7/27/2008

TV Cultura inaugura na sexta-feira/1º de agosto, novo e potente transmissor


Na próxima sexta-feira, dia 1º de agosto, será um dia memorável para a televisão paraense. Será oficialmente ativado o novo transmissor da TV Cultura do Pará, o nosso Canal 2. Conforme notícia dada em primeira mão pelo Jornal do Feio no dia 19 de abril, o novo equipamento de 44 quilowatts emitirá um sinal forte, limpo e claro que possibilitará atingir em linha reta até quase o município de Castanhal, graças, também, a potência irradiada plena de mais de 60 quilowatts; ou seja, a certeza de imagem limpa e livre de interferência. Em qualquer parte da capital e Região Metropolitana de Belém, a população vai poder assistir a programação da emissora com se fosse um cinema. Com a ativação dos novos equipamentos, a Cultura será a emissora de TV mais potente de Belém
O Governo do Estado investiu mais de hum milhão de reais na aquisição do transmissor e do sistema irradiante (antenas e equipamentos) na intenção de oferecer o melhor ao público que acompanha a TV Cultura – Canal 2 desde a sua fundação.
Show -Para comemorar a data será realizado um grande show com a cantora Lia Sofia, que será transmitido, ao vivo, direto do Hangar, Centro de Convenções e Feira da Amazônia, a partir das 20 horas.E a população local vai poder acompanhar o show por meio de telões instalados em pontos estratégicos de Belém. Haverá um telão ao lado do mercado de São Brás, outro da Praça Dalcídio Jurandir, no bairro da Cremação e na Praça Eduardo Angelim, na Sacramenta.
ZYG 360 - Tão logo coloque no ar o novo e potente sinal da TV Cultura, Regina Lúcia Alves de Lima, ou Regina Lima ou ainda Re Bacana – que continua cada vez mais bacana- Paulo Roberto Ferreira e Antônio Carlos de Jesus (Diretor da Rádio Cultura FM) pretendem resgatar a Rádio Cultura Onda Tropical – ZYG 360 - a primeira emissora da Funtelpa, criada no primeiro governo de Jader Barbalho e inexplicavelmente fechada em 1998. Por um triz a Funtelpa quase perde a concessão da Rádio Cultura OT.
Graças aos esforços da presidente da Funtelpa e o apoio da governadora Ana Júlia Carepa junto ao Ministério das Comunicações, a emissora foi salva. Em outras palavras, os 60 metros da Onda Tropical continuam com a Funtelpa.
A antiga emissora foi abandonada. O transmissor Telefunken, da fabricação acional, de 10 quilowatts juntamente com todo o equipamento da rádio foi esquecido e virou sucata. A antena foi desmontada e todos os demais componentes de transmissão foram entregues às baratas, ao cupim e à ferrugem. Tempos depois a área de transmissão foi entregue a Polícia Militar do Estado que no local construiu uma unidade apoio, um pequeno quartel.
Fênix - É. Mas a Dra. Regina Lima, ou Regina Lima ou ainda Ré Bacana, jornalista, pós graduada duas vezes, e professora do Curso de Comunicação Social da Universidade Federal, quer mais. Até o final do ano ou mais tardar em Janeiro de 2009, voltará a subir aos céus da Amazônia o sinal da Rádio Cultura = Onda Tropical , A emissora, a exemplo da Fênix da mitologia grega ressurge das cinzas, Disporá de transmissor e equipamentos digitais, moderníssimos, antenas e sistemas irradiantes de ponta, com uma potência um pouco maior do que antes: 20 “quilos”. A programação continuará especial voltada para o interior, atingindo os 143 municípios paraenses.O sistema irradiante – novinho em folha – voltará à Marituba. Será instalado numa área ao lado da Policia Milita pertencente à Secretaria de Meio ambiente (Sema), muito maior do que a primeira, O sistema será montado de acordo com as exigências do novo sistema de transmissão, além de outros melhoramentos, de modo a agradar cada vez mais os ouvintes, principalmente aqueles mais cativos, que nunca perderam a esperança de voltar a ouvir a Cultura OT.
A previsão de cobertura da nova Rádio Cultura OT é, não somente o Estado do Pará e arredores, como toda a Região Amazônia e parte significativa da América Latina e Europa com um som limpo e forte, sem interferências.“O Pará voltará ser ouvido”, dizem entusiasmados os companheiros de Ré Bacana.
Aliás, um entusiasmo contagiante.

7/25/2008

Benigna Soares retorna das Férias na Disney



Benigna, Cid e as
crianças com o Pateta,
numa pose especial para
o Jornal do Feio
A jornalista Benigna Soares, assessora de imprensa da Belemtur e Funpapa e presidente da Abrajet Pará tirou 15 dias de férias da Prefeitura de Belém. Aproveitou cada minuto com os filhos (Pedro e Bela) e o esposo, o jornalista Cid OLiveira, na Disney, em Orlando (EUA). Voltou radiante com as maravilhas que a Disney e com as facilidades do turismo no primeiro mundo. A experiência lhe permite reavaliar a forma como vem divulgando o turismo paraense.

Encantamento

Benigna Soares e Cid Oliveira se encantaram também com as belezas do Panamá, onde a família passou um dia aguardando vôo para Belém. Uma culinária de primeira linha, músicas muito calientes e atendentes de turismo muito solícitos com os estrangeiros.

Trabalho

De volta ao trabalho na Belemtur e Funpapa Benigna Soares prepara agora a participação da Abrajet Pará no Congresso Nacional da Abrajet Nacional, que será mês que vem em Brasília. Outra meta é o lançamento do caderno de turismo de O Liberal que agora será editado por jornalistas da Abrajet Pará.
AMAZÕNIA
EcoDebate tece críticas a declarações do coronel Gelio Fregapani

Brasília – A missão da coluna Enfoque Amazônico é noticiar, repercutir e ampliar o debate em torno da questão amazônica. Assim é que encontrei, no Google, um excelente momento desse objetivo, nos comentários de Henrique Cortez e Telmo Heinen sobre a entrevista A Amazônia será ocupada. Por nós, ou por uma ou mais potências estrangeiras, que fiz com o coronel Gelio Fregapani e publiquei em 25 de fevereiro de 2005.
Fregapani é o mentor da Doutrina Brasileira de Guerra na Selva, fundador e ex-comandante do Centro de Instrução de Guerra na Selva, e serviu ao Exército durante 40 anos, sempre ligado à Amazônia. Na entrevista, ele declarou: “Se nós plantarmos 7 milhões de hectares de dendê na Amazônia, extrairemos 8 milhões de barris de biodiesel por dia, o que equivale à produção atual de petróleo da Arábia Saudita.

”Internacionalização da Amazônia"

Diz Henrique Cortez: “A entrevista deve receber dois tipos de comentários: um, relativo à opinião relacionada à doutrina da segurança nacional, que tentarei discutir em seguida; e outro relacionado aos números e potencialidades do dendê, do biodiesel, etc., realizado com precisão pelo Telmo Heinen. Os leitores e leitoras avaliem, reflitam e tirem as suas próprias e conscientes conclusões”.

Seguem-se, ipsis litteris, os comentários de Henrique Cortez, coordenador do blog.ecodebate.com.br.“Nossa opinião já foi expressa no editorial “O mito da internacionalização da Amazônia”, de 1 de fevereiro de 2008 (in http://blog.ecodebate.com.br/2008/02/01/o-mito-da-internacionalizacao-da-amazonia-artigo-de-henrique-cortez/), mas algumas questões e observações precisam ser reafirmadas.
“É uma entrevista risível, com uma análise paranóica-xenófoba, com a perspectiva militarista, “prima” ideológica de todos os “falcões” militares do mundo, que garantem a sobrevivência e as verbas com pseudo-ameaças. Os militares norte-americanos também pensam assim. O militarismo apenas se justifica com potenciais inimigos internos ou externos, ou ambos.
“A criminalização dos movimentos sociais segue a lógica de que índios, quilombolas, sem-terra, ambientalistas, ribeirinhos, atingidos por barragens, extrativistas, etc, são ameaças à segurança nacional, exatamente porque resistem a este modelo de desenvolvimento exploratório e insustentável.
“O discurso do risco de internacionalização, com invasão pelos marines e tudo mais, apenas serve à direita desenvolvimentista. É importante lembrar que a ditadura militar cansou de usar o pseudo-argumento “Integrar para não entregar”, na tentativa de justificar a ocupação desordenada da Amazônia, raiz de sua devastação.
“O Brasil não sofre reais ameaças de inimigos externos. Os maiores danos e as maiores ameaças são nossas mesmo, a começar pelos desenvolvimentistas a qualquer custo, estes sim a serviço das grandes corporações transnacionais.
“Todos os recursos da Amazônia, a nossa e dos outros, já está à disposição do mercado internacional, tendo em vista a perpetuação de nossa pauta colonial de exportação de produtos primários, que corresponde a mais de 90% de nossas exportações. Ninguém precisa nos invadir simplesmente porque já vendemos tudo aos “melhores” preços, sem que isto tenha realmente contribuído para a melhoria dos indicadores sociais e econômicos da região.“
Os “nacionalistas”, defensores incondicionais da expansão da fronteira agropecuária para a Amazônia, sempre reforçam a idéia de que o Brasil pode alimentar o mundo, ou seja, são defensores que o Brasil seja uma “fazendona” à serviço do mundo, do mesmo modo que é desde o período colonial. Pensando bem, não é difícil perceber quem, de fato, está à serviço dos interesses internacionais.
"Além dos discursos e bravatas pouco ou nada fazemos de real pelo desenvolvimento sustentável da Amazônia, da nossa e dos nossos vizinhos, além de não temos uma verdadeira estratégia de integração com os demais países amazônicos.
“Para que a “nossa” Amazônia seja realmente nossa, precisamos retoma-la dos grileiros, madeireiros ilegais, agro-gananciosos, garimpeiros ilegais e outros devastadores, incluindo políticos que ainda agem como donatários das Capitanias Hereditárias. Ela será nossa na exata medida em que formos efetivamente responsáveis pelo seu destino.
“Não creio que corremos o risco real de ter a “nossa” Amazônia invadida em prol da governança global, mas certamente teremos problemas nas relações multilaterais, no acesso aos financiamentos internacionais e no boicote aos nossos produtos e serviços, inclusive justificando uma renovada onda protecionista. Este é um risco real e imediato.
“Não há como negar que seremos cobrados e muito. Cobrados e com razão. Mas ainda temos tempo e oportunidade de dizer a nós mesmos, antes de dizer ao mundo e aos nossos vizinhos, que somos capazes de agir com responsabilidade e seriedade.
”Henrique Cortez, ambientalista, coordenador do portal e do blog EcoDebate.
Biodiesel
Agora, os comentários de Telmo Heinen, colaborador do EcoDebate, ipsis litteris.
“De onde surgiu esta conta de 8 milhões de barris de biodiesel por dia em 7 milhões de ha de dendê ?
“Prezados Ray Cunha e Coronel Fregapani,
“Eu gostaria de entender a conta que fizeram para estimar a cifra acima porquanto a produção “ótima” do dendê (Palma Africana) é considerada como sendo umas 8,0 t/ano ou seja, também umas 8,0 t de biodiesel.
“Sem levar em conta a densidade de 920 kg por metro cúbico e, considerando que um barril contém 159 litros, para se atingir os oito (8) milhões de barris de biodiesel por dia, algo como 1,272 milhão de t/dia, então em um ano de 365 dias seriam necessários cerca de 464,280 milhões de toneladas e portanto, produzindo-se aproximadamente umas 8,0 t de biodiesel por hectare, seriam necessários 58,035 milhões de ha de dendê para empatar…
“A grande pergunta no entanto não é esta. O que todo mundo quer saber é quantos hectares seria necessário plantar para substituir todo óleo diesel, gasolina e querosene de aviação que o mundo consome?
“O parâmetro que temos é o consumo de cerca de 85 milhões de barris de petróleo por dia, entretanto os combustíveis refino-resultantes não atingem oito (8,0) milhões de toneladas por dia (diesel, gasolina, querosene) e em 365 dias precisa-se de 2,920 bilhões de toneladas/ano e aí sim produzindo-se 8,0 t de biodiesel por hectare, seriam necessários 365 milhões de hectares…
“Evidentemente que a conta não é tão simples assim, temos o álcool para descontar, temos também que um (1,0) litro de óleo rende muito mais quilômetros do que um (1,0) litro de gasolina, etc… etc…
“Em outras palavras, o mundo precisaria processar o dendê de 1,0 milhão de hectares por dia… para fazer rodar todos os veículos e naturalmente abandonar a geração de energia elétrica a partir do petróleo bem como utilizar outras fonte de aquecimento residencial como lenha (madeira) briquetada, solar etc…
“Além disto não necessitamos ficar exclusivamente no dendê. Temos a Macauba e além disto Leucena, Moringa, Tungue, Pinhão Manso, até Pequizeiro serve e tantas outras para cultivo em outras partes do mundo. Temos sobretudo diversas formas de geração de energia mormente a microgeração“.
Tamanho da região Amazônica: Mais de 500 milhões de hectares entretanto já existem muitas regiões devastadas na face da terra, degradadas, aguardando recuperação talvez via produção de energia, que a ocupação amazônica não necessita sair do racional.
“Bioplásticos viriam de outras fontes e o óleo de mamona substituiria os óleos lubrificantes.“Aguardo retorno.”Att, Eng. Agr. Telmo Heinen - Formosa (GO): http://www.noticiasagricolas.com.br/consultores.php?c=4
Resposta
O coronel Gelio Fregapani é autor do livro Amazônia - A grande cobiça internacional (Thesaurus Editora, Brasília, 2000, 166 páginas), no qual expõe, com clareza, sua visão geopolítica da Amazônia, certamente sob o prisma de um militar que conhece profundamente a Hiléia, sobretudo porque morou na selva, mas também porque é um leitor ávido da bibliografia sobre o Trópico Úmido. Se, porventura, ele errou nas contas, é verdadeira sua afirmação de que a silvicultura, especialmente para a produção de biocombustível, incluindo-se, aí, o bagaço de cana, é uma das opções ao petróleo, e que muito países estão adotando, incluindo-se a Alemanha, que extrai biodiesel de canola.
Quanto à polêmica sobre se a Amazônia será ou não invadida por um exército inimigo, só as circunstâncias geopolíticas dirão, mas uma verdade é clara: se São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília (que são o Brasil de fato) não formularem uma política de estado, a ser executada imediatamente, com rigor, de desenvolvimento sustentável das populações amazônidas, a Amazônia, que é a província potencialmente mais rica da Terra, será transformada em uma África do século XIX - O Coração das Trevas, como a definiu Josep Conrad.

