5/30/2009

Pará, a sua cultura, e o Direito perderam ASSIS FILHO


________________________________



O Pará, a sua Cultura perderam grande amigo e defensor; O Direito perdeu um excelente e intransigente cultor e eu perdi um amigo, quase irmão. Morreu na madrugada de quinta-feira/28, de parada cardíaca, o jornalista, radialista, advogado, poeta e escritor, Francisco Assis dos Santos Filho, o Assis Filho, que se tornou famoso na década de 90 como "o terror dos corruptos", uma vez que, como profissional do Direito caçava esse tipo de gente em todos os lugares, e quase se foi por causa dessa sua heroica atitude.
Assis Filho nasceu em 19 de junho de 1938 na cidade de Teresina, Estado do Piauí. Terceiro filho de Francisco Assis dos Santos e Maria Adália Ferreira dos Santos. Aos cinco anos de idade, mudou-se com a sua família para a Belém do Pará, de onde não mais saiu.
Menino simples ajudou o pai, comerciante, na mercearia da família na Avenida Conselheiro Furtado, esquina a Travessa Francisco Caldeira Caldeira Castelo Branco, em frente à Igreja de São Francisco de Assis (Capuchinhos).
Iniciou os seus estudos preliminares no Colégio Nossa Senhora de Nazaré, onde desde muito jovem descobriu o prazer da leitura e o amor pela poesia. Fez o ginásio – atual primeiro grau - no Colégio Estadual Paes de Carvalho; o antigo científico no Colégio São João onde foi líder estudantil, despertando a partir daquele momento seu desejo de tornar-se um dia Advogado. Católico praticante, foi membro desde sua criação do Movimento da Juventude Franciscana da Igreja dos Capuchinhos.
Foi professor de português do Colégio São Pedro São Paulo – Guamá – do qual foi um dos fundadores, ajudando o trabalho da Irmã Zarife Sales, sua grande amiga; como Radialista apresentou os programas "Guajará no Campo" (1963); "Rádio Informativo Rural" (Rádio Clube do Pará/ 1967-1971); "Marajoara no Campo" (1967-1971); "Repórter Rural', na Rádio Marajoara (1967-1971); "Amanheça Cantando" (1972); "Na paquera do "Vestibular (1972); e Recital nas noites de sexta-feira, após as 22 horas, esses últimos na Rádio Clube do Pará); Serestas ao vivo, transmitidas de residências e clubes, transmitidas pela Rádio Marajoara (1973-1975) ; "Balanço Musical' (Rádio Guajará-1976), lançando valores da terra paraense, estimulando a produção local e semeando, com a preocupação única de multiplicar essas sementes.
Compositor, gravou o LP de poesias Rosário de Esmeraldas, Poemas de Assis Filho, como manifesto do Movimento Cultural Papa Chibé, movimento poético criado por ele e outros poetas, para valorizar a poesia paraense; gravou ainda o compacto duplo Na Estrada da Vida, seguido do LP Carimbó e outras Mirongas, depois de intensas atividades declamando em clubes, participação no Circulo Cultural dos 30 - CC-30 - do qual foi presidente.
Como autor teatral fez apresentações de suas peças na Juventude Franciscana, Festival de Teatro Amador, no Rio de Janeiro, Teatro da Paz e de bairros, anexos às Igrejas.
Assis Filho foi presidente do Circulo Cultural dos 30 – uma agremiação-pioneira de jovens intelectuais, poetas e escritores iniciantes surgida nos anos 60 que revelou grandes valores, não apenas na poesia, poesia e teatro, como também em outras atividades.
Durante a sua gestão, Assis Filho aproveitando o evento “Semana Cultural Circulista”, realizada todos os anos no mês de setembro, levou cultura para os bairros mais carentes. Um dos encontros mais destacados aconteceu na sede do Paraense Esporte Clube, na Travessa Mercedes, próximo da Avenida 25 de setembro, no antigo bairro da Matinha.
A antiga Rádio Guajará, transmitiu a sessão lítero-musical, da qual participaram, dentre outros, o falecido maestro Adelermo Matos e atual padre Cláudio Barradas.
Poeta, foi autor de dois livros de poesia: Rosário de Esmeraldas (3ª edição – esgotado).
Sobre esse livro, um detalhe que faço questão de dizer - eu já estando residindo no Rio de Janeiro, o Assis Filho , dois dias após o lançamento, descobriu o meu endereço e enviou-me um exemplar; ou seja, não esqueceu o amigo-irmão.
Anjos Eróticos foi o segundo livro, também esgotado.
Como Jornalista, foi criador da revista Gazeta Rural que abordava a situação do povo paraense que vive no interior do Estado,
E, finalmente, como Advogado sempre militou em defesa da justiça, ajudando todos que dele precisaram, ricos e pobres – tendo uma especial atenção por essa categoria -, guiado sempre por princípios éticos, sendo a honestidade e a integridade sua maior Marca... por isso que morreu pobre.
Foi fundador e presidente da Associação Profissional dos Advogados do Estado do Pará – ADOVA – que se tornou posteriormente Sindicato dos Advogados do Pará, criado para defender e valorizar o advogado paraense. Foi Conselheiro Federal, Procurador de Justiça do Município de Marapanim e recebeu o título honorífico de Cidadão Marapaniense concedido pela Câmara Municipal de Marapanim.Assis Filho foi um dos principais articuladores e responsáveis pela eleição do colega de bancos escolares no Colégio Nazaré – Sérgio Augusto Frazão do Couto, à presidência da Ordem dos Advogados do Brasil – Secção do Pará, 1994 – uma das maiores, senão a maior, administração que a entidade já teve nesses últimos anos. Ele engajou muitos colegas na campanha – inclusive eu.
Sérgio Couto, íntegro, ético, justo e inteligente fê-lo presidente do Clube dos Advogados do Pará. Foram os anos de ouro do Clube. Sérgio Couto conseguiu verba junto ao Conselho Federal e, juntos, ele e Assis Filho, transformaram a agremiação; deram-lhe com nova roupagem.
Quem quiser pode conferir: tudo isso que tem lá foi obra de Sérgio Couto e Assis Filho. Eu sou testemunha já que foi Assessor de Imprensa tanto da OAB.Pa, como Clube dos Advogados.
Assis Filho foi, ainda, um filho, irmão, marido, pai, tio, avô, bisavô e amigo querido, irmão, companheiro, amado por toda sua família e amigos verdadeiros que tiveram o privilégio desfrutar da sua convivência e de sua amizade. Um homem que amou sua família, seus amigos e sua profissão, e serviu a Deus, tendo uma palavra de carinho e conforto a todos que dele se aproximavam.
Uma coisa que eu preciso contar: Assis Filho foi o responsável pelos meus primeiros passos na imprensa. Em 1956, ele que era redator de esportes de bairros, do semanário católico A Palavra – A Voz de Nazaré daqueles tempos, um super tablóide.
Amigo dileto e "observando a minha inclinação para jornal", pediu ao padre Lisbino Garcia do Carmo – que não mais existe – recém ordenado – então diretor responsável pelo jornal, uma chance para um menino que queria escrever no jornal. Lisbino sem pestanejar, disse Sim, pode trazer o garoto.

Deu certo.

Eu disse acima que Pará, a sua cultura, e o Direito perderam Assis Filho.
O Pará perdeu um filho-postiço que o amava pela vida desde os cinco anos de idade.
A cultura perdeu um dos seus maiores valores.
E o Direito perdeu um dos seus maiores cultores.
Um advogado que sempre viveu da profissão, com ética, dignidade, honestidade, entusiasmo, devoção e amor.
Que a sua vida sirva de exemplo para as novas gerações de Advogados.
Assis Filho vai deixar muitas saudades.
Não, já está deixando saudade em todos nós que o amávamos.

Cara, um dia a gente se encontra. Quem sabe no céu onde você está!...
Para bolar mais alguma coisa e botar o papo em dia.


PAZ À SUA BONÍSSIMA ALMA


_______________________________

10º BPM completou oito anos de bons serviços


O 10º Batalhão de Polícia Militar, sediado em Icoaraci completou nessa sexta-feira/29, o 8º aniversário de funcionamento e de bons serviços prestados à população da Vila Sorriso. A efeméride foi comemorada no pátio da Casa de Show Ibirapuera – em virtude do temporal que se abateu sobre Icoaraci - com formatura que reuniu todo o efetivo da unidade, - soldados e oficiais -, sob o comando do comandante do 10º BPM Tenente Coronel PM Pedro Paulo Amorim Barata e figuras representativas da sociedade local.
Do programa constou a premiação por Bons Serviços prestados ao 10º BPM a 17 milicianos – soldados, cabos e sargentos - a palavra do Comandante do Batalhão, o pronunciamento do Comandante Geral da Polícia Militar do Estado, Coronel Luiz Dário da Silva Teixeira, invocação e agradecimento a Deus, recepção com bolos salgadinhos, sucos e refrigerantes, encerrando com o canto dos “Parabéns para você”, por todos os presentes.
O Advogado e Jornalista Otoniel Pereira, Diretor de Administração da Agência Distrital de Icoaraci – na foto com o Coronel Pedro Paulo - Barata, apresentou as congratulações ao 10º BPM, em nome da psicóloga Ives Menezes Portella, titular da ADIC.

5/29/2009

PROSTITUIÇÃO

Infelizmente, o Brasil está entre os países em que mais mulheres são aliciadas para exploração sexual no exterior. Segundo a Polícia Federal, entre 2007 e 2008, mais de 200 brasileiras foram vítimas de tráfico para fins sexuais. Boa parte delas é de Goiás, mas há inúmeros casos em todo Norte e Nordeste do País, principalmente no interior dos estados. “Temos vários fatores que colaboram para o crime. Primeiro, as aliciadas vêm de cidades do interior, com nível cultural baixo. O biótipo da brasileira agrada os europeus e, além disso, Goiás serve de passagem para mulheres que vêm de outros lugares, como o Maranhão. E o passaporte aqui sai rápido”, diz o delegado da Polícia Federal de Goiás, Luciano Dornelas.

