilha chamada por eles de “Caratateua”, que no dialeto Tupi-Guarani, quer dizer “lugar das grandes batatas”, “lugar das grandes batatas” (ou das muitas batatas), ou ainda “terra do cará "Inhame”. Os portugueses batizaram-na de Outeiro que para eles quer dizer: “pequenos morros”. Originalmente, Outeiro (do latim altarìu-, «altar») é uma pequena elevação de terreno. Era nos outeiros ou lugares altos, mais próximos dos céus, que os romanos ofereciam as preces, as oferendas e sacrifícios aos Deuses.

Segundo pesquisa feita pelo redator deste blog e o líder comunitário Luiz Carlos Freire, nos anais da História do Pará, em abril de 1731, o então governador da Província do Grão-Pará, Capitão Geral Alexandre de Souza Freire, repartiu as terras da ilha de Caratateua através da carta das Sesmarias - que oficializava a doação de terras a particulares objetivando sua ocupação. As Sesmarias espalharam-se por todas as colônias, e só foram extintas após a Independência do Brasil. A segunda fase de colonização da ilha deu-se no ano de 1893, quando foi criada a Colônia de Outeiro - ou núcleo-modelo de colonização.

Uma segunda hospedaria foi implantada na área da antiga colônia agrícola, - onde até 2009 funcionou o Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças /CFAP -, que recebeu em 14 de abril de 1893, doze famílias italianas que deram o pontapé definitivo na colonização de Outeiro.

Até meados de 1990, o Outeiro era subordinado ao Distrito de Icoaraci, e era administrado por um supervisor ou coordenador. No dia 12 de janeiro de 1994 foi decretado pelo prefeito Hélio Gueiros a criação das oito administrações regionais de Belém.

No dia 17 de maio de 1995 foi assinada a Lei Ordinária N.º 7753, que alterou a estrutura da administração direta da Prefeitura Municipal de Belém, e criou a Administração Regional do Outeiro (AROUT). Daquela data em diante o Outeiro passaria a ser Distrito e teria sua própria autonomia.

Nesse dia foi inclusive foi sancionado o Plano Diretor das Ilhas de Outeiro e Mosqueiro, que teve a participação deste redator na Comissão Técnica de Planejamento, Elaboração e Texto, representando a Comus.

A autonomia, propriamente dita do novo distrito, só aconteceu na primeira gestão do prefeito Edmilson Rodrigues, a partir de 1997. Caratateua, conhecida popularmente como Outeiro, é uma ilha do distrito de Belém, ligada ao continente através de ponte sobre o rio Maguari – a Ponte Enéas Pinheiro, construída em nove meses e 26 dias pelo ex- governador Jader Barbalho - distante 25 km do centro da capital.

É banhada pela baía do Guajará, por águas doces, turvas, de características barrentas. É o balneário mais próximo de Belém, a 18 Km da capital;

O distrito possui uma área de 111.395 Km2 , e administra o espaço físico de 26 ilhas, de um total de 42, situadas no centro leste: Ilha de Caratateua, Cotijuba, Combú, do Maracujá, Murutucum, de Paquetá-Açu, de Jutuba, Grande (longa), Urubuoca, Nova, Satélite, dos Patos, do Papagaio, da Mirim, Jararaca, Jararaquinha, Coroinha, de Tatuoca, do Fortim, do Cruzador, de Santa Cruz e mais cinco sem denominação ou habitantes.

A população total do Outeiro (Caratateua), de acordo com o censo do IBGE/2000 e de 63.353, sendo 2,1% total da população do município, distribuídos em 6.338 domicílios - cerca de 4,12 habitantes por domicílio, e pertencentes ao município/ e população de 21.815 habitantes, distribuídos em sete bairros - São João do Outeiro, 7.667 habitantes Itaiteua, 1.231 habitantes, Brasília 5.162 habitantes e Água Boa 5.662 habitantes. Existem, também, as áreas rurais de Fama, Tucumaêra e Fidélis com 3.438 habitantes. A sua posição geográfica, de frente para a Baía de Santo Antônio, confere-lhe uma fisiografia com sete praias Brasília, Prainha, dos Artistas, Grande – talvez a mais conhecida, do Amor, Ponta do Barro Branco e da Água Boa, o que lhe confere a condição de balneário mais próximo e porque não dizer, mais simpáticoe mais popular da capital paraense.