DOENÇAS TROPICAIS
Sob a coordenação do médico Bernardo Cardoso, encerra nesta sexta-feira (25), a IX Jornada de Doenças Tropicais do Baixo Amazonas. No sábado (26), Bernardo Cardoso vai comandar a já tradicional Expedição Científica, quando um grupo de médicos desce o rio Tapajós atendendo a população ribeirinha que tem dificuldades de acesso aos centros de saúde. A equipe é composta por renomados médicos e pesquisadores de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, além de profissionais locais, todos participantes da Jornada.

AEROPORTO

Luiz Carlos Barra, superintendente do Aeroporto de Santarém, disse que não existe uma data prevista para o inicio das obras no novo terminal de passageiros do Aeroporto Wilson Fonseca. As empresas poderão se habilitar, mediante informações na internet através do site www.infraero.gov/licitacoes. A abertura do edital será em agosto deste ano, as obras terão inicio no segundo semestre de 2009 e concluídas até 2012. As obras estão orçadas em R$ 53 milhões, recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), com a contrapartida do Governo do Estado.

CONGRESSO

Acontece nos dias 1º e 2 se agosto no Hangar Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, em Belém, o 6º Congresso Estadual dos Jornalistas, que contará com mesas temáticas, além, de um seminário exclusivo com o tema “SUS: o que o jornalista precisa saber?” e a oficina “Mídia e o Estatuto da Criança e do Adolescente”. O Seminário será uma oportunidade de aprender mais sobre o funcionamento do Sistema Único de Saúde (SUS) e refletir sobre os desafios da cobertura na área. A oficina irá associar teoria e prática para abordar questões relacionadas à mídia e o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), linguagens e papel da imprensa na defesa dos direitos das crianças e dos adolescentes. As inscrições podem ser feitas pelo site http://www.jornalistasdopara.com.br/ ou na sede do Sindicato - Trav. Barão do Triunfo 2.949, Marco – Belém-PA. Informações (091) 3246 – 5209. O Sinjor emitirá certificado aos participantes.

GAZETEIROS
Nos seis primeiros meses de 2008, nenhuma votação no Senado conseguiu reunir todos os 81 senadores. E apesar da facilidade com que a Casa costuma agir na aprovação de licenças, 60 senadores deixaram de justificar 179 faltas nesse primeiro semestre. No topo dos que não se deram ao trabalho de abonar suas faltas, estão três senadores, incluindo o presidente da Casa, Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN). Os três faltaram 31 vezes sem motivo. A Constituição Federal determina que o senador deve comparecer a, no mínimo, dois terços das sessões ordinárias. A exceção são as licenças, que podem ser justificadas por motivo de saúde, interesse particular ou missão política. Dos três senadores paraenses, apenas o senador José Nery (PSOL-PA) – suplente da governadora Ana Júlia - aparece na lista dos gazeteiros.

ALEITAMENTO

Nesta sexta-feira/ 25, a Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA) realiza mais uma etapa do Treinamento para Entrevistadores que vão atuar na 2ª Pesquisa Nacional de Prevalência do Aleitamento Materno. A Pesquisa será realizada no dia 09 de agosto durante a programação do Dia D da 2ª Etapa da Campanha Nacional de Multivacinação e tem por objetivo verificar a situação atual da alimentação de crianças menores de um ano de vida e obter indicadores confiáveis para elaborar intervenções apropriadas. “Queremos com mais esta ação, estimular o aleitamento materno e a doação de leite humano. Nosso Banco de Leite está de portas abertas para atender mães de Santarém e de outros municípios vizinhos”, evidenciou Emannuel Silva, titular da SEMSA. O treinamento para os entrevistadores vai acontecer no Auditório da Secretaria Municipal de Saúde, no horário das 08h às 17h, sob a coordenação das nutricionistas Sílvia Ribeiro(SEMSA) e Rilda Jati (SESPA), e das enfermeiras Izanilda Rodrigues Ribeiro, Carmélia Oliveira e Heloísa Helena Carvalho (SEMSA) e Lucinelma Mota (SESPA).
CENSURA ON LINE
O Senado Federal aprovou um projeto do senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG) que altera seis leis e decretos com o objetivo de aumentar a pena para os crimes já existentes cometidos pela internet e criar outros 13, com penas que variam de um a três anos de prisão. Entre eles estão estelionato eletrônico, falsificação de dados, acesso à rede de computadores sem autorização e atentado contra a segurança de serviço de utilidade pública. Para virar lei, o texto tem que passar pela Câmara dos Deputados. “Caso o projeto seja aprovado, o usuário estará num ambiente mais seguro e haverá combate a quem rouba senhas, envia vírus para destruir pesquisas ou utiliza o computador para calúnias, difamação e ataque a credos religiosos”, garante Azeredo. Mas os críticos identificam riscos à liberdade e à privacidade “O projeto tem artigos que geram um desequilíbrio inaceitável para uma sociedade livre e responsável. Não podemos concordar com um texto que criminaliza a cópia para uso justo, e não pirataria”, alerta Sérgio Amadeu, ex-presidente do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação.

COMUNICAÇÃO

Até o fechamento desta coluna não recebemos qualquer tipo de informações sobre a agenda dos candidatos a prefeito em nosso município. Queremos deixar bem informada a população, para que possa acompanhar até o final do pleito, toda movimentação daqueles que pretendem administrar a nossa cidade pelos próximos quatro anos. A divulgação será gratuita, é a nossa colaboração, para que tenhamos uma eleição dentro do mais alto padrão democrático. Os nossos e-mails estão no alto da coluna.

MOTINHAS___________________________
A campanha em Santarém, na realidade, ainda não iniciou. Tudo indica que os candidatos estão guardando o fôlego para chegarem até o final com gás. Poucos carros com som estão circulando, a panfletagem não existe, apenas comentários pelos bares da vida. ●●● Prefeito de Juruti Henrique Costa (PT), está ultimando os preparativos para o grande Festival das Tribos, Munduruku e Marapinima. Na abertura do evento dia 31, presença confirmada da banda Calypso, sob o comando de Chimbinha e Joelma. ●●● O competente fiscal da Receita Municipal, Floriano Cunha, após uma pequena intervenção cirúrgica, já voltou ao batente. Amigo, um bom final de semana. ●●● Grande radialista Osvaldo de Andrade, trabalhando quase 24 horas por dia. Além de ser um bom caráter, tem experiência para continuar trabalhando com denodo em benefício do povo. ●●● O médico Sérgio Monteiro (PT), candidato a prefeito e seu vice Pastor João Tomé, podem surpreender no município de Monte Alegre. ●●● Nesta sexta-feira/25, de 08H00 às 10H00, tem o primeiro debate entre os candidatos a prefeito em Santarém, na Rádio Rural. O mediador será o jornalista Jota Ninos. Imperdível. ●●● O Bar e Restaurante Maricota da amiga Lenil Pinto está revolucionando as noites santarenas. Música ao vivo as quintas, sextas e sábados, ambiente super agradável e atendimento nota 10, oferece petiscos, drinks e a gostosa loira gelada. Av. Presidente Vargas com João Fonna. ●●● Presidente da Câmara Municipal de Santarém, José Maria Tapajós, passa este final de semana nas regiões de rios, reunindo com as respectivas lideranças. ●●● Meus amigos carteiros de Santarém, estão sorrindo, ganharam a queda de braço com a empresa. Agora mãos a obra, quero as minhas correspondências, no prazo de uma semana. Parabéns a todos pela vitória. ●●● Após o anuncio em nossa coluna, o Barco Motor Marcelino Xavier, não para em Santarém, nos finais de semana. Publicidade não é despesa, é investimento. ●●● Grande profissional de informática Herryson Lopes, responsável pela diagramação e montagem do jornal O Impacto, foi aprovado em concurso para a Receita Federal, deve começar a trabalhar em agosto. Parabéns e sucesso, você merece. ●●● Homens e mulheres marcados para morrer no Pará, foram alvos de uma matéria no programa “Profissão Repórter”, da Rede Globo, com o jornalista Caco Barcelos, na última terça-feira/22. Notícias boas em nosso estado, dificilmente são divulgadas, Isso é lamentável. ●●● Amigo Márcio, funcionário da Social Contabilidade, é nosso leitor. Obrigado. ●●● Atriz Dercy Gonçalves, com mais de 100 anos, foi sepultada de forma inusitada, de pé. Se a moda pega, será possível enterrar o dobro de pessoas nos cemitérios. Criativa até na hora de morrer. ●●● Desejo boa sorte ao vereador Roberto Simões de Alenquer. Político competente e comprometido com o bem estar da população do seu município. ●●● Estará aniversariando na segunda-feira/28, meu amigo Dedé, rei do frango assado. O almoço está assegurado ao lado da esposa Noemi, filhos Diego, Genaro, Patrick e uma legião de amigos. Parabéns, cabo. ●●● Um bom final de semana ao amigo Paulo Roberto (Farmácia Big Bem) e a sua esposa Bela Bia, que nos receberam em seu sítio, com a gostosa loira gelada (Nova Schin), a bela ruiva destilada e a exuberante morena quente. Fui.

