1/29/2010

Antônio Cavalcante


Jabor - Gostem ou não, o texto é imperdível!

- Brasileiro é um povo solidário. Mentira. Brasileiro é babaca.
Eleger para o cargo mais importante do Estado um sujeito que não tem escolaridade e preparo nem para ser gari, só porque tem uma história de vida sofrida;
Pagar 40% de sua renda em tributos e ainda dar esmola para pobre na rua ao invés de cobrar do governo uma solução para pobreza;
Aceitar que ONG's de direitos humanos fiquem dando pitaco na forma como tratamos nossa criminalidade.
Não protestar cada vez que o governo compra colchões para presidiários que queimaram os deles de propósito, não é coisa de gente solidária.
É coisa de gente otária.
- Brasileiro é um povo alegre. Mentira. Brasileiro é bobalhão.
Fazer piadinha com as imundices que acompanhamos todo dia é o mesmo que tomar bofetada na cara e dar risada.
Depois de um massacre que durou quatro dias em São Paulo, ouvir o José Simão fazer piadinha a respeito e achar graça, é o mesmo que contar piada no enterro do pai.
Brasileiro tem um sério problema.
Quando surge um escândalo, ao invés de protestar e tomar providências como cidadão, ri feito bobo.
- Brasileiro é um povo trabalhador. Mentira.
Brasileiro é vagabundo por excelência.
O brasileiro tenta se enganar, fingindo que os políticos que ocupam cargos públicos no país, surgiram de Marte e pousaram em seus cargos, quando na verdade, são oriundos do povo.
O brasileiro, ao mesmo tempo em que fica indignado ao ver um deputado receber 20 mil por mês, para trabalhar 3 dias e coçar o saco o resto da semana, também sente inveja e sabe lá no fundo que se estivesse no lugar dele faria o mesmo.
Um povo que se conforma em receber uma esmola do governo de 90 reais mensais para não fazer nada e não aproveita isso para alavancar sua vida (realidade da brutal maioria dos beneficiários da bolsa família) não pode ser adjetivado de outra coisa que não de vagabundo.
- Brasileiro é um povo honesto. Mentira.
Já foi; hoje é uma qualidade em baixa.
Se você oferecer 50 Euros a um policial europeu para ele não te autuar, provavelmente irá preso. Não por medo de ser pego, mas porque ele sabe ser errado aceitar propinas.
O brasileiro, ao mesmo tempo em que fica indignado com o mensalão, pensa intimamente o que faria se arrumasse uma boquinha dessas, quando na realidade isso sequer deveria passar por sua cabeça.
- 90% de quem vive na favela é gente honesta e trabalhadora. Mentira.
Já foi.
Historicamente, as favelas se iniciaram nos morros cariocas quando os negros e mulatos retornando da Guerra do Paraguai ali se instalaram.
Naquela época quem morava lá era gente honesta, que não tinha alternativa e não concordava com o crime.
Hoje a realidade é diferente.
Muito pai de família sonha que o filho seja aceito como 'aviãozinho' do tráfico para ganhar uma grana legal.
Se a maioria da favela fosse honesta, já teriam existido condições de se tocar os bandidos de lá para fora, porque podem matar 2 ou 3 mas não milhares de pessoas.
Além disso, cooperariam com a polícia na identificação de criminosos, inibindo-os de montar suas bases de operação nas favelas.
- O Brasil é um pais democrático. Mentira.
Num país democrático a vontade da maioria é Lei.
A maioria do povo acha que bandido bom é bandido morto, mas sucumbe a uma minoria barulhenta que se apressa em dizer que um bandido que foi morto numa troca de tiros, foi executado friamente.
Num país onde todos têm direitos, mas ninguém tem obrigações, não existe democracia e sim, anarquia.
Num país em que a maioria sucumbe bovinamente ante uma minoria barulhenta, não existe democracia, mas um simulacro hipócrita.
Se tirarmos o pano do politicamente correto, veremos que vivemos numa sociedade feudal: um rei que detém o poder central (presidente e suas MPs), seguido de duques, condes, arquiduques e senhores feudais (ministros, senadores, deputados, prefeitos, vereadores).
Todos sustentados pelo povo que paga tributos que têm como único fim, o pagamento dos privilégios do poder. E ainda somos obrigados a votar.
Democracia isso? Pense!
O famoso jeitinho brasileiro.
Em minha opinião, um dos maiores responsáveis pelo caos que se tornou a política brasileira.
Brasileiro se acha malandro, muito esperto.
Faz um 'gato' puxando a TV a cabo do vizinho e acha que está botando pra quebrar.
No outro dia o caixa da padaria erra no troco e devolve 6 reais a mais, caramba, silenciosamente ele sai de lá com a felicidade de ter ganhado na loto... malandrões, esquecem que pagam a maior taxa de juros do planeta e o retorno é zero. Zero saúde, zero emprego, zero educação, mas e daí?
Afinal somos penta campeões do mundo né?
Grande coisa...
O Brasil é o país do futuro. Caramba, meu avô dizia isso em 1950. Muitas vezes cheguei a imaginar em como seria a indignação e revolta dos meus avôs se ainda estivessem vivos.
Dessa vergonha eles se safaram...
Brasil, o país do futuro!?
Hoje o futuro chegou e tivemos uma das piores taxas de crescimento do mundo.
Deus é brasileiro.
Puxa, essa eu não vou nem comentar...
O que me deixa mais triste e inconformado é ver todos os dias nos jornais a manchete da vitória do governo mais sujo já visto em toda a história brasileira.
Para finalizar tiro minha conclusão:
O brasileiro merece! Como diz o ditado popular, é igual mulher de malandro, gosta de apanhar. Se você não é como o exemplo de brasileiro citado nesse e-mail, meus sentimentos amigo, continue fazendo sua parte, e que um dia pessoas de bem assumam o controle do país novamente.
Aí sim, teremos todas as chances de ser a maior potência do planeta.
Afinal aqui não tem terremoto, tsunami nem furacão.
Temos petróleo, álcool, bio-diesel, e sem dúvida nenhuma o mais importante: Água doce!