PROSTITUIÇÃO II
São casos como o de uma quadrilha deflagrada na Europa há 2 meses. Um grupo de albaneses foi preso porque explorava brasileiras em cidades próximas à Barcelona, na Espanha. Uma fonte policial contou o caso à agência “BBC”: “Elas eram obrigadas a exercer a prostituição sob ameaça, surras e vigilância absoluta. A cada 3 ou 4 meses algumas eram vendidas a outros cafetões.” Na ocasião, 28 brasileiras foram libertadas e voltaram ao País. “A Europa é o continente que mais recebe brasileiras. Nos Estados Unidos é mais difícil por causa do visto”, diz Felipe Seixas, delegado da Polícia Federal de Brasília, que por 2 anos foi chefe da área que cuida do tráfico de seres humanos. O problema existe há muito tempo, somente agora as autoridades estão com a finalidade de pelo menos diminuir a incidência. Já é alguma coisa, a maior contribuição está sendo dada pela imprensa.

POLÊMICA

O ministro de Assuntos Estratégicos, Mangabeira Unger, afirmou que é um equívoco considerar que a medida provisória (MP) que acelera o processo de regularização fundiária na Amazônia Legal estimula a grilagem. Mangabeira rebateu críticas de ambientalistas e disse estar preocupado com as distorções a respeito do tema. A MP, aprovada pela Câmara, deve ser votada nos próximos dias no plenário do Senado. “Tenho ficado preocupado com as distorções quanto à regularização. Primeiro, é um equívoco dizer que a regularização estimula a grilagem. É o oposto: a grilagem se beneficia com a falta de regularização”, protestou Mangabeira. “Não me cabe avaliar o trabalho do Congresso. Mas posso dizer que a regularização trata do problema prioritário da Amazônia. Se não resolver esse problema, não avançaremos”, acrescentou.

POLÊMICA II
O ministro se reuniu com o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), para discutir o assunto. Após o encontro, ocorrido no gabinete da presidência da Casa, Mangabeira classificou como um equívoco a afirmativa de que a regularização vai beneficiar grandes proprietários de terra. Segundo ele, as regras foram traçadas para beneficiar os pequenos e médios proprietários. “Pela primeira vez na história, traremos um modelo de organização baseado no pequeno agricultor. As posses maiores ficarão em evidência. As que estão acima de 2,5 mil hectares serão passíveis de retomada pelo estado”, considerou. Mangabeira criticou também o argumento de que esse processo de regularização vai estimular o desmatamento. O ministro avalia que a falta de regularização é que “cria o ambiente propício ao desmatamento”. “Ninguém sabe quem tem a posse. Sabendo de quem é a terra, o posseiro será impelido a não desmatar”, afirmou.

POLEMICA III
A senadora Marina Silva acompanha com atenção as discussões em torno da Medida Provisória 458, feita pelo governo federal para acelerar a regularização de terras na Amazônia Legal. Ministra do Meio Ambiente durante cinco anos, a parlamentar simboliza como poucos a luta pela preservação da maior floresta do planeta. Marina demonstra preocupação com as idéias expostas pelo relator da MP 458, deputado Asdrúbal Bentes (PMDB-PA). A ex-ministra defende a manutenção do percentual de 80% de reserva legal nas terras amazônicas. Asdrúbal quer reduzir essa exigência para 50% em áreas ocupadas antes do estabelecimento do limite atual. A senadora argumenta que a preservação ambiental não se contrapõe às idéias desenvolvimentistas e alerta que a sociedade deve ficar vigilante, pois é o interesse de todos os brasileiros que está em jogo.
SÃO JOÃO
A Polícia Civil do Estado do Pará lançou a portaria 244, que disciplina os eventos da quadra junina de 2009. As festas deverão encerrar às 2 horas, de segunda a sábado, e meia-noite aos domingos. O responsável pela promoção da festa deverá procurar a Divisão de Polícia Administrativa (DPA) 48 horas antes da realização do evento, para que seja efetuado o registro e a vistoria especializada pelo órgão. Em seguida, deverá ser solicitado o Licenciamento Especial de Fonte Sonora expedido pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente. Não será permitida a realização das festividades em vias públicas, canteiros centrais, calçadas, áreas de passeios, vilas, alamedas, praças e outros logradouros, a não ser que o local seja reconhecido como cunho cultural ou folclórico.

TRAGÉDIA
Em proporções bélicas, os acidentes de trânsito no Brasil matam quase 35 mil pessoas por ano, ou seja, 95 pessoas por dia. Motoristas embriagados, velocidade acima do limite, falta de fiscalização e de respeito entre as pessoas são diariamente listados por entidades e autoridades envolvidas na luta contra os acidentes como as causas do problema que, até agora, não teve solução. De acordo com o secretário executivo do Conselho Estadual para a Diminuição de Acidentes de Trânsito e Transporte (Cedatt), Fábio Racy, a resposta para a diminuição dos acidentes será encarar a questão como caso de saúde pública. Segundo dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o Brasil gasta R$ 30 bilhões por ano no atendimento das vítimas.
BAILE
Nesta sexta-feira/29, tem o Super Baile da Saudade no Fluminense com a Banda Stillus (Delson & Caetano), a dupla mais romântica da região Oeste do Pará. Imperdível, é casa cheia. Ambiente tranqüilo para as pessoas de alta sensibilidade, essa você não pode ficar de fora. O Fluminense está agora sob a administração da competente Diretora Social, minha bela amiga Jocilene Fonseca. Atendimento de primeiríssima qualidade. Confira, o encontro está marcado.

SAÚDE
O Secretário Municipal de Saúde, José Antonio Rocha, solidário com a população ribeirinha enviou equipes no sentido de prestar assistência médica, às comunidades de Saracura, Santa Maria, Costa do Tapará, Barreira, Correio, Boa Vista e Santa Ana que receberam também cestas de alimentos, roupas, toalhas e cobertores. Na última terça-feira (26/05), outra equipe da Defesa Civil Municipal viajou para a região do Ituqui para distribuir roupas e alimentos às famílias das comunidades de São José, Nova Vista, São José I e II, Conceição, Fé em Deus, São Benedito, São Raimundo e Aracampina.

MOTINHAS _____________________________
O Vice-governador do Pará, Odair Corrêa, participou do evento que marcou os 30 anos de fundação do Sistema Tapajós de Comunicação. Parabenizou o empresário Joaquim Pereira, diretores e funcionários pelo brilhante trabalho que está sendo realizado ao longo dos anos, sempre divulgando a nossa região Oeste do Pará. ●●● Lamentamos profundamente a saída do Jornalista Udirley Andrade da Assessoria de Comunicação do Município, um dos melhores. Com a palavra a competente amiga Nelma Bentes. ●●● Câmara Municipal de Redenção, Sul do Pará, foi palco de matéria nacional pela Band, (TV Santarém). O que era para ser um evento de beleza transformou-se em um show de striper. Como diria Boris Casoy, isso é uma vergonha. ●●● Existem alguns “colegas” que derrepente se transformam em Judas. Se vendem por 30 moedas. O que é lamentável. Perdem o maior patrimônio do jornalista: a credibilidade. ●●● Senador Mário Couto (PSDB-Pa), pediu a assinatura dos senadores do PDT no requerimento que solicita a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (DNIT). ●●● Presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito da Pedofilia, senador Magno Malta (PR-ES), comemorou no Plenário a prisão do ex-deputado estadual Luiz Afonso Sefer, ocorrida na última terça-feira/26, no Rio de Janeiro, acusado de ter abusado sexualmente de uma menina de nove anos. ●●● Dona Ana esposa do amigo Raimundo proprietário da Peixaria Rayana, a melhor da cidade, fez uma comparação interessante. Para buscar um filhote de Peixe-Boi no município de Aveiro, o IBAMA mobilizou um helicóptero. Para transportar uma criança morrendo em qualquer município de nossa Região, aí não tem transporte. Uma colocação realística. Parabéns. ●●● Acompanhe os campeonatos brasileiro, italiano, espanhol e copa Brasil, no BAR DO NILO. Ambiente saudável e papo gostoso, sempre ao lado da cerveja gelada e tira-gosto de qualidade. Barjonas de Miranda próximo a Rui Barbosa. ●●● O melhor Açaí da cidade é com o casal Leitão e Terezinha, na Borges Leal, feito dentro do mais alto padrão de higiene. ●●● Dedé o REI DO FRANGO, Picanha, Lingüiça e Costela, atende clientes e amigos na Silva Jardim entre Borges Leal e Marechal Rondon. Fone 3523 7363. Atendimento nota 10 dos três mosqueteiros Diego, Degenaro e Patrick. Entregas em domicílio. ●●● Último final de semana do mês. Vamos curtir a Loira Gelada, Ruiva Destilada e a linda Morena Quente. FUI.

FENAJ envia protesto formal à OEA em defesa do diploma


Inconformada com o posicionamento da Organização dos Estados Americanos (OEA), que classificou a obrigatoriedade do diploma como uma restrição à liberdade de expressão, a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) enviou seu protesto formal nessa terça-feira (26/05). Por meio de carta, a entidade classifica como “absurda a confusão que se pretende fazer entre cerceamento à liberdade de expressão (...) com o direito dos jornalistas terem uma regulamentação profissional que exija o mínimo de qualificação”.
“A lei brasileira assegura o mais amplo direito à opinião como também determina, sem qualquer contradição, que o acesso à atividade profissional jornalística seja através de curso superior, oferecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação”, diz o documento, assinado pelo presidente da Fenaj, Sérgio Murillo de Andrade.
O documento, encaminhado para a relatora especial da liberdade de expressão da OEA, Catalina Botero Marino, e para a chefe do Departamento de Direitos Humanos do Itamaraty, Gláucia Silveira Gauche, defende o curso superior em jornalismo para garantir “a responsabilidade e credibilidade na apuração”.
Para a Fenaj, a posição da OEA reflete “posições históricas patronais, articuladas pela Sociedade Interamericana de Imprensa, que tem o claro propósito de combater a livre organização dos trabalhadores”.
“O item 51 do relatório - na parte relativa ao Brasil - é uma afronta à memória da luta dos jornalistas brasileiros e uma defesa, sem direito ao contraditório, do fim da formação específica em Jornalismo - conquista do movimento sindical dos jornalistas e da sociedade brasileira, em vigor há mais de 40 anos”, diz o documento.
A Fenaj sugere que a OEA patrocine um debate mais amplo, que envolva todos os agentes sociais implicados, sobre direitos humanos, concentração da mídia, liberdade de expressão e de imprensa na América Latina e no Caribe.