7/23/2008

José Wilson Malheiros



PENA DE MORTE, O CULTO DA IRRACIONALIDADE

Violência nas cidades, pedofilia, assaltos, assassinatos por motivos fúteis, torpes etc.Embora seja a mais pura verdade já se tornou um lugar comum nos lamentarmos que as cidades brasileiras ficaram um verdadeiro inferno. Assaltos, homicídios, trânsito desvairado, stress, em suma, uma verdadeira zorra, para usar uma palavra hoje muito em voga. A situação está tão grave que se fizermos uma pesquisa popular com certeza a pena de morte vai ficar nos primeiros lugares, tal é o desespero e o sentimento de impotência do cidadão.
Está no Velho Testamento (logicamente antes da vinda do Cristo): "O que ferir qualquer dos seus compatriotas, assim como fez, assim se lho fará a ele: quebradura por quebradura, olho por olho, dente por dente; qual for o mal que tiver feito, tal será o que há de sofrer." Disposições punitivas em flagrante contradição com a ordenação maior do mesmo Velho Testamento no Decálogo - "Não matarás”.
A experiência nos mostra que nos países que praticam a pena de morta tem sido utilizada contra as minorias sociais e contra os pobres, aos quais sempre se associa a imagem da violência. Além do mais isto não revolve o problema. Na Idade Média, muitos pensadores ou supostos bruxos foram excomungados pela Igreja e condenados à morte. Com a chegada do séc. XIX e o advento dos filósofos iluministas, o movimento contra a pena de morte conheceu um período de franco apogeu. Portugal foi o país pioneiro na abolição dessa execrável instituição; em 1852 para os crimes políticos, e em 1867 para os crimes civis. Paulatinamente, muitos países seguiram a trilha dos compatriotas ibéricos, abraçando essa conquista dos direitos humanos sobre a barbárie, tornando-se abolicionistas. Porém, com o eclodir das duas Grandes Guerras mundiais no século XX, holocaustos e revoluções, fundamentalismos e purgas, a tendência começou a se inverter, infelizmente. No Brasil, esta pena foi abolida para os crimes comuns em 1979. Mas, a pena capital foi largamente utilizada e aplicada no País até a segunda metade do século XIX. A Assembléia Geral da ONU, formada por 192 países membros, votou assim: 99 votos a favor, 52 contra, 33 abstenções e 08 ausências. A resolução abre caminho para a abolição da pena de morte e a proteção dos Direitos Humanos no mundo. Lamentavelmente, 99 países ainda continuam a matar "legitimamente". A pena de morte dita "limpa", herdeira da guilhotina da Revolução Francesa, faz parte do rol de costumes que, hoje, todos os verdadeiramente civilizados tendem a considerar bárbaros. Nos países islâmicos as execuções continuam a ser públicas. Consta que no Iraque, as famílias dos condenados são obrigadas a pagar o custo da execução, tal como na China, onde a conta dos projéteis (balas) é enviada para casa do condenado. Em alguns países do oriente médio, segundo pesquisei, os condenados têm o sádico "privilégio" de serem decapitados com uma cimitarra (5)... de prata!
Os que acreditam na solução da pena máxima estão, no fundo, querendo vingança e se esquecem do erro judiciário, ou seja, na ânsia de punir, de tirar uma forra, não se lembram que os juízes são humanos e como tais, são falíveis, já tendo acontecido casos pavorosos em que se executaram pessoas inocentes. Depois vem o lamento inútil a irreversibilidade do equívoco.
Você quando sai na rua, se não tiver cuidado e se não tiver boas orações de proteção para os seus mentores, seus guias, seus santos padroeiros, poderá estar condenado à morte por uma bala perdida. Deus nos ajude para que isso não aconteça!


7/22/2008








LUSOFONIA

CPLP ganha portal com sede em Brasília


Brasília – Abro excessão nesta coluna temática para anunciar o lançamento do portal Conexão CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa), no Instituto Camões, dia 24 de setembro, a partir das 19h30, durante o Café Camões, sarau que acontece toda última quarta-feira do mês. O Instituto Camões funciona na Embaixada de Portugal, no Setor de Embaixadas Sul (SES), Avenida das Nações, Quadra 801, Lote 2, defronte à Nunciatura do Vaticano.
A data foi definida esta semana, em reunião entre o diretor do Instituto Camões de Brasília, Adriano Jordão; este colunista, editor do novo portal; e o diretor do Conexão CPLP, professor Marcelo Larroyed. Participou também da reunião o presidente da Academia do Bacalhau de Brasília, Delfim da Costa Almeida.
Em fase de construção, o portal Conexão CPLP funcionará como mídia em tempo real de notícias, serviços e cultura, voltada para a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa e, em sentido mais amplo, para a Lusofonia - entendida, aqui, como cultura, um estado de ser, um sentir e interpretar a realidade de todos quanto se expressam em língua portuguesa, lusitana ou crioula.
Com sede em Brasília, o portal dará ênfase ao noticiário local no âmbito da CPLP.Minhas credenciais de editor do Conexão CPLP são 33 anos de jornalismo, dois romances, três livros de contos e um de poesia, escritos em língua portuguesa. A Editora Cejup, de Belém do Pará, publicou os romances A Casa Amarela (2005) e O Lugar Errado (1996), e o conto A Caça (1996), títulos disponíveis no mercado e que podem ser adquiridos pelo site http://www.cejup.com.br/.
O portal é dirigido também por Marcelo Larroyed, mestre em língua portuguesa, e Abdala Cerqueira, engenheiro de sistema, ambos diretores da Preceptor Educação à Distância, empresa especializada no desenvolvimento de softwares de ensino à distância.

7/20/2008

A Luta Continua


Recebi:

Uma bela biblioteca digital, desenvolvida em software livre… mas que está prestes a ser desativada por falta de acessos. Imaginem um lugar onde você pode gratuitamente:

Ver as grandes pinturas de Leonardo Da Vinci ;

● Escutar músicas em MP3 de alta qualidade;

Ler obras de Machado de Assis uu a Divina Comédia;

Ter acesso às melhores historinhas infantis e vídeos da TV ESCOLA

E muito mais!...
Esse lugar existe!
O Ministério da Educação disponibiliza tudo isso, basta acessar o site: www.dominiopublico.gov.br Só de literatura portuguesa são 732 obras! Estamos em vias de perder tudo isso, pois vão desativar o projeto por desuso,já que o número de acesso é muito pequeno.
Vamos tentar reverter esta situação, divulgando e incentivando amigos, parentes e conhecidos, autilizarem essa fantástica ferramenta de disseminação da cultura e do gosto pela leitura.
Divulgue no seu Blog para que o máximo de pessoas possa tomar conhecimento.

Wagner José Monte de Almeida

INFANTICÍDIO?
Relatório de Zenaldo Coutinho sobre Santa Casa de Belém é arrasador