Só falta boa vontade, será que é tão difícil assim?

_____________
Arnaldo Jabor

●●●●●

Tatá Cavalcante
Rua Boaventura da Silva nº 361 Apto. 803 CEP: 66.053-050

CARNAVAL 2010


O Centro de Testagem Anônima – CTA, da Secretaria Municipal de Saúde de Santarém, realizará mais um ano, a Campanha de prevenção as DST/ Aids no período do carnaval, através do Bloco da Camisinha, que desfilará no dia 12 (Sexta) e 16 (Terça) de fevereiro, na Orla Fluvial de Santarém e Alter-do-Chão, respectivamente. O Bloco da Camisinha tem como objetivo sensibilizar a população Santarena e turistas para a importância do uso do preservativo para evitar doenças sexualmente transmissíveis, tendo como foco, a AIDS. Este ano o Ministério da Saúde direcionou a temática para a prevenção à Aids no grupo de Meninas de 13 a 19 anos, devido ao crescente índice de casos nessa faixa etária, nos últimos anos.

CARNAVAL 2010

II A SEMSA este ano, nos dois dias, em que o bloco da camisinha vai estar desfilando, estará com servidores realizando distribuição de 6.000 folderes informativos sobre as DST’S/AIDS e Hepatites Vírais. Os profissionais do CTA estarão com uma central de distribuição de preservativos na Praça do Pescador, em frente ao Terminal Fluvial Turístico, para tanto serão disponibilizados 20.000 (vinte mil) camisinhas. Para os foliões que pretendem participar do bloco da Camisinha, deverão procurar a Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde, a partir de segunda-feira, para fazer a troca de três itens de alimentos não perecívieis por um abadá. Maiores informações: Osmarina Pires – Coordenadora do CTA/SAE – Santarém 9122-7975.

GUERREIRA
A presidente nacional do PSOL, Heloísa Helena, lamentou a decisão da direção partidária de interromper as negociações para apoiar a candidata do PV à Presidência da República, senadora Marina Silva. Ex-senadora e hoje vereadora em Maceió, Heloísa disse que continua a torcer pela eleição de Marina e que está à disposição da candidata para contribuir na elaboração do programa de governo. "Quero deixar claro que todo respeito, admiração e amizade que tenho por Marina estão preservados. Ela é competente, honesta, sensível e absolutamente preparada. Torço muito para que seja eleita", disse Heloísa. "Onde Marina entender que eu posso ajudar, com minha experiência, na construção do programa, vou contribuir, especialmente em segurança pública, saúde e educação", ofereceu a ex-senadora.