Tais características se refletem na oscilação da população, nos finais de semana -10 a 15mil pessoas - e no período de alta estação, mês de julho, quando sua população atinge 100 a 120.000 pessoas.

Além disso, Outeiro apresenta os três tipos de solo: varzea, igapó e terra firme, permitindo as culturas intensivas e extensivas. Possui orla de belissimas praias de rio, como atrativos cenários para atividades de turismo e lazer social. Local bastante procurado pela população metropolitana. Suas praias, de água doce, são bastante procuradas nos finais de semana e feriados prolongados. À beira-mar há uma variedade grande de bares e restaurantes que oferecem o tradicional peixe frito. Lá já é possível ter contato com a imensidão da Baía do Guajará, o movimento de maré da água doce e a fartura dos peixes da região. Um final de tarde na Praia do Amor é um passeio imperdível. Cotijuba A segunda ilha mais importante do DAOUT tem uma área de 15.808.495.144 m2, bastante visitada nas temporadas de veraneio, uma região rica em paisagens e exemplos da harmonia do homem amazonida com a natureza.

A ilha de Cotijuba ou “ilha da trilha dourada” (tradução do nome indígena) é um exemplo visível dessa realidade. Banhada pela baia do Marajó, Cotijuba possui 19 quilômetros de extensão e localidades com as suas características naturais: Praia do Farol, do Cemitério, da Saudade, da Flecheira, Praia Funda, Vai-quem-quer – a mais procurada -, Praia das Tintas e Pedra Branca que compõem a rica orla desse local. Algumas dessas praias são de fácil acesso aos visitantes, próximas do núcleo da vila; outras só para aqueles que se permitem uma boa caminhada entre a flora da ilha num verdadeiro passeio ecológico muito surpresas o lugar lhes reserva. Quanto maior à distância, mais intactas as praias são mantidas.

As ilhas de Caratateua, Cotijuba e Combu, entre outras, tem em seu espaço geográfico diversos equipamentos públicos, responsáveis pelo atendimento da população local e de visitantes. Ocupação desordenada Outeiro também tem os seus problemas. O mais crucial e a ocupação desordenada.

Essa pratica na ilha de Caratateua, tem início na década de 80 com a construção da ponte Enéas Pinheiro - a ponte de Outeiro – que provocou um processo de ocupação desordenada, devido também ao problema de ocupação urbana de Belém, assunto previsto no capitulo Área de expansão urbana de Belém” do Plano Diretor da ilha de Caratateua e que, da mesma maneira causa dor de cabeça aos gestores municipais. Cultura Outeiro tem aumentado expressivamente seu potencial em matéria de fazer cultura, com a representação em todos os seus bairros e ilhas de diversas entidades culturais abrangendo todas as formas dessa importante atividade social.


Os eventos mais importantes são:


● Círio de Nossa Senhora da Conceição, normalmente realizado no segundo domingo de dezembro, desde 1953.

● Festival de Yemanjá – que reúne de 80 mil pessoas nas praias do Outeiro para homenagear com oferendas de perfume, rosas e bebidas Yemanjá, tida pela comunidade umbandista como a “Rainha do Mar”. Esse ritual teve início em 1971, promovido pela Associação dos Amigos de Yemanjá –AAI que tem como presidente o Coronel PM Itacy Rodrigues, e coordenador do evento ha 35 anos. ●Quadra Junina: Mês de junho é mês de festa no Brasil de norte a sul. As manifestações culturais neste segmento são apresentadas sob as mais diversas linguagens, justificando a riqueza cultural do nosso País. Em Belém do Pará, as festas juninas fazem parte do cenário cultural da cidade. No Outeiro a coisa não seria diferente. São grupos folclóricos, parafolclóricos, quadrilhas juninas, bois-bumbás, cordão de pássaros entre outros, que se apresentam em concursos públicos e particulares e promoções beneficentes, através de um espetáculo de rara beleza de movimentos, brilhos e cores - referência para muitos estudiosos da cultura popular.