Brasília
– O deputado Zenaldo Coutinho (PSDB/PA), líder da Minoria e membro da Comissão Externa do Conselho Nacional de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana, destinada a averiguar as reais condições da Fundação Santa Casa de Misericórdia de Belém do Pará, onde morreram 263 bebês em sete meses, mostra que a Santa Casa foi transformada em matadouro de bebês em relatório - que entregou, quarta-feira 16, ao conselho - da inspeção ao hospital, feita em 10 de julho, juntamente com uma comissão do Senado Federal. O relatório será votado na sua reunião de agosto, dia 12. Se aprovado, repercutirá inclusive na ONU (Organização das Nações Unidas).A comissão visitou no dia 10 de julho a Santa Casa, onde foi recebida por manifestantes com faixas pedindo respeito à instituição, onde morreram 263 bebês em sete meses. Durante audiência pública no auditório do hospital, o presidente do Conselho Regional de Medicina (CRM), dr. José Antônio Cordeiro, enfatizou que os problemas verificados na Santa Casa eram conhecidos e foram denunciados pelo próprio CRM. Segundo ele, a Santa Casa sofre de falta de estrutura, carência de material, péssimos salários e problema de gestão.
“Faltou gestor neste hospital. Existiu uma política no governo anterior, que ajudei a construir, para a formação de neo-natologistas, que parou” – afirmou o presidente do CRM, que advertiu, ainda, para excesso de demanda devido ao cancelamento de convênios com hospitais privados.
Em 1998, o Ministério da Saúde e a Unicef concederam o título de Hospital Amigo da Criança à Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará.
Em 1999, o Ministério da Saúde concedeu o Prêmio Galba de Araújo, de humanização no pré-natal, parto e pós-parto.
Em 2002, a Secretaria de Assistência à Saúde do Ministério da Saúde certificou a Santa Casa no Programa dos Centros Colaboradores para a qualidade da Gestão e Assistência Hospitalar.
Em 2004, através de portaria interministerial, foi certificado como Hospital de Ensino.
Em maio de 2006, médicos registraram que o hospital enfrentava superlotação e reivindicavam também melhorias salariais.
Em 11 de junho de 2007, o CRM vistoriou o hospital e recomendou a aquisição de medicamentos e outros materiais; reforma e climatização das enfermarias; obrigatoriedade do uso de equipamento de proteção individual na lavanderia, e identificou superlotação no berçário; recém-nascidos entubados fora do ambiente da UTI; falta de material como luva e sonda de aspiração e falta de medicação, além de paredes com infiltrações; limpeza mal feita, lixo hospitalar ao lado da geladeira e falta de antibióticos.
Em 6 de outubro de 2007, o CRM requereu esclarecimentos da diretoria da Santa Casa sobre denúncia, na imprensa, de 135 óbitos de bebês em seis meses.
Em 11 de março de 2008, a equipe de pediatria da Santa Casa apresentou relatório sobre as condições de trabalho na instituição, apontando falta de algodão, álcool, gaze, detergentes e papel-toalha, e de medicamentos como Dobutamina, Dipirona, Paracetamol, anti-térmico, analgésico, Metildopa, anti-hipertensivo e Vandomicina, bem como componentes da nutrição parenteral como poli-vitamínicos, oligoelementos, kits de laboratório para exame de uréia, creatinina, coagulograma e HIV, falta de máscaras de oxigênio e de inalação com medicação beta-adrenérgicas - as máscaras em uso eram reaproveitadas. Ainda, apontaram a falta de monitores eletrônicos, oxímetros e material para ventilação.
O relatório destaca também que as enfermarias ofereciam grande risco de infecção hospitalar às pacientes, aparelhos de ar condicionado funcionavam precariamente, tomadas de energia elétrica não funcionavam, lâmpadas queimadas não eram trocadas, havia portas quebradas, saídas de oxigênio não correspondiam ao número de leitos, faltavam roupas para as pacientes, bem como outros materiais e inúmeros medicamentos.
A equipe de pediatria afirma que deterioração e lixo estavam presentes em todo o hospital e que seus salários eram baixos.
Em 19 de março de 2008, o promotor Público da Infância e Juventude de Belém, Ernestino Roosevelt Silva Pantoja, ingressou com ação civil pública contra o Estado e a Prefeitura. No seu relato, escreve o promotor: “A realidade é cruel e assustadora. Não há investimento na área da saúde, é rotina o descaso com a vida humana, pois a situação é tão degradante que o resultado morte é o mais provável. É lamentável, pois a saúde é um direito do cidadão. A Santa Casa está inviabilizada para atender dentro de um padrão mínimo de dignidade. Enfim, não se tem absolutamente nada definido como política pública na área da Saúde; os clientes do sistema, obviamente pobres, pois quem possui o mínimo não se aventura em morrer, estão esquecidos e violado no seu direito à saúde, de índole constitucional”.
A conclusão do relatório é de que as causas das mortes de bebês na Santa Casa decorreram dos seguintes fatos:
1 – Redução de recursos conveniados do Estado com os municípios, para contratação de médicos 24 horas em todas as cidades paraenses. Em 2006, foram repassados R$ 40 milhões e, em 2007, somente R$ 10 milhões.
2 – Substituição do programa Kit de Farmácias pelo convênio Fundo a Fundo, que tem apresentado dois problemas: nos primeiros seis meses deste ano, apenas três meses foram pagos, senão para todos mas para parte significativa dos municípios; segundo, os valores proporcionais ao número de habitantes produzem grave distorção com os municípios menores, muitos deles incluídos entre os mais pobres do Estado. Exemplo: Santa Cruz do Arari, apesar de ter um dos piores índices de desenvolvimento humano, recebe R$ 1.500 por mês.
3 – A administração da Santa Casa, dirigida pelo dr. Anselmo Bentes, cometeu uma seqüência de erros e omissões que comprometeram a qualidade dos serviços do hospital, desde a falta de diálogo até a não-aquisição de medicamentos e equipamentos, péssima higienização e manutenção inadequada.
4 – Substituição de servidores com larga experiência em UTI neo-natal por concursados sem treinamento adequado para a transição.
5 – Contratação de servidores bacharéis em Direito, professores de Educação Física e analistas de sistema, quando o hospital necessitava, urgentemente, de especialistas em saúde.
6 – Desmonte do Conselho Gestor e da Ouvidoria da Santa Casa.
7 – Suspensão do uso do protocolo de rotina hospitalar.8 – Cancelamento dos convênios com dez UTIs para atendimento neo-natal, em Belém, com a Maternidade do Povo, e de quatro UTIs em Bragança (PA), que complementavam o atendimento da Santa Casa, evitando a descontrolada superlotação ocorrida.

7/18/2008



O Jornal do Feio cumprimenta a contadora TELMA MARIA SEBASTIANA MENEZES DA SILVA, da sociedade icoaraciense (Belém), pelo transcurso do seu aniversário, desejando votos de felicidades e longa vida, sob as benções de Deus.

LEI SECA

Mesas vazias, clientes sem beber, diminuição no consumo. Desde que as novas regras de trânsito entraram em vigor os donos de bares, boates e restaurantes têm enfrentado problemas. De acordo com o presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Paulo Solmucci Júnior, nas cidades em que a fiscalização tem sido mais intensa, como Belo Horizonte, a queda de faturamento foi de até 60%. A associação pretende conseguir na Justiça que a mudança na lei seja considerada inconstitucional. Na semana passada, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, admitiu a possibilidade de uma ação do tipo ser apreciada. “Beber e dirigir são elementos incompatíveis e me parece que se deve seguir nessa direção correta”, afirmou ao comentar o assunto em entrevista ao jornal “O Estado de S. Paulo”. O ministro da Justiça, Tarso Genro, defendeu as alterações e descartou mudanças, em entrevista ao jornal “Correio do Povo”, de Brasília.

HONESTIDADE

Quando se fala em corrupção por parte de policiais, não devemos generalizar. Um fato que chamou a atenção da imprensa nacional, foi a atitude tomada pelo delegado da Policia Federal Victor Hugo Rodrigues Alves, um exemplo de dignidade, honestidade e competência profissional. Humberto Braz e o amigo Hugo Chicaroni, professor universitário, foram flagrados em encontros e telefonemas oferecendo propina para o delegado federal, em um restaurante localizado na zona nobre de São Paulo - toda a negociação foi monitorada com autorização da Justiça. Além do pagamento em parcelas, o valor do suborno dobrou de US$ 500 mil para US$ 1 milhão. É o que apontam as gravações no segundo encontro em São Paulo entre os dois homens que diziam representar o banqueiro Daniel Dantas e o delegado federal. Para surpresa da alta cúpula petista, entra no esquema um novo personagem, o ex-deputado federal e advogado Luiz Eduardo Greenhalgh, do PT de São Paulo. Ele foi contratado por Daniel Dantas como consultor. O ex-deputado também chegou a ter a prisão pedida pela Polícia Federal, mas o pedido foi negado pela Justiça.

BANDIDOS

Acompanhe relatório da Polícia Federal (PF) que deu origem à Operação Satiagraha, na qual foram presos, o banqueiro Daniel Dantas, o investidor Naji Nahas e o ex-prefeito de São Paulo Celso Pitta. Suspeitos de participarem de uma organização criminosa envolvida em vários ilícitos financeiros e fiscais, os três estão soltos, por decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes. O relatório não é assinado pelo delegado Protógenes Queiroz, que comandou a Operação Satiagraha, mas pela delegada da PF Karina Murakami Souza. Com 210 páginas, o documento ostenta a convicção dos responsáveis pelo inquérito de que Daniel Dantas chefia uma quadrilha que fraudou documentos, espiona adversários, compra aliados, pratica tráfico de influência e tem vasta capacidade de penetração nos altos poderes da República, no mercado de capitais e na imprensa.

BANDIDOS II

O relatório atribui a Dantas e seus sócios, em um total de 151 empresas, delitos financeiros e fiscais e ainda os crimes de lavagem de dinheiro, tráfico de influência, evasão de divisas e corrupção. Mais especificamente, são descritos os seguintes atos irregulares:
- uso de espionagem e outros meios ilegais, inclusive para obtenção de informação privilegiada, utilizada para auferir lucros indevidos no mercado de ações;- uso de “laranjas” para operar uma complexa e bilionária cadeia societária (mais de R$ 6,5 bilhões movimentados em 2001), sem contar, algumas transações internacionais ilegais;- apropriação indevida de recursos do Banco Opportunity pelos seus sócios e familiares;- captação criminosa de recursos de brasileiros para fundos exclusivos a estrangeiros, com o objetivo de propiciar evasão de divisas, sonegação fiscal e lavagem de dinheiro;- utilização de operações agropecuárias para acobertar fraudes financeiras e fiscais;- tráfico de influência envolvendo altas autoridades da República.

CONCLUSÃO

O fato acima já foi e continua sendo divulgado pela imprensa, publico os delitos de Daniel Dantas e seus sócios, apenas para fazer um comparativo de como funciona a Justiça brasileira. No final de 2007, uma jovem que acabara de dar a luz a uma criança, foi apanhada roubando uma lata de leite de um supermercado em São Paulo, apesar de algumas pessoas se propusessem a pagar a conta, a jovem foi levada a uma delegacia, em seguida presa, por um período de 90 dias. Foi solta pela bondade de um advogado, sensível a reportagem levada ao ar por uma emissora de televisão. Não consigo entender a postura de alguns magistrados, o símbolo da Justiça está correto, é cega. Somente para os bandidos do colarinho branco, para os pobres, negros e prostitutas, ela enxerga tudo. Isso é uma vergonha nacional.

MEDICILÂNDIA

O Pará poderá ter a primeira fábrica de chocolate da empresa Drogheria & Alimentari, da região da Toscana (Itália). A expectativa é que a instalação do empreendimento se inicie no próximo ano. Com o futuro empreendimento, o governo do Estado pretende verticalizar a produção de cacau da Região de Integração Xingu, especificamente Medicilândia, um dos maiores produtores do fruto no Brasil. O Pará produz cerca de 40 mil toneladas de sementes de cacau por ano, sendo que este município responde por 16 mil toneladas ao ano.

SAÚDE

Através de uma parceria entre SEMSA e PSA, moradores de 35 comunidades da região do Tapajós estão recebendo atendimentos no período de 15 a 24 de julho de 2008. A equipe está disponibilizados os seguintes serviços: consultas médicas e de enfermagem, atendimentos odontológicos, exames laboratoriais, teste de glicemia, verificação da pressão arterial, vacinação humana e anti-rábica, reunião com grupões de hiperdia, suplementação de ferro para crianças menores de 05 anos e vacinação contra a rubéola.SAÚDE RURAL
Trinta e Seis comunidades da Região Santarém-Jabuti recebem esta semana (de 14/07 a 18/07) atendimentos de saúde, através do Programa de Assistência à Saúde Rural, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA). Na oportunidade, crianças menores de 05 anos de idade estão recebendo a 2ª dose da vacina contra a paralisia infantil. Havendo ainda atendimentos de enfermagem, educação em saúde, atendimentos odontológicos e PCCU.