5/27/2009

A ”Diversidade” da Memória Paraense

Nathan Levy, Gilda Medeiros, Paulo Bordallo e Jacques Broder Cohen, na abertura da mostra

A exposição “Diversidade”, que marca a inauguração do novo Hotel Expresso XXI, reúne trabalhos pertencentes ao acervo de J.Porto (acrílico sobre tela, denominada Ver-a-Cidade que expressa a cidade concreta que percebe em Belém), Paulo Bordallo (poesia das imagens - fotografias que apresentam seu olhar sobre a Cidade das Mangueiras, Cidade Maravilhosa e portrait), Newton Bellesi (cor-essência, fotos sobre a natureza) e Nathan Levy (convite a uma viagem no tempo por meio de uma série de imagens de logomarcas a partir do século XIX).
Segundo o curador da mostra, o turismólogo Nathan Levy, “São quatro elementos, quatro sujeitos, quatro acervos, quatro visões do mundo, quatro universos paralelos, quatro identidades, quatro maneiras de ver, quatro formas de expressar. A idéia da exposição é mostrar um pouco do universo e da obra de cada artista que dela participa”, explica.
O talento dos expositores se uniu a um fator fundamental para um resultado satisfatório: o toque especial e a experiência de mais de 25 anos de Marta Freitas, profissional de designer contratada para fazer a leitura da exposição. “Com sua experiência já consagrada de vários "Arte Pará", Marta nos proporcionou um correto posicionamento das obras de cada acervo a ser exposto. Seu trabalho criterioso e profissional, resultou em uma leitura de fácil percepção aos visitantes desta mostra”, ressalta o curador.
Tudo isso, na opinião dos expositores, resultou no sucesso do evento, que por essa razão, foi prorrogado até o próximo sábado, 30.05.
A mostra, está exposta ao lado do Hotel Expresso XXI, no espaço onde funcionará a Pizza Hut, cedido pela empresa especialmente para essa finalidade. “O público respondeu de uma maneira pra lá de satisfatória, prestigiando e até retornando com outras pessoas para mostrar as obras”, fala Nathan.
O cuidado e carinho com que o evento foi minuciosamente preparado rendeu o interesse, além do público em geral, de vários colecionadores, como Jacques Broder Cohen, empresário paulista e um dos maiores colecionadores de carteiras de cigarro do país, cujo acervo já chega a 53.000 carteiras. “Ele veio de São Paulo especialmente para assistir ao evento”, garante Levy.
Durante a abertura, fizeram-se presentes familiares e personalidades ligadas à história do Centro de Memória da Indústria e do Comércio do Pará, como a ex-miss Pará Gilda Medeiros, que à época foi garota propaganda das carteiras de cigarro da fábrica Therezita. “Para nossa surpresa, o dia da abertura coincidiu com o aniversário da Gilda, e ela passou essa data ao nosso lado”, comemora o curador, confirmando a presença de Gilda para a festa de encerramento.

Centro de Memória da Indústria e do Comércio do Pará
A exposição “Diversidade” é a extensão de um projeto do Centro de Memória da Indústria e do Comércio do Pará, que retrata a história da economia do Pará, do final do século XIX ao início do século XX. Esta é 13ª exposição preparada pelo CMICPa., que retrata uma “época de ouro” do Estado, resgatando através de documentos e peças raríssimos, a história desse período econômico.
Para Nathan Levy, o idealizador e fundador do Centro de Memória, “a idéia é resgatar a história do nosso Estado no ciclo pós-borracha, já que nessa época, havia um expressivo parque industrial em Belém, com empresas que contribuíram significativamente para a economia paraense”, explica.

Programação de Encerramento
O encerramento da exposição Diversidade será em meio a uma extensa programação, a ser realizada durante o próximo sábado, 30.05, que inclui café da manhã (7 hs às 10 hs), coquetel (19 hs às 22hs), leilão das obras expostas e noite de autógrafos dos livros Noite de autógrafos dos livros “O verde no Vermelho” – cartuns ecológicos e “Cadê o verde que estava aqui”, de Ubiratan Porto; “Uma vida bucólica”, “Uma nova vida” e “Monte Alegre e Estórias (In) verídicas”, de Francisco Guerra e “No coração do povo – Monumento à República em Belém – 1891/1897”, do historiador Geraldo Mártires Coelho.
A mostra tem o apoio da Climep, Imperador das Máquinas, Grupo Solare, Expresso XXI, + Luz Iluminação e Projeto, Gianne Uchoa Paisagismo, Top Mídia Comunicação Visual, Jeanne Darwich, Pizza Hut, Woodesign e Computer Eletro e Informática.
Serviço

A exposição “Diversidade” fica no espaço da Pizza Hut, no Hotel Expresso XXI (Avenida Nazaré, esquina com Travessa Rui Barbosa) até o próximo dia 30.05.
Informações: 8101.6624 / 9633.2266 (Nathan Levy)

____________
Áurea Gomes



Rosas

Aproximo-me das rosas com fé, e elas, tão frágeis, inundam-me de alegria na queda e no voo no abismo do mistério. Sempre acreditei que Deus quando arruma a manhã para as crianças lança mão das rosas.

Os petistas extirparam do seu pensamento a possibilidade de perder o osso: cerca de 80 mil petistas empregados, o Estado aparelhado, as tetas prenhes de reais da Petrobras e demais estatais, enfim, 70% por cento dos escorchantes impostos brasileiros.
O Brasil é um país tão maravilhoso que nem os ladrões e assassinos travestidos de políticos, que conspurcam o esgoto onde chafurdam, conseguem esgotá-lo, apesar de estarem grudados nas suas veias.
Este conto foi publicado no livro O casulo exposto, 17 histórias curtas ambientadas em Brasília - nos subterrâneos, nas ruas, nos shoppings e no submundo político da capital. O casulo exposto está à venda nas redes de livrarias.
Insulto

Quando os jornalistas de ponta começam a escarafunchar as bicheiras dos políticos safados, eles fazem como macaco-prego, jogam suas próprias fezes nos jornalistas, e aí revelam cem por cento o que realmente são. Mas a imprensa está vasculhando a vida de todo mundo que administra dinheiro público.

A Humanidade é isenta de pecado

A Humanidade é filha de Deus; todos os seres humanos são perfeitos. Ninguém é pecador. Quando uma pessoa se ilude se corrompendo, cometendo crimes, visando somente bens materiais e mais e mais dinheiro, até matando para obter bens, essa pessoa está mergulhada na escuridão. Contudo, se faz-se luz, as trevas desaparecem instantaneamente. Assim é com a mente. É disso que trata um livro extraordinário, A Humanidade é Isenta de Pecado, compilações de excertos que Kamino Kusumoto fez da obra fundamental da Seicho-No-Ie, A Verdade da Vida, de Masaharu Taniguchi.
Anoitecer outonal em Brasília

Em julho, quando, na Amazônia, corpos seminus cobrem inteiramente as praias, na plenitude do verão amazônico, em Brasília, o inverno atinge seu ponto culminante. Durante as frentes frias, oriundas da Antártica, e que logram chegar, aqui, as manhãs são geladas, e, se venta, os transeuntes se curvam ao vento e ao frio, envolvidos em casacos, xales e na névoa do frio.

Confraria Candango

Segue-se conto que integra meu novo livro, O casulo exposto (LGE Editora, Brasília, 2008, 153 páginas, R$ 28), com 17 histórias curtas ambientadas no submundo de Brasília, inclusive o político. No Brasil, o livro pode ser encontrado em todo o país, em redes de livrarias como Leitura e Saraiva, além da loja virtual da LGE Editora, no endereço: http://www.lojalge.com.br/. Em Portugal, O casulo exposto ainda não tem distribuidor. Interessados deverão entrar em contato com o editor Antonio Carlos Navarro, pelo telefone (55-61) 3362-0008 ou e-mail lgeeditora@lgeeditora.com.br.

O resultado do exame de câncer

Este conto participou do Primeiro Desafio aos Contistas, promovido pelo Núcleo de Literatura do Espaço Cultural da Câmara dos Deputados, em 2007. Trata-se da história de uma jovem cancerosa à espera da morte. Contudo seu pai lhe ensinara que o éter, que tudo preenche, é Deus, e a Fada Azul lhe disse que não existe morte; no Universo, há somente vida.

Os ratos

A democracia só tem um caminho: crescer. Ou a democracia põe fim à bandalheira dos ratos, ou os ratos roerão a cara dos brasileiros.

5/26/2009

ADIC promove treinamento para novos agentes de posturas



Foto: Arlinton Amaral









No intuito de dar as "boas vindas" aos novos agentes de posturas (fiscais) recentemente admitidos, o Departamento de Posturas da Agência Distrital de Icoaraci promoveu na manhã de ontem/25, em seu auditório, um Treinamento em Feiras, Mercados e Vias Públicas.
Francisco de Assis Oliveira, chefe do setor, juntamente com o Técnico em Saneamento Arlinton Amaral e Sônia Lopes Araujo – Administradora da Feira da Rua 8 de maio (Agulha) – como preletores, abordaram alguns aspectos importantes que envolvem a atuação dos novos fiscais.
Com a participação da platéia, foram repassados temas como a arte de liderar pessoas através de conceitos de liderança, inteligência emocional, técnicas de abordagem e comunicação pessoal.
Foi apresentado o conteúdo dos Decretos Municipais 26,579 e 26, 580/94 que tratam do assunto, as formas de como fiscalizar, atribuições dos fiscais, campo de atuação, técnicas e procedimentos a serem adotados, direitos e obrigações dos permissionários etc...
O ponto alto do encontro foi a palestra do agente de posturas Celso Nascimento - filho de Icoaraci – da Divisão de Vias Publicas, ligado ao Departamento de Feiras, Mercados e Portos da Secon (Belém), com bastante experiência na atividade.
Código de Posturas - Ele falou sobre a sua experiência, das dificuldades no desenvolvimento do trabalho do Fiscal de Posturas, na defesa e cumprimento. “O Código de Posturas vigente trata exaustivamente da concessão de alvarás de Licença, e em seguida versa sobre inúmeras posturas como a proteção do aspecto paisagístico e histórico, higiene e saúde pública, a insalubridade dos estabelecimentos comerciais, industriais, habitações, e outros. E por fim dispõe sobre as infrações e penalidades ao Código e do processo administrativo do mesmo”
Disse, ainda, que as Posturas Municipais, - Código de Postura do Município de Belém, Lei n° 7.055 de 30.12.1977 - dentro do conjunto da Legislação Urbanística, talvez seja a Lei que de maneira mais ínfima, defina o limiar da relação público X privado, reportando-se sobremaneira aos cidadãos e ou suas criações, e suas relações no meio urbano, resgatando assim, a finalidade de um dos princípios da vida em sociedade: o respeito ao direito individual e coletivo.
A sociedade conceitua o Código de Poder de Polícia como sendo “a atividade da administração pública, que, limitando ou disciplinando direito, interesse ou liberdade, regula a prática de ato, em razão de interesse público, concernente à segurança, à higiene, à ordem, aos costumes, à disciplina da produção do mercado e ao respeito à propriedade, aos direitos individuais ou coletivos, e ao exercício de atividades econômicas dependentes de concessão ou autorização do poder público, no território do Município”.
Celso explicou que tudo depende dessa Lei. Em seu artigo 18, ela concede licença para exploração de atividades em logradouro público, com a concessão de alvará, que é intransferível e sempre a título precário, ou seja, máximo um ano.
Entendem-se como atividades nos logradouros públicos, entre outras, as seguintes: a) de comércio e prestação de serviço, em local pré-determinado, tais como: banca de revistas, jornais, livros, frutas, feiras livres, engraxates; b) de comércio e prestação de serviços ambulantes; c) de publicidade; d) de recreação e esportiva e finalmente e) de exposição de arte popular.
Sobre Icoaraci o palestrante disse que a direção da Secon está muito satisfeita com o trabalho desenvolvido pelos agentes de posturas da “Vila Sorriso”.
Mercado – Celso Nascimento destacou o trabalho de Gilson Leal Raiol, administrador do Mercado Municipal de Icoaraci, que considera o mais bem estruturado de Belém; limpo, bem cuidado, sem ambulantes na frente e sem problemas, graças ao apoio da Agência Distrital. “O único problema é a Feira da 8 de maio; mas, acredito, que em breve com a entrada e o entusiasmo dos novos agentes de posturas e a colaboração da administração local, da Secon e outros órgãos da Prefeitura será feito o reordenamento e o problema será resolvido”, concluiu.