●Malhação do Judas: Foi criada em 1° de maio de 1998, no dia do aniversário do atual presidente da União de Malhadores de Judas de Outeiro - UMJU, Luiz Silva do Nascimento, exatamente no momento em que o mesmo falava que já havia coordenado uma também já tradicional malhação de Judas, no bairro da Pedreira, na qual se manteve como presidente por 36 anos. A realização deste evento é uma zorra total, com a participação de todos, sem exceção. ● Este ano, o administrador Henrique Andrade pretende reeditar o Festival do Pato Regional, realizado em setembro em Cotijuba, e que há sete anos, não é realizado.


Detalhes:


● Outeiro foi sede da Operação Especial Icoaraci-Outeiro, do Projeto Rondon (1970) com o apoio de 26 universitários de Agronomia, Medicina, Odontologia e um de Direito, - ou seja, o redator aqui -, com a direção do professor Odmar Barata Filho, então coordenador geral do Projeto Rondon na Região Essa operação redescobriu, em todos os quadrantes, a então desconhecida Ilha de Caratateua.

● Um pouco antes, 1965, foi criada a Associação dos Amigos do Outeiro, iniciativa de alguns maçons – que tinham propriedades no Distrito - e que teve vida efêmera. Mas no período que existiu - aproximadamente seis anos -, fez grandes coisas pelo Outeiro inclusive facilitando a vinda de cineastas americanos e austríacos, com o apoio do falecido supervisor Galdino Farias.

● Em 1971 foi feita a primeira transmissão radiofônica do Outeiro para Belém, pelo ar, sob o comando de Diel Carvalho pela então Rádio Jornal Liberal, diretamente da Praia Grande, em tempo de veraneio. Foram 26 minutos inesquecíveis


●●● Este longo texto é um pouco do Outeiro, que me aturou por quase dez anos, É, também, a minha retribuição e o meu presente pelo aniversário de 118 anos. Viver no Outeiro é uma maravilha. Em todos os pontos de vista.

Você que me lê, residente em Belém do Pará e arredores, venha visitar e passar momentos agradáveis neste simpático e acolhedor distrito. O acesso é fácil - dá-se pelas Rodovias Augusto Montenegro, e Arthur Bernardes – passando por Icoaraci e através da Estrada Velha do Outeiro.


Parabéns, Outeiro!