MOTINHAS
__________________________________________________________________

A Polícia Federal identificou uma nova rota do tráfico de cocaína produzida na Colômbia. A droga sai daquele país, entra por Tabatinga, no Amazonas, vai para Monte Alegre, no oeste do Pará, e depois chega a Belém. Em seguida é distribuída para as regiões nordeste e sudeste do País. ●●● Acontece nesta sexta-feira/18, às 17H00, a instalação do comitê central do candidato a prefeito Lira Maia (DEM) e seu vice Otávio Macedo (PSDB). O competente radialista Osvaldo de Andrade, e demais candidatos a vereadores da coligação, vai estar presente. Av. Presidente Vargas com 02 de Junho. ●●● As companhias áreas que operam com vôos regulares nos municípios de Altamira e Itaituba, no Pará, foram notificadas pela Agencia Nacional de Aviação Civil (Anac) de que os aeroportos dessas cidades serão fechados pela agência. Anac solicita o cancelamento da venda de passagens, comunicando que a partir de 26 de julho os aeroportos estarão fechados para pousos e decolagens por falta de segurança. Notícia ruim para os candidatos, nos respectivos municípios. ●●● O polêmico costureiro e deputado federal Clodovil Hernandes (PR-SP), defende a redução de cadeiras na Câmara Federal de 513 para 250 deputados. Segundo o parlamentar, tem muito deputado que fala “nós vai ficar, nós vai fazer e nós quer”. Clodovil disse que tem que haver seleção. ●●● Dos 114 prefeitos paraenses, 82 vão tentar um segundo mandato, dentre eles está a prefeita de Santarém, Maria do Carmo (PT).●●● Publicitários Orly Bezerra (Lira Maia) e Francisco Cavalcante (Maria do Carmo), ainda não começaram as campanhas, estão na fase do planejamento. XX Presidente da Câmara Municipal de Santarém, José Maria Tapajós, aproveita os finais de semana, para visitar seus correligionários nas regiões dos rios. ●●● Concorrida a festa em homenagem ao aniversário do consagrado colunista social, Odilson Rocha, que aconteceu ontem/17, no Iate Clube. A vereadora Marcela Tolentino (PDT), foi uma das organizadoras do evento. ●●● ]A Rádio Rural AM sai na frente, marcou para o dia 25 deste mês, debate entre os quatro candidatos a prefeito de Santarém: Maria do Carmo (PT), Lira Maia (DEM), Márcio Pinto (PSOL) e Joaquim Hamad (PTC). O mediador será o jornalista Jota Ninos. ●●● O vice-governador do Pará, Odair Corrêa, chega nesta sexta-feira/18, em Santarém. Deve acompanhar de perto as eleições municipais nos 25 municípios da região Oeste do Pará. ●●● Nesta sexta/18, tem a tradicional seresta no Fluminense, com Demétrio Miranda, José Maria Alho e Reginaldo & Banda. Imperdível. ●●● Existem candidatos que optam pela candidatura de vereador, apenas para receberem uma pequena ajuda financeira nos finais de semana. Fato que eu considero deprimente. Servem apenas como bucha de canhão, é lamentável.●●● Vamos comemorar o inicio da festa democrática brasileira com a gostosa Loira Gelada (Nova Schin), a bela Ruiva Destilada e a exuberante Morena Quente. Fui.

7/13/2008

Portal da Vila Sorriso está agradando


O site icoaracionline.com.br chegou fazendo sucesso.
Lançado a pouco menos de duas semanas, até ontem, sábado/12 já foi acessado 2.640 vezes, o que dá 440 por dia. Mensagens oriundas de todos os lugares, do Brasil e do exterior
Esse número pode ser explicado da seguinte maneira: curiosidade, é o ponto mais importante. Todos querem saber como é o novo site da minha Vila Sorriso… para analisar e criticar. Isso é um bom. Aliás, um incentivo para quem está começando.
Muitas mensagens foram recebidas pelos organizadores. A maioria de gente jovem “que estava ávida por um site fosse a nossa cara e que, realmente divulgasse numa linguagem simples as coisas de Icoaraci, mais conhecida por Vila Sorriso”.
Eis algumas mensagens pinçadas do site e. outras, encaminhadas para o e-mail aldemyrfeio@gmail.com.br, utilizado por este jornal eletrônico:

De Eliane Nascimento
"Parabéns Icoaraci, por você agora ter um destaque só para você. Amo você minha terra querida”.
De: Olga Sena
“Oi primo, você está de parabéns por este site, e quero parabenizar ,também, todos os contribuintes que concretizaram esse projeto; não moro mais em Icoaraci, mas meu coração sempre estará aí. Icoaraci merece! Beijos”.

De: Frank Miranda
“Parabenizo a equipe do Icoaraci on line pela grande iniciativa de prover um site de notícias sobre nossa linda Vila Sorriso, lugar que amo muito. Tenho grande satisfação em acompanhar pessoas com espírito empreendedor, dinâmico e moderno. Parabéns a todos”.

De:Ana Carla Cunha
“Parabéns ao Lions, aos jornais Amazônia e O Liberal e ao Icoaraci on-line, em especial ao meu amigo Augusto, por incentivarem O Garota Verão, mas principalmente por ajudarem a NÃO deixar "morrer" esta tradição. Os colaboradores também estão de parabéns”.
De: Jefferson Atuati
“Augusto, parabéns por sua iniciativa, o site ficou bom e acredito que com este site as pessoas poderão interagir entre elas fazendo com que se aproximem mais,além de conhecerem um pouco sobre esta pequena grande cidade que é Icoaraci. Um forte abraço”

De: Emanuela…
Oi fiquei muito feliz com esse site,e parabenizo a todos os responsáveis pelo mesmo. ficou nota 1000. Beijos!!!!!!!!!

De: Luís Eduardo Moreira Feio
“Parabenizo a toda a equipe do site pela organização. Eu, que morei em Icoaraci, fico muito contente pela maneira como está sendo mostrado via online pois assim ajuda a divulgar a cultura paraense.

De: Roberts Vale
“Parabéns, o site está ótimo!”

De: Alan (Botinho)
“Gostaria se fosse possível, que vocês fizessem uma matéria com o Bale Folclórico Paramazon daqui de Icoaraci, que esteve no Festival de Folguedos de Terezina - Piauí recentemente; e vai agora em agosto pro Festival de Passo Fundo – Rio Grande do Sul. Somos de Icoaraci”.

De: J.R. Avelar
“Fui informado pelo colega Feio sobre esta novidade. A vila do pé redondo merecia mais informação na NET. Parabéns e sucesso... Vou fazer um registro na nossa PRC-5 - Rádio Clube do Pará no nosso horário”.

De: Leo Gdk
“Parabéns pelo saite”.
De: Yolanda Brazão
“Aqui do Rio envio as felicitações aos criadores do site http://www.icoaracionline.com.br/. Como filha terra, ou seja, “pé redonda” legítima, fico muito orgulhosa de poder contar com um site que pretende ser a nossa cara. Pra frente, crianças e conte com a gente”.

De: Mário Luiz Sena
“Moro há muitos anos aqui na Lapa, em Sampa e acompanho as coisas que acontecem em Icoaraci… não porque o seu maior divulgador, o Aldemyr, meu irmão, me manda tudo o que acontece aí; mas principalmente porquê – mesmo não sendo mais jovem, a turma estava ávida por um site fosse a nossa cara e que, realmente divulgasse numa linguagem simples as coisas de Icoaraci, mais conhecida por Vila Sorriso. Um abraço, mano. extensivo a seus companheiros”.

De: Zéca Paranhos
“Ôpa, novo site de Icoaraci. Muito Bom. Aqui de Roma mando um abraço para todo os que fazem este portal. Ah, sim, sou filho da Pratinha que, época em que nasci há 35 anos, era Icoaraci. Agora. Não sei. Um abraço a todos”.
____________

Falta só você se manifestar.

Yolanda Brazão faz sucesso na Europa


Recebi:

Olá meu companheiro de guerras? Como você está? Esta semana que chega aí irei enviar material para o nosso blog, da minha Tournê na Europa de 81 dias.
Levei meus espetáculos Realidade & Fantasia e Sonhar é Preciso para Portugal, passando pelas cidades de Ovar, Moimenta da Beira, Pêso da Régua, Tarouca, Santa
Marta de Pena Guião e São João da Pesqueira.
Mais uma conquista.
Agora sua amiga-irmã é uma atriz com “A” maiúsculo e escritora internacional. Que me dizes?
Abraços na Telma – eu adoro esta moça - e em toda família.
Beijokas meu querido.

Recado da Lurdinha Bezerra




Alô crianças,

anotem o meu novo e-mails: lurdinhabezerra@funtelpa.com.br.
Aproveito e peço para divulgarem.
O celular é: Lourdinha Bezerra- 81254812.
Qualquer um dia desses eu volto.

7/12/2008

TV Cultura chega a São Miguel do Guamá


A Fundação de Telecomunicações do Pará (Funtelpa) inaugurou neste sábado /12, às 10 horas, no município de São Miguel do Guamá (Região de Integração do Guamá), a 147 quilômetros de Belém, uma retransmissora da TV Cultura, - o canal 10. A nova retransmissora da Cultura – com qualidade de som e imagem que tem sido a tônica do Canal 2 – está localizada na avenida
Nazaré, zona 1, quadra 2, bairro Vila Nova .
Os sinais da TV Cultura, que levam à população uma programação que valoriza a cultura paraense, já está disponível em vários municípios do Estado, como Abaetetuba, Castanhal, Bragança, Salinópolis, Igarapé-Miri, Óbidos, Monte Alegre, Tomé-Açu, Capanema, Santa Maria do Pará, Floresta do Araguaia, Medicilândia, Brasil Novo e Vigia.
Ouvido pelo Jornal do Feio, o jornalista Paulo Roberto Ferreira (foto), diretor da TV Cultura, acerca da entrega da entrega das retransmissoras ao longo deste ano, e as manifestaçõe de aplauso deste espaço virtual, disse: “Recebo essas palavras elogiosas como um estímulo para poder trabalhar mais”.
E prossegue: “Viemos aqui para servir a população paraense, que tem direito a educação, saúde, transporte, e tantas coisas básicas. Mas que também tem o direito de ter acesso à informação de qualidade. Um jornalismo que não privilegia o escândalo e nem faz da notícia um espetáculo. Procuramos trabalhar no resgate da memória, em dar visibilidade ao modo vida e de produzir das nossas populações, com suas ricas manifestações culturais;”
ORLY BEZERRA

Agência de publicidade que mais trabalhou em campanhas políticas no Pará, a Griffo, nestas eleições municipais, não perderá o ritmo. Será a responsável pelas campanhas dos principais municípios do Estado. Trabalhará em favor das candidaturas a prefeito de Valéria Pires Franco, em Belém; João Salame, em Marabá; Manuel Pioneiro, em Ananindeua; Bel Mesquita, em Parauapebas; e Lira Maia, em Santarém.

CHICO CAVALCANTE

A campanha publicitária da prefeita Maria do Carmo, ficará sob a responsabilidade da Vanguarda, a mesma que trabalhou e a elegeu na eleição passada. A Vanguarda ficou conhecida em Belém, pela vitoria que conseguiu elegendo o ex-prefeito Edimilson Rodrigues, ainda no PT, o primeiro candidato de esquerda a ganhar uma eleição na capital do Estado, fato inédito na história política paraense.