PINHEIRENSE escolhe a “Garota Verão 2009”




A bela BRENDA SANTANA,
"Garota Verão Pinheirense/2008",
passará a faixa à sua sucessora





Na noite do próximo deste domingo/21, em sua sede social, a diretoria do Pinheirense Esporte Clube, fará a escolha em meio a badalado concurso de beleza, da GAROTA VERÃO PINHEIRENSE/2009. A festa será animada pelo conceituado dj Chistiano, dos melhores da "Vila Sorriso".
Participarão da disputa 20 candidatas; e a vencedora será apresentada no primeiro domingo de julho, no Testaurante Tetto – Rua Siqueira Mendes, na orla, para os veranistas, sociedade local.
A coordenação do concurso é do colunista Adenirson Lage e da bailarina Clara Pinto; e a coordenação-geral da grande festa é de Augusto Cruz - o colunista online de Icoaraci - com apoio das ORM, Jornais O Liberal, Amazônia Jornal e TV Liberal – Canal 7.
A festa na sede social do Pinheirense, terá início às 19hs e contará com a participação das torcidas das candidatas, associados, diretoria e público em geral. Os ingressos a preços populares - R$ 5,00 - poderão ser adquiridos na secretaria do clube, ou pelo fone 3227 1941.
A diretoria do clube, a frente o presidente José das Graças Feio, aproveitará o ensejo para apresentar a recuperação total do piso, janelas, escadas e banheiros da sala do “General da Vila” (A. Cruz)

Nova rede de cooperação entre universidades amazônicas será inaugurada em junho


O desafio da produção de conhecimentos sobre a Amazônia impõe às suas instituições de pesquisa a necessidade de cooperação. No intuito de articular parcerias entre grupos de pesquisas de temáticas afins que estejam sendo desenvolvidas por diferentes instituições da maior região do Brasil, foi idealizado o Fórum de Pós-Graduação e Pesquisa em Desenvolvimento Sustentável da Amazônia, um espaço de cooperação interinstitucional que vai contribuir para a formulação de políticas públicas adequadas às realidades regionais e que será oficialmente inaugurado no dia 5 de junho, em solenidade a ocorrer no Núcleo de Altos Estudos Amazônicos.
O Fórum vai se estruturar em uma rede de cooperação dos Programas em níveis avançados de ensino, pesquisa e extensão de sete instituições e deverá potencializar a integração regional através de um Programa Institucional comum, composto pelo Projeto Amazônia e pela Cátedra Amazônia.
O Projeto Amazônia será uma atividade de pesquisa e extensão que vai promover a investigação científica metódica e incentivar ações transformadoras em nível local. Os papéis que o Projeto deve exercer na região o colocam como observatório da realidade circundante, incubadora de políticas públicas e agente de mudanças sociais. Seu objetivo final é, nas palavras de Armin Mathis, Diretor Geral do NAEA, “oferecer aos amazônidas a capacidade crítica para determinar seus destinos, no sentido de atuarem ativamente na formulação das políticas públicas”. Ainda segundo Mathis, o Fórum será um espaço de intercâmbio para que pesquisadores de diferentes estados possam conhecer as realidades locais e estaduais, a fim de melhor vizualizar os problemas amazônicos.
Já a Cátedra será uma atividade de complemento aos programas de pós-graduação e vai trabalhar com a visão integrada e integradora da Amazônia brasileira e sua inserção no país e no mundo. Terá um corpo docente, selecionado dentre os docentes dos Programas integrantes - além de convidados -, devendo propiciar o acesso crítico aos dados disponíveis e aos textos relevantes dos estudiosos da região e seus organismos.
De acordo com o Diretor Adjunto do NAEA e membro da Comissão de Implantação do Fórum, o Prof. Dr. Fábio Carlos da Silva, esta rede deverá “identificar, caracterizar e analisar os problemas mais relevantes da Amazônia brasileira, suas causas e conseqüências, a fim de subsidiar a elaboração de políticas públicas de desenvolvimento regional e local”.
As bases do Fórum foram lançadas no âmbito do Seminário Internacional “Amazônia e Fronteiras do Conhecimento”, comemorativo aos 35 anos do NAEA, e a sua comissão de implantação recebeu consultoria “ad hoc” do prof. Armando Mendes, um dos maiores especialistas em Amazônia da contemporaneidade, autor de clássicos como “A invenção da Amazônia” e integrante da comissão fundadora do NAEA. O Fórum vai promover, ainda em novembro deste ano, o I Congresso Pan-Amazônico de Desenvolvimento Sustentável, no qual deverá ter aprovado o seu estatuto e homologados os seus primeiros Presidente e Secretário Executivo.
Conheça, a seguir, as instituições fundadoras do Fórum de Pós-Graduação e Pesquisa em Desenvolvimento Sustentável da Amazônia:
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ, UNIVERSIDADE DA AMAZÔNIA, FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO AMAZONAS, UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE, UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ. UNIVERSIDADE FEDERAL DO MATO GROSSO, FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA

Grupo que resgata Histórica Econômica da Amazônia
será apresentado no projeto Quintas de Ciências no NAEA

Pesquisadores e estudantes interessados em discutir e desenvolver projetos de pesquisa sobre a formação econômica e social da Amazônia brasileira e a formulação de políticas públicas para a região estão convidados conhecer o grupo de pesquisa “História Econômica e Planejamento Público na Amazônia”, que será apresentado na próxima quinta-feira, dia 28 de maio, no projeto Quintas de Ciências no NAEA.
O objetivo do grupo é resgatar as histórias de cada pedaço da Amazônia- espaço de relações intensas e conflitantes entre homem e natureza -, entender como as economias locais se configuraram e descobrir de que forma as políticas públicas de cada região impactaram no processo de formação do que hoje muitos conhecem apenas como a maior floresta tropical do mundo.
Tudo isso para dar condições, ferramentas à sociedade civil e ao poder público na concepção de novas estratégias, novas maneiras de pensar o desenvolvimento da Amazônia, e tudo o que lhe compõe: seus estados, as cidades, até os pequenos vilarejos.
O Grupo “História Econômica e Planejamento Público na Amazônia” será apresentado por um de seus líderes, o doutor em História Econômica Fábio Carlos da Silva. O projeto Quintas de Ciências começa às 15h e ocorre no Auditório do Núcleo de Altos Estudos Amazônicos.

5/22/2009

LURDINHA BEZERRA recomenda


MAURO DINIZ em única apresentação no “Samba do Bilão”

O Compositor MAURO DINIZ, - esse belo coroa aí da foto ao lado - filho do Portelense, MONARCA, da VELHA GUARDA DA PORTELA, chega a Belém, para uma única apresentação, dia 06 de junho, na casa de Show ROMAS, trazido pelo músico BILÃO DA CANÇÃO, que acompanhará o músico. Ele contará ainda com a participação dos músicos XORI ,LUCIANO e Rally.
O interprete, gente boa, vem apresentar seu novo cd com um repertório bem conhecido dos bambas, na voz de ZECA PAGODINHO, FUNDO DE QUINTAL, DONA IVONE LARA e outros bambas.
Vamos conhecer o sambista - MAURO DINIZ, nascido num dos bairros mais tradicionais do samba carioca Oswaldo Cruz, deu seus primeiros passos em direção a música guiada nada mais, nada menos por bambas da Velha Guarda da Portela. Tinha seu sono embalado por sambas antológicos de seu maior ídolo, seu pai, o Extraordinário Monarca da Portela.
Aos cinco anos de idade já dedilhava o cavaquinho do pai; aos oito foi presenteado com um violão por sua mãe Thereza, pastora da Escola.
MAURO DINIZ foi um autodidata invejável, durante muito tempo. Aos 24 anos comprou seu primeiro cavaquinho, não se separando do instrumento, até trocá-lo por um outro que já tinha sido do Mestre Nelson Cavaquinho, que o acompanha até hoje.
Em 1982, começou a cursar a Faculdade de Educação Física, não completando o curso devido às seguidas viagens que fazia integrando a banda da cantora Beth Carvalho. Estudou música com gente competente como o nosso saudoso “Copinha”, Maestro Joaquim Nagle e, indicado pelo maestro e Produtor Rildo Hora, foi estudar piano clássico, harmonia e percepção com a magistral professora Felícia.
Algum tempo depois se matriculou no CIGAM, um dos melhores cursos de música do Rio de Janeiro, onde concluiu o Curso de Harmonia, Improvisação e Arranjo.
Teve entre grandes Mestres: o ilustre IAN GUEST, o Mestre dos Mestres.
Algum tempo depois MAURO DINIZ passou de aluno a professor e teve alunos em vários estados do Brasil. Fundou o seu próprio curso: CAMMD - Curso de Aperfeiçoamento Musical Mauro Diniz - onde preparou professores para que continuassem o seu trabalho devido aos inúmeros compromissos de apresentações em vários locais, viagens e gravações.
MAURO DINIZ. mesmo de longe acompanha o que se passa no Curso pela internet e pelos seus workshops; até que possa voltar às suas aulas normais e dar conta dos seus quase 100 alunos semanais
MAURO DINIZ tem quatro discos gravados.
O primeiro em 86, "Raça Brasileira", junto com Zeca Pagodinho, Jovelina Pérola Negra, Pedrinho da Flor e Elaine Machado com produção de Milton Manhães. O segundo, em 88 “Cantar a Paz” e o terceiro em 91, “Simplesmente MAURO DINIZ”.
Seu último CD, "SAMBA COM REALIDADE", gravado recentemente, recorda os tempos de pagodes do Cacique de Ramos e faz homenagens a grandes sambistas como Mestre Marçal, Roberto Ribeiro e ao Grupo Fundo de Quintal.
Devido às sucessivas viagens em turnê com Marisa Monte, não foi possível cumprir a agenda de divulgação programada com sua gravadora.
Por outro lado esta turnê deu-lhe tempo e inspiração para voltar a compor, que é uma das coisas que mais gosta de fazer.
O Mestre chega no sábado, 06 de junho, para apresentação no samba de outro bamba, BILÃO DA CANÇÃO. Vai dividit o palco com outros músicos paraenses, acompanhado do grupo do Bilão, na Casa de Show ROMAS, na Mariz de Barros, entre Pedro Miranda e Antonio Everdosa – Pedreira.
Os ingressos estão sendo vendidos antecipados.
SERVIÇO:

SAMBA COM REALIDADE, APRESENTA MAURO DINIZ
LOCAL: ROMAS SHOW- Estrela entre Pedro Miranda e Antonio Everdosa- Pedreira
DATA: 06/06 - Sábado
HORA: 23h00
Informações e vendas de ingressos: 8123-1370
Quer falar com MAURO DINIZ? Lique (021) 7840-3639 – Rio de Janeiro

Grupo Parafolclórico do SESC

Grupo Parafolclórico do SESC PARÁ comemora 19 anos, de muita rodada de carimbó, no domingo, 24 de maio, de dez da manhã às quatro da tarde, no SESC DOCA, levando como convidados os grupos RAIZ DO CAFEZAL; SABOR MARAJOARA e GRUPO MOARA.
A apresentação do grupo será especial, por conta dos festejos do grupo; que é coordenado pela professora e pesquisadora do ritmo mais genuínamente paraense - que é o nosso carimbó -, CLAÚDIA PENICHE
Contatos e informações - Fone : (91)-] 4005-9512/81788318

Ogum homenageado

Anastácia, a Líder Comunitária da Pedreira homenageia Ogum, neste sábado,23 de maio. A homenagem se dará a partir de uma da tarde, no bar AXÉ FUNDO CULTURAL, que fica na Travessa Enéas Pinheiro com Pedro Miranda - Pedreira, com muito samba, levando como convidados Tony Melodia, Kiko, Meio dia, Luciano e Marisa Black.
No decorrer do sambão, às cinco da tarde, haverá uma pausa para as saudações e oferendas ao Guerreiro.
Os “Filhos de Jorge” que constituem uma legião de sambistas, estão todos convidados.
Ninguém pode faltar.
Informações -3233-0561,
Saravá!

●●●●●●

Na semana que vem, eu volto
Como sempre.
Combinado?
INTÉ.

Oriximiná e Soure: os próximos municipais a receber o sinal da TV Cultura


A TV Cultura do Pará avança o processo de expansão do seu sinal pelos municípios do interior do Estado e chega neste próximo sábado/23, a mais dois municípios: Oriximiná e Soure. Com essas inaugurações, a Fundação Paraense de Radiodifusão – Funtelpa – alcança a marca de 42 localidades, além da Região Metropolitana de Belém, que já recebem o sinal da TV Cultura, desde o início o processo de expansão do sinal, iniciado em janeiro de 2008.
As inaugurações acontecerão, simultaneamente, às 10h, no prédio das retransmissoras das sedes municipais. Os mais de 57 mil habitantes de Oriximiná, município distante aproximados 820 quilômetros da capital Belém, receberão o sinal da emissora pública e educativa do Estado do Pará pelo Canal 11. O técnico de TV da Funtelpa, Sérgio Carlos Oliveira, que já está no município há uma semana ultimando os detalhes para a inauguração, é quem fará a inauguração solene no município do Baixo Amazonas.
Soure - Já em Soure, pertencente a insular Região de Integração do Marajó, o Canal 8 garantirá o sinal da TV Cultura para os quase 23 mil moradores do município, distante 80 quilômetros, em linha reta, de Belém.
E quem inaugura a 42ª retransmissora da TV Cultura é Dimitri Maracajá, diretor da TV, que já se encontra no município para sensibilização dos munícipes e para organizar os preparativos da inauguração, como a correta instalação da retransmissora, que conta desde a preparação da rede elétrica, regularização do terreno, fundição da torre e colocação da antena, até a ligação de cabos da antena para o aparelho-retransmissor, que em Soure, tem a potência de 500 watts.
Dessa forma, a TV Cultura do Pará leva a programação da TV Cultura do Pará para mais de três milhões de paraenses (capital e interiores), que poderão assistir aos programas produzidos pela TV Cultura do Pará, como os noticiários Jornal Cultura 1ª e 2ª Edições, Jornal Cultura Diretor da Redação, Esporte Cultura, entre outros programas, como o Sem Censura Pará, Cultura Paidégua, Sementes, Brasil da Amazônia, 7 Set Independente, Cinerama, Moviola, Café Cultura, Cena Musical e o infantil Catalendas, além dos programas de grade nacional, vindos pela TV Brasil, como o Cocoricó, Repórter Brasil, Observatório da Imprensa, Conversa Afinada e o Roda Viva, entre outros.
25º GP de atletismo é na Cultura - Além da programação da TV Cultura do Pará, os moradores das 42 localidades que retransmitem o sinal da TV Cultura, bem como, os moradores da RMB, já poderão acompanhar as competições da 25ª edição do Grande Prêmio Brasil Caixa de Atletismo, que acontecerá neste domingo, 24, a partir das 8h, no Estádio Olímpico do Pará. Cerca de 50 profissionais da Rede Cultura de Comunicação (TV, Rádio e Portal) trabalharão no evento para trazer as melhores imagens, os detalhes das competições, na íntegra, para os telespectadores, ouvintes e internautas. A programação, na íntegra, pode ser acompanhada pela TV Cultura (Canal 2, em Belém) e pelo Portal Cultura (http://www.portalcultura.com.br/), no link TV AO VIVO.
A Rádio Cultura 93.7 FM fará flashes ao vivo com os resultados das provas.
Sintonize o sinal da TV Cultura em seu município e conheça a programação da emissora pública e educativa paraense: Abaetetuba, canal 11; Castanhal, canal 8; Bragança, canal 11; Salinópolis, canal 8; Igarapé-Miri, canal 9; Óbidos, canal 5; Monte Alegre, canal 13; Tomé-Açu, canal 12; Capanema, canal 9; Santa Maria do Pará, canal 5; Alacilândia (Conceição do Araguaia), canal 5; Floresta do Araguaia, canal 3; Brasil Novo, canal 5; Medicilândia, canal 7; Vigia, canal 12; Goianésia, canal 13; São Félix do Xingu, canal 9; Marapanim, canal 11; São Miguel do Guamá, canal 10; Igarapé-Açu, canal 12; Santa Luzia do Pará, canal 13; Ipixuna do Pará, canal 9; S. José Porfírio, canal 11; Cametá, canal 03; Curuçá, canal 05; Mãe do Rio, canal 11; Breves, canal 10, Irituia, canal 3; Terra Santa, canal 3; Curuá-Una (Santarém), canal 8; Rondon do Pará, canal 12; Vila Mainardi (Breves), canal 8; Vila de Porto Alegre (Breves), canal 3; Ourém, canal 12; Acará, canal 9; Baião, canal 8; Melgaço, canal 11; Curionópolis, canal 3; Portel, canal 13; Santa Cruz do Arari, canal 9; Oriximiná, canal 11; Soure, canal 9.

Serviço:

Inauguração da Retransmissora da TV Cultura em Oriximiná, Canal 11.
Data: 23.05.09
Hora: 10h
Local: Rua 7 de Setembro, 1834

Inauguração da Retransmissora da TV Cultura em Soure, Canal 9.
Data: 23.05.09
Hora: 10h
Local: Primeira Rua do Bairro Novo, s/n

_____________
Renata Biondi

COMUNICADO

Poderia nesta edição detalhar a trama maquiavélica (política baseada em má fé e oportunismo) que culminou com a minha exoneração de assessor da Câmara Municipal de Santarém, na última sexta-feira/15. Poderia também, denunciar os corruptos, mafiosos, ladrões, ditadores e até mesmo agiotas, que na maioria chegaram de outros Estados do Nordeste para enriquecerem nesta pacata e ordeira cidade através de inúmeras maracutaias, como já é do conhecimento da maioria da população.
Talvez não falte oportunidade de denunciar essa corja de bandidos que infestam a cidade.
SOLIDARIEDADE
O que na realidade me comoveu, foi quando uma humilde serviçal da Câmara me abraçou no corredor e disse: “Meu amigo, não fique triste, quando o diabo fecha uma porta, Deus abre duas ou mais”. Essa frase me desarmou completamente o coração que estava cheio de mágoa, refleti naquele momento que eu não deveria me misturar com pessoas cujo objetivo, é vencer e subir na vida derrubando os outros.
Fica aqui o meu registro de agradecimento a todos os funcionários do Poder Legislativo, pelo carinho e atenção que me dispensaram ao longo dos anos que ali passei e também aos poucos vereadores de personalidade e caráter firmes em seus posicionamentos, a eles desejo sucesso na carreira política.
MENSAGEM
Um provérbio popular diz: “Quando na vida fecha-se uma porta, outra se abre” Com freqüência, ficamos lastimando a porta que se fechou e não vemos a outra que nos foi aberta. Devemos usar mais o poder na nossa intuição! Temos que confiar e acreditar em deus para obtermos novas oportunidades que podem estar se abrindo para que possamos continuar vencendo na vida.
COMUNICAÇÃO
- PROGRAMA DE RÁDIO ESTAÇÃO SEGURANÇA -Toda sexta - 14h.FM 91,3 - Belém, PA.
Acesse o link abaixo e participe do programa ao vivo via internet:
Participe: (91) 4006-9251 (Direto do estúdio)
Mande um torpedo: radiopmpa@gmail.com
A informação é do Coronel PM Costa Junior
PORNOGRAFIAS
Cerca de 400 agentes da Polícia Federal cumpriram 92 mandados de busca e apreensão em 20 estados, inclusive no Pará e no Distrito Federal. A ação faz parte da Operação Turko, realizada para combater o crime de pornografia infantil na internet. A investigação, de acordo com a PF, é resultado de informações repassadas pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pedofilia no Senado, em parceria com a ONG Safernet e com o Ministério Público Federal de São Paulo (MPF-SP). Segundo a corporação, a operação foi uma das ações que marcam o Dia Nacional de Luta contra o Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.
Os agentes apuraram que as pessoas investigadas usavam comunidades em um site de relacionamentos para troca de material de pornografia infantil. De acordo com comunicado divulgado pela PF, ao longo de um ano de investigação, que contou com a colaboração da empresa proprietária do site, foram filtradas cerca de 3,5 mil denúncias que acabaram levando até os alvos da ação. Nas buscas os policiais acessaram os computadores dos suspeitos para confirmar a existência de imagens de pornografia infantil.
Caso o material seja encontrado, os responsáveis serão presos em flagrante. Esta é a primeira grande operação após a publicação da lei 11.829, que alterou o Estatuto da Criança e do Adolescente e tornou crime a posse de material pornográfico infantil.