Descanse em Paz, Dr. Hélio Gueiros



Nessa sexta-feira/16, o Pará e a nossa querida Santa Maria de Belém perderam um grande filho postiço, e eu perdi um grande amigo, grande chega e colega - duas vezes - muito querido, Trata-se do DR. HÉLIO MOTA GUEIROS. Nascido em Fortaleza, adotou o Pará como a segunda terra. Como bem diz o adágio popular quem vai Pará, parou, bebeu açaí, namorou, casou. Com Hélio aconteceu exatamente mesma coisa. O jovem, advogado – recém formado em Fortaleza- Ceará, caiu nas graças do governador Magalhães Barata e foi nomeado Promotor Público. Nas plagas mocorongas encantou-se com uma bela morena – a professora Terezinha Moraes - namorou e casou. Dessa união de 53 anos, nasceram filhos que lhe deram netos e bisnetos. Todos os jornais já traçaram a personalidade, as virtudes, os méritos e a importância desse grande desaparecido na história do Pará nesses últimos 60 anos. Ele teve lá os seus erros... quem não tem Mais os seus vacilos – ué, ele teve algum? – foram imperceptíveis. O Dr. HÉLIO... assim como todo povo do Pará... eu nunca deixei de tratá-lo assim... E era DOUTOR mesmo. Com todas letras grafadas em caixa alta. Advogado, serventuário da Justiça político, o nosso “Papudinho” – apelido que ganhou do líder sindical Carlos Levy, como forma de atingi-lo. Se deu mal. Papudinho virou sinônimo de Hélio Gueiros. O povo adorou, E ele, também!!! – foi acima de tudo um Jornalista. Lembro-me que o conheci ainda criança, 12 para 13 anos tentando uma chance no jornalismo. Atrás de uma mesa na antiga redação de O Liberal, na Rua Santo Antônio, com a Praça D, Macedo Costa, em frente à Central de Polícia, o encontrei com camisa de manga arregaçada, diante de uma velha máquina de escrever “Underwood” tendo ao lado um monte de papéis datilografados. Ele lia um artigo do professor Álvaro Paz do Nascimento – considerado um dos melhores articulistas da época, depois do também professor Paulo Maranhão, dono do jornal concorrente, a Folha do Norte. Os originais estavam escritos em papel almaço, como a letra de Álvaro Nascimento era muito boa, Hélio só fazia uma ligeira revisão para depois baixar para oficina – que ficava no andar térreo. Naquele ano o pessoal da oficina d´O Liberal estava eufórico. A direção tinha comprado três máquinas de linotipo americanas “O” km. Hélio Gueiros juntamente com Mário Couto – de saudosa memória – cuidavam da redação. HG como redator-chefe e Mário como secretário, atual diretor de redação. Anos mais tarde, já adulto, tive a alegria de ter Hélio Gueiros como meu chefe-maior na Prefeitura Municipal de Belém. Ele prefeito e eu atuando na Comus. Para falar dos quatro anos em que estivemos juntos no dia a dia, acho que o espaço deste blog não daria para tanto. Uma coisa a gente não esquece. Quando Hélio chegou a PMB, percebeu que os jornalistas que servem à Comus ganham muito pouco. Ele pediu para o seu Gabinete e para o Walter Jr – então titular da Coordenadoria de Comunicação Social – que estudassem uma forma de melhor remunerar “os meninos da Comus”. Após várias sugestões, HG bolou algo que pudesse equiparar o salário do jornalista da Prefeitura ao salário de repórter “A” de O Liberal, que era o veículo que pagava melhor nos anos 80. Dando D.A.S, com adicional daqui e dali, ele conseguiu, de uma forma legal, melhorar quase cem por cento o nosso salário. Foram quatro anos sem problemas!!! Todo mundo trabalhava feliz, já que Hélio Gueiros não relaxava. Era trabalho o tempo todo, mas ninguém reclamava. Reclamar de que? Icoaraci e arredores - No tocante à minha área Icoaraci, Outeiro e Cotijuba, Hélio Gueiros se superou. Aqui em Icoaraci criou Liceu Raimundo Cardoso. No Outeiro, a Escola Bosque. Desculpem-me, mas eu tenho de falar um pouco desses fatos. Icoaraci - Criado em 1995 e efetivamente implantado em 1996 - tendo Therezinha Gueiros como Secretária Municipal de Educação -, o Liceu surgiu com a missão de unir o fazer pedagógico com o saber popular, reunindo professores e mestres de ofício trabalhando em conjunto para a manutenção da cultura dos ceramistas de Icoaraci. O Liceu de Artes e Ofícios Mestre Raimundo Cardoso (apesar do vigilengo homenageado não ser o artesão pioneiro... mas isso não lhe tira os méritos. Ele foi o que mais se destacou nesses últimos 30 anos nessa arte. Em tempo: Antônio Farias Vieira, - o Cabeludo, que Deus O tenha - foi