DEMISSÕES

Conhecida como Lei Seca, a lei 11.705, sancionada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva no dia 19 de junho último, já traz prejuízos aos bares e restaurantes. De acordo com o diretor-jurídico da Abrasel (Associação Brasileira de Restaurantes e Empresas de Entretenimento), Persival Maricato, desde que ela entrou em vigor, os bares sofreram uma queda entre 30% e 40% no faturamento. Com isso, segundo ele, as demissões no curto prazo são inevitáveis. A mesma afirmação foi feita pelo diretor de Desenvolvimento Institucional da Sindhobar (Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Brasília), Jael da Silva, segundo o qual os bares e restaurantes da capital federal registram redução média de 30% no movimento. " Os bares de happy hour são os que mais sofrem, com casas perdendo até 50% de faturamento. Isso é preocupante, porque o garçom fica esperando o cliente que não aparece e aí tem que demitir. E já tem estabelecimento demitindo", afirmou.

PUNIÇÃO


No caso dos motoristas presos, os juízes têm optado, posteriormente, pela liberação deles, mediante pagamento de fiança que vai de R$ 300 a R$ 1,2 mil, informou o inspetor da Polícia Rodoviária Federal Alexandre Castilho. Antes dessa lei, o teor alcoólico permitido aos motoristas era de até seis decigramas de álcool por litro de sangue (o equivalente a cerca de dois copos de cerveja). Com a entrada em vigor da nova lei, o motorista que se recusar a fazer o teste do bafômetro sofrerá as mesmas sanções aplicadas ao motorista embriagado.

ATÉ TÚ BRUTUS !!!

O Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran) vai fiscalizar com rigor o cumprimento da Lei 11.705, conhecida como "Lei Seca". Foi o que garantiu, o diretor-geral da autarquia, Lívio Rodrigues de Assis, durante reunião de trabalho que contou com representantes dos órgãos da área de segurança pública do Estado e da Vara de Trânsito da Capital. Além da formação dos agentes do Detran, para aplicação correta dos procedimentos, em sintonia com as polícias Rodoviária Estadual, Civil e Militar, para o cumprimento da lei, a autarquia já deu entrada em processo de aquisição de 15 bafômetros.
Participaram da reunião, representantes do Centro de Perícia Científicas Renato Chaves, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Tribunal de Justiça do Estado, Polícia Rodoviária Estadual e a equipe técnica do Detran.

AGÊNCIA TRANSFUSIONAL

O Hospital Regional Público do Oeste do Pará colocou em pleno funcionamento a Agência Transfusional na última terça-feira, dia 08 de julho, dois dias antes previsto no cronograma de implantação. A Agência Transfusional tem como objetivo o recebimento, armazenamento, seleção, testagem e aplicação de hemocomponentes com a maior segurança e qualidade possível. Cabe, ainda, à Agência Transfusional acompanhar e manter um estoque mínimo de bolsas de sangue para uma possível emergência. A equipe responsável pela Agência é formada pela Dra. Terezinha Leão, o biomédico Dr. Luís Damasceno Langohr e a enfermeira Maria de Fátima Duarte.

FALA MANÉ


O horário eleitoral gratuito, que inicia no dia 19 de agosto, pode ser considerado um financiamento público de campanha, visando a igualdade de condições entre todos os concorrentes realizado através dos meios eletrônicos de comunicação, TV e Rádio. Por serem concessões públicas, o poder público solicita que prestem este serviço. O que acontece na realidade, acaba proporcionando uma sobrecarga considerável na programação, um esforço adicional, principalmente para as pequenas emissoras de rádio espalhadas pelo Brasil, que são obrigadas a veicular o horário eleitoral, sem ganhar absolutamente nada, nem sequer um muito obrigado, ao final das eleições. Em todo o caso, pela maneira como as emissoras de rádio respondem “sim” à intimação da Justiça para colaborar com o processo eleitoral, demostrando responsabilidade política, deveriam merecer dos candidatos, um pouco de empenho, para não utilizarem em seus discursos o famoso besterol. Que fique bem claro, as emissoras são obrigadas a colocar no ar os discursos dos políticos, no entanto, os eleitores não são obrigados a ouvir. Pense nisso!!!!

AUDIÊNCIA

O Brasil não colaborou em nada para a libertação de Ingrid Betancourt das mãos dos guerrilheiros das Farc na Colômbia. Mas, depois do fato consumado, está aparecendo uma porrada de heróis. Betancourt revelou a um jornal que recebia uniformes e cigarros brasileiros. E que ouvia também rádios do Brasil. A suspeita é de que seu cativeiro ficava na Amazônia brasileira. Sendo assim, com certeza, acompanhava o nosso programa Rota 2008, na Rádio Rural de Santarém. Mercí, gracias.

SAÚDE E ALEGRIA


A Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA) vai realizar durante três dias, mais uma etapa do Projeto "Gente que Cuida de Gente". Os moradores das Vilas de Arapixuna, Aritapera e Tapará Grande vão receber ações de saúde, como consultas médicas, atendimentos odontológicos e serviços em Cidadania. Os atendimentos serão realizados das 08h00 às 17h00 no barco Abaré, do Projeto Saúde e Alegria, a partir da próxima sexta-feira. A SEMSA definiu o seguinte cronograma de atendimento:
Sexta-feira (11/07) - Vila do Arapixuna ## Sábado (12 /07) - Vila do Aritapera ##
Domingo (13/07) - Tapará Grande

MOTINHAS

____________________________________________________________



Segundo o cartório do 2º Ofício de Registro, que atende diariamente com um posto avançado as famílias carentes que procuram o hospital da Santa Casa de Misericórdia do Pará, quarenta e cinco bebês morreram em junho e três já confirmadas em julho, totalizando quarenta e oito em apenas 16 dias. O número total de mortes do período de janeiro até a última quarta-feira/09, chega a 230 bebês. Isso é uma vergonha, como diria o jornalista Boris Casoy. ●●● Ao longo dos meus 56 anos de idade, 38 de jornalismo, nunca tomei conhecimento de um fato lamentável envolvendo aquela velha instituição de saúde, ainda me lembro do saudoso médico Victor Paz, que foi diretor por muitos anos, chegando a ser eleito deputado estadual por vários mandatos. ●●● A partir deste ano, as prestações de contas parciais dos gastos de campanha, que antes eram entregues pessoalmente à Justiça Eleitoral, poderão ser feitas também via Internet. Os técnicos do Tribunal Regional do Pará (TRE) vão se reunir com os representantes dos partidos políticos para esclarecer as normas para prestação de contas. ●●● Portaria da Polícia Civil, publicada na última terça-feira/8, no Diário Oficial do Estado, autoriza a instalação de uma delegacia de repressão ao crime organizado na Superintendência Regional do Baixo e Médio Amazonas. A nova delegacia ficará no município de Santarém, o responsável pela delegacia é o competente delegado Carlos Mota. O objetivo é reforçar o trabalho da polícia no interior do Estado e coibir a ação de grupos criminosos. ●●● Recebemos e-mail do amigo Padre Auricélio Paulino, de Bad Hoffen (Alemanha), quando na oportunidade parabenizou diretores e funcionários, lembrando o seu fundador, saudoso Dom Tiago, pela passagem dos 44 anos da Rádio Rural. Auricélio é nosso leitor no Impacto e Portal na Hora. Obrigado meu bom pastor. ●●● Ainda bem que a Justiça não esqueceu das autoridades envolvidas no episódio da menor que ficou presa por 20 dias em uma delegacia de Abaetetuba, com 20 marmanjos. Todos vão responder criminalmente. ●●● Secretário Municipal de Saúde, Emmanuel Silva, contratou dois médicos da capital do Estado, especialistas em cirurgia geral e ortopedia, para atender no Pronto Socorro do Hospital Municipal. ●●● Acontece nesta sexta-feira/11, na Sygnus Clube, a grande festa comemorativa aos 44 anos da Rádio Rural. Quarteto Show & Cia e Trio Para Amar, serão as atrações. Está de parabéns a Universidade da Comunicação do Oeste do Pará. ●●● Presidente da Câmara Municipal de Santarém, José Maria Tapajós, apesar do recesso parlamentar, continua dando expediente interno no Poder Legislativo. ●●● Na próxima terça-feira/15, estará aniversariando a senhora Nazaré Xavier, recebe abraços de parabéns do marido Valber Xavier e filhos Camila e Marcelino Neto, da sua mãe e de uma legião de amigos. ●●● Nesta sexta-feira/12)], tem Cléo & Banda no Fluminense, uma boa oportunidade para curtir a gostosa Loira Gelada (Nova Schin), a linda Ruiva Destilada e a Bela Morena Quente. Fui.
GEOGRAFIA
Esplendor do rio Amazonas, o maior do planeta

Brasília (10 de julho) – Está comprovado que o rio Amazonas, localizado na América do Sul, é o maior rio do mundo, 140 quilômetros mais longo do que o rio Nilo, na África, tido como o mais comprido do planeta. A comprovação foi feita por uma das mais sérias instituições científicas do Brasil, o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), que utilizou dados obtidos em expedição à nascente do Amazonas e imagens de satélite. Os livros de geografia devem ser reeditados. A pesquisa será apresentada à comunidade científica no Simpósio Latino-Americano de Sensoriamento Remoto, em setembro, em Cuba.
Agora, o rio Amazonas mede 6.992,06 quilômetros e o Nilo, 6.852,15 quilômetros. O Amazonas nasce no rio Apurimac, na parte ocidental da cordilheira dos Andes, no sul do Peru, e deságua no oceano Atlântico. O Nilo nasce no rio Kagera, próximo à fronteira entre o Burundi e Ruanda, na África, e deságua no mar Mediterrâneo. Segundo o Atlas Geográfico Mundial, a extensão do Nilo é de 6.695 quilômetros e a do Amazonas, de 6.515 quilômetros.
A equipe que chegou a essa conclusão, divulgada em julho, foi chefiada pelo geólogo Paulo Roberto Martini, 60 anos, da Divisão de Sensoriamento Remoto do Inpe. Ele comentou que as medições anteriores foram feitas sem o uso de metodologias científicas: “Esse resultado mostra que, às vezes, as verdades mais bem estabelecidas têm de ser revistas porque podem simplesmente não ser verdade. Pelo menos desta vez não temos acho. Temos metodologia científica e, por essa leitura, por essa interpretação, você pode colocar nos livros que o Amazonas é maior do que o Nilo”.
Em junho de 2007, uma expedição, que incluía representantes do Inpe, do Instituto Geográfico Militar do Peru, da Agência Nacional de Águas (ANA) e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), já havia determinado a nascente do rio Amazonas. Desde o início dos anos 1990, cientistas do Inpe se debruçam sobre o gigante, por meio de sensoriamento remoto e geoprocessamento, tecnologias utilizadas no Programa Espacial Brasileiro. Foram utilizadas imagens dos satélites norte-americanos Landsat, distribuídas pela Nasa, a agência espacial dos Estados Unidos. Os pesquisadores marcaram o traçado dos dois rios e, com ajuda de um programa de computador, calcularam a extensão deles da a nascente à foz.
Em maio de 2008, o vice-presidente da Sociedade Geográfica de Lima, professor Zaniel Novoa, após 12 anos de investigações, confirmava a versão do explorador polonês Jacek Palkiewicz, que, em 1996, localizou a nascente do Amazonas e afirmou que o rio sul-americano era mesmo o maior do mundo. Até a segunda metade do século XX, os geógrafos apontavam o Nilo como o maior. Desde que o Amazonas foi batizado, em 1500, foram identificadas nascentes em vários pontos do Peru, contudo a nascente verdadeira encontra-se a 5.179 metros de altitude, próximo do monte nevado Quehuisha, na região sul de Arequipa, no Peru.