AUMENTO
Os magistrados e membros do MP também defendem que as verbas complementares a que as autoridades têm direito, como a cota de passagens aéreas, tenham “limites razoáveis”, além de maior controle e transparência. Eles pediram a “apuração rigorosa” dos desvios noticiados, para identificar corretamente agentes públicos culpados pelo mau uso do dinheiro público. Essas são algumas das propostas e observações de uma nota pública divulgada na tarde desta segunda-feira pela Frente Associativa da Magistratura e do Ministério Público da União – composta por sete entidades representativas da classe jurídica. A idéia é fortalecer os Poderes da União, principalmente o Legislativo, num momento em que o noticiário sobre os desvios de finalidade das verbas necessárias ao exercício das funções públicas – principalmente o escândalo da farra das passagens.
AUMENTO II
Os magistrados e membros do MP dizem que as irregularidades são a exceção, e não a regra. Temem que a sociedade tenha uma visão distorcida dos fatos e passe a apoiar um clima típico de ditaduras militares. “O discurso pode levar à prática da dispensa dos instrumentos democráticos e a utilização do autoritarismo, justificado para conter o descalabro veiculado”, alerta na nota da Frente da Magistratura de do MP. As entidades da classe jurídica lembram que as remunerações dos deputados e senadores são inferiores às de profissionais que atuam em postos de chefia de médias empresas. Os juízes e procuradores destacam que é preciso separar o salário das verbas necessárias ao exercício do mandato – como verba indenizatória, verba de gabinete, cota postal e telefônica, cota de passagens, auxílio-moradia e planos de saúde.

VERGONHA NACIONAL
Um em cada quatro membros do Conselho de Ética da Câmara dos Deputados responde a procedimentos do Supremo Tribunal Federal (STF). Quatro dos 15 titulares do colegiado, responsável por avaliar a conduta dos parlamentares, são alvos de ações penais ou inquéritos que tramitam na mais alta corte do país. Levantamento exclusivo mostra que os deputados Sérgio Moraes (PTB-RS), Wladimir Costa (PMDB-PA), Urzeni Rocha (PSDB-RR) e Abelardo Camarinha (PSB-SP) acumulam 21 processos no STF. As acusações vão de crimes de imprensa, contra o meio ambiente e a ordem tributária a formação de quadrilha ou bando e peculato.
SAÚDE
O Centro de Referência do SIDAdão/Serviço de Assistência Especializada realizou na última terça-feira (19/05), programação especial pela passagem do Dia Nacional de Combate às Hepatites. As atividades tiveram início às 07h30 com uma blitz educativa em frente ao CTA/SAE, localizado à Avenida Barão do Rio Branco, bairro Santa Clara, com a oferta de testes, vacinação contra Hepatite e palestras educativas de prevenção à doença. A Hepatite é denominada pela inflamação do fígado e pode ser causada por infecções, álcool, medicamentos, drogas, doenças hereditárias e doenças autoimunes. O Secretário de Saúde José Antonio Rocha está atento as datas alusivas à saúde pública.

MOTINHAS __________________________________________________
Conheci e aprovei o delicioso cardápio oferecido pelo Restaurante Nossa Casa, comida de bom gosto, da amiga Márcia. Ambiente agradável e atendimento de primeira qualidade. Hoje é o local mais freqüentado pela sociedade santarena. Rua São Sebastião 105 – Santarém-Pará – Fones (093) 3522 7684 – 8802 0500 – 9651 0561. ●●● Agradeço a solidariedade da maioria da imprensa, amigos e alguns vereadores, com relação a minha exoneração da Câmara Municipal de Santarém assinada pelo presidente vereador Nélio Aguiar, na última sexta-feira/15. Que fique bem claro: O bom profissional nunca fica desempregado. ●●● Meu amigo Duciomar Costa, prefeito de Belém, está passando por momentos difíceis com relação à saúde no município. ●●● Por outro lado, o prefeito de Santarém José Maria Tapajós vem trabalhando apesar de estar enfrentando a maior cheia na história do município ●●● Deputado estadual Arnaldo Jordy relator da CPI da pedofilia da Assembléia Legislativa do Pará conseguiu prorrogação por mais 30 dias. Pretende visitar mais municípios para ouvir depoimentos, já que a maioria dos casos de pedofilia acontece no interior. ●●● Desejo votos de pronto restabelecimento ao amigo publicitário Dudu Dourado, que lamentavelmente se envolveu em acidente automobilístico no último final de semana. ●●● A vereadora Marcela Tolentino promove nesta sexta-feira/22, o show Talento Solidário às 20H00 na Casa da Cultura com a participação de artistas locais, dentre eles o mestre Sebastião Tapajós. O ingresso será um quilo de alimento não perecível, para serem doados as famílias desabrigadas pelas enchentes. Parabéns pela iniciativa. ●●● Vice-governador do Pará, Odair Corrêa, participou em Belém no Centro de Convenções da Amazônia (Hangar), da Abertura da Conferência Estadual da Igualdade Social. ●●● Acompanhe os campeonatos brasileiro, italiano, espanhol e copa Brasil, no BAR DO NILO. Ambiente saudável e papo gostoso, sempre ao lado da cerveja gelada e tira-gosto de qualidade. Barjonas de Miranda próximo a Rui Barbosa. ●●● O melhor Açaí da cidade é com o casal Leitão e Terezinha, na Borges Leal, feito dentro do mais alto padrão de higiene. ●●● Dedé o REI DO FRANGO, Picanha, Lingüiça e Costela, atende clientes e amigos na Silva Jardim entre Borges Leal e Marechal Rondon. Fone: 3523-7363. Atendimento nota 10 dos três mosqueteiros Diego, Degenaro e Patrick. Entregas em domicílio. ●●● Atendendo convite do professor Jorge Serique, estaremos nesta sexta-feira/22, às 19 h, ministrando uma palestra sobre comunicação para alunos de jornalismo na FIT. ●●● Nada de tristeza vamos curtir o final de semana com a Loira Gelada, Ruiva Destilada e a gostosa Morena Quente. Fui.

Arnaldo Jabor


Carta aberta aos jornalistas brasileiros

Recebi hoje/22, e-mail contendo um texto de Arnaldo Jabor publicado no Estado de São Paulo, com pedido de publicação “para que mais gente possa conhecer um texto diferente e inteligente desde grande homem de imprensa”...
O missivista não se indentifica; que não é bom para quem está formado em Jornalismo há pouco tempo e pretende crescer na profissão.
Assim mesmo, e levando em conta o bom gosto do novo colega, aí vai a carta “de um dos mais lúcidos e atuais jornalistas brasileiros” :