o professor de Cardoso e pioneiro nessa arte em Icoaraci. Além do ensino formal de CB1 a CB4 (equivalentes ao sistema de 1ª a 4ª séries), o Liceu de Artes e Ofícios oferecia uma série de oficinas – destaque para as de arte marajoara e de cerâmica popular. Infelizmente agora, não posso dizer o mesmo. Uma pena. Pelo Liceu passaram personalidades, como Levi Cardoso, filho do mestre Raimundo Cardoso, hoje conhecido internacionalmente. Em 1987, Levi ganhou o segundo lugar no Prêmio UNESCO de Artesanato para a América Latina e Caribe. Como parte do mesmo processo, foi criada também a Feira de Artesanato da orla - inaugurada em12 de junho de 1986 -, na tentativa de evitar os atravessadores. Ainda em Icoaraci foi criado o Museu de Cerâmica de Icoaraci – reinaugurado na atual gestão mês de abril de 2002; deu-se a quebra do monopólio da “Icoaraciense”, adoção do sistema de transporte em micro ônibus - os fresquinhos e o início do projeto de revitalização da orla. Na inauguração esquceram de dizer que o projeto inicial – muito mais bonito, diga-se de passagem -. foi obra de Hélio Mota Gueiros Se bem que tem técnico, como o Adib Leal da Conceição, geólogo, que torce o nariz para as fundações.... Outeiro - No outro lado, no Outeiro, Hélio Gueiros e a professora Therezinha com o apoio do sociólogo Mariano Klautau de Araújo, foi criado o Centro de Referência em Educação Ambiental Professor Eidorfe Moreira, a nossa querida (e mal tratada) Escola Bosque. Esse fato teve repercussão não apenas além das fronteiras do Pará e do Brasil, como também no exterior. A construção da Escola Bosque partiu de uma idéia do Mariano Klautau. Três meses após a posse do prefeito Hélio Gueiros, ele esteve com a professora Terezinha Gueiros levando em mãos o projeto da Escola-Bosque, de sua autoria com o apoio da comunidade do Consilha – Conselho das Ilhas do Outeiro. A Escola Bosque foi constantemente citada como referência em Educação Ambiental no norte/nordeste do pais na Argentina, Equador, Chile, Guatemala, e no México, se não me falha a memória. O projeto previa que a Escola Bosque seria transformada no Centro e Desenvolvimento Insular, não apenas como referencial de Educação Ambiental como também de Centro de Irradiação de Turismo com a participação total da Comunidade. Como se não fosse bastante, dentro da expansão da Escola Bosque, estava prevista a recuperação total das ruínas do antigo Educandário Nogueira de Faria (Cotijuba) e transformá-lo num centro de cultura e lazer. No local funcionaria a Central de Desenvolvimento das Ilhas. Cotijuba – Já que falei em Cotijuba, Hélio Gueiros adotou o sistema de charretes do Cotijuba, trazidas de Santa Catarina, puxadas por cavalos de raça adquiridos numa fazendo às proximidades de Belém. HG também levou a energia elétrica para a ilha e deu início a construção do trapiche de Cotijuba – Antonio Tavernard - inaugurado pelo seu sucessor Edmilson Rodrigues. Gigante – Hélio Gueiros foi um ícone na vida social, política e cultural desta terra; Ele recebeuo honroso e honorífico título de “Cidadão do Pará”, - graças a uma feliz iniciativa do então deputado José Arthur Guedes Tourinho. O vereador e jornalista Isaac Soares, falecido, complementando a distinção anterior, propôs e a Câmara Municipal aprovou a unanimidade, o título honorífico de “Cidadão de Belém”, para o Dr. Helio Mota Gueiros. O meu/nosso grande amigo, ao receber o título de “Cidadão do Pará”, fez um belo do qual extrai o texto final: “... Ao que soube, a adesão e o apoio foram espontâneos, voluntários, cada parlamentar fazendo questão de revelar seu apreço e seu respeito pelo arigó que chegou por aqui aos três anos de idade, estudou no "Barão do Rio Branco", no "Vilhena Alves" e no "Paes de Carvalho", e alcançou o governo do Estado e a Prefeitura de Belém depois de ter sido deputado estadual, deputado federal e senador da República e de ter casado com uma filha do Tapajós com quem teve cinco filhos, todos paraenses de nascimento e de coração. O título me honra e me comove e me basta. Valeu a pena viver a vida nesta terra e com esta incomparável gente do Pará.’Na campanha para a Prefeitura de Belém, Helio Gueiros usou a musica de Roberto e Erasmo, "Como e grande o meu amor por você ". E em quatro anos mostrou a veio? ele amou a minha cidade com desvelo, entusiasmo e carinho como um jovem que se inicia na política".