LICENÇA MATERNIDADE
A senadora Patrícia Saboya (PDT-CE) disse que vai pedir que o governo realize uma campanha, pelo rádio e pela televisão, para informar às trabalhadoras que desde a última segunda-feira (25) elas podem reivindicar dois meses adicionais de licença-maternidade, além dos quatro a que já têm direito. A Receita Federal publicou Instrução Normativa detalhando como as empresas devem agir para que o benefício seja concedido. A senadora é a autora do projeto, transformado em lei (lei 11.770/08), que possibilita os dois meses adicionais de licença-maternidade. Para que as trabalhadoras tenham acesso aos seis meses completos de licença-maternidade a empresa deve aderir, pela Internet, ao programa "Empresa Cidadã", da Receita Federal. O valor gasto pela companhia neste pagamento adicional poderá ser descontado do imposto de renda devido. A adesão da empresa não é obrigatória. Os primeiros quatro meses de licença-maternidade são pagos pelo empregador, que é reembolsado pela Previdência Social. Só terão direito ao benefício trabalhadoras de empresas que fazem opção pela declaração de imposto de renda pelo lucro real, o que exclui empresas que pagam pelo chamado lucro presumido ou optantes do Simples federal.
MOJUÍ DOS CAMPOS
Vice-governador do Pará Odair Corrêa, chefe de gabinete Solano Lisboa e deputado estadual Luiz Cunha foram recebidos com festa na convenção do Partido Democrático Trabalhista (PDT) que aconteceu no domingo (24) na Escola Fernando Guilhon em Mojuí dos Campos onde homologaram as candidaturas do candidato a Prefeito Gelson Alves, Vice-prefeito Hélio Zeppenfeld e 14 candidatos a vereadores que concorrerão ao pleito que acontece dia 28 de março. Odair Corrêa iniciou seu pronunciamento enaltecendo as candidaturas de Gelson Alves, Hélio Zeppenfeld e os 14 candidatos a vereadores. Relatou algumas ações que conseguiu para a região Oeste – Liberação de mais 33 milhões junto ao Ministério das Cidades para a conclusão do sistema de abastecimento de água em Santarém – A liberação de 60 milhões junto a Infraero para a construção do novo Aeroporto de Santarém Wilson Fonseca – Criação da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa), dentre outras.

MOJUÍ DOS CAMPOS II

Odair Corrêa enumerou ações que viabilizará em breve no novo município de Mojuí dos Campos, como a liberação de créditos através do Credpará, Implantação do Projeto Pro-jovem, Instalação de telefonia celular a exemplo de Belterra, dentre outras. Parabenizou o candidato Gelson Alves por colocar em seu plano de governo a implantação de um Distrito Industrial, que vai gerar emprego e renda para a população. Argumentou que o governo Ana Júlia dará total apoio e assistência ao novo município do Estado, proporcionando melhores condições e qualidade de vida para a população. Finalizou conclamando as lideranças comunitárias e rurais, militância do PDT e a população, muito empenho para eleger Gelson Alves, o primeiro prefeito de Mojuí dos Campos. Concluiu.

SOLIDARIEDADE

O terremoto que ocorreu no Haiti e destruiu a vida de milhares de pessoas mobilizou o mundo inteiro. Muitos militares brasileiros estão sendo recrutados para socorrer os atingidos pelo terremoto. Uma equipe do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), de Santarém, oeste paraense, foi destacada para servir as vítimas no Haiti. Ao todo, nove enfermeiros serão deslocados para o país, por meio de um esquema de rodízio. A data da viagem ainda não foi definida. A equipe aguarda a decisão do Ministério da Saúde. Parabenizo ilustre Secretário Municipal de Saúde, José Antônio Rocha, pela brilhante iniciativa.


LUTO

Comandante Carlos Navarro, o piloto do avião que morreu de forma trágica em acidente no município de Senador José Porfírio, um dos mais experientes do país e com cerca de 50 mil horas de vôo, teria tentado fazer dois pousos de emergência, mas não obteve sucesso. Sem controle, o Bandeirantes se chocou contra árvores da região. Perdi um grande amigo, tio dos meus dois filhos menores, comandante Navarro nasceu em Oriximiná. A experiência da dor nos faz descobrir nossa fragilidade. E, ao mesmo tempo, é uma oportunidade para buscarmos o sentido do sofrimento e renovarmos o sentido da vida. Descanse em paz meu amigo.