Mar Doce

O Amazonas foi chamado pelo navegador espanhol Vicente Yañez Pizón, em 1500, de Mar Doce; o também espanhol Francisco Orellana mudou-o para Amazonas, em 1542. O colosso marrom, que no estado do Amazonas recebe o nome de Solimões e nos estados do Pará e Amapá, de Amazonas, é a espinha dorsal da maior bacia hidrográfica do mundo, formada por 7 mil afluentes, abrangendo uma área, segundo a Agência Nacional de Águas (ANA), de 6,110 milhões de quilômetros quadrados, no norte da América do Sul, banhando Peru (17%), Equador (2,2%), Bolívia (11%), Brasil (63%), Colômbia (5,8%), Venezuela (0,7%) e Guiana (0,2%). Só a bacia do rio Negro, afluente da margem esquerda do Amazonas, contém mais água doce do que a Europa.
Da nascente até 1.900 quilômetros, o Amazonas desce 5.440 metros; desse ponto até o Atlântico, a queda é de apenas 60 metros. Suas águas correm a uma velocidade média de 2,5 quilômetros por hora, chegando a 8 quilômetros, em Óbidos, cidade paraense a mil quilômetros do mar e ponto da garganta mais estreita do Amazonas, com 1,8 quilômetro de largura e 50 metros de profundidade.
Fora do estuário, a parte mais larga situa-se próxima à boca do rio Xingu, à margem direita, no Pará, com 20 quilômetros de largura, mas nas grandes cheias chega a mais de 50 quilômetros de largo, quando as águas sobem ao nível de até 16 metros.
O Amazonas é navegável por navios de alto-mar da embocadura à cidade de Iquitos, no Peru, ao longo de 3.700 quilômetros. Seu talvegue, nesse curso, é sempre superior a 20 metros; chega a meio quilômetro de profundidade próximo à foz. A bacia amazônica conta com 25 mil quilômetros de rios navegáveis.
A vazão média do rio-mar é de pelo menos 200 mil metros cúbicos de água por segundo, o suficiente para encher 8,6 baías da Guanabara em um dia. No Atlântico, despeja, em média, 400 mil metros cúbicos de água por segundo; chega, portanto, a despejar 600 mil metros cúbicos de água por segundo no mar. Num único dia, o Amazonas deságua no Atlântico mais do que a vazão de um ano do rio Tamisa, na Inglaterra. O colosso contém mais água do que os rios Nilo, na África; Mississipi, nos Estados Unidos; e Yangtzé, na China, juntos.
O Amazonas despeja também no mar 3 milhões de toneladas de sedimento por dia, 1,095 bilhão de toneladas por ano. O resultado disso é que a costa do Amapá está crescendo. A boca do rio, escancarando-se do arquipélago do Marajó, no Pará, até a costa do Amapá, mede 240 quilômetros, e sua água túrgida de húmus penetra 320 quilômetros no mar, atingindo o Caribe nas cheias e fertilizando o Atlântico com 20% da água doce do planeta.
O húmus despejado pelo gigante no Atlântico torna a costa do Amapá uma explosão de vida marinha, o ponto mais rico da Amazônia Azul, no Brasil mais mal-guardado pela Marinha de Guerra e menos estudado pela academia.“O que me intriga, não apenas no conteúdo da educação fundamental brasileira, mas também na base de informações científicas e acadêmicas no Brasil, é a pobreza de informações ambientais e biológicas sobre essa região, batizada de Mar Dulce pelo navegador espanhol Vicente Yañez Pinzón, em 1500, mesmo ano em que Cabral achava o Brasil” – comenta o oceanógrafo Frederico Brandini.
Brandini lembra que, no Amapá, as autoridades estão pouco preocupadas com o estudo da Amazônia Atlântica. Na Amazônia, não há sequer um curso de oceanografia e as costas do Amapá e do Pará são um inacreditável banco de vidas marinhas, coalhado de piratas, que vão lá pegar, de arrastão, lagostas, camarão pitu e outros frutos do mar. Pescadores paraenses já capturaram na altura da Vila de Sucuriju, no município de Amapá, marlim azul de meia tonelada. Nem Ernest Hemingway, no Gulf Strean, conseguia espadarte desse porte.

Abrajet Pará assume página de turismo de ´O Liberal´


Uma reunião entre membros da diretoria da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo (Abrajet Pará) com o diretor de Marketing das Organizações Rômulo Maiorana, Guarany Júnior, formalizou parceria entre a entidade e o jornal O Liberal para publicação de uma página semanal especializada em turismo.
O novo espaço, que estréia na primeira semana de agosto, surge para valorizar o jornalismo especializado na área, atrair investidores e fortalecer a atividade turística no Pará, como afirma a presidente da Abrajet Pará, Benigna Soares.
Para Guarany Júnior o espaço é importante para o veículo de comunicação das Organizações Rômulo Maiorana e deve revelar iniciativas e produtos inovadores no turismo.Participaram da reunião, além da presidente Benigna Soares, a vice-presidente da Abrajet Pará, Christina Hayne, o diretor de Comunicação da Abrajet, Nilton Guedes, o associado Pedro Medina e o diretor jurídico da Abrajet Cidclay Oliveira.

7/09/2008

José Wilson Malheiros da Fonseca


LIBERDADE DE IMPRENSA

Quando publiquei meu livro “Jornalistas sem Diploma”, prefaciado pelo então Presidente do Tribunal Superior do Trabalho, o saudoso Ministro Orlando Costa, eu disse, ao abrir a obra, que “se juiz do trabalho não fosse, eu gostaria de ter sido jornalista, pois o julgador e o profissional da imprensa se parecem, na medida em que ambos não podem ser misoneístas e devem permanecer vigilantes, procurando o que há de mais sublime em suas profissões: o desmascaramento de falsos mitos, a aversão pelas soluções perfeitas e acabadas e a busca constante da verdade possível.”
Até hoje, como sabem, a tese que ali defendi ainda é vitoriosa perante a maior corte de justiça do país, o Supremo Tribunal Federal, o que me orgulha como paraense.
Na realidade, escrevo em jornais desde 1964, quando era colaborador e quase um faz tudo no valoroso “Jornal de Santarém”, de propriedade do Sr. Arbelo Guimarães.
E é com essa experiência razoável que afirmo não gostar quando vejo a imprensa censurada principalmente por pressões de grandes grupos políticos e econômicos.
Sei que de certa forma sou um sonhador, pois a realidade muitas vezes é bem outra.
Mas a liberdade de imprensa deve ser preservada a todo custo em benefício dos ideais da democracia, do chamado Estado de Direito.
Mas vejam bem. Há uma distância quilométrica entre exercitar uma imprensa livre para bem informar (vezes sem conta com o sacrifício até da própria vida, como nos regimes totalitários) e servir-se de um jornal, de uma revista, para difamar, injuriar, dilapidar a honra e a reputação alheia.
Liberdade de imprensa é um direito e como tal tem que ser usado dentro da lei. A partir daí vêm os abusos, os excessos que entram no campo da ilegalidade.
Thomas Jefferson, o grande estadista americano, fez uma afirmação que se tornou um marco, um parâmetro espetacular quando se fala de liberdade de imprensa: "Fosse deixado a mim decidir se deveriam ter um governo sem jornais ou jornais sem um governo, não hesitaria um momento em preferir este último".
Para ele, a liberdade de imprensa vale mais que a própria idéia de um Estado politicamente organizado. Vejam só a grandeza desse valor.
Esse princípio ele vem consagrado em nossa Constituição Federal, no seu art. 220. Basta ir lá e ler. Mas se a lei maior consagra essa liberdade com amplidão, esse campo aberto não pode ceder às tentações canalhas de brincar com a honra de quem quer que seja.
Quantas vidas, quantas reputações já foram jogadas no lixo por causa de informações, de reportagens desastradas. É essa a liberdade que queremos?
O público, o cidadão merece o maior respeito. E uma das maiores demonstrações de respeito é passar a informação autêntica, sem menosprezar quem quer que seja.
Tomara que meu sonho um dia se torne realidade.

jwmalheiros@hotmail.com

7/08/2008

Icoaraci ganha um novo site


Icoaraci, a minha Vila Sorriso, ganhou um novo site. Trata-se do http://www.icoaracionline.com.br/, no ar desde a 1º quinzena de junho, criação do engenheiro de informática Paulo de Tarso Eremita da Silva Junior e da sua mulher Karina. A estória desse site vem de longa data. Remonta a seis aos atrás.
Paulinho, como é mais conhecido, estudava na Universidade Federal do Pará e sempre foi fissurado por informática e tecnologia da informação.
Filho de peixe, peixinho é. O seu pai, o Paulo 1 – rebento querido do Major Eremita, que já se encontra no astral superior - um cara muito bacana, sempre foi um dos primeiros alunos no colégio; se destacava nas matérias técnicas e só tirava NOTA 10.
Não foi difícil ingressar na faculdade; fazer um curso primoroso, sempre com destaque e crescer. Atualmente é tecnólogo e professor de algumas faculdades oficiais e particulares.
Paulinho – que tem o mesmo nome do pai – seguiu-lhe as pegadas.
Para encurtar a história: o nosso herói juntamente com a Karina – sua namorada desde menino – na época inventaram um site. Já existia um outro, icoaraci@com.com.br. Eles criaram o icoaracy@com.br, ou seja, icoaracy com “y”. O site ficou quase um ano no ar; Problemas diversos, inclusive os estudos na UFPa, impediram-no de continuar.
Mas Paulino não desistiu. Ele me disse: amigo um dia quando me formar e tiver mais tempo e mais conhecimento, vou botar no ar um site legal, bonito, versátil e genuinamente pé redondo – apelido atribuído a quem é filho da terra… já que cada icoaracioense tem pelo menos uma bicicleta.
Um lustro e pouco depois, Paulinho cumpre a promessa.
Portanto, amigos, acessem o site “pé redondo” e divulguem.
Icoaraci precisa de mais espaço, de mais amor, carinho respeito e progresso.
O novo site http://www.icoaracionline.com.br/ - Portal da Vila Sorriso está no ar.
Sou suspeito para falar – já que sou colunista -, mais em nome do povo de Icoaraci dou-lhe as Boas Vindas.
Um abraço Paulinho e Karina.
Vamos continuar juntos!