Na campanha para a Prefeitura de Belém, HG usou a música Como é grande o meu amor você de Roberto e Erasmo. Em quatro anos ele deu-se tudo de si.E administrou com desvelo, entusiasmo e carinho a minha cidade, com o ardor de um jovem que se incia na política. Ele amava a Belem que o adotou como filho.

●●●


Esse foi o Helio Gueiros que eu conheci; e devo confessar o privilégio de tê-lo como chefe, via Walter Júnior do Carmo – grande macapaense. Aprendi a observar - e a estimar ainda mais - o grande homem que ele foi: sério, honesto, enérgico, exigente, perfeccionista, amigo e acima de tudo, gente.


Dr. Helio Gueiros.Muito Obrigado pelo amigo ter existido.

4/15/2011

SISBEL defende na Câmara Municipal a manutenção a alíquota do IPAMB



O Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Belém/ SISBEL manteve a sua posição contra o aumento da alíquota que IPAMB pretende criar sacrificando o servidor municipal durante a sessão especial que Câmara Municipal de Belém promoveu na tarde da última terça-feira/12. A sessão solicitada pelo vereador Fernando Dourado (DEM) abordou o tema “Problemas relacionados com a situação atual do IPAMB, e reuniu representantes do instituto de previdência do Município, além de dirigentes dos sindicatos cujos associados são funcionários ou prestam serviços a Prefeitura Municipal de Belém. O presidente interino do IPAMB Luiz Otavio Cunha apresentou através de números e gráficos, segundo ele, a atual situação do órgão. De acordo com a sua explanação nos anos 2006 e 2007 IPAMB apresentou superávit; entretanto, nos dois últimos anos – 2008/2009 – amargou déficit que se alastra para o exercício atual “que não é interessante para um atendimento eficiente dos atuais 45 mil usuários... e em face dessa situação há a necessidade de majorar a contribuição dos servidores municipais assistidos.” Marília Barbosa – Departamento de Saúde do IPAMB - defendeu a tese, usando a mesma temática de Luis Cunha. Após a manifestação de vários oradores - Paulo Amorim – Sindsaúde e outros vereadores que analisaram o problema – alguns se mostrando surpresos com algumas informações apresentadas, nas quais ficou demonstrado que os fatos citados diferem muito da exposição do presidente do IPAMB, como é o caso do vereador Carlos Augusto que declarou rever a sua posição com referência ao assunto – o presidente do SISBEL Emílio Conceição ocupou a tribuna. Num rápido e objetivo discurso, aquele dirigente reafirmou a disposição do SISBEL de lutar contra o aumento de contribuição dos servidores. O pretenso reajuste da alíquota da mensalidade do PABSS não convenceu os servidores/usuários. Está faltando à direção do IPAMB mais transparência na divulgação dessa proposta e uma discussão mais aprofundada sobre o assunto. Ele disse que esta faltando à direção do IPAMB mais transparência na divulgação dessa proposta e uma discussão mais aprofundada sobre o assunto. Somente gráficos não convencem ninguém. Após algumas considerações que indicam que um possível aumento na contribuição mensal não vai ser benéfica para ninguém, Emilio anunciou que o SISBEL vai entrar na Justiça para que IPAMB preste contas de tudo que foi feito nestes últimos anos em que afirma que encontrar-se em déficit. Mais ainda: vai pedir uma auditoria para que todos possam ver e aquilatar a situação do IPAMB. A manifestação do presidente do SISBEL foi elogiada pelo líder sindical José Maria Piteira – que representou a Câmara Municipal de Belém – que a classificou de lúcida e oportuna. “A sua atitude em enfrentar o rolo compressor do IPAMB é digno de destaque”, disse. Giovani Silveira de Souza, Delegado Sindical, se congratulou com Emilio Conceição afirmando que o presidente do SISBEL “saiu do casulo” e nesse período de gestão está fazendo uma oposição séria, responsável e inteligente, voltada para os interesses dos servidores municiais”

4/07/2011


Ilustre amigo e jornalista Feio Parabéns pelo texto publicado, defendendo com denôdo a sua querida Icoaraci, perante aos governos Ana Julia e Jatene, Vila que tenho uma grande admiração, pois tenho um filho Thompson Jefferson Mota que é seu conterrâneo, nascido em Icoaraci. Segue modesta coluna. Agradeço sempre pela divulgação da mesma em seu conceituado Blog. Uma forma objetiva de comunicar aos amigos da capital, que estou vivo. Um forte abraço competênte amigo. Thompson Mota


CORRUPÇÃO

Caso Galiléia: Justiça Federal já condenou 22 fraudadores da Companhia Docas do Pará. Condenados terão que ressarcir aos cofres públicos mais de R$ 1 milhão e têm os direitos políticos suspensos. A Justiça Federal julgou, nos últimos seis meses, onze das doze ações civis públicas movidas pelo Ministério Público Federal (MPF) contra envolvidos em desvios de recursos públicos da Companhia Docas do Pará (CDP), responsável pelos portos do Estado. O ex-diretor-presidente Ademir Andrade, outros ex-dirigentes da estatal e empresários foram condenados a devolver aos cofres públicos danos calculados em mais de R$ 1,3 milhão, além de pagamento de multas e da suspensão de direitos políticos por até oito anos (veja abaixo a relação das penas). As decisões não foram divulgadas antes porque os processos tramitavam sob segredo de justiça.