MOTINHAS
_________________________________________________________________

De 02 a 06 de fevereiro, haverá uma grande manifestação de policiais e bombeiros militares (além de seus familiares) de todo o Brasil, para que a PEC 300 seja votada pela Câmara dos Deputados, em regime de urgência, em dois turnos. O Pará terá representantes em Brasília. Uma caravana com três ônibus está sendo organizada, saindo de Belém. XXX O Departamento de Trânsito do Estado do Pará (DETRAN) assina convênio com a Justiça Federal - Seção Judiciária do Estado do Pará. O convênio tem por objeto a disponibilização à Justiça Federal - Seção Pará, do acesso ao Banco de Dados do DETRAN/PA, no que tange as informações de veículos e respectivos proprietários cadastrados no sistema RENAVAM. A vigência do convênio se estende até janeiro de 2011. XXX A Secretaria Adjunta de Ensino (SAEN), por meio da Portaria 02/2010, autoriza a implantação do Sistema Modular de Ensino, a partir do ano letivo de 2010, nas dependências da EMEF Vitória Régia, situada no Km 105, Zona Rural, município de Medicilândia. XXX Dois novos juízes substitutos já estão atuando em Santarém, neste início de ano, para suprir a carência de magistrados em algumas varas, por conta de férias e licenças de titulares. São eles: Vinícius de Amorim Pedrassoli e Rômulo Nogueira de Brito, este último já tendo atuado em Santarém durante 2008 e parte de 2009, tendo vindo agora de Itaituba. XXX Mais de cinco quilômetros de percurso carregando uma bolsa com até dez quilos, sob sol ou chuva. Esta é a rotina diária dos carteiros em todo o Brasil. Em homenagem à categoria foi comemorado na última terça-feira/25) o Dia do Carteiro. A data é uma referência ao dia 25 de janeiro de 1663, quando foi criado o Correio-Mor no Brasil. Parabéns. XXX O melhor Açaí da cidade é com o casal Leitão e Terezinha, na Borges Leal com Clementino de Assis, Fone 3522 7201, feito dentro do mais alto padrão de qualidade e higiene. XXX Dirceu o maior distribuidor de bebidas da região. São Sebastião próximo a Barjonas. Fone 9122 5965. XXX Auto Elétrica Rocha do amigo Julio. Equipamentos de última geração e profissionais altamente qualificados. Avenida São Sebastião próximo a Barjonas. Fones (93) 3523 4059 / 9121 4727. XXX Restaurante Céu e Mar do casal Carlos e Dira. Pratos Regionais e La Carte. Fornece Marmitex para empresas. Aceita Cartão Visa. Avenida Rui Barbosa 379, próximo Praça São Sebastião. Fones (93) 8118 4449 / 8804 8030. XXX Parabéns com saúde e felicidade ao meu assessor André Corrêa da Gama pelo aniversário que acontece nesta sexta-feira /29). Vamos comemorar com a Loira Gelada, Ruiva Destilada e a exuberante Morena Quente. Fui.

1/11/2010

Antônio Cavalcante



BELÉM DA PAZ

QUERO UMA BELÉM DE BONS ADJETIVOS,

UMA BELÉM TRABALHADORA, UMA BELÉM ESTUDIOSA,

UMA BELÉM DESENVOLVIDA, UMA BELÉM SAUDAVEL,

UMA BELÉM CIDADÃ.

QUERO VER MINHA BELÉM DAS MANGUEIRAS

COM MUITAS PRAÇAS E PARQUES,

TAL QUAL A BELÉM LEMISTA DOS MEUS AVÓS.

QUERO VER CRIANÇAS BRINCANDO NAS CALÇADAS BELEMITAS,

NAMORADOS CAMINHANDO ABRAÇADOS SOB A LUZ DO LUAR,

AS PESSOAS CORRENDO DA CHUVA TARDE

QUE AMENIZA O CALOR DA CIDADE MORENA,

QUE INSPIRA SEUS POETAS EM CANTOS E ACALANTOS

VER O PESO DE SUA CULTURA CABOCLA.

ENTRE CHEIROS E COISAS QUE FAZEM A MANDINGA DO AMOR.

QUERO VER UMA BELÉM DA PAZ

UMA BELÉM SEGURA EM TODOS OS VIESES

UMA BELÉM ABENÇOADA E PROTEGIDA

PELO SAGRADO MANTO DE AMOR

DA VIRGEM SANTA PEREGRINA, MARIA DE NAZARÉ.