7/07/2008

Funtelpa promove concurso para nova logomarca da “Feira do Som”


A Fundação de Telecomunicações do Estado do Pará - FUNTELPA, vai escolher, por meio de concurso, a nova logomarca e vinheta da Feira do Som, um dos programas de maior audiência da Rádio Cultura FM. A Feira se caracteriza pela sua diversificação musical: das relíquias aos mais recentes lançamentos, o programa é uma grande vitrine das artes em geral. Além de divulgar o mercado musical, também tem o caráter informativo cultural destacando os principais shows, eventos, peças de teatro, literatura, entre outras programações artístico-culturais que acontecem no Estado.
O objetivo dos concursos é escolher a proposta de vinheta e logomarca que serão usados pelo programa e nos outros veículos da FUNTELPA. A vinheta, por exemplo, deverá ter de 15 (quinze) a 30 (trinta) segundos; ser apresentada nas versões wave (tradicional) ou .mp3; ser produção original e de autoria do candidato.
Feira do Som – um dos antigos programasa da emissora - é apresentado de segunda a sexta-feira de 12 às 14 h, sob o comando do jornalista e radialista Edgar Augusto Proença.
Veja o edital do Concurso para a logomarca:

CONCURSO “LOGOMARCA DO PROGRAMA FEIRA DO SOM”
REGULAMENTO
CAPÍTULO I
DO CONCURSO E SEU OBJETIVO
Art. 1º - A Fundação de Telecomunicações do Estado do Pará - FUNTELPA, institui o CONCURSO “Logomarca do Programa FEIRA DO SOM”, por ser o programa Feira do Som um dos programas de maior tradição e audiência da Rádio Cultura FM, caracterizado pela sua diversificação musical: das relíquias aos mais recentes lançamentos, o Programa é uma grande feira de arte em geral. Além de divulgar o mercado musical, também tem o caráter informativo cultural destacando os principais shows, eventos, peças de teatro, literatura, entre outras programações artístico-culturais que acontecem no Estado.
Art. 2º - O objetivo do concurso “Logomarca do Programa FEIRA DO SOM” é
escolher a melhor proposta de logomarca a qual será adotada pelo Programa “Feira do Som”, veiculado na Rádio Cultura FM.
Parágrafo Único - A logomarca vencedora fará parte de folders, cartazes, impressos, envelopes e outras peças definidas pela Fundação para a divulgação do programa “Feira do Som”.
CAPÍTULO II
DA PUBLICIDADE DO CONCURSO
Art. 3º - O lançamento do concurso será feito pela FUNTELPA, através de
publicação no Diário Oficial do Estado, da disponibilização do regulamento no site www.portalcultura.com.br.
Parágrafo único - Termos Aditivos ou avisos complementares poderão ser
publicados a juízo da Comissão Organizadora do Concurso.
CAPÍTULO III
DOS PARTICIPANTES
Art. 4º - Poderá participar do concurso, de que trata este Regulamento, qualquer
cidadão brasileiro e, em especial os profissionais ou iniciantes nas áreas de design gráfico e criação publicitária, comprovada com a declaração do Instituto de Ensino ou diploma reconhecido pelo MEC, e que preencham os seguintes requisitos:
I - idade mínima de 18 anos;
II - não possua vínculo empregatício com a FUNTELPA;
III - não participe como membro da Comissão Avaliadora;
IV- não possua grau de parentesco até 2° (segundo) grau com os servidores da
instituição promotora e demais órgãos envolvidos no certame.
CAPÍTULO IV
DAS INSCRIÇÕES
Art. 5º - As inscrições para o concurso deverão ser protocoladas, ou postadas, pelos concorrentes ou seus procuradores, no período de 24 de junho a 07 de agosto de 2008, das 9h às 17h, horário de Brasília, de segunda-feira a sexta-feira, na sede da Fundação de Telecomunicações do Pará – FUNTELPA (Av. Almirante Barroso, 735, Bairro do Marco, CEP: 66.093-020, em Belém do Pará), mediante entrega, no Departamento de Licitações, da Ficha de Inscrição do Concurso, disponível no site http://www.portalcultura.com.br/, devidamente preenchida, acompanhada do exemplar da logomarca, em 06 (seis) vias, devendo contemplar as diversas apresentações de uma logomarca em papelaria e nas opções em policromia e preto e branco (p/B), com sua justificativa conceitual e de um CD contendo os arquivos digitais referentes à logomarca, os arquivos deverão estar salvos no programa de arte visual “Photoshop”, acompanhados dos arquivos das fontes utilizadas.
§ 1º - A apresentação da logomarca deve obedecer aos requisitos estabelecidos no Capítulo V deste Regulamento.
§ 2º - O CD deve conter os arquivos digitais relativos à logomarca, em imagem de
alta resolução, para ser reduzida ou ampliada, sendo aceitos somente formatos: tiff ou .psd.
§ 3º - O trabalho da logomarca, juntamente com a Ficha de Inscrição, a justificativa conceitual e o CD, deverá ser colocado em envelope lacrado, próximo ao tamanho A4.
§ 4º - Não será aceita inscrição após o horário e período definidos no caput deste
artigo.
§ 5º - Os participantes poderão apresentar apenas um trabalho.
Art. 6º - A assinatura do participante, na Ficha de Inscrição do Concurso, implicará na sua aceitação plena das condições estabelecidas neste Regulamento.
Art. 7º - Serão considerados inscritos os participantes que fizerem a entrega do
envelope contendo, além das 06 (seis) vias da Logomarca, a justificativa conceitual, o CD, a Ficha de Inscrição, devidamente preenchida e assinada até a data estabelecida neste edital.
Parágrafo único - Só serão aceitos trabalhos realizados por pessoas físicas.
CAPÍTULO V
DA FORMA DE APRESENTAÇÃO DOS TRABALHOS
Art. 8º - Serão apreciados os trabalhos que forem:
I. originais e inéditos;
II. apresentados em papel fotográfico ou couchè, tamanho A4, branco, impresso
em apenas uma face, gramatura livre, nas suas cores originais, totalizando 06
(seis) vias;
III. acompanhados de um CD, contendo os arquivos digitais referentes à
logomarca;
IV. redigidos em língua portuguesa, de acordo com a norma culta, no caso de
trabalhos com textos;
§ 1º - Os trabalhos poderão ser executados em qualquer técnica.
§ 2° Os trabalhos realizados em técnicas manuais devem ser enviados com cópias que podem ser em cópia colorida, de alta qualidade, e respeitando a forma de apresentação deste regulamento.
§ 3º - Os trabalhos não podem ser assinados ou possuírem qualquer tipo de
identificação do autor, nem mesmo no verso do trabalho, ou outra forma que comprometa o seu anonimato, restringindo-se apenas ao preenchimento do formulário de inscrição.
§ 4º - Aqueles trabalhos que sofrerem danos por descuido em sua emissão serão
eliminados do processo de seleção.
§ 5º - Os trabalhos deverão vir acompanhados de justificativa conceitual, no máximo em uma folha A4, com 06 (seis) cópias, impressas em apenas uma face, fonte Arial, corpo
12, espaçamento 1,5, todas as margens com 2,5 cm.
§ 6º - Não serão aceitos os trabalhos que não observarem as exigências estabelecidas neste Regulamento.
CAPÍTULO VI
DA COMISSAO DE AVALIAÇÃO DOS TRABALHOS
Art. 9° - Os trabalhos serão avaliados por uma Comissão Avaliadora, designada pela Presidente da Funtelpa, formada de 05 (cinco) membros, sendo dois deles designers gráficos, todos de livre escolha da Funtelpa.
Art. 10 - Compete à Comissão Avaliadora proceder à pré-seleção dos trabalhos de
acordo com os critérios definidos neste edital (1a etapa);
Parágrafo Único. A apreciação dos trabalhos pela Comissão Avaliadora deve se
pautar pela elegibilidade, ou seja, os trabalhos que não estiverem em consonância com o presente Regulamento serão automaticamente desconsiderados, não cabendo qualquer recurso do participante.
Art. 11. Compete à Comissão Avaliadora escolher, dentre os trabalhos préselecionados, o trabalho vencedor, através de notas atribuídas a cada proposta.
§ 1º - Se a Comissão Avaliadora decidir que nenhum dos trabalhos apresenta os
requisitos exigidos, lavrará ata sucinta, esclarecendo as razões de sua decisão, da qual não cabe recurso.
§ 2º - As decisões da Comissão serão encaminhadas à Presidente da FUNTELPA
Art. 12. São critérios que orientarão o julgamento dos trabalhos, pela Comissão
Avaliadora:
I. criatividade (visão nova de logomarca);
II. originalidade (desvinculação de outras logomarcas existentes);
III. comunicação (transmissão da idéia e universalidade);
IV. aplicabilidade (seja em cores, em preto e branco, em variadas dimensões e
sobre diferentes fundos);
V. relação com a Missão, Visão e os Princípios do Programa “Feira do Som”.
Art. 13. A sessão, ou as sessões, de julgamento final dos trabalhos, será realizada no Departamento de Licitações da FUNTELPA.
CAPÍTULO VII
DA CLASSIFICAÇÃO
Art. 14. A Comissão Avaliadora se reunirá em separado, para conferir pontos a cada um dos trabalhos, considerando os critérios definidos no art. 14 deste Regulamento.
§ 1º - Os trabalhos receberão, de cada membro da Comissão Avaliadora, pontos que variam de 1 (um) a 10 (dez), com opção de nota fracionada em 0,5 (meio) ponto.
§ 2º - A classificação se dará pela ordem decrescente de pontos, resultante da soma dos pontos individuais dados pelos membros da Comissão a cada trabalho.
§ 3º - Havendo empate, a Presidente da FUNTELPA proferirá o voto de desempate.
Art. 15. O Resultado do Concurso será anunciado pela Presidente da FUNTELPA
no site, www.portalcultura.com.br, em 12 de agosto de 2008, afixado na sede da
FUNTELPA, além da publicação no Diário Oficial do Estado.
Art. 16. A verificação, em qualquer etapa do Concurso, de irregularidade,
inexatidão de dados ou falsidade de declaração implicará na eliminação do candidato e na anulação de todos os atos dela decorrentes, sem prejuízo das sanções civis e penais cabíveis.
Art. 17. A decisão da Comissão Avaliadora será soberana e de caráter irrevogável, não cabendo qualquer recurso por parte do participante.
CAPÍTULO VIII
DA PREMIAÇÃO
Art. 18. Será premiado apenas o autor do trabalho classificado em Primeiro Lugar, com a importância de R$ 3.000,00 (três mil reais), proveniente de patrocínio da Secretaria de Estado de Cultura.
Parágrafo Único. Será concedido, também, ao participante cujo trabalho tenha sido classificado em Primeiro Lugar, um certificado de “1o Colocado no Concurso Logomarca do Programa “Feira do Som”’.
Art.19. O prêmio será entregue pela Presidente da FUNTELPA, em solenidade com data a ser definida, para a qual será dada ampla cobertura.
CAPÍTULO IX
DISPOSIÇÕES FINAIS
Art. 20. O trabalho inscrito no concurso e classificado em Primeiro Lugar terá sua propriedade intelectual cedida de pleno direito e por prazo indeterminado à FUNTELPA, devendo o vencedor assinar o Termo de Cessão de Direitos Autorias, conforme documentos, não cabendo à Fundação quaisquer ônus sobre seu uso, pagamento de cachês, direitos autorais e outros pagamentos/ressarcimentos que venham a ser reivindicados pelos participantes do Concurso, inclusive sendo-lhe permitido fazer adaptações, visando a sua adequação ao conceito do Programa “Feira do Som”.

REGINA LÚCIA ALVES DE LIMA
Fundação de Telecomuncações do Pará