CORRUPÇÃO II

No total, foram 22 condenados, entre pessoas físicas e jurídicas, por atos de improbidade administrativa (atos que causam prejuízos aos cofres públicos ou atentam contra a moralidade administrativa). Segundo a Justiça, houve fraudes em licitações, pagamentos em valores superiores aos pagos pelo mercado, vantagens indevidas a empresários e agentes públicos, uso indevido de bens e valores do patrimônio da companhia e uma série de outras irregularidades que violaram os deveres de honestidade, imparcialidade e legalidade. “No caso concreto, a CDP, apesar de ter optado pela dispensa de licitação, realizou uma coleta de preços que, em tese, deveria ter sido destinada a selecionar a proposta mais vantajosa para a administração. Acontece que essa seleção apresentou vícios, acabando por acarretar prejuízos de ordem econômica aos interesses públicos”, registra uma das sentenças da juíza Hind Ghassan Kayath, da 2ª Vara Federal em Belém.

IMPOSTO

O Comitê Gestor do Simples Nacional prorrogou, de 31 de março para 15 de abril, o prazo para que as micro e pequenas empresas entreguem a Declaração Anual do Simples Nacional (DASN). De acordo com o secretário executivo do comitê, Silas Santiago, a decisão leva em conta problemas operacionais, ocorridos nos dias 22 e 23, que dificultaram o envio das declarações. O documento é enviado pela internet por meio do site da Receita Federal do Brasil (www.receita.fazenda.gov.br), via portal do Simples Nacional. “Contadores explicaram o problema, o comitê analisou e decidiu prorrogar para que isso não acarrete prejuízo às empresas”, explica Silas Santiago. Conforme o secretário, das cerca de 3,6 milhões de empresas que precisam entregar a declaração 1,6 milhões já prestaram contas ao fisco. A expectativa é que até o dia 15 de abril esse número chegue a três milhões.


DICAS


Queimação, azia, má digestão. Com a correria dos dias de hoje, esses problemas estão cada vez mais presentes na vida das pessoas. Mas, apesar do ritmo acelerado, alguns cuidados durante e após as refeições ajudam o organismo a fazer uma boa digestão. Comer devagar, mastigando com calma e num ambiente tranqüilo já é uma saída. O gastroenterologista André Nazar, explica que evitar o cochilo logo após as refeições também pode ajudar no bom funcionamento do estômago. “O ideal é que as pessoas comam quantidades pequenas durante as refeições a intervalos mais curtos. Então o ideal é que façamos de cinco e seis refeições por dia, evitar o uso abusivo de bebida alcoólica, de café, de substancias ácidas. São algumas medidas básicas que devemos ter no dia a dia”. De acordo com André Nazar, consumir líquido durante a refeição também não é recomendado. Na hora da sobremesa, prefira as frutas. Abacaxi e mamão são as mais recomendadas pelos médicos, já que possuem enzimas que auxiliam na digestão. O gastroenterologista André Nazar lembra que, caso a queimação continue, é importante que a pessoa procure um médico para iniciar o tratamento.

GRIPE

No dia 25 de abril, começa a Campanha de Vacinação Contra a Gripe de 2011. No Pará, o Ministério da Saúde pretende imunizar cerca de novecentas e noventa mil pessoas. Para isso, serão enviadas ao estado mais de um milhão de doses da vacina. Este ano, além de idosos e indígenas, também serão vacinadas as gestantes e as crianças com mais de seis meses e menos de dois anos, além dos profissionais de saúde. Segundo o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, a campanha foi lançada com antecedência para que estados e municípios tenham tempo de se organizar e vacinar todo o público-alvo. “É importante estar anunciando previamente no sentido de sensibilizar, informar e orientar as pessoas o fato de estarmos incluindo três grupos e da importância de no dia 25 de abril até 13 de maio procurem as unidades de saúde” As crianças menores de dois anos precisam tomar a primeira dose da vacina e retornar ao posto de saúde um mês depois para tomar a segunda. Quem tem alergia à proteína do ovo não deve tomar a vacina.