QUERO UMA BELÉM AGUERRIDA

DESSA GENTE QUE SABE O QUE FAZ

DA MINHA BELÉM DE OUTRORA

QUERO UMA BELÉM DA PAZ.


A C M Cavalcante
(Tatá Cacalcante)

●●●●●

Rua Boaventura da Silva ● nº 361 ● Apto. 803 ● CEP: 66.053-050


O símbolo perdido

Encerrei 2009 lendo O símbolo perdido (Sextante, Rio de Janeiro, 2009, 489 páginas), de Dan Brown, autor de O código da Vinci. O símbolo perdido também encerra uma fase da minha vida.

Rosas de Natal

Em Brasília, nos dias quentes, as mulheres povoam as ruas e os shoppings trajando roupas folgadas e decotadas. Recendem a goiaba, a Chanel Número 5, a maresia e a gim. Lembras-te, Fernando Canto, daquela noite, quando nos embriagamos com gim? Houve outras noites regadas a daiquiri, Cerpinha e Strega.

O deputado

O deputado parecia uma égua prenha de tão barrigudo. Acabara de comer numa marmita de um quilo a mesma comida gordurosa que seu chefe de gabinete, e soltava pequenos arrotos em sequência.

De tão azul, sangra

O poema que se segue é do meu primeiro livro-solo, Sob o céu nas nuvens, edição do autor, publicado em 1980, em Belém do Pará, com prefácio do poeta amazonense Jorge Tufic e orelhas assinadas pelo escritor amapaense Fernando Canto.

Almoço de trabalho no Porcão

Este conto integra meu livro O Casulo Exposto, enfeixe de 17 histórias curtas ambientadas no submundo de Brasília, inclusive o submundo político, que, aliás, está sangrando. O Casulo Exposto pode ser encontrado nas livrarias e sites das principais redes livreiras do país, como Saraiva, Leitura e Cultura.

O PSDB é o responsável
pelo retrocesso brasileiro

O presidente Lula e seu Partido dos Trabalhadores (PT) conseguiram, em apenas sete anos de poder, instalar uma ditadura no Brasil, ainda não a dos seus sonhos, como a de Fidel Castro, ou a de Hugo Chávez, nas quais o staff come lagosta e o povo, capim.

Confraria dos Mensalistas

Este conto foi inspirado no mensalão, uma quadrilha de deputados mancomunada com o governo Lula, disposta a votar o que Lula quisesse. O Ministério Público identificou 40 quadrilheiros. Confraria dos Mensalistas integra o livro O casulo exposto, à venda nas rede de livrarias Saraiva, Cultura e Leitura.

Unicórnio Azul

O conto que se segue integra meu último livro, O casulo exposto (LGE Editora, Brasília, 2008, 153 páginas, R$ 28), à venda em todo o Brasil nas livrarias e sites das redes Saraiva, Cultura e Leitura. São 17 histórias curtas ambientadas em Brasília.
O perfume das virgens ruivas - 11/11/2009
Naquela época eu trabalhava no jornal Diário do Pará e na revista Enfoque Amazônico, hoje, Amazon View. À noite, eu estava quase sempre no café de um amigo meu, na Avenida Nazaré, quase ao lado da Basílica, onde ele era o barman.

Inferno Verde

O conto Inferno Verde foi publicado inicialmente no livro Trópico Úmido, de 2000, e depois em O casulo exposto, à venda nos sites e redes de livrarias Saraiva, Cultura e Leitura. Segue-se trecho, ambientado em Brasília, desta história curta que se desenrola ainda em Belém e na ilha do Marajó, no estado do Pará.