"Prezados jornalistas,

Escrevo estas mal traçadas linhas porque não suporto mais ver vocês perdendo tempo ao criticar o Senado e a Câmara. Está na hora de alguém (no caso, eu) mostrar como vocês são ingênuos, esquemáticos e (por que não dizê-lo?) burros. Ficam reclamando nos jornais e TV que os parlamentares têm verbas sem fim, dezenas de assessores, notas fiscais falsas, aviões para as amantes, roubalheiras com empreiteiras e outras minúcias. Vocês, jornalistas, não entenderam ainda que o mundo de um deputado ou senador é diferente do mundo humano? Vocês não sabem o que é a mente de um deputado.
Nós somos escolhidos entre os mais espertos dentre os mais rombudos e boçais. A estupidez nos fornece uma estranha forma de inteligência, uma rara esperteza para golpes sujos e sacos puxados. Nós somos fabricados entre angus e feijoadas do interior, em favores de prefeituras, em pequenos furtos municipais, em conluios perdidos nos grandes sertões. Nós somos a covardia, a mentira, a ignorância. Nós somos a torta escultura feita de palha e barro, de gorjetas, de sobras de campanha, de canjica de aniversários e água benta de batismos.Para nós, "interesse nacional" não existe.
Querem o quê? Que pensemos no interesse de um grande Outro? que não conhecemos? Ora, poupem-nos! Isso não existe dentro deste Congresso - só na imaginação de um ou outro parlamentar intelectual, que se sente aqui como donzela em puteiro. Estamos aqui para lucrar; se não, qual a vantagem da política? Somos uma frente natural contra o progresso? Defendemos o atraso e a lentidão em todas as siglas, do DEM ao PT e, principalmente, no delicioso paraíso de pecados do PMDB, todos unidos contra o tal "interesse nacional". Nós temos um tempo diferente do vosso. Sabemos que os brasileiros vivem angustiados, com sensação de urgência. Problema deles: apressadinhos comem cru. Este termo "urgência" quer nos transformar em servidores da sociedade civil. Ela é que nos serve.
Que nos interessa a pressa nacional? Nosso conceito de tempo é outro. É doce morar lentamente dentro dessas cúpulas redondas, não apenas para maracutaias tão "coisas nossas" - é um vago sentimento de poesia brasileira. Queremos saber se nosso curralzinho está satisfeito conosco. Temos o direito de viver nosso mandato com mansidão, pastoreando nossos eleitores, sentindo o frisson dos ternos novos, dos bigodes pintados, das amantes nos contracheques, das imunidades para humilhar garçons e policiais. Detestamos que nos obriguem a governar?. Não é preguiça - porque gastamos mil horas em comissões e conchavos -, é por amor ao fixo, ao eterno. E preciso confessá-lo: nós temos a fantasia sexual de sermos a sociedade.
Será que vocês não entenderam ainda que nada nos dobrará? Que nós não combinamos bem com estas cúpulas futuristas do Niemeyer, pois só pensamos em preservar o passado? Futuro para nós é mais grana no bolso e mais "pudê", sempre. Será que vocês não sacaram ainda que nós não estamos na Câmara de Londres, nem na França ou USA? Nossa única ?democracia? é um vago amor pelos amigos, uma poética queda para a camaradagem, a troca de favores, sempre com gestos risonhos, abraçando-nos pela barriga, na doce pederastia de uma sociedade secreta. Vocês não imaginam a delícia de serem chamados de "canalhas", o prazer de sentir-se superior a xingamentos, superior à ridícula moralidade de classe média. Nossa única moralidade é vingar-nos de inimigos, cobrar lealdade dos corruptores ativos, exigir pagamentos de propina em dia. Vocês não conhecem a ventura de chegar em casa, com os filhinhos vendo TV, com a grana quentinha no bolso - uma propina gorda de empreiteira. Vocês não sabem o que é bom...
Me dá muito prazer também, escribazinhos de jornal e tagarelas da TV, me dá grande volúpia rir de vossos rostos retorcidos, no afinco de achar o adjetivo que poderia nos desmascarar... Nada nos atinge.
Vocês são uns rancorosos... Têm inveja de nossos privilégios e imunidades, têm inveja de nosso cinismo, de nossa invulnerabilidade.
Às vezes, até acho que fazemos um desafio proposital ao desejo golpista de muitos, para ver até onde os defensores de uma nova ditadura aguentarão nossa falta de vergonha. Por vezes, alguns fracotes têm uns "frissons" de responsabilidade, uns discursos mais acesos, mas tudo se dilui na molenga rotina dos quóruns, nas piadas dos saguões, nas coxas de uma secretária que passa.
O Lula já entendeu tudo... Ele é mais inteligente que vocês. Ele sacou que não adianta nos contestar. Por isso, ele nos usa gostosamente para seus fins pessoais... Grande Lula! Que bem que ele nos fez... Lula nos fez florescer como nunca antes neste país, desde Cabral...
Nós nos refazemos como rabo de lagarto; vejam o Renan, líder do PMDB, vejam Collor, Roriz, Lobões, Maluf, todos regidos pelo grande timoneiro do atraso, o eterno Sarney.
Ouso mesmo dizer que estamos até defendendo uma cultura! O país não se governa apenas por novos slogans da moda; um país são séculos de hábitos e cacoetes sagrados. Vocês sabem o que é a beleza do clientelismo? Sabem o que são séculos de formação ibérica, onde um amigo vale mais que a dura impessoalidade dos cruéis saxões? A amizade é mais importante que esta bobagem de interesse nacional! O que vocês chamam de irresponsabilidade e corrupção do Congresso é a resistência da originalidade brasileira, é a preservação generosa do imaginário nacional!
Há em nós a defesa de 400 anos de patrimonialismo!
E tem mais: tentem esculachar o Congresso... Cuidado!
Sereis chamados de "fascistas", de amigos da ditadura...
A democracia é para nós apenas um pretexto para a zorra absoluta. Ha-ha-ha!!! Que ironia: nós somos o símbolo da liberdade! Ha-ha-ha.....!!!
Vocês me dão pena... Acham que podem nos atingir... somos eternos.
Desistam logo, idiotas...!

Cordialmente,

Fulano, Beltrano e Sicrano.Diretor-geral do Atraso, o diretor do Departamento do Baixo Clero e o diretor-geral de Negócios Escusos...


______________
Arnaldo Jabor"

5/19/2009

Antônio Cavalcante


Esses Imigrantes Maravilhosos

Quando a esquadra cabralina aportou por essas paragens, seu escrivão expôs toda a sua admiração no primeiro registro literário sobre a terra recém descoberta, No documento oficial, a carta narrativa da viagem ao rei de Portugal D. Manuel o Venturoso, o nosso escriba predisse: que nesta terra em se plantando tudo dá.
Assim como os imigrantes que aqui chegaram em busca de oportunidades, e a esperança de construir fortuna ajudando o país que o recebeu a tornar-se uma grande nação. A natureza também forneceu seus representantes para auxiliar esses intrépidos imigrantes na concretização dos seus sonhos. O resultado desse processo migratório é que esses produtos transformaram-se na base da agropecuária brasileira, frutos como a cana-de-açúcar que veio da Nova Guiné, tornou-se um dos primeiros ciclos de ordem econômica existente no país desde os tempos de Brasil colônia, gerando muitas histórias que enriqueceram a literatura brasileira e tiveram como cenário a região nordeste, virou, muitos anos depois fonte de energia alternativa na primeira crise do petróleo ainda no século passado, que por sua vez tornou-se política de sustentação nos governos militares através do PROALCOOL, além de ser a matéria prima principal, do aperitivo símbolo do Brasil que é a cachaça ou aguardente de cana.
O café é outro produto estrangeiro oriundo da Etiópia, introduzido no país de forma meio romântica através de Francisco Palheta via Guiana Francesa pelo Estado do Pará no norte do país de onde foi levado para as regiões sul e sudeste e se firmou como o produto símbolo do país, aonde por muito tempo comandou a política econômica gerando divisas para a implantação do maior parque industrial da América Latina no estado de São Paulo, tornando-a capital econômica do Brasil.
O arroz é originário das Filipinas, componente da alimentação básica do brasileiro, principalmente como ingrediente, do mais brasileiro, de todos os pratos da gastronomia dessa terra, que é a feijoada. A dobradinha feijão com arroz tornou-se o prato mais popular do Brasil é encontrado desde o mais refinado ambiente ao mais humilde.
O trigo tem sua origem no continente asiático, e está presente diariamente na maioria das mesas brasileiras na forma de pão, bolos e outras iguarias assim como, as frutas européias: Uvas, maçãs, peras, pêssegos, trazidas pelos imigrantes que aqui chegaram.
A soja e a laranja vieram da China, bem adaptada ao solo brasileiro sendo expoentes na pauta de exportação brasileira contribuindo sobremaneira com a geração de divisas.
O gado veio da Índia, e seu processo criatório transformou-se como a cana de açúcar em um ciclo econômico no período colonial brasileiro, ajudando também na expansão territorial do país. Os cavalos da Ásia Central, incorporados aos regimentos de cavalaria do exercito imperial ajudaram a consolidar a independência do Brasil. Outros animais introduzidos no país: como as carpas, vieram da china, as tilápias do Egito, a bípede avestruz da Oceania, ajudaram a compor o processo produtivo rural brasileiro.
Vale ressaltar ainda as essências florestais e forrageiras importadas de outros continentes como a Ásia e a África com boa adaptação e resposta excelente na produção de ração para a pecuária e de madeira para as carvoarias existentes..
“Segundo o francês Jean de Léry que visitou o Rio de Janeiro por volta de 1576, em seus relatos já mencionava a existência de arvores exóticas no país. “Embora antigamente não existissem laranjeiras nem limoeiros nessa terra da América, como ouvi dizer, depois que os portugueses as plantaram perto da costa, estas plantas se multiplicaram de modo admirável e produzem laranjas a que os selvagens chamam morgônia, do tamanho de dois punhos e limões ainda maiores, em grande abundância”.
Aqui no Brasil houve o casamento produto & produtor, ou melhor, a relação desses imigrantes foi impressionante na concretização dos seus sonhos, gerando grandes fortunas. Sendo, portanto um ícone nas transformações sociológicas registradas no país, bem como, matéria prima básica nas outras atividades relacionadas à economia, as artes, a política, e a construção da história dessa grande nação.
_______________

Tatá Cavalcante
Rua Boaventura da Silva ● nº 361 ● Apto. 803 ● CEP: 66.053-050

5/16/2009

OPINIÃO

Recebemos e-mail do leitor que assina Mancha Negra sobre um artigo que publicamos na semana passada. Como nossa coluna é extremamente democrática mostramos sua opinião sobre a matéria. Você também pode emitir seu pensamento sobre qualquer artigo que escrevemos.
"Thompson
Li o artigo intitulado "Estrangeiros" em sua coluna d'O Impacto do dia 08/05/09, página 7. Na parte final, o senhor afirma, textualmente: "O tratamento aos santarenos em Alter-do-Chão é cruel; imagine aos estrangeiros”.Concordo em gênero e número com o senhor... em parte. Quando posso, vou lá. Notei que ali existe o que eles mesmos chamam de Associação dos Barraqueiros que, como o próprio nome diz, trata-se de um grupo formado por quem tem barracas de vendas na praia. Contudo, pessoas dali mesmo já me disseram que algumas dessas pessoas têm duas, três barracas que eles alugam a terceiros, ou seja, exploram (no sentido mais literal) um serviço que deveria ser facilitado ás famílias de lá mesmo. Uma outra coisa, ali não existe uma Associação desses pretensos barraqueiros, mas um verdadeiro cartel deles. Por exemplo, para que os preços fiquem só num patamar, fica combinado que todos colocarão à venda os mesmos produtos que os demais. Ninguém ali pode se atrever a vender, por exemplo, churrasquinho, porque os demais iriam pressioná-lo ou até mesmo ameaçá-lo de expulsão da "Associação" Poxa, seria ótimo que ali alguém vendesse suco de frutas, por exemplo, churrasquinho e outros tipos de salgadinho. Outro ponto importantíssimo que, a bem da verdade, não sei se o jornal londrino que elegeu a nossa Alter-do-Chão como a praia mais bonita do Brasil levou em conta: ali não há sequer um único banheiro químico na ilha!”

VIOLÊNCIA


Orlando Silva de Jesus Júnior, de 37 anos, atual ministro dos Esportes, sempre gostou da militância política. Ele foi presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE) de 1995 a 1997, único negro a ocupar o cargo até hoje, além de presidente de outras organizações estudantis. No Governo, ocupou a Secretaria do Esporte até assumir o ministério, em 2006. Na linha de frente das políticas que defende está a redução da violência nos estádios de futebol. “Queremos segurança, e torcedor brigão tem que ser posto para fora”, afirma. E disse mais: violência e desconforto impedem o torcedor de ir ao estádio e não a necessidade de identificação. De acordo com o Ibope, 79% deixou de ir por causa da violência e 14% alega desconforto.