SAÚDE


A primeira Unidade Saúde da Família Fluvial do Brasil, lançada como projeto-piloto no município de Santarém pela Prefeita Maria do Carmo em 2010, fez sua primeira viagem para a região do Tapajós este mês. A saída da embarcação foi no dia 28 de março, às 22h. Na Unidade Saúde da Família Fluvial, a equipe de Médico, Enfermeiros, Técnicos de Enfermagem, Odontólogo, Técnico em Higiene Dental, Técnico de Laboratório, Auxiliar Administrativo, Arte Educadores, Agentes de Endemias, Agentes Comunitários de Saúde e demais profissionais, está sendo coordenada pela enfermeira Marcela Brasil. Até o dia 15 de abril, 38 comunidades da região do Tapajós serão atendidas com ações preventivas e curativas de saúde. A primeira comunidade foi de Vila Franca e a última, desta viagem, será Samaúma.


MOTINHAS

________________________________________________________________

A Prefeitura Municipal de Alenquer abre inscrições ao Concurso Público destinado ao preenchimento de vagas ao cargo de nível fundamental de Agente Comunitário de Saúde. As inscrições ocorrerão no período de 04 a 08 de abril de 2011, das 8h às 17h (horário local). O edital completo está disponível no site www.fadesp.org.br, da instituição realizadora do certame. ●●● O Ibama multou em R$ 20 mil o vereador Silvandro Ferreira de Oliveira, o Vando, por dificultar a ação do poder público durante fiscalização ambiental no município de São Caetano de Odivelas, a 95 Km de Belém, no nordeste do Pará. Já pensou se a moda pega? ●●● Lançado pelo governo federal visa garantir a todas as brasileiras, pelo Sistema Único de Saúde (SUS), atendimento adequado, seguro e humanizado desde a confirmação da gravidez, passando pelo pré-natal e o parto, até os dois primeiros anos de vida do bebê. A Rede Cegonha contará com R$ 9,397 bilhões do orçamento do Ministério da Saúde para investimentos até 2014. XX O Brasil fechou fevereiro de 2011 com mais de 207,5 milhões de assinantes na telefonia celular. Nos dois primeiros meses do ano, o Serviço Móvel Pessoal (SMP) registrou 4,6 milhões de novas habilitações (crescimento de 2,28% no ano), com teledensidade de 106,91 acessos por 100 habitantes (crescimento de 2,13% no ano). Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), responsável pelos dados, o número absoluto de novas habilitações em janeiro e fevereiro de 2011 é o maior dos últimos onze anos. ●●● A Dengue só pode ser controlada com a participação de todos, sociedade e governo. O papel do Agente Comunitário de Saúde é fundamental, porém muitas pessoas ainda temem a visita. Amigo munícipe sua participação como multiplicador é fundamental. Denuncie os terrenos baldios para a Anvisa. ●●● Em rápida audiência com o governador Simão Jatene, o secretário de Estado de Pesca e Aqüicultura, Asdrúbal Bentes, entregou a minuta do decreto que proíbe a exportação do peixe paraense no período entre 2 e 22 de abril. O objetivo é fazer com que o pescado seja garantido ao povo do Pará no período da Semana Santa. Em Santarém e região o órgão é comandado pelo amigo engenheiro Laureano Neto ●●● O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, anunciou que o governo cassará as concessões de rádio e TV que foram adquiridas em licitações públicas por empresas registradas em nome de laranjas. A decisão foi tomada um dia depois de a Folha revelar que entre os vencedores de concessões milionárias estão funcionários públicos, donas de casa, cabeleireira, entre outros trabalhadores com renda incompatível com o valor dos negócios. Será que no Pará existem algumas? ●●● Foi com profundo pesar que recebi a notícia do falecimento do ex-vice-presidente da República, José Alencar, ocorrida na terça-feira (29/3), às 14h45. O ex-vice-presidente virou símbolo de coragem para o país ao dar exemplo de determinação e serenidade. Perdemos um grande patriota que deixou seu nome na história brasileira. ●●● Meus sentimentos ao amigo Afonso Cupu, pela perda de sua genitora, no inicio da semana. ●●● Empresário Nivaldo Pereira já está se recuperando em sua residência, após ser cometido por uma dengue. ●●● Alô galera, neste sábado/02 tem cultura musical na Garapeira Ypiranga do amigo Cacheado. Vou encontrar com a Loira Gelada, Ruiva Destilada e Morena Quente. Fui.