1/06/2010

O ESTADO. 20 anos de idealismo, luta e trabalho





José Croelhas,
criador d´O ESTADO

Há quatro lustros um moço recém formado em Economia pela Universidade Federal do Pará (UFPa.) dava início Pa uma nova atividade pessoal e jornalística. Digo nova, porquanto ele já havia vivido uma experiência anterior um dos colaboradores d´O Pinheiro, jornal que circulou por quatro anos em Icoaraci sob a responsabilidade do microempresário Fernando Negrão do fotógrafo Raimundo Herculano de Souza, ou simplesmente, Herculano Bispo, como era mais conhecido. O nome do moço é José Santos Croelhas, filho de Icoaraci.
Algum tempo depois Croelhas resolveu criar o seu próprio veículo. Surgiu o Jornal de Icoaraci. Mas o jovem icoaraciense queria mais.
Ajudado por uma equipe de colaboradores – alguns dos quais permanecem com ele até hoje – montou a sua microempresa, a Menphis, numa homenagem à divindade fenícia que protegia os empreendedores – a Menphis Publicidade Ltda, que a partir aquele momento passou a ocupar o tempo do Croelhas.
A partir do escritório – transformado em redação – instalado numa residência na Travessa Cristóvão Colombo (atual Lopo de Castro) a poucos metros da Rua 8 de setembro que faz a ligação com a rodovia Augusto Montenegro, Bairro da Cigana, o Jornal de Icoaraci começou a circular.
Dois anos e meio depois, face ao sucesso do veículo não apenas na “Vila Sorriso”, como no interior – onde foi muito bem aceito – e ate mesmo no Ceará! Croelhas & Cia resolveram mudar o nome do jornal: nascia O ESTADO.
Com isso houve necessidade de trocar a razão social da microempresa que passou a ser denominada JS Publicidade, ou Empresa de Comunicação O ESTADO, nome de fantasia.
Nesses 20 anos de existência O ESTADO muita coisa aconteceu.
Citações e veiculação/transcrição de matérias interessantes nos maiores e melhores veículos que circulam no interior do Estado, mormente em Ananindeua, Santarém, Altamira e Marabá; Votos de Congratulações das duas casas legislativas, Câmara Municipal de Belém e Assembléia Legislativa do Estado do Para, através das manifestações de vereadores e deputados, etc...
Desde o primeiro número, o Jornalista, Advogado, Professor, Ex-Promotor de Justiça e imortal (Academia Paraense de Jornalismo) Carlos Alberto de Aragão Vinagre – foi o Editor Responsável d´O ESTADO, atividade que exerceu ate a sua morte há quase seis anos;
Coube a eu sucedê-lo. Não com a mesma com o mesmo talento e competência do ex-confrade; todavia, procuro seguir-lhe as pegadas.
Muitos profissionais que atualmente exercem o jornalismo em Belém passaram pela redação d´O ESTADO – inclusive à jornalista, filha de Icoaraci, que supervisionou a edição especial que esta nas ruas Rose Barbosa, com a apresentação gráfica de primeira linha e impresso (mais uma vez) nas – nas oficinas de O Liberal -. alem de outros que adquiriram na redação, os fundamentos necessários e fundamentais para criarem os seus próprios veículos.
O ESTADO foi a escola de todo o mundo.
O ESTADO mudou de sede duas vezes. Da Travessa Lopo de Castro foi para a Travessa São Rocque, onde permaneceu cinco anos; e depois foi para a sede atual, Travessa Berredos, 592 – onde, por sinal, nasceu o criador Jose Croelhas. A uma parte da casa foi cuidadosamente adaptada para abrigar definitivamente a microempresa, o jornal e os seus diversos departamentos.
O ESTADO no mês dezembro completou 20 anos.
De todas as promoções do jornal desde o inicio, a mais importante – que enche de entusiasmo todos os que fazem O ESTADO, e sem dúvida Os Melhores do Ano, que premia as personalidades que mais se destacaram no período nos setores de atividades, em vários aspectos, cuja escolha e feita com isenção, critério e responsabilidade.
Essa promoção adulta é aguardada com ansiedade pela comunidade icoaraciense. Normalmente “Os melhores...” são premiados durante um baile elegante. Este ano - possivelmente em maio -, a promoção será realizada no salão de bailes do Crown Plaza, certamente com o mesmo brilho dos anos anteriores.
Mas O ESTADO não pára.
Devido às suas diversas atividades como microempresário e homem de negócios, José Croelhas passou a responsabilidade de gerir O ESTADO, à filha, a administradora Rárima Croelhas Feio. Ela não deixou a peteca cair e esta levando com muita competência o barco.
Eis um pequeno relato de 20 anos de existência d´O ESTADO – um jornal feito com idealismo, carinho, amor, trabalho e acima de tudo, competência... não importando os dissabores e as dificuldades.
Uma família que tem como meta servir a Icoaraci.
Sempre.

Aldemyr Feio
Editor Responsável
O ESTADO