VIOLENCIA II
A carteirinha permite saber quem está lá, e torcedor brigão tem que ser banido. A medida já deu certo em outros países, como Inglaterra. Com relação ao Estatuto do Torcedor falou de algumas medidas previstas. “O projeto torna crime condutas como portar objetos que podem ser usados como arma a caminho do estádio. Hoje, se num ônibus de torcedores encontramos pessoas com tacos de beisebol, não podemos fazer nada. Com a lei, o torcedor poderá ser preso, com pena de 6 meses a 1 ano. Se for réu primário, será banido do estádio. Alterar resultado de jogo e vender ingressos por cambistas também serão crimes”. Sobre o projeto de organização da Copa do Mundo de 2014 enfatizou que as arenas de jogos ainda serão feitas pela iniciativa privada, que poderá explorar comercialmente esses lugares. Já o Governo fica com a infra-estrutura das cidades, como vias e transportes. Já temos um levantamento, mas não dá para falar em valores.
COSANPA
Na sessão especial da última terça-feira/12 na Câmara Municipal de Santarém que discutiu o problema da falta de água no município o presidente da Cosanpa Dr. Eduardo Ribeiro, disse estar honrado em participar da sessão. Enfatizou que é funcionário de carreira da Cosanpa há mais de 20 anos e que está atualmente como presidente. Relatou que como cidadão se chateia quando falta água na torneira, com relação à Santarém lamentou que por mais de 20 anos exista falta de investimentos e que a maior obra realizada no município foi no ano de 1985/86 e que até o final de 2006, foram investidos apenas 18 milhões de reais, lembrou que a governadora Ana Júlia liberou em 2007 para Santarém cerca de 25 milhões.

COSANPA II

No dia 8 de maio foi enviado projeto através do vice-governador Odair Corrêa solicitando mais 33 milhões de recursos extras junto ao Ministério das Cidades. Enfocou a metodologia de expansão: Santarém possui atualmente 33.853 unidades e deve saltar para 150.563 unidades consumidoras. Com relação ao faturamento da Cosanpa em Santarém, enfatizou que o faturamento é de R$ 495.899.00 as despesas somam R$ 963.923,00 e que seu déficit está na ordem de R$ 468.024,00. Através de um telão mostrou com detalhes a expansão das obras realizadas pelo PAC em Santarém, mostrando os bairros beneficiados.

COSANPA III
O prefeito, em exercício, Nélio Aguiar disse que anotou todos os questionamentos para repassao prefeito José Maria Tapajós quando do seu retorno. Segundo Nélio Aguiar, a realidade atual retrata o que acontecia há 40 anos, quando via seus pais carregando água, e hoje não é diferente, a população continua cumprindo este mesmo ritual. Lembrou que a realidade do povo mudou quando se organizou e cobrou das autoridades o linhão que acabou definitivamente com o famoso apagão. Com relação à água temos que fazer o mesmo, não podemos deixar esfriar essa luta que é de todos nós, o presidente da Cosanpa merece crédito da população santarena, disse o prefeito em exercício Nélio Aguiar, que sugeriu a criação do Conselho Municipal de Saneamento. O presidente em exercício da Câmara Municipal Emir Aguiar, disse acreditar que em pouco espaço de tempo, teremos os problemas com abastecimento de água em Santarém todos resolvidos.

BAILE
Nesta sexta-feira/15, tem o Super Baile da Saudade no Fluminense com banda Raízes da Terra a mais romântica da região Oeste do Pará. Imperdível, é casa cheia. Ambiente tranqüilo para as pessoas de alta sensibilidade, essa você não pode ficar de fora. O Fluminense está agora sob a administração da competente Diretora Social, minha bela amiga Jocilene Fonseca. Atendimento de primeiríssima qualidade. Confira, o encontro está marcado.

“DIA DO ENFERMEIRO”
Em comemoração ao Dia do Enfermeiro que aconteceu na última terça-feira/12, a Secretaria Municipal de Saúde, através do Hospital Municipal de Santarém (HMS), está promovendo, uma série de atividades no auditório do HMS. Na quarta-feira 13, houve reunião com orientações das políticas voltadas para o enfermeiro municipal, sob a responsabilidade do Sindicato dos Enfermeiros de Santarém. Na quinta-feira feira/14, foi realizada uma reunião com a nova direção do HMS para ressaltar a importância do enfermeiro na parte funcional do hospital municipal. E nesta sexta-feira/15, culto ecumênico no espaço de orações do Hospital Municipal às 11H30. O Secretário de Saúde Antonio Rocha parabenizou os enfermeiros e disse que: “a transformação do mundo e da sociedade começa na hora em que cada profissional da saúde assume, responsavelmente, seu papel social, para a construção do bem comum”.


MOTINHAS_______________________________

O presidente da Cosanpa Eduardo Ribeiro trouxe de Belém todo o corpo técnico para a sessão especial que aconteceu na última terça-feira/12 para discutir o problema da falta de água em Santarém. Fato elogiado pela maioria dos vereadores. ●●● O grande causídico José Ronaldo Campos, integrante do Movimento Pró-Santarém disse que o grupo composto por vários profissionais liberais não tem cor partidária, visa unicamente traçar metas para trabalhar junto aos poderes públicos em benefício de Santarém, foi muito aplaudido. ●●● Competente cinegrafista santareno Amilton Torres ex-TV Tapajós, está fazendo sucesso na capital no departamento jornalístico da TV RBA, afiliada da Rede Bandeirantes. Parabéns amigo você merece, é um grande profissional. ●●● Solano Lisboa é o artilheiro do time da Associação dos Amigos do Baixo Amazonas, no último sábado fez três gols. Jogou contra meu ex-cunhado o grande zagueiro Moacir Navarro, delegado da Sefa. ●●● Prefeito José Maria Tapajós é incansável na captação de recursos dos governos federal e estadual para amenizar o sofrimento dos desabrigados pelas enchentes. ●●● Os repórteres Bena Santana e Minael Andrade deram um verdadeiro show de informações nas partidas do São Raimundo contra o Paissandu na capital do Estado. ●●● Aniversariou no último sábado/09 a encantadora Suiany Aimê (2 aninhos), filha dos amigos Colares e Suellen. Parabéns. ●●● Está criado o impasse, dia 5 de junho acontece o Congresso da Paz e a estréia do São Raimundo na série D contra o Moto Clube do Maranhão. Ambos os eventos estão marcados para o Barbalhão. Quem vai ganhar a cana de braço? Uma boa pergunta. ●●● Merchandising de graça. Inaugurou recentemente uma farmácia da rede Planalto na esquina da São Sebastião com Professor Carvalho. ●●● Por onde andará a minha grande amiga Rogéria Almeida, excelente profissional na área de comunicação? ●●● Por falar em comunicação está excelente o desempenho do ancora do Bom Dia Santarém Ronei Oliveira. Parabéns. ●●● Belém está uma cidade muito violenta, motoristas não levam passageiros nas áreas consideradas vermelhas, como os bairros da Terra Firme, Bengui, Barreiro, dentre outros. Os assaltos acontecem à luz do dia. Meu irmão Mário Mota foi assaltado 11h30 em plena rodovia Augusto Montenegro próximo ao Palácio dos Despachos, onde fica a governadora Ana Júlia. Prefiro curtir a tranqüilidade da Pérola do Tapajós, pelo menos por enquanto. ●●● Acompanhe os campeonatos brasileiro, italiano, espanhol e copa Brasil, no BAR DO NILO. Ambiente saudável e papo gostoso, sempre ao lado da cerveja gelada e tira-gosto de qualidade. Barjonas de Miranda próximo a Rui Barbosa. ●●● O melhor Açaí da cidade é com o casal Leitão e Terezinha, na Borges Leal, feito dentro do mais alto padrão de higiene. ●●● Dedé o REI DO FRANGO, Picanha, Lingüiça e Costela, atende clientes e amigos na Silva Jardim entre Borges Leal e Marechal Rondon. Fone 3523 7363. Atendimento nota 10 dos três mosqueteiros Diego, Degenaro e Patrick. Entregas em domicílio. ●●● Amigo Válber Xavier e seu filho Marcelino Neto curtiram o final de semana na capital do Estado ao lado da mamãe e vovó, respectivamente. ●●● Final de semana, como ninguém é de ferro, vamos curtir a Loira Gelada, Ruiva Destilada e a exuberante Morena Quente. FUI

LURDINHA BEZERRA recomenda


Aninha Portal se despede de Belém na “Rota”

Devido ao grande sucesso que foi o show de Aninha Portal ,na Choperia ROTA – lá na B$ 316, em frente ao Chopping Castanheira -, o Empresário ARTHUR resolveu repetir a dose; e na proxima segunda feira, 18 de maio, Aninha Portal, fará outra exibição e despede-se de sua cidade, retornando ao RIO DE jANEIRO, onde mora há mais de cinco anos.
Na oportunidade Aninha, além de fazer o show dividindo o palco com os múicos paraense Luciano, Rally, Pirata, MEIO DIA e Marquinhos PS, estará vendendo seu cd, e um outro onde participa, as “Cantoras da Lapa”.
Como sabem, a Lapa foi, e sempre será mais importante reduto da boemia carioca – Foi lá que Noel Rosa produziu as suas melhores composições – que será imortal.
Se não sabem fiquem sabendo aqui - a Rainha Branca do Samba - informo Choperia ROTA ganhou num recente concurso promovido pela Vejinha, o premio de Melhor Choperia de Belém.
Sem favor nenhum.
Lembro que o ponto de encontro mais importante do início da BR-216, mantém uma programação musical “ao vivo” de segunda a sábado, Tudo sob o comando do Arthur Café, a partir das 20 horas.

●●●●●●

Pagodão do Momentum Lava Car

Acontece todos os domingos a partir das cinco da tarde, O Melhor do Samba e Suingueira no bairro da Marambaia com vários grupos. E nesse domingo, 17 de maio, a casa traz como atração: ESTILO DO SAMBA; FORRO ZONA NORTE e GRUPO OUSADIA.MOMENTUM LAVAR CAR- AV. Rodolfo Chermont - Marambaia
Informações : 81520050

●●●●●●

Me esperem na semana que vem.
Como sempre.
INTÉ.